Cientistas testam se a mente humana está atrelada ao mundo físico

Tempo de leitura: 2 min.

Um dos fenômenos mais interessantes quando se trata de física quântica é algo chamado emaranhamento quântico, ou o que Einstein chamou de ‘ação assustadora à distância’. É isto que faz os computadores quânticos funcionarem com os bits quânticos, dependendo do emaranhamento para processar a informação e os dados.

Em resumo, as partículas emaranhadas teriam um efeito entre si, irrelevantemente da distância que as separa. Porém, é assustador pois apesar de seguirem as leis da física quântica, o emaranhamento revela uma teoria muito mais profunda que não foi descoberta. Mas os físicos estão trabalhando nesta teoria mais profunda.

 

Teste de John Bell em 1964 pode ser provado errado

Em 1964,  um teste foi conduzido por John Bell, a respeito do emaranhamento, para descobrir se as partículas influenciam umas as outras.  Bell pegou um par de partículas emaranhadas, uma das quais ele enviou à localização A, e a outra à localização B. Nesses pontos ele usou aparelhos para medir o estado das partículas. Os ajustes dos aparelhos de mensuração eram aleatórios, o que significou que era impossível para A ter qualquer ideia do ajuste B ao ser mensurado. Foi dito que o teste executado por Bell apoiava a teoria assustadora de Einstein.

Agora, um físico teórico chamado Lucien Hardy, do Instituto Perímetro no Canadá, sugeriu que talvez as mensurações tomadas entre A e B poderiam ter sido controladas por algo que seria separado do mundo material: a mente humana.

Ele teve a ideia devido ao matemático e filósofo francês, Rene Descartes, tirada da dualidade mente-matéria, onde é dito que a mente está fora da física normal e ela interfere no mundo físico.

 

O teste de Bell foi repetido com 100 seres humanos

Hardy conduziu o teste de Bell com 100 humanos, com cada um deles sendo conectado a equipamentos de Eletroencefalograma (EEG), que podiam ler a atividade em seus cérebros. Os aparelhos podiam então ser usados para mudar o ajuste dos aparelhos A e B que estavam mensurando e que estavam separados por 100 quilômetros.

Hardy disse num trabalho que a possibilidade radical que eles queriam examinar era se humanos escolhiam os ajustes, ao invés dos geradores randômicos de números. Ele explicou que esperava ver uma violação na teoria quântica que estava em acordo com a desigualdade de Bell.

Ele disse que se a correlação da mensuração não combinasse com os resultados dos testes de Bell, então poderia ter havido uma violação da teoria quântica, e isto poderia sugerir que A e B haviam sido de fato controlados por fatores que estavam fora do domínio da física padrão.

 

Os resultados podem revelar que a mente humana não é governada pela física

Ele revelou que isto poderia significar que a mente humana, ou a consciência, não é feita de matéria idêntica, governada pela física. Ele também apontou que isto pode sugerir que a mente humana seja capaz de superar a física com o livre-arbítrio. Hardy disse que, potencialmente, esta pode ser a primeira vez que cientistas foram capazes de entender a consciência.  Ele disse que isto não resolveu a questão; porém que apresentou uma direção muito forte sobre a questão do livre-arbítrio.

E você, acredita em livre-arbítrio?

n3m3

Fonte

emaranhamento quânticofísica quanticalivre arbítriomente humana
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (47)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
    • PALEOSETI

      Viemos de outro mundo e estamos adormecidos (fomos entorpecidos).
      O nosso despertar é a maior preocupação DELES.

      • Grizzy

        Viste o vídeo acima postado pelo colega Astolfo? Sensacional.
        Lutando pelo despertar, adiante, Paleo!

      • LuaPequena

        Oi Paleoseti !
        NA MOSCA !!!
        Deles e de seus representantes aqui na Terra !
        Abração !

    • Kaczmarczik

      C.S. Lewis se não me falha a memória foi um escritor norte-americano?

      • Grizzy

        Não, Kacz. O nome dele era Clive Staples Lewis, nascido em Belfast, Irlanda, em 1898 Morreu em 1963. Filósofo, pensador, escritor e poeta, ele é o autor de “As crônicas de Nárnia”. Foi amigo pessoal de J.R.R.Tolkien.

