Uma espécie tecnológica habitou a Terra no passado distante, postula novo trabalho científico

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 2 min.
Ouça este artigo...

Uma espécie tecnológica nativa anterior pode ter surgido na Terra antiga ou outro corpo celeste, tal como um Vênus antes do efeito estufa, ou um Marte úmido.

Este foi o foco de um trabalho apresentado pelo Dr. Jason T. Wright, da Universidade Penn State (EUA), professor associado em astronomia e astrofísica. Publicado esta semana no arXic, o trabalho intitulado Prior Indigenous Technological Species (Espécie Tecnologia Nativa Anterior) é baseado na ideia de Wright de que uma espécie antiga habitou a Terra e possivelmente um ou mais planetas em nosso sistema solar há bilhões de anos. Essa espécie pode ter vindo de fora do nosso sistema solar, mas ele também fala sobre a possibilidade dela ter originado na Terra. Assim, onde estariam eles agora?  E se eles já se foram, onde está a evidência de sua existência?

A questão não é por quanto tempo no passado podemos ser capazes de detectar os restos fósseis de uma espécie – não  sabemos como mensurar a inteligência de forma confiável através dos ossos – mas sim detectar ‘tecnoassinaturas’ inequívocas.

Wright aponta com razão que os fósseis, ferramentas, habitações e outros artefatos convencionais poderiam não ter sobrevivido desde bilhões de anos atrás. Biodegradação, erosão, movimentos tectônicos e outras forças poderiam ter reduzido-os a poeira. Se esse objetos sobreviveram, estarão enterrados muito mais profundamente abaixo da superfície do que os humanos conseguem explorar.  Se isso não aconteceu, precisamos procurar por novas formas de evidências de onde e como esta espécie nativa antiga viveu.

E não precisa nem mencionar ‘quando’. Obviamente teria sido antes da explosão Cambriana há 541 milhões de anos, quando a vida animal apareceu na Terra. Mas quanto tempo antes?  Teria um enorme evento ativado a Explosão Cambriana? E se este foi o caso, teria ela também extinguido espécies anteriores e enterrado profundamente as evidências de sua existência?  Wright também especula que esta espécie potencialmente inteligente pode ter vivido abaixo da superfície da Terra. Se este foi o caso, algumas das novas formas de radar de ‘subsuperfície’ poderiam ser necessárias para penetrar profundamente o solo, a fim de encontrar evidências.

Por outro lado, a tecnologia pode já existir mas está apontada na direção errada. Wright sugere que Marte e Vênus também são candidatos para espécies antigas que foram aniquiladas, possivelmente devido a perda da água em Marte, ou pela mudança climática severa em Vênus. Ele propõem o uso de ferramentas espaciais na Terra, para procurar por taxas de isótopos não naturais, elementos sintéticos ou evidência de mineração.

Tais descobertas poderiam ocorrer através do uso de ferramentas do crescente campo da arqueologia espacial, que inclui a procura, a descoberta e a interpretação de artefatos humanos no espaço.

Se estas espécies antigas existiram em Marte, Vênus ou em uma das luas de Saturno ou Júpiter, poderia ser necessário colocar humanos ou robôs na superfície desses corpos para cavar o suficiente a fim de encontrar ‘tecnoassinaturas’. Mas primeiro, precisamos fazer a mesma coisa na Terra para encontrarmos evidências de “espécies tecnológicas nativas anteriores”, de onde elas originaram e porque partiram… ou o que acabou com sua existência na Terra.

 

n3m3

Fonte

arqueologiaespécies avançadasMarteTerraVênus
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (41)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • HGWELLSS

    Quem se lembra de meu comentário aqui no OH , onde digo que a explicação para os achados arqueológicos , onde mensura tais achados como , moedas, correntes de ouro , uma boneca de NAMPA IDAHO , datada 300 mil anos a um bilhão de anos , que a terra foi berço de outra civilização altamente tecnológica e que a mesma sofreu um ARMAGEDOM CÍCLICO , parte desta civilização pereceu , parte evadiu para o sub solo , no caso os intra terrenos , e parte evadiu para outro planeta que creio ser na constelação de ORION !!
    Isto tem uma lógica científica sim !!

    Um fraternal abraço !!

    Walter Loo !!

