Capas fantásticas de revistas sobre OVNIs nas décadas de 60 e 70

Tempo de leitura: 3 min.

Homenzinhos verdes não são mais o que costumavam ser, e ainda bem, não é mesmo? Antigamente havia uma aura de terror relacionado a qualquer evento OVNI, que hoje parece ter se perdido, pela maior parte.

Naquela época, pensava-se que uma invasão alienígena poderia ocorrer a qualquer momento, e isto era refletido nas capas das revistas que falavam sobre o fenômeno… ou será que foram as capas das revistas que influenciaram as pessoas a pensarem que uma invasão poderia ocorrer a qualquer momento?

Mesmo assim, hoje há quem diga que a invasão já ocorreu e nenhum raio laser foi disparado, pois os ETs teriam se infiltrado silenciosamente nos governos do nosso planeta. 

Mas voltando ao passado, o tipo de invasão alienígena especulativa que as revistas – como a UFO Flying Saucers – exploravam fica bem evidente em suas capas. Primeiramente publicada por Gold Keys em 1968, a UFO Flying Saucers evoluiu para a UFO & Outer Space, antes de cessar sua publicação em 1977.

Durante pouco mais de uma década, a UFO Flying Saucers fez perguntas, todas sem respostas, tais como: “Os exploradores alienígenas têm os terráqueos em suas mãos?” e “Seria a Terra o laboratório deles? Seríamos suas espécimens?”

Embora a revista não tenha contribuído muito para o estudo dos OVNIs, até mesmo conturbando a mente dos menos avisados, suas capas são trabalhos de arte dignos de galeria, os quais ilustram uma época onde a inocência da população se deixava levar pela imaginação fértil de seus artistas.

Para seu deleite, veja abaixo uma série de capas daquela revista, que ilustra perfeitamente o que passava na cabeça do povo naquela época, e provavelmente ainda hoje:

Durma bem, depois de ver estas capas!

n3m3

Fonte das informações

capas de revistadiscos voadoresOVNIsrevistasufo
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (22)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • Douglas Prado

    Sem discussão , para os artistas , os alien vieram mesmo para realizar coisas nefastas em nosso mundo

  • PALEOSETI

    Vou aproveitar para guardar essas capas.

    Parece que a geração daquela época tinha mais liberdade na imaginação e era mais aberta para a fantasias. Enquanto a atual é mais engessada e guiada a seguir um script.

    Os editores tinham mais liberdade e os artistas eram mais criativos.
    A impressão (sem trocadilho rsrs) é que hoje, com os avanços e as facilidades na arte gráfica, tiraram a criatividade no grafismo.

    • Oni maru

      Olha essa das Águas vivas no céu, são os famosos chupa chupa
      Quando eu era menor, lembro de uma luz azul “esquentar”(era tipo puxando sangue mas dormente, não sei explicar direito) minha pele
      Estavam presentes eu, minhas duas primas e meu primo, eles se lembravam desse evento até uma certa idade depois não falaram mais nisso, até porque por aqui ocorreram muitos eventos “estranhos” mas como a família é grande e religiosa, entram no consenso de que é um mistério de Deus (minha mãe me respondeu isso uma vez) e talvez seja mesmo, quem sabe
      Eram 3 luzes azuis, estávamos observando elas circularem no céu por um tempo até que uma delas foi se aproximando e brilhando, como se estivesse pulsando, e chegou muito perto, sobrevoando nossa cabeças, não dava pra saber o formato, eu poderia dizer que girava ou que tinha o formato de disco mas a verdade é que só dava pra ver brilho até ai mas então vem a sensação de calor/dormência estranha, demorou pra perceber que era algo sendo sugado, senti uma tonteira e eu só fui ver o formato de água viva depois que olhei de novo pro alto, ela parou de pulsar e foi subindo devagarzinho e aí vi os tentáculos azuis, pareciam cristais, como se fossem aquele gelos que dão nas cavernas só que azul
      Eu nem sabia o que era uma água viva nessa época, lembro que conversei com meus primos sobre isso mas passou nem alguns minutos voltamos a brincar de castelo de terra(não lembro se era terra ou lama)
      Uma coisa que acho incrível é como NINGUÉM (um adulto) estava presente na hora, apesar daqui ser quase roça na época
      Desculpe ter escrito demais, fiquei eufórico com algumas imagens dai, acho que é isso que acho incrível nessa época, esses eventos eram realmente algo estranho e bizarro, mas ao mesmo tempo instigante e maravilhoso, também se deve ao fato do conhecimento e tecnologia ser diferente na época, não tinha Whatsapp nem como gravar facilmente isso, então a maior parte dos eventos foi registrado na mente das pessoas e passado através de conversa onde você poderia ou não acreditar em mim
      O problema de quem mente estando errado é que acabam confirmando pra quem “deveria” estar errado que na verdade estão certos
      No momento que os governos dizem que discos voadores não existem, que na verdade é tudo mentira e falso acabam comprovando pra quem realmente viu um que é tudo real
      Afinal eu vi e senti, nisso eles podem contar o que quiser, uma vez que você vê já era, porque no dia que você vivencia isso, naquele momento você sabe que “alguém” está mentindo pra você