        • Kaczmarczik

          ele é irlandês, entendi, desculpas a confusão @disqus_uXSK3Yjchx:disqus

    • LuaPequena

      Olá Grizzy !
      Perfeito !
      Beijos !

  • Spock

    Livre-arbítrio não tem NADA a ver com liberdade.
    O nosso caso é um belo exemplo:
    temos livre arbítrio mas somos reféns de impulsos e processos externos,
    ou seja, não temos liberdade. Sabemos que acordar cedo e comer menos
    doce é bom, mas não fazemos. Sabemos que fumar faz mal, mas é difícil
    parar. E por ai vai!!!!!!!
    Mesmo em filosofia, os dois conceitos não são similares. Em geral, não se usa livre-arbítrio. Isso só aparece em contextos cristãos ou espíritas. Usa-se “liberdade” pra
    realmente falar do que interessa. Haja Consciência “quântica”!
    \//_

    • Pazifico

      O colega é tabagista?

      • Spock

        Não…felizmente não fumo!!! Foi só uma forma de exemplificação para ilustrar. Espero que o Abel Aureliano também tenha entendido!
        \//_

    • Kaczmarczik

      mas o livre-arbítrio seria a pessoa ser responsável pelas decisões que ela tomar, não seria falta de liberdade, apenas uma parte da própria liberdade……

    • dora petris

      Perfeito!

  • Astolfo Fagundes

    De uma forma geral eu não concordo com as teorias e a cosmovisão do David Icke por achar ele meio gnóstico, mas nesse vídeo ele expõe alguns conceitos interessantes:
    https://www.youtube.com/watch?v=K8glzvg5GEQ&t=1848s
    Se esta teoria sobre o “campo de informação” estiver correta, então acredito que era assim que Cristo empreendia seus milagres de cura: acessando o campo de dados e “corrigindo” o que estivesse errado diretamente no projetor, sendo que a partir dai o “holograma” que é a projeção também seria corrigido.

    • Kaczmarczik

      essa entrevista do David Icke foi épica, ele mostrou alguns fatos macabros que acontecem nos bastidores do poder mundial o que explicaria o mundo estar um caos!!!!!!1

    • Grizzy

      Excelente vídeo, Astolfo! Obrigada, valeu!

  • cyrocs

    Bom dia a todos.

    No início do artigo afirma-se que os computadores quânticos funcionam com base no
    entrelaçamento quântico. Pelo que eu sei, a computação quântica se baseia na
    capacidade das partículas subatômicas existirem em mais de um estado simultaneamente.
    Se alguém tiver algum material relacionando computação quântica e
    entrelaçamento quântico, gostaria de conhecer.

    A desigualdade de Bell tem sido testada com experimentos cada vez mais refinados,
    e atualmente ninguém duvida da existência do entrelaçamento quântico. Um
    exemplo no link abaixo (troque os “?” por “.”):
    conhecimentohoje?com?br/Recentes856.htm

    O artigo não fornece qualquer detalhe do experimento do Dr. Hardy e também não
    fornece um link. O artigo apenas dá destaque a possíveis conclusões caso o
    experimento confirmasse a ideia do Dr. Hardy. Não consegui descobrir na
    internet se um relatório do experimento já foi publicado em algum periódico
    científico com peer review. Sendo assim fica difícil fazer um comentário, a não
    ser que a ideia é muito audaciosa e que os físicos da corrente dominante devem
    estar caindo de pau no Dr. Hardy.

  • Kaczmarczik

    o o o o o o o o o o o o o o o o Bom Dia a Todos!!! o o o o o o o o o o o o o o o o o
    _____________ A mente humana é uma das maiores maravilhas que existe! Não creio que o homem tenha sido irracional por toda a sua existência como diz o darwinismo e/ou o evolucionismo, porque para sair do estado irracional em que presumivelmente o homem estaria teria que haver uma inteligência maior para forçá-lo a isso!!! O assunto seria melhor explicado por @Diana Artemis, que é fascinada pelo tema sobre energia e de fato o assunto tem a ver com energia por conta das bilhões de sinapses, que seriam semelhantes a circuitos elétricos, que ocorrem no cérebro, podendo em alguns casos chegarem ao estado semelhante a de um wi-fi, dependendo do indivíduo, porque nem todos possuem um cérebro com capacidade de emitir a energia dos seus circuitos cerebrais além do próprio corpo!!!!!
    o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o o

    • cyrocs

      Essa é uma questão fascinante. Existe um tal volume de evidências a favor da seleção
      natural ou evolucionismo, que esse mecanismo não pode ser negado. No entanto a
      Ciência não explicou ainda quando ocorreu o “chaveamento” para a auto-consciência,
      embora um argumento materialista afirme que a consciência é produto da
      complexidade, isto é, atingida uma certa complexidade, aparece a
      auto-consciência. Deste modo, até um computador suficientemente complexo
      poderia eventualmente adquirir consciência, o que já foi tema de inúmeras obras
      de ficção científica.

