Descoberta arqueológica pode mudar a história da raça humana

Tempo de leitura: 2 min.

Corpos fossilizados de cinco pessoas foram encontrados numa caverna no Marrocos. O sítio, Jebel Irhoud, foi escavado na década de 1990, mas teve dificuldades financeiras, o que atrasou o progresso das escavações.  De acordo com o Weekly Journal of Science, os restos de uma criança haviam sido encontrados.  Foi descoberto que se tratavam de ossos de um Neandertal e estimado em 40.000 anos de idade.

Após mais escavações e mais pessoas encontradas, a datação foi feita, não nos ossos, mas nas ferramentas encontradas junto com eles, num processo de mede a quantidade de radiação que cada uma contém.  Uma estimativa de 280.000 a 350.000 foi originalmente determinada. A conclusão foi a de que Homo sapiens tem estado por aqui 100.000 a mais do que se pensava. Isto também pode indicar que o homem moderno vivia numa área maior da África, não somente na Etiópia.

Os ossos eram muito velhos para serem datados, e nenhum DNA pôde ser extraído. A Nature reporta que o formato da cabeça ainda não é como a dos humanos modernos, mas a face possui grande semelhança. Arqueólogo e líder da equipe de escavação desde 2004, Jean-Jacques Hublin, acredita que isto possa indicar que durante a evolução do Homo sapiens a estrutura facial tenha mudado antes do resto da cabeça. Porém, sem a possibilidade de extrair DNA, nada pode ainda ser substanciado de forma apropriada.

A tese da evolução humana apresentada pelos cientistas está em constante mudança. Enquanto Hublin está convencido, outros cientistas não têm tanta certeza.  No mesmo relatório pela Nature, dúvidas foram expressadas sobre se, sem evidências suficientes, os ossos poderiam ou não ser considerados de Homo sapiens.

Hublin tem apoiadores, os quais acreditam que, embora a estrutura craniana e características faciais não sejam exatamente como as dos humanos modernos, elas são similares o suficiente para possivelmente considerá-las uma versão anterior do Homo sapiens.  Dado o fato de que inicialmente os fósseis foram determinados serem de um Neandertal, e que as datas são derivadas de ferramentas de rochas fossilizadas, ao invés dos ossos, pode ser apropriado esperar para incluí-los como Homo sapiens, até que maiores evidências sejam encontradas.


Porém uma coisa é certa, quando se trata da história da humanidade, quando uma descoberta e feita e uma subsequente teoria é levantada, é só uma questão de tempo para que nova descoberta seja feita, a qual poderá contradizer a primeira. 

A história da raça humana é uma das maiores incógnitas que existem, e é tão complexa, que pode ser quase impossível de ser decifrada sem a ajuda de ‘alguém’ de fora que tenha a informação e venha nos contar.

n3m3

Fonte

arqueologiahistória da humanidadeHomo Sapiensneadertal
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (43)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • RadicalLivre

    É, a julgar pelas crenças de nossos “brilhantes” cientistas, acho que a raça humana involuiu, de homo sapiens para homo ignorantis…

    • Munn Rá : O de Vida Eterna

      pior : para homo economis

      • RadicalLivre

        E deste para o inevitavel homo corruptus…

        • Munn Rá : O de Vida Eterna

          sinceramente ? acho que fundindo isso tudo fica homo sapiens mesmo : está para existir uma espécie mais indigesta que a nossa ( porque nós somos uma espécie que desenvolvemos desde filosofia até a nanotecnologia e ainda assim nós prejudicamos natureza/nós mesmos de forma totalmente desnecessária )

  • sergio_ntl@hotmail.com

    Só acho engraçado eles afirmarem com convicção que é um ancestral do homem.
    são tantos animais que já existiram e hoje não existem mais. poderia ser até uma outra raça paralela aos humanos e não nosso ancestral. muita prepotência.

    • Sergio Hang

      Ciência não é achismo mas nunca terá a palavra final (por um longo tempo ainda) mas não se pode julgar a ciência como prepotente, ela sempre está​ a evoluir, e tem-se ainda muito a estudar, essa própria matéria em sim corrobora com o que estou dizendo.
      Pense um um pouco mais, reflita, se puder estude antes de criticar aquilo que não conheça.

