Asteroide voou perigosamente perto da Terra 4 dias após ser descoberto

Tempo de leitura: < 1 min.

Um asteroide passou próximo da Terra no início desta semana, a uma distância de 144.000 km, a passagem mais próxima de um planeta menor observado através de telescópios, disse um comunicado do observatório chinês.

Imagem meramente ilustrativa.

O asteróide chamado 2020 FL2 passou pela Terra em 23 de março, de acordo com a International Asteroid Warning Network e o Minor Planet Center (MPC), sob a União Astronômica Internacional.

Pesquisadores do Observatório da Montanha Roxa da Academia Chinesa de Ciências descobriram o asteroide em 19 de março e o reportaram ao MPC. Em 22 de março, o objeto foi descoberto por 15 estações de observação internacionais.

A rocha espacial recém-descoberta pertence ao grupo de asteroides Apollo e tem um diâmetro estimado de cerca de 20 metros, disse Zhao Haibin do observatório na quarta-feira.

Este é o segundo asteroide descoberto pelo observatório neste mês que voou próximo da Terra.

Em 15 de março, outro asteroide passou próximo da Terra, a uma distância de 328.000 km.

Zhao disse:

Devido ao seu tamanho pequeno e ao voar da direção do Sol, o asteroide era mais difícil de observar do que outros.

Ainda segundo Zhao, o objeto foi descoberto pela primeira vez em 17 de março, dois dias depois de passar pela Terra.

O observatório então reportou ao MPC, que confirmou a descoberta e a designou 2020 FD2.

Segundo Zhao, o asteroide tem uma órbita especial, uma elipse de grande excentricidade, próxima das órbitas de Mercúrio, Vênus, Terra, Marte e Júpiter.

(Fonte)


A distância de 144.000 quilômetros parece ser grande para quem está aqui na Terra, contudo, em termos espaciais é praticamente um raspão na Terra.

Um dia desses poderemos ter outra surpresa, como a que ocorreu em Chelyabinsk, na Rússia.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares.

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
asteroideastronomiaOVNI HojeTerra
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.