Descoberto o ponto mais profundo da Terra continental – fica na Antártica

Tempo de leitura: 2 min.

Os cientistas identificaram um enorme desfiladeiro terrestre que desce 3.500 metros abaixo do nível do mar.

Quando se trata de procurar os lugares mais profundos do nosso planeta, o fundo do mar – e em particular a Fossa das Marianas – é normalmente o primeiro lugar que vem à mente.

No entanto, este cânion descoberto mais recentemente, que desce cerca de 3,5 km abaixo do nível do mar, não está situado no fundo do oceano, mas na Antártica continental – uma parte do nosso planeta que há muito tempo permanece desafiadora para se explorar completamente, devido à sua cobertura espessa Gelo.

A descoberta é visível em um novo mapa detalhado da região polar do sul, criado ao longo de seis anos pelo Dr. Mathieu Morlighem, da Universidade da Califórnia, em Irvine.

Ele disse:

Este é sem dúvida o retrato mais preciso até agora do que está por baixo da camada de gelo da Antártica. As trincheiras nos oceanos são mais profundas, mas este é o cânion mais profundo da terra. Houve muitas tentativas de tocar o leito de Denman, mas toda vez que eles voavam sobre o cânion – eles não podiam vê-lo nos dados do radar.

A calha é tão arraigada que você consegue ecos laterais das paredes do vale e eles tornam impossível detectar o reflexo do leito real da geleira.

Para contornar isso, o Dr. Morlighem combinou os dados de radar existentes com a física de conservação de massa.

O mapa resultante não apenas fornece uma visão extremamente detalhada do continente, mas também permite que os cientistas prevejam melhor como o gelo da Antártica mudará nos próximos anos.

(Fonte)


A Antártica ainda vai dar muito pano para manga.

Ninguém realmente sabe o que existe abaixo da enorme camada de gelo, muitas vezes com quilômetros de espessura.

Há quem diga que lá possa ter sido o lugar perfeito para alienígenas construírem suas bases. Uma alegação difícil de ser provada ou desbancada, pois o acesso àquele continente é restrito a poucos e, mesmo estando-se lá, as condições ambientais tornam qualquer exploração muito difícil.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares.

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
AntárticamistérioTerra
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.