Nova descoberta indica que a vida pode estar espalhada por todo o Universo

Tempo de leitura: 2 min.

Duas equipes de astrônomos utilizaram o poder do conjunto de telescópios Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA), no Chile, para detectarem o complexo orgânico pré-biótico isocianato de metila no sistema estelar múltiplo IRAS 16293-2422.

Uma das equipes foi co-liderada por Rafael Martín-Doménech, do centro de Astrobiologia em Madri, na Espanha, e Victor M. Rivilla, do Observatório Astrofísico de Arcetri, em Florença, na Itália; e a outra por Niels Ligterink do Observatório Leiden, na Holanda, e Audrey Cutens da University College London, do Reino Unido.

Niels Ligterink e Audrey Coutens explicaram:

Este sistema estelar parece que continua nos fornecendo informações!  Após a descoberta de açúcares, agora descobrimos isocianato de metila. Esta família de moléculas orgânicas está envolvida na síntese de peptídeos e amino ácidos, os quais, na forma de proteínas, são a base biológica para a vida tal como a conhecemos.

As capacidades do ALMA permitiram ambas as equipes observarem a molécula em várias diferentes comprimentos de banda e características do espectro da onda de rádio. Eles descobriram as impressões digitais químicas únicas localizadas nas regiões internas mais quentes do casulo de poeira e gás que circunda as estrelas jovens nos seus primeiros estágios de evolução.  Cada equipe identificou e isolou as assinaturas da molécula orgânica complexa isocianato de metila.  Então elas deram continuidade aos estudos com um modelamento químico e experimentos de laboratório para refinarem nossa compreensão da origem da molécula.

O IRAS 16293-2422 é um sistema múltiplo de estrelas muito jovens, por volta de 400 anos-luz de distância, numa região de formação de estrelas chamada Rho Ophiuchi, na constelação de Ofiúco.  Os novos resultados do ALMA mostram que o gás isocianato de metila circunda cada uma dessas estrelas jovens.

A Terra e outros planetas em nosso sistema solar se formaram a partir do material deixado após a formação do Sol. O estudo de protoestrelas do tipo solar pode assim abrir uma janela ao passado para os astrônomos, e permiti-los de observar condições similares àquelas que levaram à formação de nosso sistema solar há mais de 4,5 bilhões de anos.

Rafael Martín-Doménech e Víctor M. Rivilla, autores líderes de um dos trabalhos, comentaram:

Estamos particularmente empolgados sobre os resultado, porque estas protoestrelas são muito similares ao Sol no começo de sua vida, com os tipos de condições que são muito apropriadas para a formação de planetas do tamanho da Terra.

Ao descobrimos moléculas prebióticas neste estudo, podemos agora ter outra peça do quebra-cabeças da compreensão de como a vida surgiu em nosso planeta.

Niels Ligterink encantado com os resultados do laboratório, disse:

Além de detectar as moléculas, também queremos compreender como elas são formadas. Nossos experimentos de laboratório mostra que o isocianato de metila pode mesmo ser produzido nas partículas de gelo, sob condições muito frias, similares àquelas no espaço interestelar. Isto implica que esta molécula – e assim a base para as ligações peptídeas – é na verdade provável de estar presente em quase todas as estrelas jovens do tipo solar.

Esta pesquisa foi apresentada em dois trabalhos:  “First Detection of Methyl Isocyanate (CH3NCO) in a solar-type Protostar” por  R. Martín-Doménech et al. e “The ALMA-PILS survey: Detection of CH3NCO toward the low-mass protostar IRAS 16293-2422 and laboratory constraints on its formation“, por N. F. W. Ligterink et al.

Ambos trabalhos aparecerão na mesma edição do Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

E esta é “somente” mais uma enorme indicação, entre as inúmeras já encontradas, de que a vida está espalhada por todo o Universo.

n3m3

Fonte

almavida extraterrestre
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (20)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • Marcelino Melo

    A agenda segue inexorável. As recentes descobertas pressionam o fim do embargo da verdade sobre Vida Alienígena, que um seletíssimo grupo de pessoas da elite de militares, cientistas e agentes governamentais,já conhece muito bem. A elite de anônimos dos projetos negros que não ganham Nobel, nem aparecem na internet.

    • Tmago

      Mas esse fim do embargo pode ser azedo. Só sei q de mão beijada não será.

