Avi Loeb fala o que precisava ser dito a Jill Tarter na conferência do SETI

Tempo de leitura: 2 min.

Recentemente, durante uma conferência SETI online, Jill Tarter, co-fundadora do Instituto SETI (Busca por Inteligência Extraterrestre), que se limita a escutar por possíveis ondas de rádio vindas de civilizações alienígenas no Universo em sua “busca”, fez um “ataque” a Avi Loeb.

Avi Loeb, à direita, não deixa para menos e diz esfrega a verdade na cara de todos após declaração de Jill Tarter.

Tarter disse:

“Então, Avi, eu fico um pouco chateada quando você joga toda a culpa na comunidade científica, porque alguns de nós têm pensado e construído instrumentos para encontrar anomalias há bastante tempo. E eu acho que… quando dizemos que se algum dia vamos anunciar tal detecção, que exigiremos evidências extraordinárias, estamos fazendo isso como uma forma de nos diferenciarmos da pseudociência que faz parte da cultura popular dos OVNIs e todos os tipos de alegações de coisas que as pessoas têm detectado. Então, eu… eu não seria tão dura com toda a cultura, Avi.”

Obviamente, Avi Loeb, fundador do Projeto Galileo, que tem sido criticado e atacado por seus colegas cientistas por estar abrindo as portas da ciência para a investigação séria do fenômeno OVNI, não deixou para menos e contra-atacou Jill.

Felizmente para nós, o canal João Marcelo nos trouxe este “barraco” legendado, que pode ser assistido abaixo, mostrando como Avi Loeb responde a Jill Tarter.

Veja:

Não sei quanto a você, mas eu toda a razão para Avi Loeb, pois quando a ciência em sua “ortodoxia” usa as palavras do falecido famoso cientista Carl Sagan, de que “declarações extraordinárias precisam de provas extraordinários” (estou parafraseando aqui), ela, ao mesmo tempo, zomba daqueles que procuram por essas provas extraordinárias. Simplesmente não dá chance a muitos cientistas de fazerem a pesquisa necessária para provar ou desbancar o fenômeno OVNI através do rigor científico. O único rigor sendo utilizado aqui é o rigor da zombaria a qualquer cientista que tentar encontrar essas evidências.

Ainda bem que alguns cientistas agora, como Avi Loeb, estão desafiando esse dogma implantado na ciência. Há pouco tempo, Avi Loeb também contra atacou uma pessoa que fez referência ao que Carl Sagan falou.

Avi disse:

“Conservadorismo extraordinário, leva à ignorância extraordinária!”

Obviamente, como todo e qualquer humano, Avi Loeb não é perfeito. Porém, admiro muito sua coragem de enfrentar a “ignorância teimosa” de seus pares, “peitando” qualquer um que queira colocá-lo para baixo devido às suas iniciativas em prol da procura real por vida extraterrestre inteligente.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares.

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
Avi LoebJill TarterOVNI Hojeprocura por vida extraterrestreSETI
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.