Misterioso ‘zumbido’ é detectado em meio a terremotos em Marte

Tempo de leitura: 2 min.

A sonda InSight da NASA detectou o som logo após pousar em Marte em novembro de 2018. O robô estava usando uma ferramenta sismométrica para medir os chamados “marsquakes” (“martemotos”) quando captou o “zumbido\”de fundo do Planeta Vermelho.

A impressão de um artista da sonda InSight. NASA / JPL-Caltech

A sonda também registrou mais de 400 terremotos, confirmando que Marte tem bastante atividade sísmica.

Acredita-se que o zumbido é uma combinação de vento acima e movimento geológico abaixo da superfície marciana, embora a causa exata permaneça um mistério.

O chamado ‘hum‘ (algo como zumbido em inglês) fica muito fora do alcance da audição humana, o que significa que futuros visitantes humanos em Marte provavelmente não serão capazes de ouvir a ‘música’ do Planeta Vermelho.

O planeta também está basicamente tremendo com terremotos à medida que fica mais frio, mostram as leituras do InSight.

Os pesquisadores publicaram suas descobertas em vários periódicos científicos na segunda-feira.

Eles escreveram em um dos estudos:

Descobrimos o infra-som marciano e semelhanças inesperadas entre a turbulência atmosférica na Terra e Marte.

O infra-som é um ruído que fica abaixo do intervalo audível para seres humanos. O fenômeno tem sido um tópico de mistério, fascínio e suspeita na Terra, onde foi responsabilizado como o culpado invisível por muitas doenças. No entanto, a ciência em torno de seus efeitos reais permanece confusa.

Alguns humanos relataram o infra-som como um ‘zumbido’ que os atormenta à beira da audição. O som tem sido relatado com mais frequência em determinadas tecnologias e em áreas específicas, como Windsor, Ontário (Canadá), embora sua causa exata não tenha sido identificada.

Os pesquisadores também já haviam identificado um ‘zumbido’ no planeta Terra, muito parecido com o que agora detectaram em Marte.

O zumbido marciano é um dos vários novos mistérios que os pesquisadores do InSight esperam investigar no futuro.

Bruce Banerdt, o principal investigador do InSight, disse à National Geographic:

É um alívio finalmente poder levantar-se e gritar: ‘Veja todas essas coisas incríveis que estamos vendo’.

O InSight está obtendo suas leituras de uma pequena cratera chamada Elysium Planitia, localizada em um planalto vulcânico que é frequentemente devastado por tempestades de vento e poeira.

Os pesquisadores também reuniram uma grande quantidade de dados sobre a atividade sísmica e o campo magnético da região marciana, que se mostraram 10 vezes mais fortes do que o inicialmente esperado.

A sonda registrou 174 chamados ‘marsquakes‘ nos primeiros 10 meses no Planeta Vermelho, dizem as publicações. Vinte e quatro deles eram moderadamente poderosos, com magnitudes em torno de 3-4, enquanto o restante era menor e de origem incerta. A grande maioria dos terremotos não representaria uma ameaça para os seres humanos na superfície, disseram pesquisadores em entrevista coletiva.

Os terremotos estão sendo causados ​​pela contração de Marte enquanto esfria, disse Banerdt a repórteres na segunda-feira. No entanto, não está claro o que está causando os terremotos individuais.

Banerdt disse aos repórteres:

À medida que o planeta esfria, ele se contrai e, em seguida, as camadas externas quebradiças precisam fraturar para se manter na superfície. Essa é a fonte de estresse a longo prazo.

A colega de Banerdt no projeto InSight, Suzanne Smrekar, também sugeriu outro mistério que ainda pode estar esperando abaixo da superfície marciana.

Ela disse aos repórteres:

Essa área ainda possui atividade em profundidade, talvez incluindo magma quente.

Em outras palavras, Marte está cantando uma música que não conseguimos ouvir – e pode estar escondendo lava que simplesmente não conseguimos ver.

Ainda.

(Fonte)

Colaboração: MaryH


n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
InSightMartemartemotozumbido
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.