A CIA conhece bem o jogo do desacobertamento dos OVNIs

Tempo de leitura: 2 min.

Os “discos voadores” foram rastreados no radar a velocidades de até 5.800 km/h. Membros respeitados e influentes da comunidade de inteligência se uniram a uma organização privada de OVNIs e declararam que a verdade deveria ser entregue ao povo.

Foto meramente ilustrativa.

A literatura foi enviada a cada membro do Congresso. Um plano foi proposto ao Secretário da Força Aérea para acabar com a confusão pública sobre discos voadores. A imprensa divulgou declarações públicas em andamento.

Se você acha que isso soa como a saga recente da To The Stars Academy – TSSA, você está certo, mas também é verdade que o ano era 1957 e a organização era o Comitê Nacional de Investigações sobre Fenômenos Aéreos (de sigla em inglês, NICAP). A sala de leitura on-line da CIA inclui quatro páginas de títulos de arquivos pertencentes ao NICAP. Entre eles, está uma foto arquivada de um recorte de jornal de 1957, na foto abaixo, descrevendo o apoio ao desacobertamento dos OVNIs realizado por agentes e agitadores da Comunidade de Inteligência.

Foto de recorde de artigo encontrado no site da CIA.

O artigo afirma que os operadores das torres de controle da Califórnia rastrearam quatro discos voadores em velocidades de até 3.600 mph (5.800 km/h). O contra-almirante reformado Herbert B. Knowles do NICAP, havia visto o relatório do radar.

No que pode ser considerado parte da redação do manual da TTSA, o almirante criticou um véu de sigilo em torno dos OVNIs, declarando:

Existe uma necessidade real de romper a evitação oficial de Washington e levar a verdade ao povo.

O artigo continua citando membros respeitados que aderiram ao NICAP, inclusive o ex-DCI Roscoe Hillenkoetter. Os líderes do NICAP também incluíam Joseph Bryan III, um oficial de inteligência de carreira agora conhecido por ser um especialista em propaganda da CIA…

O caso dos discos voadores da Califórnia foi destacado na primeira edição de uma revista do NICAP, o UFO Investigator, que era distribuída aos seus membros. “Cópias também foram enviadas a todos os membros do Congresso”, acrescentou o artigo.

Em conclusão, foi relatado:

O NICAP também propôs ao secretário da Força Aérea, James H. Douglas, um plano de cooperação de oito pontos para acabar com a controvérsia e a confusão pública sobre discos voadores.

Provavelmente a ação precisou de um pouco mais de trabalho.

(Fonte)


Bem, esperemos que esse cenário não se repita agora com a atual “onda” de desacobertamento. É preocupante que parece haver um grande hiato na liberação de mais informações relevantes. Também preocupante é que os “agentes” que trabalham para que tudo não venha à tona não cessaram seus esforços, inclusive com alegações das mais ridículas para justificar os avistamentos de OVNIs dos militares da Marinha.

Este ano praticamente já acabou e com ele estão indo as possibilidades de mais informações neste período. Será que 2020 será diferente?

Quem viver, verá.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
CIAdesacobertamento dos OVNIsdiscos voadoresOVNIsUFOs
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.