Antigo túnel secreto é descoberto abaixo da Pirâmide da Lua, em Teotihuacán

Tempo de leitura: 2 min.

Já que a arqueologia está intimamente ligada ao nosso tema, pois trata de nossas origens, as quais ainda não foram totalmente esclarecidas, aqui está um artigo sobre uma interessante descoberta arqueológica:

Cientistas descobriram um antigo túnel secreto sob a Pirâmide da Lua, em Teotihuacán, no México.

Teotihuacán é um antigo sítio arquelógico onde as circunstâncias de sua destruição não estão completamente explicadas. As pessoas que o criaram são completamente desconhecidas e nenhuma explicação satisfatória foi encontrada para o que parece ter sido o declínio repentino da cidade.

A Pirâmide da Lua, é a segunda maior estrutura no local após a Pirâmide do Sol. O nome das pirâmides foram dados pelos astecas que descobriram Teotihuacán séculos depois que os habitantes originais e construtores deixaram a área.

Doze pequenas plataformas piramidais cercam a Praça da Lua, que e suficientemente grande para acomodar talvez milhares de residências para testemunharem os rituais sacrificiais que ocorriam na Pirâmide da Lua. No centro da praça está um altar singular e ousado.

Com a ajuda de uma aparelho de tomografia computadorizada, pesquisadores do Instituto Nacional de Antropologia e História dizem ter localizado um túnel a cerca de 9 metros abaixo da superfície da praça, em frente à pirâmide.

A arqueóloga Veronica Ortega, que participou na descoberta, disse:

A função do túnel pode ter sido reproduzir o submundo, um mundo onde a vida, os animais e as plantas se originaram. É possível que tenha sido usado exclusivamente para rituais, como parte das cerimônias para celebrar os ciclos agrícolas.

Esta imagem foi tirada do topo da pirâmide.

Segundo Denisse Argote Espino, da Direção de Estudos Arqueológicos do INAH, imagens preliminares sugerem que o túnel vai do centro da praça até a Pirâmide da Lua.

Mais estudos devem ser realizados para obter uma melhor definição das características abaixo da superfície. As ruínas de Teotihuacán ainda têm muitos segredos para revelar.

(Fonte)

n3m3

Colaboração: Diana Artemis

mistérioPirâmide da LuaTeotihuacan
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (15)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • Spock

    Se considerarmos a teoria de que houve uma “ponte” de ligação arqueológica entre essas construções piramidais tanto no Egito como na América pré-colombiana… então o que se tem no subsolo do planalto de Gizé pode-se ter similares sob as ruínas piramidais mesoamericanas! Mas a esfinge é característica única dos egípcios ou quem veio antes deles e na América não há nada que insinue esfinges!
    \//_

    • PREDADOR

      Grande parte do subsolo de Gize ainda esta para ser desenterrada… sem falar na misteriosa descoberta feita ano passado ou em 2015 de que existe algo dentro da piramide de Queops como demonstrado em sondagem que mostrou evidentes diferenças de temperatura sugerindo também tuneis ainda nao descobertos….

  • Johnny Deep

    Para quem tem netflix sugiro que assista esse filme, um dos maiores caso de contato extraterrestre.

    Substituir o # por .
    www#netflix#com/br/title/80183094

  • Diana Artemis

    https://uploads.disquscdn.com/images/78260b6eac4fddf6ad0e7a7abef2a6622330bbb7997190ea50b2915cc7eb0727.jpg TEOTIHUACÁN: LUGAR DE NASCIMENTO ENIGMÁTICO DOS DEUSES E SUA OBSCURA HISTÓRIA

    Teotihuacán é um antigo local onde as circunstâncias de sua destruição não são inteiramente claras. As pessoas que o criaram são completamente desconhecidas e nenhuma explicação satisfatória já foi encontrada para o que parece ter sido o declínio súbito da cidade.

    Muitos arqueólogos estão divididos, alguns acreditando que a cidade floresceu de 1500 a 1000 aC; Outros sugerem um período posterior de 100 aC a 700 dC, mas também há estudiosos que acreditam que Teotihuacan é muito mais antigo.

    Tinha muitas pirâmides e outras grandes áreas públicas e a cidade estava disposta neste momento em uma grade regular, nunca antes vista no Novo Mundo.
    Os achados arqueológicos não dão respostas claras sobre as enigmáticas pessoas que construiram e governaram Teotihuacán.

    Não foram encontrados registros escritos que possam esclarecer o passado de Teotihuacán.
    Desconhece-se o nome original da cidade; O nome Teotihuacan “o lugar dos deuses” ou “lugar onde os deuses nasceram”, ou ainda “o lugar onde alguém se torna deus”. foi dado pelos astecas que falam náhuatl vários séculos após a queda da cidade em torno de 550 dC.

    Este nome poderia estar associado a mitos de criação náhua ligados a Teotihuacán. Os astecas acreditavam que os deuses criaram o universo, com o sol e a lua em Teotihuacán e os motivos e símbolos da cidade foram adotados pelos astecas como seus. A mais reconhecida das divindades mesoamericanas era Quetzalcoatl, a Serpente emplumada e no panteão asteca, Quetzalcóatl era o principal deus do céu, associado ao vento e ao ar, mas antes de tudo era um deus da criação e da sabedoria.

