Isto é o que acontece quando você estende as linhas de Nazca por sobre o planeta

Tempo de leitura: 2 min.

Um dos lugares mais enigmáticos da Terra … as linhas de Nazca!

Essas linhas misteriosas só podem ser vistas do ar, e foram vistas pela primeira vez em 1927, quando as companhias aéreas começaram a voar sobre o Peru. Os passageiros imediatamente notaram linhas estranhas, figuras e formas desenhadas no solo. As linhas de Nazca, localizadas em Nazca, no Peru, conquistaram a imaginação de historiadores, pesquisadores e turistas por décadas!

Essas linhas bizarras em Nazca incluem mais de 800 linhas retas, 300 figuras geométricas e 70 animais (também chamados de biomorfos) e desenhos de plantas. Se você traçar as linhas de Nazca sobre todo o planeta, eles se cruzam em um de terminado ponto.

Ninguém pode dizer com certeza qual é o seu significado, porque elas foram criadas, quem as criou exatamente, e porque elas só são visíveis do ar, mas é exatamente tudo isto que as torna únicas.

Os geólogos acreditam que essas longas séries de geoglifos foram feitas por povos de Nazca na era antiga, entre 400 e 600 D.C.

A antiga cultura de Nazca pertencia a uma antiga civilização pré-histórica que teve sucesso em técnicas de engenharia para levar água subterrânea à superfície para fins de irrigação.

O glifo mais longo de Nazca tem cerca de 14 quilômetros de comprimento.

Ilustração das Linhas de Nazca, cortesia Simon E. Davies .

As lendas de Nazca sugerem que Viracocha, o deus criador inca, comissionou as linhas de Nazca milhares de anos atrás.

Live Science relata:

Uma ideia é que elas estão ligadas aos céus, com algumas das linhas que representam constelações no céu noturno. Outra ideia é que as linhas desempenham um papel na peregrinação, com uma caminhada através delas para chegar a um lugar sagrado, como Cahuachi e suas pirâmides de adobe. Outra ideia é que as linhas estão ligadas à água, algo vital para a vida, todavia difícil de entrar no deserto, e pode ter desempenhado um papel em rituais à base de água.

Na ausência de uma conclusão arqueológica firme, surgiram várias teorias marginais, como a ideia de que o povo de Nazca usou balões para observar as linhas do alto, algo para qual não há evidências arqueológicas.

Um usuário do YouTube estendeu as linhas de Nazca ao redor do mundo, e os resultados, de acordo com muitos, são surpreendentes.

Por quê? Porque se você traçar as linhas – usando o Google Earth – em todo o mundo, elas convergem em um ponto específico: Angkor Wat, um complexo de templos no Camboja, e um dos maiores monumentos religiosos do planeta, medindo 162,6 hectares.

Agora, embora alguns achem extremamente interessante que Nazca se alinha do outro lado da Terra com Angkor Wat, a verdade é que o templo cambojano é o antipodal exato de Nazca.

Um ponto antipodal na superfície de uma esfera é o ponto que é diametralmente oposto a ele – então situado que uma linha desenhada de um para o outro passa pelo centro da esfera e forma um verdadeiro diâmetro. Na verdade, antipodes de qualquer lugar na Terra é o ponto na superfície da Terra, que é diametralmente oposto a ele.

Aqui está o vídeo:
(Para informações de como ativar a legenda em português, embora esta não seja precisa, clique aqui)

Embora seja certamente interessante que Nazca e Angkor Wat estejam “conectados” pelo menos através de um ponto antipodal, talvez seja apenas uma coincidência, já que todas as direções que conduzem a um único ponto, sempre convergem no ponto antipodal do lado oposto de uma esfera .

Será uma coincidência que um antigo ponto antipodal dos sites seja outro site antigo

(Fonte)

Aqui está outra teoria interessante sobre as misteriosas Linhas de Nazca:

As Linhas de Nazca podem ter sido desenhadas por duas civilizações diferentes

n3m3

arqueologialinhas de NazcaPeru
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (25)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • mm

    Uma coincidência em tanto hein, vai que…..

