À procura de alienígenas na Índia – Sítio pré-histórico mostra evidência de OVNIs

Tempo de leitura: 6 min.

O arqueólogo amador indiano Praveen Mohan levantou informações interessantes sobre uma região da Índia, onde os moradores locais dizem que extraterrestres interagiram com os humanos. Veja:

Um dos maiores sítios megalíticos pré-históricos na Índia está no topo de uma colina perto de uma aldeia remota chamada Hire Benakal, no sul daquele país. Esse é um lugar muito misterioso que tem centenas de estranhas estruturas de pedra construídas em cima da colina. Embora os arqueólogos digam que estas sejam estruturas pré-históricas construídas há cerca de 5.000 anos, as pessoas locais insistem que essas estruturas não foram criadas por seres humanos e foram construídas muito mais cedo. Elas dizem que essas grandes estruturas, que chegam a centenas, foram construídas por uma raça de extraterrestres chamada Moryar que nos visitou de outro planeta. Os moradores dizem que os Moryares tinham apenas 60 cm de altura e eram responsáveis por ensinar aos seres humanos várias artes e ciências.

Os habitantes locais geralmente não visitam este sítio devido ao medo de desrespeitar os Moryares, mas um cavalheiro decidiu me ajudar. Arqueólogos e historiadores também não visitam esta colina por uma razão diferente: Ursos.

Estas são fezes de urso fresca e não tenho spray contra urso. Ele me diz que há pelo menos 3 dúzias de ursos na colina, e devemos voltar o mais rápido possível, mas eu insisto em ficar porque há algo muito misterioso sobre essas estruturas similares a cogumelos.

Como essas estruturas foram construídas? Você pode ver como essas rochas foram cortadas em fatias finas. O telhado dessas casas tem quase 3 metros de comprimento, mas apenas 5 centímetros de espessura. Como os homens antigos cortaram essas rochas em fatias finas, sem quebrá-las?

Mesmo hoje, isso não é possível sem ferramentas metálicas. Como eles conseguiram levantar essas rochas maciças e equilibrá-las sobre essas fatias finas como cartas de um baralho? E como eles transportaram milhares dessas rochas de um lugar diferente?

As estruturas de pedra maiores tem de cerca de 2,4 metros de altura, alto o suficiente para que os seres humanos entrem, mas olhem essas mais pequenas. Toda a estrutura tem menos de 60 centímetros de altura por 60 centímetros de largura, muito pequena para que qualquer pessoa se encaixe.

Esta tem 1,20 metro de altura, mas a entrada é de apenas 30 centímetros de diâmetro. Como uma pessoa de tamanho normal pode entrar dentro desse pequeno buraco? E como esses orifícios circulares foram feitos sem ferramentas metálicas?

Arqueólogos afirmam que essas estruturas não são casas, mas lápides. Eles dizem que essas pedras foram erguidas sobre pessoas mortas, para lembrá-las. No entanto, os relatórios arqueológicos também confirmam que eles só puderam encontrar os ossos de animais e nunca foram encontrados ossos humanos nesta área. Se todo esse lugar fosse usado como cemitério, deveríamos ter encontrado centenas de esqueletos ou pelo menos alguns ossos humanos. Como isso é possível? E ainda mais importante, eles não encontraram ferramentas metálicas. Se os seres humanos construíram essas estruturas como lápides, por que passaram suas vidas cortando essas rochas com ferramentas de pedra primitivas?

A verdade é que os especialistas sabem muito pouco sobre este lugar. Eles nem sabem o nome original deste lugar, mas os moradores locais o chamam de ‘Moryar Thatte‘. A palavra Moryar refere-se à raça dos extraterrestres e a palavra Thatte significa um pires ou uma placa em Kannada, que é a língua daquele estado.

Essas pessoas chamam esse lugar de Moryar Thatte porque afirmam que extraterrestres pousaram aqui em um disco voador. Isso é incrível, porque no meu vídeo anterior mostrei-lhes as pinturas rupestres que descrevem claramente o disco voador e astronautas em um lugar chamado Onake Kindi. Este sítio fica a apenas 24 quilômetros dessas pinturas rupestres. Ainda mais importante, os aldeões ao redor das pinturas rupestres também se referem a essa pintura específica como Moryar Thatte, que explicitamente nos diz que isso era um disco voador.

