NASA anuncia planos para destruir a Estação Espacial Internacional

Tempo de leitura: 2 min.

Depois de anos de exploração, a NASA finalmente decidiu como quer aposentar a Estação Espacial Internacional (ISS).

Crédito: NASA

Conforme detalhado em uma nova declaração, a agência espacial espera manter o posto avovo de envelhecimento vivo até o final de 2030. Depois disso, ele fará a estrutura maciça mergulhar em direção a uma região remota do Oceano Pacífico conhecido como ponto Nemo.

A NASA está dizendo que essa aposentadoria é uma “transição de operações para serviços comerciais“, reiterando sua ênfase no apoio ao empreendimento público-privado na órbita da Terra.

Em um Plano de Transição da ISS oficial enviado ao Congresso, a NASA detalhou seus planos para finalmente tirar a ISS de órbita. Primeiro, o controle da missão vai acionar os impulsionadores para diminuir lentamente a altitude da estação. Uma vez perto da atmosfera da Terra, em torno de janeiro de 2031, ela realizará sua manobra final para garantir que ela cairá na “área desabitada Oceânica do Pacífico Sul”.

Essa área é um local popular para as nações afundarem seus detritos espaciais, com países derrubando mais de 263 peças desde 1971.

Robyn Gates, diretora da Estação Espacial Internacional da NASA, disse no comunicado:

“A Estação Espacial Internacional está entrando em sua terceira e mais produtiva década como uma plataforma científica inovadora em microgravidade. Esperamos maximizar esses retornos da estação espacial até 2030 enquanto planejamos a transição para destinos espaciais comerciais que se seguirão.”

Embora a ISS possa ser aposentada em breve, a NASA já está olhando além dela para o futuro. A agência está trabalhando com parceiros comerciais para anexar módulos de encaixe à estação e também espera estabelecer pelo menos uma das três estações espaciais comerciais com a ajuda da indústria privada.

A NASA também planeja enviar astronautas para a Lua bem antes da aposentadoria da estação. Listada sob uma meta de exploração do espaço profundo até 2030 no plano de transição, a agência espera usar a ISS como “um análogo para uma missão de trânsito em Marte”.

Será o triste fim de uma das maiores cooperativas científicas internacionais já realizadas e pode muito bem marcar o declínio da abordagem multinacional para pesquisa e exploração espacial. Tanto a China quanto a Rússia, por exemplo, esperam estabelecer suas próprias estações espaciais nos próximos anos. A China, por exemplo, já enviou astronautas para habitar os primeiros módulos em órbita e planeja que sua estação esteja totalmente operacional até o final do ano.

Por enquanto, os cientistas continuarão seu inestimável trabalho árduo a bordo do envelhecido posto orbital – enquanto ocasionalmente preenchem as rachaduras que estão começando a aparecer nas paredes da estação.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

Estação Espacial InternacionalISSNASAOVNI Hoje
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.