Ruídos inexplicáveis voltam a ocorrer – desta vez nos céus de Nottingham, Inglaterra

Tempo de leitura: 2 min.

Moradores da cidade de Nottingham, na Inglaterra, acordaram neste final de semana com ruídos inexplicáveis que pareciam emanar diretamente do céu. O som ocorreu por toda a noite e nas primeiras horas da manhã de 27 e 28 de maio. O ruído podia ser escutado por todo o centro da cidade, bem como nos subúrbios.  Perplexos pelo misterioso ruído, os cidadãos descreveram o som com o sendo um “rugido” ou som “sibilante”, e apelaram para o Twitter para expressar suas preocupações:

Soava como a Guerra dos Mundos em Nottingham naquele momento. Um ruído catastrófico e desconhecido a cada dois minutos.

Hayley Compton, moradora de Nottinham, disse à BBC que o ruído era similar à uma chama gigante no céu:

Pelas últimas duas manhãs, escutei uma série de ruídos fora da minha casa, em Wollaton, que soavam como um maçarico gigantesco.  Fomos para fora e era muito alto. Olhei para o céu esperando ver chamas ou uma aeronave de algum tipo muito próxima.

A polícia de Nottingham recebeu dezenas de relatos similares sobre os ruídos, mas ainda não identificou sua fonte.

No sub-reddit de Nottingham, no Reddit, usuários começaram a especular o que poderia ser a fonte do som.  Algumas das teorias mais populares incluíam OVNIs, ruídos gerados por máquias industriais, ou até mesmo um balão de ar quente.  Porém, a frequência do ruído sugere que não poderia ter sido um balão, .

Há algumas fábricas próximas, mas até agora nenhuma se manifestou como sendo a fonte do ruído.

Enquanto isto, ruídos similares foram escutados ao mesmo tempo em Derbyshire. Como todos os relatos inexplicados e estranhos fenômenos aéreos sendo reportados no Reino Unido ultimamente, este ruídos não devem ser ignorados. Claro, provavelmente há uma origem trivial para estes avistamentos e sons, envolvendo a indústria pesada, testes militares e coisas assim, mas por agora, todas estas ocorrências adicionam ao grande mistério britânico.

Ouça o som num vídeo que foi publicado no YouTube (o estranho ruído só pode ser escutado em dados momentos):

São várias as incidências de ruídos inexplicáveis em todo o mundo, e até agora nenhum governo foi capaz de identificar suas origens… ou talvez identificaram, mas não querem contar para nós.

n3m3

Fonte

InglaterraNottinghamruídos estranhostrombetas do apocalípse
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (13)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • sergio_ntl@hotmail.com

    alguém deveria estar sofrendo de má digestão.

  • Daniel Hausen

    Não ouvi nada. Só passarinho e carro.

  • KOALA

    Flatulência.

  • João Paulo Vendrame

    Procuramos captar e identificar ondas vindas de outras galáxias quando não conseguimos entender nem as que ocorrem em nosso planeta. Não é de hoje que esses ruídos vem assombrado a imaginação de muitos e até agora nenhuma explicação plausível. Acho impossível com a tecnologia atual não terem identificado a fonte de tal barulho. E como nada foi divulgado é certo que nesse mato tem coelho. Ou seriam as temidas trombetas do apocalipse.

  • Joao Paulo Jesus Flores

    Provavelmente isso não foi provocado por qualquer tipo de manísfestação de ovni, deve ter sido alguma fabrica que não quis si manifestar sobre o ocorrido

  • Tmago

    Difícil de dizer. Já o passarinho cantando, parece uma versão inglesa da brasileira sabiá.

  • Daniel Tavares

    boas, eu sou de Nottingham moro no centro da cidade e posso confirmar esses barulhos, nao sei se veem do ceu mas e muito estranho. parecem metais pesados sendo arrastados ou batendo um no outro. e a ja dura ah mais dias. mas nao era tao intenso. eu moro num predio de 12 andares. e moro bem no meio* 5 andar tendo em conta que em nottingham existem muito poucos predios eu estou bem a cima de muita gente, tenho uma vista quase completa da cidade.