  • Elias Roth

    Ainda que seja um astrônomo de cabeça aberta, ainda está considerando a existência extraterrestre dentro da caixa da terceira dimensão… civilizações não existiram em Vênus, no passado do Verbo… elas existem!
    Porque se a tecnologia avançada é considerada no seu postulado como rastro da mesma procura em relação a Terra, porque ele desconsidera a permanência dos venusianos em seu planeta, ainda que debaixo de condições climáticas severas, as mesmas que ele sugere ter extinguido sua espécie…?
    Ou seja, ele propõe a teoria e nem mesmo percebe sua contradição…
    Se estes seres possuem tecnologias tais, por que condições climáticas severas intimidariam sua civilização HIGH TECH? Que poderia muito bem se instalar no subterrâneo em amplas e confortáveis cidades ou, ainda melhor, na Quarta dimensão do Espaço-Tempo?
    Há uma sutil contradição nesse trabalho.
    Novamente batendo na velha tecla…. considerando somente o espaço 3D.
    Eia! Vamos quebrar esse quadrado de uma vez por todas!

    • Elias Roth

      O FILHO DE DEUS

      V

      E quando eu morei naquele peito,
      o Filho de Deus que Eu Sou conheceu o Amor na sua sede original,
      jardim pulsante de todas as flores,
      aquarela-tinta de todas as cores,
      pintando as formas, cantando as odes,
      liturgia das musas e dos anjos em seus sacros acordes,
      entregando o Beijo Santo do Pai da Vida
      à Mãe da Luz
      num festival sagrado que, do lado de cá,
      os exilados filhos do pó interpretam erradamente,
      vendo apenas sombras, porque sombras
      é tudo o que eles têm na mente…

    • douglas wojtowicz lippold

      Concordo plenamente , a vida inteligente em nosso sistema solar é muito mais abrangente do que nos imaginamos , jé se sabe que neste momento existem maquinas operando nos anéis de saturno fazendo mineração de metais e diamantes expelidos pela sua atmosfera gasosa turbo lenta ou de asteroides ricos em minérios atraídos pelo seu enorme campo gravitacional , assim como também hoje se tem a noção de que JUPTER é praticamente um ‘mini sistema solar’ se tratando da 2º maior massa de nosso sistema solar ele influencia inclusive num breve deslocamento de nossa estrela SOL , imagine então no cinturão de KEPLER , quanta coisa ainda há para se explorar em nosso próprio quintal. Por isso que civilizações extremamente avançadas tem que ter duração em termos de perpetuação de sua espécie de milhões ou até bilhões de anos , por que a quantidade de informação que existe “la fora” é Imensurável , e esta mais do que claro que é exatamente a sede deste conhecimento infinito que é combustível para que civilizações queiram se perpetuar eternamente. Só que para que isso ocorra com os seres humanos nos temos que superar a variável da AUTO DESTRUIÇÃO , que é um divisor de águas entre civilizações do TIPO 1 para 2 , lembrando que nos somos TIPO 0.
      ABRAÇOOO

      • Elias Roth

        Pois é, Douglas… sempre esses ufólogos dentro do antropomorfismo e geocentrismo em seus trabalhos… sempre comparando ETs com os humanos e as soluções humanas. Ora, uma tecnologia de porte em mãos é o bilhete azul para “n” saídas e soluções para civilizações desse status de evolução no universo. Por um lado, acreditam firmemente na Inteligência Artificial, mas por outro, acham que superfícies de calor e clima conturbado são limitações para “eles”.

        A limitação está na forma dos Ufólogos verem as coisas, sempre tomando ETs com as referências das credenciais humanas, essas sim, muito limitadas e até regredidas em nosso tempo.