      • sergio_ntl@hotmail.com

        A ciência não é prepotente. o homem por trás sim

      • sergio_ntl@hotmail.com

        A sua resposta dá respaldo a minha colocação. obrigado.

        • bucho

          exato

      • PALEOSETI

        …por um longo tempo ainda…
        Não tão longo assim. É só um achismo, assim como o seu.

  • WJunior

    100 mil anos não chega ser um choque no que se acredita

    • PREDADOR

      É nao acho que vai mudar muita coisa… se fosse pelo menos Homo Sapiens tem 1.500.000 anos ai talvez…

  • 666Dark

    Continuo na “teoria” de que várias espécies foram colocadas aqui por várias civilizações para uma “competição” entre eles, para ver qual se sairia bem e deu no que deu ! Todos perderam.
    Os dinossauros e outros não morreram aqui, foram transferidos para outro planeta para facilitar a vida dos humanos. Eles não quiseram exterminar os bichos.

    • LuaPequena

      Olá 666Dark !
      Concordo quanto a terem implantado aqui diversas raças ,talvez para assistirem a um jogo, uma competição entre elas !
      Ou quem sabe, o Planeta tenha sido utilizado como um grande laboratório para a implantação da biodiversidade existente neste Universo !
      Agora, quanto a extinção dos DINOS, aí acho que podemos seguir por dois caminhos, ou este que você apresenta ou um outro que me parece mais convincente, isto é, podem ter sido retirados daqui, para que as experiências com relação a introdução dos Seres humanos na Terra, pudessem vingar !
      Ou podem ter elaborado uma ” armadilha ” para pegar os grande répteis e extingui-los !
      Não acredito na Teoria do meteoro exterminador de dinossauros !
      Também não saberia dizer o que poderiam ter feito para isso !
      Talvez, possam ter envenenado determinados tipos de vegetais, que seriam engeridos pelos herbívoros e consequentemente, seriam devorados pelos carnívoros e assim, com o passar do tempo, completaria-se o cerco aos grandes répteis,que depois acabariam por desaparecer da face da Terra, sobrando apenas os pequenos mamíferos e os pequenos répteis, que não seriam atingidos pelo envenenamento, feito que, apenas as plantas escolhidas seriam obrigatoriamente mais altas que os animais sobreviventes !
      Sei lá, né ?
      Acho que viajei !!!!
      Abração !

      • 666Dark

        Uma prova disso é que não foram encontrados muitos fósseis como se diz por ai. Muitos são montagens. Muito pouco para afirmar que foram dezimados.
        Viajar ? Derrepente vamos juntos dar um pulinho em Marte, hehehehee…
        Abração !

      • Navegador Maluco

        Não viajou muito não! Eles preservaram uma boa parcela desses animais, mantendo seu DNA preservado, e o resto, como você citou, acharam um meio de exterminá-los, para poderem prosseguir com suas mais avançadas engenharias genéticas, a criação dos primeiros seres humanos.

    • Navegador Maluco

      Seria uma boa teoria a sua! Mas para que pudesse se enquadrar, não poderíamos então ter encontrado fósseis de tais animais, que se encontram espalhados por todos os lugares do mundo, eles foram e ainda continuam sendo descobertos.

      • 666Dark

        Pesquisa bem sobre isso, a maioria dos “fósseis” expostos por aí, não são originais e sim criados por artistas e não têm tantos assim como vc escreveu.

  • bucho

    todos sabemos que a meia vida do carbono 14 não passa de seis mil anos, a velha pilha de ossos é do homem moderno.

  • Lele Me

    Essas estimativas sao cada vez melhores. Outro dia vi uma que datava entre 100 e 800 milhões de anos. Eu ri…fala sério, né!?

    • bucho

      lógico, evolução química é totalmente inviável, mas tem gente que acha que seja possível recriar um organismo completo a partir de um único dente.

  • bucho

    sem falar na palhaçada que foi a ‘guerra dos ossos’ no século passado.

  • bucho

    Tosco.