  • Spock

    Fascinante coincidência.
    Estava a tentar aqui usar o Google Earth e infelizmente dois problemas: um é que estou num outro compromisso inadiável. O segundo é por conta do primeiro em não ter tempo de dominar o aprendizado… então minha sugestão é se alguém sabe usar o Google Earth… tente achar o antipodal no planeta Terra da pirâmida de Quefren…(isso mesmo… citei a segunda pirâmide e não a maior que é a de Queóps).
    \//_

      • MisterHill

        Hahaha! boa!

        • Joao Paulo Jesus Flores

          Também procurei no maps o ponto antipodal da ilha da pascoa

      • Spock

        Por favor… veja se essa área que você marcou corresponde nas PROXIMIDADES da Ilha de Páscoa!
        \//_

        • Rui Oliveira

          Está um pouco afastado da Ilha de Pascoa… Mas…, bem que poderia ser Atlântida!… (?)

          • Spock

            Atlântida no Pacífico?
            Creio que não… mas se citar Mu ou Lemúria aí começaria a ter sentido!
            \//_

            • Rui Oliveira

              Sim claro, que disparate o meu!! Mas em todo o caso, não tendo conhecimento da localização desse continente bem que pode ser em qualquer oceano. Mas claro, esqueci de Lemúria e Mu. Obrigado pelo reparo!!!

              • Joao Paulo Jesus Flores

                È mesmo poderia ser sim onde si localizava a cidade de Atlândida

                • Rui Oliveira

                  Por curiosidade e depois de ter feito uma pequena pesquisa achei interessante o seguinte, o povo da Atlântida era um povo pacifico… E o porquê de se meter um nome a um oceano que tem pouco de pacifico? Claro… segundo a historia, Magalhães cruzou o oceano numa altura em que estava calmo, etc, etc… Mas será essa a verdadeira história?

                  • Joao Paulo Jesus Flores

                    Algo que nunca vamos saber a verdade, infelizmente

  • Alex Vieira

    Há um erro na tabela de Nazca, não é labirinto, é cérebro.

    • Spock

      “Bingo”!
      \//_

    • Hannah_Cat

      Também observei nitidamente um cérebro, de imediato.

  • PALEOSETI

    INTERESSANTE.
    Temos o Campo Magnético Terrestre que nos protege de algumas coisas que vem de fora.
    Será que essa era uma grade da prisão da nossa mente!?!?.
    Viajei. hehe

    • Grizzy

      Viajou não… 🙂

  • Angelo Pullito

    Bom Dia!
    O interessante nesta história, como desenharam sem errar uma unica linha, depois aparecem os “especialistas” e dizem , foram os Incas com suas ferramentas arcaicas e ultrapassadas, Rssss.

  • Joao Paulo Jesus Flores

    vamos lá, as linhas (desenhos) são visíveis apenas de cima, também possuem um ponto antipodal exatamente em um templo religioso, não sabia pensava que seu ponto antipodal fosse em algum lugar do pacifico, ou seja, foram sim construídas por uma cultura avançadíssima, que conseguiam observar estruturas do alto e construí um templo exatamente no ponto antipodal das linhas, não me venham falar que isso é coincidência

  • sanduul

    tudo esta conectado de alguma forma… seja por linhas , orientaçoes de estrelas,constelaçoes etc…

    energia, locais proprios para construçoes, tudo ira fazer sentido um dia…

    belos tempos aquele. e tenho certeza que a historia que nos contam sobre o passado deve ser tudo mentira.

  • Garam

    Intrigante, porém inconclusivo.

  • Rui Oliveira

    Há muitos nós em toda a história… Será que algum dia vamos conseguir desenrolar o novelo? Tomara!!!