  • Marcos Felipe Diniz

    Quanto ao video em questão, não há a menor sombra de dúvida de que trata-se do reflexo do sol em área com bastante água. Logo aos 24′ do vídeo é possível ver, inclusive, o reflexo passando por um rio.

    • Kaczmarczik

      já cogitou que o objeto também refletisse a luz solar em determinadas ocasiões??? Se fosse apenas reflexo da luz solar acha que perderiam tempo fazendo a divulgação das imagens? Quantas vezes a estação filmou a Terra nestas mesmas condições e não apareceu algo semelhante antes??

      • Marcos Felipe Diniz

        Sim, levei isso em consideração. Contudo, algumas partes do vídeo me fizeram perceber tratar-se do reflexo do sol. Primeiro, quando o reflexo atravessa um rio de maiores proporções, causando aquele brilho maior, delgado, na horizontal do vídeo. Depois, passa novamente por outros dois rios, de tamanhos diferentes. Veja que embora a velocidade da estação seja constante, o reflexo luminoso tem uma velocidade constante, proporcional à estação. Segundo, podemos estimar o local da fonte de luz (no caso, o sol) a partir das sombras dos elementos da própria estação). Observe que entre um e outro rio, podemos ver trechos de água e de solo alternando entre reflexo e opacidade. A imagem fica um pouco confusa por conta da interferência de nuvens e da própria atmosfera. Embora a estação filmasse a terra por várias e várias vezes, uma vez que não é um objeto geostático e que sua velocidade orbital não é a mesma velocidade de rotação da terra, temos então que levar em consideração que em uma destas vezes deveria haver a coincidência de a estação passar exatamente em um determinado lugar, no exato horário, em determinada época do ano, para que o reflexo viesse direto para a estação. Por fim, recorrendo ao histórico de “desligamento de câmeras” quando algo realmente surpreendente passa por diante da Estação, creio que o próprio fato de deixarem tudo ligado mostra que por mais belo tenha sido a imagem, tratava-se de algo conhecido e, até certo ponto, corriqueiro…

        Sabe, não sou cético, sou uma daquelas pessoas que “perdem o tempo” (prefiro dizer que eu “dedico o meu tempo”) olhando para o céu, e nisso eu já flagrei muita coisa diferente brilhando pelas noites a fora. Costumo revirar o youtube, páginas da MUFON e outras, na busca por noticias, e anseio por novidades no campo ufológico, mas para mim, infelizmente, neste vídeo temos o registro de um belo fenômeno natural.

        • Kaczmarczik

          então venhamos e convenhamos: quantas vezes já filmaram algo parecido para dizer que seria mesmo brilho do Sol? Por que esse foco de brilho é localizado, pois se fosse brilho do Sol estaria por sobre as nuvens e seria muito maior não acha? Já considerou se tratar de uma forma de energia que confunde-se com o brilho do Sol???

          • Marcos Felipe Diniz

            Já vi algumas fotos semelhantes no Google. Veja que aos 0:15″ do vídeo, é possível ver claramente o sol refletindo sobre o leito mais largo de um rio. O brilho não é localizado, ele apenas reflete muito melhor na água do que no solo (superfície opaca) e nuvens (superfície difusa, menos brilhante quanto mais próximas do solo é sua formação). No caso, me parece (não dá pra ver claramente) que não haviam nuvens de alta altitude (Cirrocumulus, Cirrostratus, etc. – são mais reflexivas, pois possuem cristais de gelo em maior quantidade) , mas apenas nuvens de baixa altitude (estratificadas, menos reflexivas). Quando o reflexo passa pelo rio, aos 15 segundos de vídeo, inclusive, me parece não haver nuvem, por isso a imagem do reflexo fica tão clara, mas depois há interferências atmosféricas (nuvens variadas) que tornam o reflexo menos “vivo”…

            Claro que posso estar errado, mas é que para mim, particularmente, é bem claro a ocorrência de reflexo de solo.

            • Kaczmarczik

              então vamos pensar o seguinte: quantas vezes a ISS fez o mesmo trajeto em órbita e só agora um vídeo como este foi publicado se seria reflexo do Sol??? No mínimo estranho….