        Abraço!
        🙂

        • douglas wojtowicz lippold

          É complicado cobrarmos , quando tudo que nos foi ensinado esta REDONDAMENTE ERRADO , digo pelo menos na História de nossos antepassados. Somos um Zoológico de civilizações avançadas que nos visitam nos vigiam , fato consumado , por que arqueólogos encontram diferentes espécies de hominídeos em diferentes continentes e em ilhas isoladas até hoje e nenhuma delas ter relação uma com a outra se tratando praticamente dos mesmos períodos ? Por que seres inteligentes faziam diferentes experiencias com hominídeos em locais isolados pelo oceano para que ao mesmo tempo pudessem ‘testar’ o desenvolvimento de suas obras sem uma procriar com a outra, ou em alguns casos procriar que foi o clássico exemplo do homo sapiens sapiens com o homo neandertal. É exatamente por isso que não conseguem localizar a real origem destes projetos de humanos , foi um longo aperfeiçoamento genético , mas podem ter certeza que os mesmos seres que nos criaram , ainda nos observam e nos zelam de alguma forma.
          Lembrando também da evidencia de macacos que possuem o fator RH “Rhesus” positivo também presente na maioria dos humanos , e agora o fator RH negativo , Da onde surgiu ? …

          • Elias Roth

            Eu considero o fator Rhesus um “rhesíduo” (…) de reais conexões evolutivas entre humanos e primatas, porém… estas evoluções foram dadas a uma casta inferior de humanos no passado da humanidade… os da classe negativa certamente tem heranças de outra casta de humanidade, aquela que veio antes e foi criada à imagem e semelhança Daquele e daqueles que o serviam… somente a existência de duas castas no passado distante da evolução humana podem explicar o enigma Rhesus (+-)

            • douglas wojtowicz lippold

              isso ai !! particularmente sou O-

        • Munn Rá : O de Vida Eterna

          ” antropomorfismo e geocentrismo ” : Perfeito Comentário

          Se não bastasse nossa limitação intelectual ainda existe uma espécie de limitação cultural ( como se humanos/Terra fosse o centro do universo )

  • RGJ

    Também acredito que espécies inteligentes e avançadas tecnologicamente habitam nosso planeta no passado remoto. Quanto a este assunto, tenho uma teoria, e se, no passado do nosso planeta, antes da extinção ter acabado com os grandes Saurios, alguma espécie da época, tivesse alcançado a inteligência para se organizarem e progredirem como sociedade, e conseguiram alcançar as estrelas. Dai viriam as perguntas “e onde estariam estes sere?”. Bom poderia ter acontecido várias coisas, poderiam ter se metidonem uma guerra nuclear e se exterminados, poderiam ter sidos assimilados por uma outra espécie não terrestre, poderiam terem previsto a aproximação do cometa destruidor e se mandaram para outro planeta ou ae escondido no subsolo, onde estariam até os dias de hoje. Possibilidades, possibilidades

  • aland_55

    Acho que muitos aqui do OH já chegaram a mesma conclusão. Objetos achados dentro de carvão mineral que se formou a milhões da anos, uma taça finamente trabalhada, achada na perfuração de um poço profundo, as esferas de Klerksdorp, com bilhões de anos etc. Quanto ao que acabou com elas:talvez guerras, cataclismos e poderíamos até ter alguma herança genética remanescente se a extinção não foi total e só perderam a tecnologia.

  • RadicalLivre

    Não diga cara-pálida! Afinal um cientista que não é completamente estúpido, só meio lentinho. Andou se informando na antiga tradição esoterica pelo visto.

  • Astolfo Fagundes

    Talvez tenham sido os anunnakis que chegaram na Terra a muitos milhares de anos atrás. De acordo com os textos sumérios, haviam 5 cidades construídas pelos anunnakis antes do dilúvio que foram completamente destruídas e depois reconstruídas. Entre elas estavam Eridu e Nippur, as cidades de Enki e Enlil respectivamente.

  • Grizzy

    “Sólon, Sólon… Vós gregos sois como crianças, pois não conheceis o passado da humanidade!”
    Ver “Crítias”, de Platão e “A exposição platônica da história”. Muito bom para ajudar a pensar no tema.

  • cyrocs

    Boa tarde para todos.
    Sempre é bom ver um cientista ter coragem de abordar este tipo de assunto. No entanto,
    o título do artigo no OH e na fonte estão errados, pois o Dr. Wright NÃO
    AFIRMOU que já existiu uma espécie tecnológica nos precedendo. Como cientista,
    ele coloca uma HIPÓTESE:
    “In this paper, I discuss the possibility for such prior indigenous technological species; by this I mean species that are indigenous to the Solar System, produce technosignatures and/or were spacefaring, and are currently extinct or otherwise absent.”
    Link para o artigo do Dr. Wright:
    arxiv?org/pdf/1704.07263.pdf
    O artigo é muito bom mesmo e eu recomendo a leitura.
    No entanto, é preciso cuidado com as informações sobre “evidências” que circulam
    na Internet, pois alguns dos OOPA (Out-of-place Artifacts) já foram devidamente
    explicados, como por exemplo as esferas de Klerksdorp, que têm bilhões de anos
    mas são objetos naturais:
    en?wikipedia?org/wiki/Klerksdorp_sphere
    rationalwiki?org/wiki/Klerksdorp_spheres
    archyfantasies?com/2012/04/02/the-10-most-not-so-puzzling-ancient-artifacts-the-grooved-spheres/
    NOTA: Para acessar os artigos, abra uma nova janela em seu navegador, copie e cole o LINK
    DISFARÇADO, e troque os caracteres “?” por “.” (pontos). Depois é só dar .

    • Marcelino Melo

      Este artigo e o anterior sobre as anomalias lunares se completam para uma formação de uma hipótese : Não somos a primeira e única civilização tecnológica (inclusive capaz de explorar o Espaço), que já existiu em nosso Sistema Solar.
      O que preocupa é as fortes evidências de que o que ele chama de tecnoassinaturas já terem sido descobertas, na Terra, em Marte e na Lua e estão sendo estudadas em silêncio e absoluto sigilo. As vezes pareço jato batendo na mesma tecla do acobertamento, mas pelo Amor de Dios, será que só eu vejo tão claro como é evidente que há algo sendo ocultado da sociedade quanto a vida inteligente alienígena ou mais antiga que nossa espécie lá fora, e aqui, quiça desde era remotas.?

      • cyrocs

        Bom dia Marcelino,
        Eu só estranhei uma coisa no seu comentário, você escreveu:
        “…poderemos continuar acreditando cegamente no dogma científico que diz que não há vida inteligente além da nossa no Sistema Solar.”
        Mas não existe esse dogma simplesmente porque a Ciência não pode afirmar tal coisa!
        Um cientista que fizesse essa afirmação para a qual não há absolutamente
        nenhuma evidência deixaria imediatamente de ser um cientista.

  • Geraldo Magela Lobo

    Para
    reflexão:

    Nos
    diversos Registros Históricos, ou mais precisamente no que sobraram
    deles, posto que muitos foram destruídos, constam que a convivência
    de Ets com os Terráqueos antigamente era comum. Infelizmente esta
    realidade passou para a História “equivocadamente”como sendo
    Mitos, Lendas, historias inventadas, etc. E só o fato deles terem
    vindos de seus mundos de origens para a Terra via tecnologias, já os
    identificam/caracterizam como seres avançados tecnologicamente. O
    problema é que, os Ets que viviam na Terra naquelas Épocas, estavam
    interferindo e atrapalhando a Evolução dos Terráqueos naturais do
    Planeta. E para proteger os Terráqueos indefesos, o Criador desse
    Universo e criador da Terra, o Senhor Javé, decretou a expulsão
    diplomática de todos Ets que estavam na Terra naquelas Épocas,
    ordenando-os à voltarem para seus mundos de origens. E é claro que
    isto gerou confusão, e muitas batalhas foram feitas com uso de armas
    que os Terráqueos em geral, nem imaginam que existem. Depois do
    prazo dado para a retirada destes Ets brigões (Reciclagem), o
    Criador decretou o isolamento da Terra proibindo a entrada dos seres
    de fora. Portanto muitas Raças Ets que estiveram na Terra
    antigamente, não foram necessariamente extintas, e sim, foram
    expulsas do Planeta, pois a maioria só estavam fazendo ***** por
    aqui. O isolamento ainda continua, e será retirado após a volta de
    JC que é um representante Oficial do Criador Sr. Javé na região
    cósmica onde está a Terra. Entendo que, no Grande Evento Volta de
    JC, serão tratados/administrados e definidos questões do tipo:
    Administrar e definir as questões relacionadas à necessária
    reciclagem (separação do joio e do trigo) que já está em
    andamento, retirar o isolamento da Terra promovendo a
    reintegração/convivência dos da Terra com os de Fora de uma forma
    organizada e consciente, e por aí vai…

    Hoje,
    em diversos locais da Terra, apesar de que muitas evidencias foram
    destruídas/escondidas, ainda é possível encontrar monumentos etc,
    comprovando a presença de seres tecnologicamente avançados que
    conviveram com os Terráqueos no passado. Sob o gelo da Antártica
    por exemplo, estão evidencias marcantes da presença de seres
    tecnologicamente avançados que estiveram na Terra no passado.
    Filtrem os bla bla blás, e fiquem de olho lá.

    • Astolfo Fagundes

      Também já formulei uma teoria mais ou menos semelhante a essa, no entanto, as escrituras bíblicas também falam sobre o “regente do mundo” que é o “príncipe das potestades das regiões celestes”, as quais são rebeldes e não querem se sujeitar ao domínio de JC.
      Se isso for mesmo verdade, então qual seria a origem dessas “potestades” e quais interesses eles tem aqui na Terra?

      • Geraldo Magela Lobo

        Olá amigo, no meu
        entendimento não existe nesse Universo nenhum ser fisicamente
        falando com poder superior ao poder do Criador Sr. Javé e ao poder
        de JC. Esses tais “regente do mundo” “príncipe das
        potestades das regiões celestes”, diabos, e por aí vai, são
        interpretações equivocadas e na maioria das vezes interpretações
        interesseiras da parte de alguns, visando impor medo nos Terráqueos
        para poderem explorá-los e viverem sem esforços na opulência à
        custas do trabalho dos Terráqueos. Os tais rebeldes são anjos
        caídos e não têm poder de decisão na Terra e muito menos nesse
        Universo. Na prática muitos deles anjos caídos, e claro, segundo
        meu entendimento, depois de arrependidos e reconhecido seus erros, já
        estão hoje encarnados na Terra, sofrendo as consequências de suas
        rebeldias nas eras passadas. E atualmente, no geral, todos os seres
        em rondas físicas nesse Universo, à duras penas vão compreendendo
        que desafiar/rebelar as normas do Sr. Javé, não é e nunca foi uma
        boa ideia, e por aí vai…abraço

        Ps: Gostaria de
        lembrar ao amigo, que meus comentários/considerações são para
        reflexões. E à quem interessar possa, refletir sobre, e tirar suas
        próprias conclusões.

  • PALEOSETI

    Continuo achando que a verdade sobre a nossa origem está dentro de nós. O crime perfeito não existe, sempre deixam pistas, é só remexer o nosso DNA “lixo”.
    Acho que já sei DE ONDE VIEMOS e O QUE ESTAMOS FAZENDO AQUI. A pergunta que não quer calar é PARA ONDE VAMOS.

    E baseado no andar da carruagem, muitos não vão querer saber (gostar) da resposta.

    • Geraldo Magela Lobo

      Olá amigo, confesso
      que no auge de minha ignorância não consegui entender/perceber a
      relação de crime perfeito com a verdade sobre nossa origem. Supondo
      que esteja se referindo à um tal de pecado original, e se assim for,
      o tal de pecado original é mais um equívoco interpretativo sobre a
      origem da vida. Gerar e aperfeiçoar vidas físicas via DNA e genética para
      perpetuar e melhorar a espécie, não é crime. Contudo, se estou equivocado
      quanto ao seu ponto de vista, o que é mais provável, peço desculpa
      por essa ladainha…abraço…kkkkkkk

      Foi dito que, ao
      conhecer a Verdade, nossa primeira reação seria de espanto. E
      depois de compreender a Verdade, nossa reação já seria de encanto.

      • PALEOSETI

        Então…
        Acredito que num passado remoto, alguém cometeu o “crime” de desabilitar algumas de nossas características, como por exemplo calcificar a nossa PINEAL.
        Claro que nunca fomos perfeitos, mas acho que tinhamos algo de especial que incomodava alguém. Todos nós temos os instintos primitivos das outras espécies (até acredito que foi colocado de propósito). Mas com a evolução, o acesso a esses instintos iam ficando bloqueado.
        Ai alguém resolveu tirar essas barreiras e o acesso a esses instintos ficaram livres.
        Como explicar a evolução de alguns e a involução de muitos outros?
        Uma coisa é sermos diferentes um dos outros, outra coisa é uma diferença abissal.

