Os ETs não são hostis e estão nos documentado – Major aposentado da Força Aérea dos EUA

Ouça este artigo...
Tempo de leitura: 4 min.

Navegando pela internet encontrei o testemunho incrível de um Major aposentado da Força Aérea dos EUA e PhD em Engenharia Civil, Dr. Milton Torres.

Nos dois vídeos de uma entrevista com ele, que você poderá ver mais abaixo, o Dr. Torres descreve seu avistamento de um OVNI do tamanho de um porta-aviões, enquanto servia a Força Aérea dos EUA na Inglaterra em 1957. Na ocasião, ele recebeu as ordens para derrubar o OVNI, mas, como já era de se esperar, não foi capaz, pois o objeto se retirou numa velocidade incrível.

O Dr. Torres diz ter sido visitado por um “agente”, que lhe disse para não comentar nada sobre o incidente.

O Major aposentado, e provavelmente já falecido (não encontrei informação a respeito disso) também disse estar convencido de que os alienígenas estão visitando e estudando o nosso planeta. Ele também não pensa que os alienígenas sejam hostis e, na verdade, estão preocupados com a possibilidade de ocorrer uma Terceira Guerra Mundial.

No site colinandrews.net, encontrei a narrativa completa do então Major Milton Torres, cuja tradução de alguns trechos importantes pode ser lida abaixo:

Foi uma noite típica inglesa em Kent. A 406th Fighter Wing tinha sido designada para um setor em particular (RAF) e para que o F-86D (jato de combate Super Saber) ficasse em alerta (em
QRA) como um requisito operacional. A data era 20 de maio de 1957…

…Nesta noite particular, o 514th Fighter Interceptor teve uma missão de alerta. Dois F-86D estavam em alerta de 5 minutos na extremidade sul da pista na estação RAF
Manston, aguardando o sinal para se movimentarem…

…Lembro-me da chamada para decolar com bastante clareza e nos foi dado um vetor de 120 graus e um nível de vôo de Angel 32. (32.000 pés de altitude.) Estávamos em voo dentro dos 5 minutos e rapidamente subimos e nivelamos em FL320. Nosso vetor nos levou para fora
sobre o Mar do Norte, a leste de East Anglia…

…Fui informado da situação com bastante clareza! A informação inicial do controle terrestre (no
radar) foi a de que estavam observando durante um tempo considerável, uma sinal que orbitava a área de East Anglia… …Aparentemente, havia muito pouco movimento e, a partir da minha conversa com o GCI (Controle em solo), todos os procedimentos normais de identificação com todas as agências de controle revelou que este era um vôo não identificado, com padrões de voo muito incomuns . Na informação recebida inicialmente, sugeriu-se que um ‘bogey‘ (aeronave não identificada) estava realmente imóvel por um longo período! (Esta foi sobre a área de Ipswich!)

As instruções vieram para ativar “gate“, a fim de acelerar a intercepção. Gate era o termo para usar
potência máxima, no caso do F-86D, que significou o pós-combustão completa e proceder a um
ponto inicial em torno de 32 mil pés. Por esta altitude, meu radar estava ligado e eu já estava procurando pelo “bogey“. As instruções vieram para relatar quaisquer observações visuais ,
à quais eu respondi: “Estou dentro da ‘sopa’ e é impossível ver qualquer coisa!” O tempo estava provavelmente apresentando alto stratus, mas sobre o Mar do Norte naquele clima, nenhum quadro de referência era disponível, ou seja, sem estrelas, sem luzes, sem silhuetas, nada sobre nada. O GCI confirmou o vetor e seu diálogo descrevendo o estranho comportamento do OVNI!…

…ENTÃO RECEBI A ORDEM DE DISPARAR uma salva total de foguetes no OVNI! Eu era apenas um
jovem tenente na época (26 anos) e muito consciente da gravidade da situação. Para
ser sincero, quase caguei nas minhas calças! De qualquer forma, eu tinha minhas mãos cheias tentando voar, procurando por ‘bogeys‘ e agora selecionando uma carga de disparos nos botões de controle. Pedi “autenticação” da ordem para disparar e eu recebi!…

…A autenticação / verificação de fogo foi validada. Eles não estavam brincando! Então selecionei
meus 24 foguetes para a salva…