      No entanto é perfeitamente possível conciliar o espiritualismo com aquilo que a
      ciência já provou. Basta considerar que a evolução de veículos materiais
      (corpos físicos) na superfície dos planetas objetiva atender uma necessidade
      temporária do ciclo evolutivo das centelhas divinas na sua imersão e posterior
      superação dos planos de existência mais densos. Essa é em linhas gerais, a
      visão da Teosofia, que eu acho muito boa.

      • Kaczmarczik

        o problema com o evolucionismo é que força uma explicação não convincente, porque até hoje não houve melhoramento da raça humana e nem de outros seres da Terra. Na minha opinião a forma como o computador evoluiu dá uma pista de como o homem poderia ter evoluído: por uma intervenção inteligente e acima dele! Veja que antes de Roswell 1947 os computadores eram enormes, chegando a ocupar um andar inteiro! Seus componentes eram precários e os circuitos que registravam e mostravam os dados eram formados por harware analógico, usando até mesmo válvulas como se fossem enormes luzes! Depois de Roswell os computadores evoluíram deixando de lado os hardwares ultrapassados se tornaram digitais com o surgimento do microprocessador e dos chips e com isso diminuindo de tamanho até poderem ser levados nas nossas mãos!!! Foi uma evolução brusca, da mesma forma com foi a suposta evolução humana!!! Não poderia ter sido feita só por si…

  • Joao Paulo Jesus Flores

    Pelo que entendi isso significa que a mente humana tem algo de especial que foge do padrão proposto pela fisica atual? não entendi muito bem.

    • Kaczmarczik

      já respondestes você mesmo sua própria pergunta……

      • Joao Paulo Jesus Flores

        Sei so queria uma confirmação de alguém

        • Kaczmarczik

          entendo…. Veja como é engraçado que você mesmo se respondeu ser perceber rsrsrs

          • Joao Paulo Jesus Flores

            isso ai

    • WJunior

      Isto aí…A fisica quântica propõe que existe uma física desconhecida de difícil compreensão por não termos sensores capaz de percebe-la, também chamado de outra dimensão. Dr Hardy propõe que a mente faz parte desta física e experimentos capaz de comprovar.

  • aland_55

    A mente humana cria nossa realidade assim como a percebemos, além do que parece que pode se conectar com outros. Quando se foca num assunto se tem acesso a pensamentos semelhantes. Isto pode ser verificado por qualquer pessoa se conseguir concentração.

  • PALEOSETI

    Repito:
    Temos duas mentes e uma está presa ao nosso cérebro físico.

    • Munn Rá : O de Vida Eterna

      nossa mente é algo tão complexo que é inocência achar que ela é somente de um lugar

      na verdade acho que não é do mundo físico mas que se MANIFESTA no mundo físico

      alías essa separação de mundos em si já é incorreto porque ” tudo é um e um é tudo ”

      essa separação na verdade é uma forma de nosso cérebro poder se situar no ambiente

      • O Show de Estefano

        Curti. Somos, tipos…. “Avatares”. Nice…

    • Grizzy

      Acho que são mais de duas mentes.

  • WJunior

    Assistiu os agentes do destino?
    Só a duras remadas o HOMEM muda seu futuro…

    • LuaPequena

      Olá WJunior !
      Não, não assisti !
      Mas, você tem razão, temos que remar muito e com muita força, contra a maré , para podermos mudar pelo menos o que temos consciência que nos será prejudicial ao longo da vida !
      Abração !

