Cientistas avistam água oculta no “Grand Canyon” de Marte

Tempo de leitura: 2 min.

Com a ajuda do ExoMars Trace Gas Orbiter (TGO) da Agência Espacial Europeia, uma equipe de cientistas fez uma descoberta fascinante: um enorme depósito de água no fundo dos Valles Marineris, o sistema de cânions mais profundos daquele planeta e que é dez vezes mais longo e cinco vezes mais profundo que o Grand Canyon.

Sistema de cânions marciano Valles Marineris, onde a água foi encontrada (Foto: ESA/DLR/FU)

O instrumento Detector de Nêutrons Epitérmicos de Resolução Fina (de sigla em inglês, FREND) do orbitador mapeou a quantidade de hidrogênio na camada superior do solo cobrindo a superfície marciana até uma profundidade de cerca de um metro – e fez o achado.

É um local incomum para encontrar água. A maioria das descobertas de água em Marte até agora foram perto das regiões polares do planeta na forma de gelo.

Igor Mitrofanov, pesquisador da Academia Russa de Ciências e principal autor do estudo aceito na revista Icarus, informou em uma declaração da ESA.

“Com o TGO, podemos olhar até um metro abaixo dessa camada empoeirada e ver o que realmente está acontecendo abaixo da superfície de Marte.

FREND revelou uma área com uma quantidade invulgarmente grande de hidrogênio no colossal sistema de cânion Valles Marineris: presumindo-se que o hidrogênio que vemos está ligado às moléculas de água, até 40 por cento do material próximo à superfície nesta região parece ser água.

A área é absolutamente enorme, aproximadamente do tamanho da Holanda, de acordo com o comunicado, o que a torna um lugar altamente promissor para procurar ainda mais água no futuro.

O co-autor Alexey Malakhov disse no comunicado:

“Encontramos uma parte central de Valles Marineris cheia de água – muito mais água do que esperávamos. Isso é muito parecido com as regiões de gelo permanente da Terra, onde o gelo de água persiste permanentemente sob o solo seco por causa das baixas temperaturas constantes.”

Ainda há uma chance de muitos dos depósitos de água estarem presos dentro de minerais, mas há motivos para otimismo.

Malakhov argumentou:

“No geral, achamos que é mais provável que essa água exista na forma de gelo.”

Håkan Svedhem da ESA, coautor que costumava estar na equipe do TGO, disse em comunicado, ligando para a descoberta de um “reservatório de água grande, não muito profundo e facilmente explorável nesta região de Marte”.

“Esta descoberta é um primeiro passo incrível, mas precisamos de mais observações para sabermos com certeza com que tipo de água estamos lidando.”

A descoberta pode nos permitir um melhor entendimento da evolução inicial do Planeta Vermelho, e nos permitir ter uma ideia muito melhor de onde procurar por sinais de vida antiga – ou mesmo lugares que poderíamos um dia habitar.

(Fonte)

Colaboração: Osnir Jr.


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

água em MarteastronomiaOVNI HojeValles Marineris
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.