  • sergio_ntl@hotmail.com

    é lógico que existe vida em abundância no universo e os governos sabem. as migalhas vão caindo da mesa e nós ficamos sabendo pequenitas coisas.
    acho difícil os governos admitirem que já fizeram contato, pois isso envolve poder e domínio.
    Só haverá abertura se os aliens pessoalmente assim fizerem, e acho que não irão fazer, pois não há interesse deles e dos governos que comandam o mundo.

  • WJunior

    Interessante, já que todas tentativas de espremer a vida a partir de químicos sem vida deu em nada…. agora se declara que a vida esta espalhada pelo universo pela descoberta de isocianato de metila que é usado para fazer venenos e armas químicas. Até onde li o maior progresso da ciência foi aniquilar uma celula criando uma sintética a partir dela. Isto não é criar vida…
    Então suponho que “ISOCIANATO DE METILA” seja uma forma nova de pareidolia sofisticada.

    • Marcelino Melo

      Faltou os açucares e outras moléculas neste caldeirão de ingredientes para o surgimento de Vida

      • bucho

        essa evolução química…ou o bixo nasce pronto ou não. não existe outra forma.

  • PALEOSETI

    Do lado de cá, revelações que eu já sabia.
    Do lado de lá, revelações que eu desconfiava.

    As minhas profecias estão sendo cumpridas.

    • PREDADOR

      Nada de novo …. so agora eles vem afirmar isso kkkk… eu sempre disse…. a vida segue leis da física fundamentais…. se as leis da física valem para todo este universo então a vida também não é exceção, mas uma regra fundamental universal…. essa ideia está contida na teoria de que existem constantes universais como a velocidade da luz e coloco entre elas a vida como fenomeno nao localizado ou anômalo caso se pense que ela so existe aqui….

      • Diana Artemis

        PREDADOR…te enviei e-mail ok? brigada 🙂

    • Tmago

      Então quem será o próximo ?

      • PALEOSETI

        Haverá uma ruptura no SISTEMA atual e tudo mudará para sempre.
        Só não sei se é para o bem ou para o mal, tenho que consultar o meu oráculo. hehe

  • Adam Westpull

    Notícias como essa demonstram que o fenômeno da fé não é privativo de crentes religiosos. Aqueles que em tese deveriam duvidar até prova em contrário, se lançam em demonstrações irracionais de fé, tais como a articulada neste BLOG na notícia acima trazida a nossa atenção.

    • gauchopf

      Sim tem que ter muita fé pra acreditar na noticia kkk

      • bucho

        é café não custuma faia, basta ser doutrinado.

  • Tmago

    Já respondi na matéria anterior, é a Criação !

  • bucho

    eis que o tempo urge, o cerco tá apertando. acredito que ainda neste ano teremos micróbios sorridentes, só que as amostras vão ficar na contenção. e os tapados felizes vão dizer que calaram os céticos.

  • Joao Paulo Jesus Flores

    Tambpem sempre pensei nisto a vida deve ser uma regra no universo e não uma exceção

  • Kaczmarczik

    o o o o o o o o o o o o o o o o o o o Bom Dia a Todos!!! o o o o o o o o o o o o o o o o o o o
    __________ Se conseguem identificar complexos orgânicos então podem ter identificado organismos mais complexos, porém ainda não irão contar para nós estas descobertas!! O Universo é logicamente cheio de vida, desde microbactérias a seres altamente desenvolvidos, mas a Ciência continua presa aos parâmetros da Terra em relação à detecção de vida no Universo, por isso que os cientistas andam em círculos!!!!
    o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o

  • Helio Pereira

    Não consigo entender porque ainda existem dúvidas que a vida inteligente se espalha no Universo,
    pra mim, isso é tão óbvio que me basta a imensidão infinita do Universo para justificar a vida em todo espaço. Talvez, não sejam parecidos conosco, ou que o carbono não seja fundamental. Que seja o silício, muito próximo do carbono, por exemplo que sustente outro tipo de vida, sei lá, as possibilidades são tantas. Não podemos continuar tão mesquinhos ao ponto de pensar que só este pontinho na extremidade da Via Láctea contenha vida inteligente ou quase.

  • Itacyr Salles Da Silva da Silv

    A quantidade de terras habitadas contam-se aos bilhões.
    Antes de surgir a nossa galáxia, já existiam planetas habitados.
    por aí dá para imaginar quanta gente feliz existe no Cosmos.
    Em poucos anos, estaremos com eles.