Quem são esses Moryares? Os moradores dizem que os Moryares eram muito menores que os humanos, pareciam reptilianos e preferiam viver no subsolo. Explorando profundamente nas aldeias remotas, percebi que Moryar é simplesmente outro nome para Nagas, os deuses da serpente popular da Índia. Os templos da aldeia confirmam que Moryares e Nagas são os mesmos. Os Nagas também são mostrados como figuras menores, vivendo no subsolo com características reptilianas em vários templos, confirmando que Moryares são de fato Nagas.

Agora, eu já havia mostrado a pintura do OVNI na caverna em Onake Kindi, mas não mostrei o que está dentro da caverna. Dentro da caverna, há outra pintura importante – A Cobra encapuzada, que é um símbolo de Naga.

Esta é uma pintura muito grande com uma cobra encapuzada que sai da caverna. O corpo da cobra atravessa todo o caminho até a caverna por muitos metros, simbolizando o Nagas subterrâneos.
É possível que esses Nagas sejam, de fato, extraterrestres que aterraram aqui em um disco voador? O que teria acontecido quando esses extraterrestres avançados entraram em contato com seres humanos primitivos? Se Moryar Thatte é o primeiro lugar deste contato, por que essas estruturas foram construídas? Qual poderia ter sido o propósito de construir cerca de 400 casas de pedra no topo da colina? Enquanto os arqueólogos não têm respostas para essas questões, os moradores dizem que essas estruturas foram construídas como um campo de treinamento para ensinar os seres humanos a cortar e equilibrar as rochas. Como evidência, eles apontam para essa enorme rocha, equilibrada em cima de uma inclinação escorregadia.

Os moradores locais afirmam que os extraterrestres cortaram esta rocha redonda pela metade, assim como se corta manteiga. Se assumirmos que os seres humanos de alguma forma cortaram essas rochas menores e as equilibraram com ferramentas primitivas, como explicamos essa rocha que pesa 20 toneladas, colocada em uma inclinação escorregadia? Os arqueólogos reconhecem que essa pedra é um marco importante e a chamam de “Stone Kettle Drum” (Rocha Tambo de Chaleira), porque se você atingir esta rocha, ela soa como um sino. Mas eles não oferecem nenhuma explicação sobre como as pessoas pré-históricas podiam cortar uma rocha gigante como uma bola de tênis cortada pela metade.

Os moradores locais afirmam que esses alienígenas não só treinaram os seres humanos como cortar pedras, mas também ensinaram várias ciências e artes, e assim começou a civilização humana.

Os seres humanos que trabalharam em estreita colaboração com estes extraterrestres tornaram-se um grupo superior entre outros seres humanos? Esse grupo, armado com tecnologia avançada de corte de pedra, criou esses templos extraordinários na Índia? Se isso for verdade, os templos não devem ter esculturas destes discos voadores?

O templo Lepakshi, um monumento brilhante que detém o maior touro monolítico do mundo e outras estruturas gigantes, é um excelente exemplo da tecnologia antiga de corte de rocha. O verdadeiro mistério, no entanto, é a série de círculos gigantes, com mais de 90 centímetros de diâmetro, esculpidos no chão.

Todos são circulares, com vários círculos menores dentro da circunferência. Agora, compare essas esculturas com a pintura das cavernas encontradas a cerca de 290 quilômetros de distância. Você pensa honestamente que é uma coincidência que elas se pareçam?

Ainda mais interessante, os moradores ao redor da região do templo de Lepakshi também chamam essas esculturas de Thatte, o que significa pires ou prato. Mesmo que o nome tenha permanecido durante milhares de anos, os moradores locais não sabem por que estas esculturas são chamadas de pires, e eles pensam que as pessoas antigas as usavam como pratos para comer. Veja o que o guia turístico diz. A ideia de que as pessoas pudessem esculpir as maiores estruturas monolíticas do mundo neste templo, mas ainda não tinham placas de metal e comiam do chão, é claro, não faz sentido.

Essas esculturas que desconcertaram especialistas antes, representam claramente os discos voadores que pousaram na Terra. Na verdade, podemos ver representações semelhantes desses pires em muitos templos misteriosos, inclusive em cavernas de Ellora.