  • mm

    Nossa essas capas dão belas historias de ficção tipo “contos da cripta”, só que alienígena!
    Belas artes de capa.

  • M3NIS

    isso é que ajudou a fud3r tudo, nesta época todas as revistas tinham seu “departamento de estorias Ufológicas” na falta de alguma matéria ou mesmo de propósito pegava-se qualquer jornalista principiante, fazia ele escrever qualquer coisa correndo só pra completar a edição, como se faz até hoje com o horóscopo, se voce acredita que somos visitados e que existe mais de 5 raças de Xtras, infelizmente vc ainda não pensou tudo isso com clareza, voce é mais um que vitima desta tipo de embuste que tem seus efeito até hoje.

  • Guerreiro

    São belíssimas capas!!! Me fez ficar admirando por um tempo!!!

  • Okan

    Mídia do Medo

  • Johnny Deep

    Qual o motivo da frase ” a revista não tenha contribuído muito para o estudo dos OVNIs”? Poderia explicar N3N3.

  • ptoledo

    Sensacional! Não quero entrar na questão se essas publicações difundiam o terror extraterrestre ou não; são belas artes que retratam bem a cultura (e o estilo) da época. Muito bom…

  • Spock

    Só a nível de contribuição informativa digo que as capas são bonitas artes e alguns exemplares dessas revistas foram publicadas aqui no Brasil pela extinta editora EBAL. E eram majoritariamente história em quadrinhos em preto-e-branco! Podem-se encontrar esses números em sites tipo Mercado Livre para comprá-las de colecionadores!
    Detalhe: A quarta capa acima na postagem que bem poderia fazer lembrança a um cenário do nosso sertão nordestino. Fora isso… eis duas edições brasileiras… https://uploads.disquscdn.com/images/f9af8422886a598bdd04326b809e2d0c67f968eddf67eb63c80513f8b711766a.png
    \//_

  • Kaczmarczik

    ************************************* Boa Noite a Todos!!! ******************************
    _______________ Realmente capas incríveis, algumas retratando fatos reais como as capas de número:
    2-os casos Tasca e Villas Boas;
    3-o pouso de OVET em pleno centro de Voronezh na URSS em 1989;
    6- o caso que o @PREDADOR relatou de uma senhora no RS que havia tirado fotos de um OVET que estaria sugando energia de uma cidade, mas ela desapareceu bem como as fotos;
    7-o grande OVET saindo do mar no México este ano;
    13- o Passo Dyatlov na Rússia
    ****************************************************************************************************

  • Cereal Killer

    Eu queria a penúltima revista.Parece bem interessante.

  • Marujo

    Tempo bom. A gente desacobertava de tudo, antes mesmo do acobertamento.

  • RadicalLivre

    Gostei das “medusas espaciais”…
    Ilustrações que marcaram mais de uma geração, sem duvida.

    Muito mais do que essas revistas, cujo conteudo interessante limita-se às capas (excelentes por sinal), a “coleccção argonauta” de livros de FC de bolso (impresso em Portugal e vendido por aqui também durante algumas decadas), que vai dos 60 até os 90, é um tesouro inestimavel da literatura, com os maiores autores do genero, muitos inclusive antecipando muita coisa que se tornou realidade decadas depois. Devo ter uns 200 exemplares na biblioteca, e li todos pelos menos umas 5 vezes ao longo dos anos. Sempre que acho um num sebo compro.

    • cyrocs

      Realmente. Sem dúvida uma das melhores coleções de ficção científica.