  • Grizzy

    Um pouquinho mais de lenha na fogueira:
    Nós até podemos não acreditar nele, mas o Livre Arbítrio existe sim.
    Ele nos dá até mesmo o direito de desprezá-lo.
    Entretanto, os seres humanos frágeis e em geral vivendo vidas superficiais, não percebe o tamanho e a potência da arma que têm nas mãos. Despreparados e insconscientes, terminam vítimas de outras Leis, as quais não conseguem perceber devido às próprias incapacidades.
    Estamos assistindo nos tempos atuais o cumprir-se de Leis transmitidas ao Homem há muito tempo, e como não mais as consideramos necessárias, as Leis se cumprem mesmo assim. Ocorrem a todo instante mortes em massa, sem que o indivíduo comum compreenda as causas. Sem entender, não temos como julgar fatos assim, tragédias pessoais, guerras, pandemias, epidemias, etc.
    A vida é assim, a vida não tem culpas e não tem culpados.
    O Livre Arbítrio é uma dessas Leis de difícil compreensão, pois ele nos dá o direito de escolher (escolher!), mas não nos dá (e nunca deu!) o direito de errar. Pobre daquele que escolher errado, porque a Lei do Livre Arbítrio não é flexível.
    Dura Lex, sed Lex.

  • WJunior

    A mente humana não é governada pela física clássica (Sinapses que percebem apenas parte do universo e nos ajudam a tomar uma ação após um julgamento).
    Se for verdade…
    “Penso logo existo”.. René Descartes
    passa a ser “penso logo não sei quem sou”.

    • Grizzy

      Pois é, WJunior, hoje em dia até eu que sou burra demais pra pensar, fico olhando atravessado pra essa do Descartes.

    • Eduardo Silva

      Se eu pudesse, votaria dez vezes!

    • Spock

      Interessante Wjunior… realmente foi um pensamento… “cósmico”!
      Se René Descartes passar a ser então “penso logo NÃO SEI QUEM SOU”…
      Ora, ora, ora… Não é que aquele grego ganhou pontos milhares de anos antes de Descartes???
      Dá-lhe Sócrates >>>>>> “CONHEÇA-TE A TI MESMO!”.
      Desse jeito vamos acabar criando a “Filosofia Quântica”! (licença poética) e derretendo nossos neurônios… imagine?? O Fim dos Conceitos (isso seroia além da…)
      \//_

      • WJunior

        Verdade Spock. Dr. Hardy poderia ter referenciado Sócrates. Mas fico maquinando aqui se a fonte de inspiração dele não foi Buda que na compreensão de si mesmo sentiu a realidade como uma bolha, que dentro ele era da mesma essência de fora, separado pela bolha. A monja Coen do Brasil disse que estudar o budismo é estudar a sí mesmo, estudar a si mesmo é esquecer de sí mesmo. Esquecer de sí mesmo é a compreensão de tudo. Espéculo que dr. Hardy pode ter evitado citar um espiritualista que não cai bem no meio acadêmico. Obs.: Não sou budista, não é uma pregação.

    • Maria Lucia Costa Costa

      no meu entender dos novos conceitos da fisica quantica a verdade é: penso, logo … torno tudo possível de existir! a fisica quantica confirma os ensinamentos de Jesus Cristo: tudo é possível para aquele que crê! nada é impossível para Deus, Deus pensa, Deus cria, Deus torna tudo possível! eu penso, eu crio, eu torno tudo possível! a mente, o pensamento atua sobre o mundo “material”! tudo é energia moldada pelo pensamento!

      • WJunior

        Olá, Maria…
        Já que estamos de filósofos de plantão.. rsss… Quando diz “tudo é possível para aquele que crê” suponho que não seja o “crêr” da conclusão do pensamento. já que somos falíveis em concluir… um “crêr” que também não podemos sensorear que talvez seja a definição de “fé”, se este “crê” do qual não sensoreio portanto não o domino como conclusão do pensamento, estando este na dimensão quântica seja moldador da nossa dimensão (creio nisto, no sentido de concluir). Suponho então que posso curar um cego de nascença, mas meu querer que é sub produto da conclusão do pensamento não pode, este faz parte desta dimensão, se acaso eu fizer aquilo que acho que é possível o farei com a parte que não reconheço (sinto), sendo assim não saberei de que forma foi feito, não saberei se será feito novamente, empiricamente não foi eu que fiz. Daí suponho que venha todo sentimento das descrições de canal de Deus.

  • cyrocs

    Agradeço os esclarecimentos!