Também podemos ver os Moryares ou Nagas esculpidos em toda a caverna de Ellora com as mesmas características – menores do que humanos, traços reptilianos e vivendo no subsolo. É possível que os Nagas trabalharam com seres humanos antigos para construírem estruturas megalíticas como as cavernas de Ellora? É por isso que os especialistas não conseguem explicar as centenas de túneis subterrâneos nas cavernas Ellora, que são muito pequenas para que os seres humanos entrem? Nos livros de história padrão, lemos que as cavernas de Ellora foram criadas por pessoas primitivas usando ferramentas simples como cinzéis e martelos. Caso seja verdade, por que não vemos a enorme quantidade de rochas retiradas das cavernas de Ellora? Voltando a Moryar Thatte, que tal essa rocha que é cortada ao meio? Onde está a outra metade? Se este é o lugar onde os extraterrestres ensinaram aos seres humanos como cortar pedras, devemos poder ver mais evidências na mesma região. No meu próximo vídeo, vou explorar as montanhas próximas e provar que os templos antigos da Índia não foram criados usando cinzéis e martelos.

(Fonte)

n3m3

ColaboraçãoMarcus

alienígenasdiscos voadoresElloraÍndiaNagasNoryar ThatteOVNIsUFOs
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (28)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • dora petris

    Boa noite!
    Muito interessante este assunto.
    Eu não tinha conhecimento sobre isto.
    Estes círculos poderiam ser a marca do trem de pouso de um disco voador.

    • KOALA

      Verdade. Essa possibilidade existe.

    • LuaPequena

      Oi Dora !
      Tá ficando ” expert ” no tema !
      Muito bom raciocínio, o seu !
      Beijos !

  • Spock

    Gosto muito dessas matérias IndianaJonescas… Ou MartinMysteryanas…
    \//_

  • Guerreiro

    Apesar de não duvidar que os antigos tenham feito todo esse trabalho, também não duvido que seres mais avançados tenham nos visitado. O certo é que a história humana é fantástica.

  • cerberos

    Quando chegou na parte da “cobra encapuzada” parei, estou fora. Com a palavra a Fran, a Lua Pequena, a Dora a Greek etc. Que entende mais dessas coisas. Fui…

    • LuaPequena

      Ah, tá , cerberos !!!!!!!
      Encapuçada nunca vi !
      Agora, encamisada, certamente !!!!
      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!
      Abração !
      PS : Vocês não prestam !!!!!

  • 666Dark

    Supondo que ETs fizeram o serviço, porque ele é tão ruim ? Rochas cortadas retas, mas no todo nada acabado. Se foram eles, certamente dariam um acabamento perfeito em todos os ângulos !
    Sei lá, vai ver eles só queriam cortar a rochas.

    • Hannah_Cat

      Não é um “serviço ruim”, de outro modo como e por quê chamaria atenção?! Isto tem milhares de anos, sofreu as intempéries de um céu aberto. Nem estou dando a entender que tais estruturas quando “novas” fossem “perfeitas”; acredito que a proposta nem tenha sido esta (sabe-se lá qual tenha sido por parte de quem a fez). A interpretação deste tipo de lugar, como não poderia deixar de ser, tem a ótica humana baseada em parâmetros contemporâneos. Só isso já meio que “atrapalha” a investigação que se faz e a conclusão que se chega.
      Mesmo sendo um serviço aparentemente “ruim”, os críticos de plantão que experimentem fazer igual ou melhor.
      As coisas muitas vezes NÃO são tão simples como parecem.

      • 666Dark

        As intempéries não danificaram as retas e a equilibrada está perfeitamente plana, assim não tem nada a ver.
        Continuo achando que o “serviço” deles não condizem com a sua “avançada” tecnologia.
        Com certeza os críticos de plantão podem fazer muito melhor atualmente !
        Temos tecnologia para isso.
        Algo aqui não combina.

        • Hannah_Cat

          Ainda que possam fazer “muito melhor atualmente”, duvido que se disponham a!
          Lembre-se que se trata de sítio arqueológico, e que o tipo de construção encontrada não é corriqueiro, tornando-a incomum ao que se conhece como paisagem natural ou primitiva.

          • 666Dark

            Fazer ou não fazer não é a questão, que podemos, podemos !
            E lembrando que o universo não é o que parece e pode muito bem ter sido implantado isso tudo na sua criação holográfica. Quem pode provar que existiu civilizações antigas e que fizeram “milagres” com ferramentas primitivas.
            Háaaaa, eles estudaram e pesquisaram em campo e tem relatos do descendentes deles. Isso tudo pode ter sido implantado nas mentes das pessoas na criação do universo e como já escrevi antes, pode não ser tão velho como pensam.
            Já está bem provado que esse universo não é nada do que parece e assim o que escrevo pode ser a verdadeira história ou bem próxima.
            Mente aberta e pés no chão !

