Rocha espacial causa estrondo sônico no céu do Japão

Tempo de leitura: < 1 min.

Uma rocha espacial deu um grande espetáculo quando recentemente iluminou o céu noturno sobre a região de Kanto, no Japão, e causou um grande estrondo.

A bola de fogo foi espetacular. Crédito de imagem: YouTube / KAGAYASTUDIO

O fenômeno, que chamou a atenção das pessoas que vivem em Tóquio e nos arredores, ocorreu nas primeiras horas da manhã de quinta-feira, por volta das 14h30, horário local.

Testemunhas descreveram um flash verde e roxo brilhante que iluminou o céu por quilômetros ao redor.

O objeto foi capturado por várias estações de monitoramento infra-sonoro e mais tarde foi relatado pela Organização Internacional de Meteoros (de sigla em inglês, IMO) como sendo um meteoroide medindo aproximadamente 1,6 metros de diâmetro.

A IMO escreveu em seu blog:

Conseguimos calcular uma fonte de energia do asteroide que entrou [na atmosfera] de cerca de 150 toneladas de TNT.

Com uma velocidade presumida de 14 km/s uma densidade de 3000 kg/m3, o tamanho seria de cerca de 1,6 metro de diâmetro, com uma massa de cerca de 1,6 toneladas!

Você pode conferir um vídeo da bola de fogo abaixo.

(Fonte)


n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

USE O CUPOM OVH10 E GANHE 10% DE DESCONTO!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

Atenção:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores. Pessoas que insistirem em burlar as regras serão banidas dos comentários.
bola de fogoestrondo sônicoJapãorocha espacial
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.