    Os mitos da América Central dizem que o mundo sofreu quatro ciclos ou “sóis”; Eles viveram no quinto sol, que já era velho, então o fim do mundo por terremotos era esperado a qualquer momento.
    Na tentativa de atrasar o evento cataclísmico, milhares de pessoas foram sacrificadas;
    Na Pirâmide do Sol, o canto de cada paço foi encontrado cheio de esqueletos de crianças e
    três poços de enterro com esqueletos foram descobertos por arqueólogos sob o Templo de Quetzalcóatl.

    As representações mais impressionantes da serpente emplumada existiram em Teotihuacan quatro centenas de anos antes de Palenque e quase 1000 anos antes de serem vistas em Tula ou Chichen Itza.
    Pequena escultura de pedra maciça encontrada em Teotihuacán; Centenas de murais pintados que retratam guerreiros encontrados no local coincidem com o declínio e depois a destruição da cidade

    • Diana Artemis

      https://uploads.disquscdn.com/images/345738f2dfc3fcf184d7c4a2e3b0a9b3160f344172920face993f7ebfff773a4.jpg Teotihuacán foi mapeado por Rene Millon com a ajuda da fotogrametria, em um projeto de muitos anos.

      René Millon, professor emérito de antropologia em Rochester, dedicado ao mapeamento e escavação de um sitio histórico pré-colombiano no México, liderou uma equipe internacional de pesquisadores que produziu o primeiro mapa completo de construção por construção de Teotihuacán, um país de 2.000 anos, Cidade velha que fica a 30 milhas a nordeste da Cidade do México.

      As pirâmides da cidade são gigantescas; A pirâmide do sol é o maior edifício de Teotihuacan. Sua base mede 738 pés de comprimento e possui 246 pés de altura. Um templo já estava de pé no topo da pirâmide, mas foi removido. A cidade poderosa controlava diretamente uma grande área do México central e teve influência sobre uma área ainda maior. A falta de registros escritos desconhece a estrutura hierárquica de Teotihuacán.

      Os governantes provavelmente viveram em palácios dentro da Cidadela (Ciudadela): a cidadela era um grande complexo que constituía o centro religioso, político, administrativo e militar da cidade. No resto da cidade, os arqueólogos identificaram centenas de oficinas das quais muitos produziram cerâmica e objetos de obsidiana. Nem todos viveram confortavelmente na cidade; Foram encontradas muitas moradias de favelas e centenas de pinturas pintadas, mas apenas poucas esculturas de pedra.

      Cerca de 750 AD Teotihuacán foi destruído, queimado. Nunca foi reconstruído; No entanto, algumas das ruínas ainda eram habitadas por alguns colonos ilegais.

      Os astecas gradualmente fortalecem seu poder na região e a misteriosa cidade de Teotihuacán permaneceu um importante local de peregrinação até a queda dos astecas em 1521.
      Escrito por A. Sutherland AncientPages

      Crédito: Mapas de XNR Productions, ilustrações de José Miguel Mayo; Fontes: com base no trabalho de Rene Millon (todos os mapas). Imagem via Nature.com/Scientific American

    • Joao Paulo Jesus Flores

      Não seria possível que os verdadeiros construtores desta cidade resolveram voltar para casa?

      • Diana Artemis

        Tudo é possivel! Por enquanto nada se sabe sobre os reais construtores! Mas pesquisas continuam, embora exista mta especulação em torno desta historia! Uma hr chegaremos lá!

        • Joao Paulo Jesus Flores

          Assim espero

  • sergio_ntl@hotmail.com

    Quando olhei a foto das pequenas plataformas, fiq

  • fran01

    Se existe um túnel abaixo desta (pirâmide da Lua) deve haver túneis abaixo das outras (plataformas) construções.
    Uma curiosidade é que alguns pesquisadores concordam que a estrutura urbana da cidade de Teotihuacán foi orientada, no momento da construção, para diferentes pontos astronômicos que, até agora, não foram definidos.
    Segundo alguns, dois lugares na cidade eram usados para observação astronômica: a Pirâmide do Sol e um lugar chamado caverna, localizado perto da estrutura.
    ET: Teotihuacán quer dizer “lugar onde os deuses foram criados”. (sugestivo, não?)

  • Joao Paulo Jesus Flores

    Sou muito leigo mesmo em historia, sempre achei que quem tinha construídos estas pirâmides do Sol e da Lua haviam sidos os Astecas, mas vejo que estes já encontraram tais estruturas prontas, então quem as construí?, e com que finalidade?, meu erro histórico foi decorrente da educação pública, pois na escola me foi ensinado que tais estruturas foram construídas pelos Astecas

    • WJunior

      Eu também não sabia…
      Pelas tumbas eram humanos, o interessante é que no simpósio da escavação, mostraram um crânio alongado sem fazer menção da anomalia, e na reconstituição a etnia se parecia um pouco com os egípcios.
      Pouco se sabe sobre eles, mas eram a mais avançada pré espanhola que se tem notícia. E seus deuses se encontram em civilizações posteriores.

      • Joao Paulo Jesus Flores

        Suspeito que os integrantes desta civilização foram levados daqui

        • WJunior

          Tem algum comentário da exploração. Que o túnel tinha fins de abrigo subterrâneo. Então estavam com medo de alguém ou algo…