  • WJunior

    Gostaria de saber o que foi datado com 5000 A.C. Penso eu, que apenas a pintura rupestre na caverna, mas não vejo nada sobrenatural nas pranchas de pedra, ainda que estas fossem antes da era do ferro. Os matacões que dão ideia de equilíbrio são tão comuns que é difícil não encontra-los nestas formações geológicas, As marcas são curiosas, porém qualquer forma geométrica girando no próprio eixo terá um círculo vazado. Antigos usaram rochas assim para moer sementes.

  • RGJ

    A literatura indiana é riquíssima em relatos de contatos com outros seres, e relatam deade milhares de anos, tais relatos vão desde armas fantásticas à espaçonaves (Vimanas). Se a ciência ocidental se debruçasse mais nos relatos antigos indianos, dariam grandes saltos para entendermos a odisséia humana.

  • Hannah_Cat

    Acho esses sítios arqueológicos, assim como as construções em pedra _ que até hoje nenhuma tecnologia humana é capaz de replicar _ quase tão enigmáticas quanto os mais recentes crop circles.
    Ainda que não os compreenda, o enigma por si só já deixa uma mensagem implícita de que a Terra é, entre outras definições, um palco que encena história de muitos povos e muitas eras, afinal é um planeta “à mercê” do espaço como os demais, e sabe-se lá quem e quantos já visitaram este lugar.

    • LuaPequena

      Oi Hannah !
      E sabe-se lá quantas ” HUMANIDADES ” já habitaram este Planeta ?
      Os Maias dizem que, estamos na QUINTA !
      Talvez as outras quatro tenham tido a influência direta dos EXTRAS ou tenham sido elas mesmas de fora daqui !
      Beijão !

  • Hannah_Cat

    Então este sítio arqueológico é frequentado por centenas de ursos?! Mais interessante ainda saber que nem mesmo eles [irracionais] derrubam essas pedras!… Só fazem c.o.c.ô para demarcarem território. 😛

  • Joao Paulo Jesus Flores

    É nessas horas que tenho que concordar com Erik Von Daniken, não há outra explicação para isso, a não ser a presença e contato dos xtras com nossos antepassados

  • aland_55

    Como estes cortes em pedras se encontram em todas as partes do globo, estou inclinado a acreditar que pode se tratar de uma tecnologia que receberam, não de corte a laser, mas talvez algo tipo uma lâmina que penetra as moléculas e que eles mesmo conseguiam manusear, sem necessidade de tecnologias sofisticadas.

  • sanduul

    interessante essa reportagem… mais uma “prova” de homens serpentes na terra e que moravam dentro da caverna.

    Bem, analisando isso podemos perceber que os ets detem uma tecnologia avançada ,porem, na parte de habitaçao seria totalmente rudimentar….

    …ou talvez nao terem condiçoes para “recriar” sua habitaçao com os elementos que encontramos no nosso planeta.

    E outra pergunta, se eles desceram e ficaram no planeta , onde estarao suas naves ?

  • tedy

    Tecnologia de ponta e vivendo em cavernas?
    Não, fala sério, ficariam na nave mesmo, e outra, já foram embora, escavaram, pesquisaram, recolheram amostras vivas e mortas, e foram embora, como existe parques para a preservação da vida animal aqui na terra, talvez a terra seja um “parque” de preservação perante muitas raças…
    De vez em quando:
    – “Opa, ta na hora de continuarmos as pesquisas naquele planetinha”…

  • Ivan Lima

    Muitos falam de tecnologia de ponta e viver em cavernas, mas pensem, uma raça inteligente iria ter consciência de toda a vida em si, qual seria a forma mais natural de construir sem danos a vida ou a meio ambiente? Pedras, nada mais natural que isso, total harmonia com o planeta em si, como organismo vivo, é uma questão de lógica, talvez o simples seja mais avançado do que você imagina…

    • LuaPequena

      Perfeito, Ivan !
      Abraços !

  • Kaczmarczik

    – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – Boa Tarde a Todos!!! – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –
    __________ Mistérios e mistérios, mais mistérios em lugares misteriosos com histórias misteriosas… Ainda assim, se não existiam na época daqueles povos ferramentas e tecnologia para cortar rochas dessa forma só indica que outra civilização mais avançada fizeram tais estruturas, e não parece ter sido uma civilização humana!!!!
    – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –