NASA informa: Cinco asteroides vêm em nossa direção, depois que um que passou mais perto do que a Lua

Tempo de leitura: 2 min.

A NASA está relatando um começo bastante difícil para a semana, já que a Terra está programada para pelo menos cinco passagens de asteroides. E isso ocorre logo depois de outro asteroide passar inesperadamente entre a Terra e a Lua sem que ninguém percebesse.

Quatro das cinco rochas espaciais que passarão “próximas” da Terra (considerando-se as distâncias espaciais) nesta semana foram descobertas apenas em maio, levantando preocupações sobre o quão preparadas são as nossas defesas planetárias. Embora as tenhamos descoberto, é pouco tempo caso precisássemos atirar no céu ou, pelo menos, desviá-las, que são nossas únicas duas opções para evitar um apocalipse de asteroide no momento.

Felizmente, os asteroides, com um tamanho de 14 a 54 metros de diâmetro, sentirão irão passar a uma margem segura de 1,4 milhão a 6,5 milhões de quilômetros, de modo que não há preocupação imediata com um impacto iminente ou chuva de rochas do céu para culminar com incêndios, pandemia, crises econômicas, e agitação social e civil que atormentaram a Terra até agora em 2020.

Datas e tamanhos comparativos dos asteroides. (Tamanhos em pés e distâncias em milhas – Crédito NASA)

No entanto, mais preocupante do que os visitantes celestes desta semana foi um convidado que visitou nosso quintal e partiu antes que alguém notasse – o asteroide 2020 LD, que mede 40 metros de diâmetro.

O LD 2020 passou entre a Terra e a Lua e foi a maior rocha espacial a fazê-lo desde 2011, e ninguém sabia até que ela se foi; passou por nós em 5 de junho, mas não foi descoberta até 7 de junho.

Tendo chegado a 80% da distância entre a Terra e a Lua, cerca de 300.000 quilômetros, os astrônomos do Asteroid Terrestrial-impact Last Alert System (ATLAS) calcularam sua trajetória após o fato.

Até agora, o ATLAS descobriu 46 “asteróides potencialmente perigosos” (PHAs), que medem mais de 140 metros de diâmetro. Embora o LD 2020 não fosse um assassino de planetas, ele ainda era maior que o asteroide de Chelyabinsk, que causou estragos na Sibéria em 2013.

De acordo com as melhores estimativas atuais dos astrofísicos, estima-se que um asteroide com um diâmetro de 500 metros ou mais atinja a Terra uma vez a cada 130.000 anos. Em 13 de abril de 2029, o asteroide 99942 Apophis “raspará” pelos nossos satélites geoestacionários em órbita ao redor do planeta.

Em amarelo, trajetória do asteroide Apophis. Pntos azuis são os satélites geostacionários ao redor da Terra. © NASA / JPL-Caltech


Com um diâmetro de 340m, o Apophis não é exatamente um “assassino de planetas”, mas marcará a abordagem mais próxima de um dos maiores asteroides conhecidos que se espera cruzar com a Terra em um futuro próximo.

O próximo é Bennu, com um diâmetro de 490m, que possui uma pequena chance de atingir a Terra entre 2175 e 2199. Enquanto ainda há um tempo considerável para nós aqui na Terra, o relógio está correndo em termos de organização e montagem nossas defesas planetárias de alguma maneira tangível.

O primeiro treinamento planejado de defesa planetária ocorrerá em 2026, quando a NASA tentará desviar o asteroide Psique usando o chamado ‘impactador cinético’. Isto é, obviamente, se sairmos intactos de 2020.

(Fonte)


n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.