        • Tmago

          Hoje Vc acordou inspirado, foi certinho na prova do crime q os juízes ignoram. Mas guarda o “salto da jiboia” p o dia certo. kkkkkkkkk

        • Elias Roth

          A Glândula Pineal era nossa antena de comunicação com os seres mais altos.
          mas veja, a calcificação da dita cuja não parte somente de uma ação externa, ela reflete organicamente a queda de uma humanidade inteira no aspecto moral e espiritual.
          A calcificação da Pineal é apenas o reflexo físico de uma queda e adormecimento mais profundos.
          Mas voce cita o exemplo dos santos: pessoas que treinam diariamente com a meditação descalcificam a PINEAL.
          De modo que, muito mais que o flúor ou outras alegadas substâncias químicas, o que calcifica de fato esta glândula (bem como outras partes do corpo, sintomas do TEMPO) é a inatividade, é a falta de uso, o que afaz entrar em processo de atrofiamento.
          A partir do momento em que a pessoa começa a trabalhar seriamente com a meditação e os mantrans em particular, vibrando a caixa craniana com sons, fonemas e frequências,,, a vibração intensifica e a glândula volta a funcionar, bem como os demais chakras… não basta abrir a Pineal, há um leque de sete plexos nervosos (chakras) atuando em conjunto, a Pineal é a resultante final da ação conjunta, linear e homogênea dos sete: o símbolo dos castiçais de sete braços com chamas acesas!
          Mas a raiz de tudo ainda é o psiquismo. Não adianta tentar abrir poderes num corpo se a alma ainda não possui o caráter da santidade para usar isso com consciência.
          Poderes abertos numa alma caída e imatura pode sim se tornar sua passagem mais rápida ao abismo.
          Poderes sem controle se tornam um inferno na vida de quem os possui…

          • Tmago

            Bem explanado. E talvez a falta de tempo, medos diários e sacrifício p se ganhar o pão, sejam as armas usadas p não chegarmos lá. Penso muito nisso usando aqueles eremitas indianos, monges e outros q deixaram o consumismo de lado.

            • Elias Roth

              Amigo mago, se repararmos bem, a calcificação é um processo crônico da idade, muitas partes do corpo sofrem calcificação e degeneração com o tempo.
              Mas o pior é quando a mente se calcifica, quando a alma se calcifica.
              Aí o orgânico se calcificará por reflexo.
              Muitos desses iogues, santos e sábios têm idades que nos espantariam, diante do vigor físico que eles mantém.
              E por que?
              Porque o espiritual e a mente estão ativos, descalcificados.
              Daí a descalcificar a Pineal e todo o resto é um pequeno pulo!
              Sacrifício é sempre a chave.
              Não confio em métodos modernos e fáceis para abrir poderes, desobstruir chakras, limpar a Pineal.
              São falsos, todos eles!
              O sacro-ofício é o que realmente conta aqui!
              Bom dia!

              • Tmago

                Esses q citei não usam de métodos modernos, são de tradições milenares, a verdadeira humildade.

          • Robinson

            Faz todo o sentido muito bem querido irmão.
            Eu consegui algumas vezes ir a outras dimensões através da música. Algumas possui uma conjunção de instrumentos que os sons ficam encravados na mente. E através deles tu consegue um tipo de concentração, que burla o bloqueio sensorial e assim diga-se nos “libertando”.
            Forte abraço.

            • Elias Roth

              Valeu Robinson, e a Pineal calcificada é como as pedras nos rins… o ULTRASSOM é ainda a melhor forma de arrebentar com elas, se é que me entende!
              Abraço!

    • Tmago

      É vero Paleo ! A verdade está lá fora…Arquivo X é indução ao acobertamento.