…Minha volta final foi dada e as instruções foram dadas para eu olhar 30 graus para a esquerda, para o meu ‘bogey‘. Não tive nenhuma dificuldade. Lá estava ele exatamente onde me disseram que estaria, a 30 graus e a 15 milhas (24 quilômetros). O “blip” (sinal) estava queimando um buraco na tela do radar com o sua intensidade incrível. Era semelhante a um “blip” que recebi dos B-52…

Eu consegui uma ‘trava’ (no alvo) que teve as proporções de um porta-aviões! Por isso, quero dizer, o “retorno” do radar foi tão forte que não poderia ser ignorado pelo sistema de controle de fogo no F-86D…

Não posso explicar às pessoas leigas exatamente o que quer dizer, a não ser dizer que foi o melhor alvo que já havia conseguido travar em somente alguns segundos, e estava a exatamente 15 milhas, o que era o alcance máximo para o bloqueio.

Então eu chamei o GCI, ‘Judy‘, o que significa que eu tomaria todas as informações de direção adicionais de meu próprio computador de radar.

… O ponto foi centralizado e apenas pequenas correções eram necessárias. Esta foi uma interceptação muito rápido e o círculo
começou a encolher… …Não havia nenhuma maneira de saber qual era a velocidade real do OVNI, pois ele poderia estar viajando em números mach (velocidade do som) muito altos e eu só podia ver 200 nós negativo…

…Eu relatei ao GCI e… …informei que eu ainda estava na sopa e não conseguia ver nada. Por esta altura o OVNI tinha ‘saído da trava do radar…

…Mais uma vez relatei que ele se foi, apenas para ser informado de que ele agora estava fora do alcance deles também.

Com a perda do blip fora do escopo, a missão acabou. Fomos chamados de volta.

Com o nível de detalhamento técnico que pode ser visto nas declarações originais do Major Milton Torres, não há o que duvidar de seu testemunho.

Veja a entrevista feita com o Dr. Milton Torres abaixo sobre seu avistamento (Para informações de como ativar a legenda em português, embora esta não seja precisa, clique aqui):

Mesmo com a enorme quantidade de registros de atividades de OVNIs por todo o mundo, muitos deles feitos pelos próprios militares, ainda há pessoas que duvidam do fenômeno. Os documentos oficiais foram disponibilizados ao público através da Lei de Liberdade da Informação em vários países, inclusive no Brasil, e muitos daqueles que ainda duvidam do fenômeno é porque não têm conhecimento dessa documentação. A verdade está exposta na nossa cara, e nem precisa olhar para o céu.

Se você está interessado em acessar o  site do Arquivo Nacional (Brasil) para pesquisar os documentos liberados aqui, siga este link: http://sian.an.gov.br/sianex/consulta/pagina_inicial.asp

Abaixo, um artigo interessante que mostra que o governo do Reino Unido ainda está relutante em liberar um dos documentos mais importantes sobre o fenômeno dos OVNIs naquele país, que envolveu militares estadunidenses, um dos quais chegou a tocar o OVNI, mas que sofre hoje com sua saúde debilitada provavelmente devido à sua exposição à radiação daquela nave:

Arquivos secretos recém liberados pelo Reino Unido podem provar o acobertamento militar dos OVNIs

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Egídia dos Santos, Edward de Lima.

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

alienígenasEUAextraterrestresInglaterraMilton Torresovniufo
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (25)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • sanduul

    nao sei se estou com sono mas achei esse texto muito ruim de ler…

    • Alex Vieira

      Nem lí

      • Alex Vieira

        Agora lí, porque será que não acredito nisso? será o pensamento humano que há dualidade em tudo? o bem e o mal mesmo que isto não exista em sua forma concreta?

  • Omega Centauro

    Interessante esse acontecimento.

  • Joao Paulo Jesus Flores

    Sei que existem aqui xtras neutros, xtras um pouco mal e xtras um pouco bom, o que tenho medo é que uma raça mais avançada, mais destrutiva que nunca esteve aqui antes chegue ao nosso Planeta

  • Tmago

    São como a gente, se tem matéria, tem a dualidade, bom&mal ! Isso tudo levando em conta o equilíbrio entre um e outro, o lado benevolente & o lado beligerante. Se tem muitos humanos e tem, q não conseguem conter seu lado animal, para o bem de todos e geral do planeta, Eles LIMPAM. Pra uns serão maus e pra outros bons, e Você, se enquadra aonde ? Foi sem querer querendo….

  • Major Tom Starman

    Se o fato de estarmos sendo “documentados” for verdade, isso acontece desde quando? Há 30, 40, 50 anos? Já não teria dado tempo pra que isso acontecesse? Já não acabou essa documentação? Então, o que estariam “eles” esperando para se manifestar? Ou isso nem vai acontecer?

