Motor de dobra espacial pode estar próximo de se tornar realidade

Tempo de leitura: 3 min.

Desde a transmissão da série de ficção científica Star Trek (Jornada nas Estrelas), o programa deixou as pessoas perplexas com milhares de perguntas.

A série de ficção científica sempre esteve entrelaçada com a ciência da vida real desde as últimas décadas. Ela inspirou tecnologias que as pessoas usam diariamente.

De muitos eventos notáveis ​​mostrados na série, o warp drive (motor de dobra espacial) foi uma das muitas ideias futurísticas que chamaram a atenção de muitas pessoas em todo o mundo. Na verdade, foi a primeira teoria proposta em Jornada nas Estrelas, permitindo que se viajasse mais rápido do que a luz pela galáxia. Assim, ela se opõem à Teoria da Relatividade de Einstein, a qual diz ser impossível de se viajar mais rápido do que a luz.

Miguel Alcubierre é um físico teórico que em 1994 desenvolveu uma teoria chamada Alcubierre Drive. Ele criou uma bolha dentro do espaço-tempo que iria torcer distâncias tornando possível que qualquer coisa viajasse longas distâncias dentro da bolha. A maioria das pessoas achava que isso fazia sentido teórico perfeito, mas praticamente não era viável.

No entanto, para provar que eles estavam errados, Joseph Agnew, um estudante de graduação da Universidade do Alabama, queria testar a teoria.

Joseph disse:

“Matematicamente, se você cumprir todos os requisitos de energia, eles não podem provar que não funciona.”

Ele continua, citado em um comunicado à imprensa da universidade sobre a palestra:

“Suponha que você tenha uma nave que está na bolha. O que você faria é comprimir o espaço-tempo à frente da nave e expandir o espaço-tempo atrás dela.”

Mas a teoria da relatividade de Einstein é um obstáculo para tudo, já que não há nada que possa viajar mais rápido do que a velocidade da luz. Assim, quando um objeto viaja mais rápido, eles tendem a ficar mais pesados. E quanto mais pesados ​​eles ficam, mais difícil é alcançar a aceleração. Em suma, não é possível chegar à velocidade da luz.

Mas o que é o motor de dobra espacial?

Indiscutivelmente, o motor de dobra espacial é considerado o Santo Graal da exploração espacial. Diz-se que possui a capacidade de ter um sistema de propulsão que pode viajar mais rápido do que a velocidade da luz. Com isso, você não acha que será possível para os humanos chegarem a qualquer canto da galáxia quando quiserem?

Considerando a Teoria da Relatividade de Einstein, com certeza parece que será altamente impossível quebrar o conceito. Mas será mesmo?

A maioria dos escritores de ficção científica nos deu esperanças com muitas imagens da viagem interestelar, mas viajar na luz da velocidade é um absurdo.

Todos nós sabemos, nada poderia viajar mais rápido do que a luz, como explica a teoria de Einstein. A razão é, porque é necessária uma quantidade infinita de energia para acelerar qualquer objeto para massa até a velocidade da luz. A única razão pela qual a luz não é afetada é pelo fato de que os fótons (ou seja, as partículas de luz) não têm massa. Como resultado, qualquer espaçonave viajando à velocidade da luz é altamente impossível.

No entanto, existem duas lacunas aqui:

Se estamos falando de encontrar as chances de viajar para a luz da velocidade, isto significa simplesmente que estamos falando sobre a propulsão de objetos.

Nenhuma proibição menciona viajar o mais próximo possível da velocidade da luz.

O motor de dobra é mesmo possível?

Talvez dobrando as leis da física, seja possível quebrar o limite de velocidade universal. É aqui que a teoria “Alcubierre Drive” foi proposta. Em vez de bater a velocidade da luz, pode ser possível para o impulso de dobra de Alcubierre contornar a velocidade da luz distorcendo o espaço-tempo, assim como na série “Jornada nas Estrela”.

Com base na teoria, a espaçonave em viagem fica dentro da bolha de dobra cercada por um anel de massa negativa. O anel de massa negativa ajudará a diminuir o espaço-tempo na frente da espaçonave e a esticar o espaço-tempo atrás da espaçonave. Isso permitirá que a nave viaje dez vezes a velocidade da luz. Mesmo assim, dentro da bolha, a espaçonave manterá o limite de velocidade universal enquanto a relatividade geral permanece intacta.

Embora possa haver um pequeno problema aqui, isso exigiria uma grande quantidade de massa-energia para fazer o mecanismo de dobra funcionar. Para impulsionar a espaçonave em tal nível, você precisaria da massa equivalente à de Júpiter.

Considere a equação de Einstein aqui, E = mc2. Você não acha que é uma quantidade enorme de energia que você precisa, ainda mais do que o universo será capaz de fornecer?

Então, qual é o truque?

O Dr. Harold Sonny White, engenheiro mecânico e físico da NASA, ainda está tentando encontrar maneiras de resolver a massa-energia necessária. Ele acredita que, dobrando caminhos na física, é provável que seja possível reduzir o requisito de massa-energia mencionado na teoria de Alcubierre. Ele também sugeriu que pode haver pequenas possibilidades de alterar a forma do anel da massa negativa para permitir a exigência de massa de cerca de 700 kg.

White agora está liderando uma equipe de físicos e engenheiros da NASA para construir o interferômetro de campo White-Juday Warp. Trata-se de um interferômetro de divisão de feixe que pode facilmente detectar e gerar a menor bolha de dobra. Talvez isso não leve você instantaneamente para a Galáxia de Andrômeda, mas, eventualmente, você vai chegar lá quando necessário.

Embora seja significativo, ainda estamos um longo caminho antes que a viagem interestelar e a velocidade de dobra se tornem uma realidade. No entanto, com os avanços da tecnologia, as respostas que estamos procurando podem estar próximas o suficiente.

De acordo com “Jornada nas Estrelas”, o motor de dobra espacial foi inventado em 2063.

(Fonte)


Se você dissesse para as pessoas há um século que seria possível ter um dispositivo pequeno em sua mão, com o qual você poderia ter uma comunicação instantânea com qualquer outra pessoa do mundo que tivesse um dispositivo igual, tirar fotos e fazer filmagens coloridas instantâneas, além de inúmeras outras utilidades, você seria chamado de louco ou de mentiroso. Uma pena que eu não viverei o suficiente para ver o motor de dobra se tornar realidade.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

USE O CUPOM OVH10 E GANHE 10% DE DESCONTO!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
astrofísicadobra espacialHarold Sonny WhiteMiguel Alcubierrevelocidade da luzviagem espacial
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.