Asteroide que matou os dinossauros equivaleu a 10 bilhões de bombas atômicas, diz estudo

Tempo de leitura: 2 min.


Quando uma colossal rocha espacial atingiu a Terra há 66 milhões de anos, onde hoje é a península de Yucatán no México, provocou mudanças generalizadas na Terra e terminou abruptamente o reinado dos dinossauros.

Agora, os pesquisadores estão se concentrando em aprender a extensão do poder destrutivo do asteroide e as consequências imediatas no marco zero, um local agora conhecido como a cratera Chicxulub.

Um novo estudo liderado pela Universidade do Texas em Austin foi direto à fonte, vasculhando o local do impacto e a enorme quantidade de detritos que encheram a cratera imediatamente após a queda da rocha.

Um exame cuidadoso das camadas rochosas que se estendem por centenas de metros revelou que a cratera já estava cheia de detritos nas primeiras 24 horas, com uma estimativa de 130 metros de material preenchendo o buraco aberto naquele primeiro dia.

As camadas de material agem como uma linha do tempo, oferecendo pistas sobre a intensidade do impacto e o poder absoluto que a rocha espacial estava acumulando.

Sean Gulick, principal autor do estudo, informou em comunicado:

Trata-se de um registro expandido de eventos que conseguimos recuperar do marco zero.

Ele nos fala sobre processos de impacto a partir de um local de testemunha ocular.

É difícil estimar o poder liberado pelo impacto, simplesmente porque é incomparável na história da humanidade, e as comparações distorcem qualquer senso de escala. No entanto, na tentativa de colocá-lo em algum tipo de perspectiva, os pesquisadores estimam que o poder era equivalente a 10 bilhões de bombas atômicas da era da Segunda Guerra Mundial, detonando simultaneamente.

Qualquer coisa remotamente próxima ao local do impacto teria sido completamente destruída, e isso inclui a vida selvagem. Mas o verdadeiro golpe mortal ocorreu mais tarde, quando a poeira e os resíduos do impacto cobriram o planeta na escuridão e mataram a vida das plantas em grande escala, derrubando a cadeia alimentar e causando extinções em massa em todo o mundo.

(Fonte)


É fato que naquele local, onde hoje é a Península do Yucatán, uma gigantesca rocha espacial atingiu a Terra. Porém, tenho dificuldades em acreditar que esta foi a causa da erradicação dos dinossauros, pois na época também havia inúmeras espécies de mamíferos, as quais sobreviveram ao evento.

Por que somente os dinossauros teriam sido aniquilados seletivamente, deixando para trás aqueles mamíferos?

Posso estar redondamente errado, mas é muito mais viável uma epidemia viral ter acabado seletivamente com os dinossauros, do que uma rocha espacial.

E, a propósito, também há quem diga que foram os extraterrestres que “limparam” a Terra das espécies mais perigosas, para prepará-la para nossa chegada.

Mas é claro, estas são somente teses, sem nenhuma comprovação.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
asteroidebombas atômicasChicxulubdinossaurosmeteoro
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.