    • Murilo Ricardo

      a colheita.

  • Johnny Deep

    Muito blah blah blah.
    O piloto não viu o objeto, só aí foi menos 3 pontos de 10.
    Segundo, não disparou quando tinha autorização, ordem, alvo travado. Aí são -2 pontos.
    Terceiro, o título da notícia fala que os ovnis não são hostis, o observador não disse que eles não são hostis ao longo da materia, ou seja, ao ler o texto em nenhum momento foi mencionado se eles são hostis ou não. Apenas o narrador (N3N3) descreveu hostilidade. Menos 1 ponto.
    Quarto, o observador fez contato telepático, foi abduzido ou falou que achava que os ovnis são paz e amor? Menos 2 pontos.
    Na minha escala está notícia ganhou nota 2.

    • Felipe

      Acho que as informações adicionais estão nos vídeos.

    • Paulo Henrique

      Beleza sabichão, se você está falando…

      • Johnny Deep

        Sou não. É apenas meu ponto de vista.

        • Marcelino Melo

          Viste os vídeos?

    • Johnny Deep

      Irmãos das estrelas, os humanos possuem o celebro de carne, não fazem por mal. A intolerância a pontos de vistas alheios e a polarização de opiniões estão mais frequentes neste cantinho do espaço, como era previsto para seres com celebro de carne.
      Fonte: Johnny Depp, visitante das estrelas.

      Falando sério agora: eu espero que este site não se torne um UOL. Apaguei o comentário inicial, pois não quero polêmicas e sim a verdade sobre eles. Quando o assunto é sobre “eles”…deixa pra lá o que eu ia falar…

  • Navegador Maluco

    Gosto muito de ouvir depoimentos de militares, são sempre muito precisos nas respostas, no entanto em nenhum momento ele entrou em contato com o controlador do ovni para saber se são entidades pacíficas ou hostis, fazendo com que essa questão se tornasse irrelevante. No entanto, a credibilidade da missão não pode ser desconsiderada, algo anormal aconteceu naquele dia e o piloto com certeza saberia discernir muito bem o objeto avistado de uma aeronave convencional ou de uso militar. Mais e mais relatos relacionados a presença de onvis estão sendo divulgados, e isso é muito bom para melhor preparar a população sobre um possível contato.

  • KOALA

    A tripulação de um porta-aviões gira em torno 6.000 pessoas. Se a nave ET tinha o mesmo tamanho de um porta-aviões, espera-se então que ela tinha mais que o dobro de seres ETs. É muito ET!

    • Hannah_Cat

      Jura que o número é este [6000 pessoas num porta aviões]?! Nossa, é muita gente, é uma cidade em pleno oceano então…

      • Francisco Antônio Muniz Gomez

        É por aí mesmo, é muita gente.

        • KOALA

          É muito ET também.

    • lucville

      A sua comparação é desproporcional, um porta aviões tem finalidade bélica, com vários soldados prontos para combate, além de muitas atividade operacionais devido a nossa restrição tecnológica, garanto que um Ovet seria muito mais automatizado, mesmo que fosse preparado para combate.

      • KOALA

        Não tem nada desproporcional. O Major contactou um OVET do tamanho de um porta-aviões que supostamente poderia ser uma nave-mãe. Desproporcional seria um ORB desse tamanho.

    • Felipe Ramone

      Ok, mas também vimos no filme Alien o 8 passageiro que pode ser um tipo de cargueiro espacial com 7 tripulantes…

      • KOALA

        Verdade.

  • Johnny Deep

    Se for verdade que o antigo Ministério da Aviação, ou hoje, Ministério da Defesa, investigou o caso, então no ano de 2021 saberemos o que realmente aconteceu, pois de acordo com o DECRETO Nº 7.724, DE 16 DE MAIO DE 2012, arquivos ultra-secreto possuem segredo por 25 anos.

    Art. 28. Os prazos máximos de classificação são os seguintes:

    I – grau ultrassecreto: vinte e cinco anos;

    • Marcelino Melo

      A partir da data de publicação do decreto , provavelmente, por que a Operação Prato completará 40 anos e os filmes nunca forma liberados, alegam não saber onde estão os filmes. Prazos de desclassificação só valem para o que querem liberar, basta dizerem: – Não localizamos documentos, não sabemos onde estão ,ou foram destruídos. E pronto.