  • LuaPequena

    Boa noite Thiago !
    Infelizmente, sou obrigada a concordar com o bucho, totalmente TOSCO !
    Abraços !

  • Silvio Toledo

    Sendo bem preciso, eu tenho de 8.000.000.000.000.000.000.000.000 a 300 anos na minha coluna vertebral. Preciso de uma nova.

  • Garam

    Ta aí óoooo, quando eu digo que a ciência terá o trabalho duro de recontar a história… Quanto mais velho melhor e mais difícil de entender!!
    Não conseguem mais segurar os fatos que se iluminam a cada dia, pois se ficar evidente que somos mais velhos do que imaginamos até agora, muitas outras teorias e incógnitas podem ser elucidadas.
    Aos que aceitam a teoria evolucionista darwiniana, se os últimos dois séculos foram de avanços tecnológicos fantásticos, quanto avanço tecnológico poderia ser alcançado em 100 mil anos???

    Continuo a afirmar que sim, “Eramos nós os Deuses astronautas!”

  • tedy

    Engraçado como as coisas nunca fecham, eu li uma matéria aqui no site uma vez, que encontraram vestígios de uma cidade na africa de cerca de 10.000 m², com estimativa de 200.000 anos de idade, hoje ossada de 100.000 anos que assemelha-se ao homem, as cartas de Piri Reis, bloco de alumínio, de uma idade anterior de ser descoberto, canos de metal de 200.000 anos.
    Começo a achar que existe um ciclo de evolução…começamos, evoluímos e nos destruímos… e começamos de novo…
    isso explicaria muita coisa…

    • Pazifico

      Bom dia!
      Somos a 5 raça!
      Inté!

      • tedy

        Só pode ser isso

        • Pazifico

          Ao que tudo indica as 3 grandes pirâmides foram feitas de um polímero (cimento) muito mais avançado que os de hoje, faz pelo menos 200.000 anos!
          Inté!

  • PALEOSETI

    Vão acabar chegando nos Atlantes.

  • Joao Paulo Jesus Flores

    Como eu sempre suspeitava e parece está si confirmando, a raça humana é mais antiga do que os cientistas declaram

    • LuaPequena

      Boa tarde !
      Com toda certeza que sim, João !
      Abraços !

    • Josiel Jantara

      O problema esta na evolução., para ser evoluido o anterior não pode mais existir , não e o caso do Homo sapiens que conviveu ate 5 mil anos atraz com nordentais e e outros semelhantes , esse a a grande problema, de onde viemos se existe varias outros semelhantes

      • Joao Paulo Jesus Flores

        Não entendi o que vc quis dizer, poderia me explicar melhor

  • Pazifico

    Um post meu sumiu!
    Cadê?

  • LuaPequena

    Olá Pazifico !
    Caro amigo, pode até ser interessante mas, na minha modesta opinião, é mais falso que uma nota de $ 3,00 reais !
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!
    Abração !

    • Pazifico

      Será?

      • Diana Artemis

        Eu não tenho duvidas mais disto Pazifico! De uns tempos pra cá tenho pesquisado mto dentro da arqueologia..lendo mto e qto mais informações chegam mais tenho a ctz de q nossa historia, a historia da humanidade DEVE ser totalmente reescrita!

        É impressionante as descobertas q vem sendo efetuadas, a historia dentro deste universo arqueologico. E nao batem com o q nós recebemos seja direta ou indiretamente.

  • Tmago

    Cai certo na história Annunakis.

  • Helio Pereira

    A possibilidade dos ciclos de evolução vão ficando mais claros. Está na hora de compararmos os estudos dos astronautas do passado com nossa própria história. Talvez com remanescentes do ciclo anterior ao nosso.

  • Kaczmarczik

    o o o o o o o o o o o o o o o o o o o Bom Dia a Todos!!! o o o o o o o o o o o o o o o o o o o
    __________ Ainda acho que muitos humanos são fruto de experiências de ExTras a partir da era pós-diluviana
    o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o

  • Josiel Jantara

    Não evolução, quando se convive com os não evoluidos . Homo sapiens conviveu com varios outros, e nunca morou em cavernas