    • Elias Roth

      É o LIVRO DA VIDA.
      DNA. E curiosamente, o SENHOR da Vida e Mestre espiritual do mundo se chama ADNI (Adonai, Senhor).
      Para onde vamos?
      Para um terreno compatível com a nossa semente.
      Parece uma resposta simplista, mas não é.
      Voce toca num ponto fundamental, o DNA. Ele é a nossa assinatura dentro da evolução cósmica. E de um modo geral, ele é a identidade que temos para prosseguir a viagem na curva evolucionária que se abre para o Infinito.
      Para onde vamos?
      Segundo as mesmas fontes… a Terra irá passar por um longo processo de purificação, vai para a UTI e nenhum ser humano irá ficar aqui… as visitas ser-nos-ão proibidas… e nesse tempo, uma casta reservada ficará em OUTRO LUGAR aguardando o reflorescimento da Vida na Terra sob condições perfeitas de equilíbrio.
      Se a catástrofe de Atlântida (o dilúvio de Noé) é cíclica, o retorno a Terra reverdecida também é.
      Voltaremos para este mundo renovado e reverdecido, com nova consciência.
      Mas isso não significa voltar para a mesma estação, não!
      Podemos estar no mesmo planeta, mas a curva evolutiva estará muito mais alta, porque o que mudou foi a consciência daquela humanidade amanhã.
      E amanhã…. é isso o que fará enorme diferença!
      A semente humana estará pronta para novos campos de estrelas!
      Rumo ao divino e ao imortal!

  • Johnny Deep

    Muitas suposições…
    Qual sua resposta: imagine a hipótese dos seres humanos se desenvolvessem aponto de deixar a Terra rumo ao infinito e além do Universo, estes seres humanos do futuro irão fazer uma limpa total na terra de forma a não deixar um vestígio se quer da nossa existência aqui Terra?

  • Tmago

    Temos tecnologia p vasculhar a fundo….Até parece q os q sobreviveram esses milhares ou milhões de anos deixaram mole pra nossa racinha brincar de justiceiros. O controle está longe de nossas mãos, ainda bem. Vão lá e arranca eles lá debaixo q eu quero ver. Crianças mimadas e malvadas.

  • Robinson

    Perdi o Timing da matéria mas vamos lá:
    Existe um livro chamado a História Secreta da Raça Humana;
    E um site de astronomia que fala sobre um Sistema Solar que se aproximou do nosso a uns “poucos” anos atrás segue o link e não se esqueçam de tirar o espaço entre os pontos.
    Link:
    http://www. galeriadometeorito. com/2015/02/uma-estrela-invadiu-o-sistema-solar. html?m=1
    Outro site só que jornalistico:
    http://www. bbc. com/portuguese/noticias/2015/02/150219_estrela_invasora_sol_fn
    Divirtam-se. A e não se esqueçam que tem outros vindo em direção a nós.

  • sergio_ntl@hotmail.com

    é a primeira vez que vejo um noticia que valeu ler.
    concordo plenamente que o homem deveria primeiro conhecer o planeta TERRA pois muitos mistérios que explicariam ate a possibilidade de vida em Marte e bases na lua estão escondidas aqui.
    miramos o foco para o espaço e o obvio deixamos lado aqui na Terra ou pelo menos não estão contando tudo que sabem. fico com a segunda opção.

    • Robinson

      Existe sim muita coisa que não é contada e também é muita coisa omitida, pelos dogmáticos e preguiçosos pesquisadores. Leia o livro A História Secreta da Raça Humana, vai te dar uma nova visão do que eles omitem e mentem.

  • Kaczmarczik

    ooooooooooooooooooooooooooo Bom dia a todos!!! oooooooooooooooooooooo
    ______________ A própria Ciência está de acordo que vida inteligente já tenha existido antes da nossa, e de fato em outros planetas isso aconteceu e está acontecendo ainda porque os avistamentos de OVETs/ETs no mundo até hoje nos apontam para essa realidade!!! A História humana ser reescrita para incluir a presença alien é um tanto que impossível porque a própria Ciência, e não a religião como muitos acham, não aceita essa realidade porque o sistema que domina o poder mundial, e por consequência a Ciência, não deixa…
    ooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

  • Helio Pereira

    tenho comigo, que a vida ocorre em ciclos em nosso planeta. Quando inicia um ciclo, tudo começa novamente, acontece todo sistema de evolução, chega um ponto em que o desenvolvimento é tão fantástico que a prepotência humana causa sua destruição. Todo planeta morre. passam alguns milhões de anos e a vida ressurge, vibra, cresce e evolui em ciclos intermináveis. Mas suponhamos que num destes fim de ciclos um grupo de pessoas perceberam o fim e se protegeram e ultrapassaram o ciclo e talvez, somente talvez sejam o que nós chamamos de alienígenas do passado!