Nosso mundo é uma prisão conceitual e só vemos relances da realidade, diz cientista

Tempo de leitura: 4 min.

Enquanto estiver lendo isto, você está olhando para a tela de um computador, um smartphone, ou um tablet. Você acha que viu tudo que há para ver. Mas e se este não for o caso? Seria possível que somente vemos relances da realidade?

Um cientista cognitivo apresentou uma teoria intrigante, sugerindo que vivemos numa prisão conceitual e somente vemos relances da realidade. Isto significaria que a realidade, tal como a percebemos, pode somente ser uma pequena fração da verdadeira existência.

 

Quanto da realidade nós percebemos?

Há alguns cientistas, como o Dr. Joe Dispenza, D.C que dizem que nossos pensamentos criam a nossa realidade.

O Dr. Dispenza, que é um neurocientista e escritor de vários livros, como por exemplo, Evolve Your Brain: The Science of Changing Your Mind (Evolua Seu Cérebro: A Ciência de Mudar Sua Mente – título em trad. livre), disse que ele, durante sua pesquisa em remissões espontâneas, descobriu e continuamente vê similaridades em pessoas que têm passado pelas assim chamadas curas milagrosas – mostrando que elas realmente mudaram suas mentes, o que então mudou seus estados de saúde.  Em outras palavras, o que você pensa afeta sua saúde.

Recentes estudos em neurociência mostraram que podemos mudar nosso cérebro somente pelo pensamento.

 

Mude a realidade

O quanto vemos da nossa realidade?

O conceito é interessante, mas o que acontece se não percebemos tudo de nossa assim chamada, realidade?

Pesquisadores da Universidade de Amsterdã sugerem que aquilo que você vê não é real – é uma ilusão visual.

As descobertas sugerem que, embora nossa visão periférica seja menos aguçada e detalhada do que aquilo que vemos no centro do campo visual, podemos notar uma diferença qualitativa, porque nosso sistema de processamento visual na verdade preenche aquilo que vemos na periferia.

O pesquisador de psicologia, Marte Otten, da Universidade de Amsterdã, disse:

Nossas descobertas mostram que, sob circunstâncias corretas, grande parte da periferia pode se tornar uma ilusão visual.

 

O que é uma Prisão Conceitual?

O cientista cognitivo Donald Hoffman, da Universidade da Califórnia, despendeu 30 anos tentando desvendar o mistério de nossa percepção. Ele está convencido que a evolução e a mecânica quântica conspiram para tornar a realidade objetiva uma ilusão.

Hoffman usa a teoria do jogo evolucionário para mostrar que a nossa percepção da realidade é uma ilusão. Ele disse:

A evolução tem nos moldado com percepções que nos permitem sobreviver. Mas parte disso envolve esconder de nós as coisas que não precisamos saber. E isso é praticamente toda a realidade, seja lá o que a realidade possa ser.

A evolução não diz respeito à verdade, ela diz respeito a gerar crianças. Todo pequeno pedaço de informação que você processa tem um custo em calorias, o que significa que precisaria mais alimentos para matar e comer. Assim, um organismo que vê toda a realidade nunca seria mais apto do que aquele que vê somente o que precisa para sobreviver.

Hoffman diz que se tornou interessado no assunto da realidade quando era adolescente. Ele queria descobrir se os humanos eram máquinas, e finalmente na década de 1980 ele foi a um laboratório de inteligência artificial na MIT e trabalhou numa máquina de percepção. Lá, ele desenvolveu a teoria dos agentes conscientes para resolver o problema de combinação da consciência, tanto para combinação de assuntos, quanto de experiências, mas Hoffman acha que não somos máquinas.  Ele disse:

O mistério de como a atividade cerebral causa as experiências do consciente ainda não foi resolvido, e nunca será, porque a atividade do cérebro não causa e nem pode causar as experiências do consciente. Se quisermos ter uma compreensão científica da consciência, e das muitas bem documentadas relações entre a atividade cerebral e as experiências do consciente, então não podemos começar com a atividade cerebral ou com a dinâmica física de qualquer tipo. Devemos começar com uma fundação nova, porém rigorosa. Proponho uma nova fundação que modela a consciência como redes de agentes do consciente, as quais interagem.

Segundo Hoffman, não há razão para acreditar que os objetos que vemos tenham quaisquer relação com coisas que existem fora de nossas mentes. Ele explica:

A concepção padrão da visão é que somos similares às câmeras, obtendo uma imagem da luz refletida de um objeto. Mas bilhões de neurônios e trilhões de sinapses estão envolvidas entre a luz atingindo a retina e a construção dos objetos 3D que percebemos.

Nosso sistema de percepção é nossa janela para o mundo, mas é também uma prisão conceitual. É difícil conceber uma realidade fora do espaço e tempo. Mas a matemática pode abrir uma rachadura nas paredes da prisão. Não posso imaginar um espaço multidimensional, mas posso encarar o espaço dimensional infinito em formato matemático.

Nosso sistema de percepção é nossa janela para o mundo, mas é também uma prisão conceitual. Imagem: Glen Santayana

Hoffman diz que há duas inconsistências em nossa visão do Universo derivada da percepção, o que pode oferecer pistas na estrutura da realidade abaixo dela. A primeira delas é nossa habilidade de explicar a experiência consciente, por exemplo, como conseguimos a sensação de como é experimentar o gosto de chocolate, a partir do material físico dos neurônios e mensageiros químicos. A segunda é as interpretações da mecânica quântica, as quais os estados de um partícula são indefinidos quando não observados – algo que levanta a questão de nossa suposição de que os objetos continuam a existir quando ninguém está olhando para eles.

 

Seria nossa realidade uma simulação computacional criada por uma forma de vida avançada, desconhecida?

Mais e mais cientistas estão seriamente discutindo a natureza de nossa realidade. A teoria do Universo Holográfico está se tornando muito popular.

Um cientista sugere que nossa realidade seja um holograma controlado por um gênio do mal.

Estariam os criadores nos vigiando neste momento?

Um cientista do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA diz que nosso criador é um programador cósmico de computador, e há ainda pesquisadores que dizem ter encontrado evidência de que o Universo é um grande holograma em 2D e que somos uma ilusão.

Todas essas teorias são provocantes e muitos estudos devem ser conduzidos antes que quaisquer conclusões possam ser alcançadas.

Talvez agora realmente não importa se chamamos nosso mundo uma prisão conceitual ou um holograma. O que interessa é que ainda não podemos determinar o quanto da realidade percebemos, e muitos diriam que nem mesmo podemos definir o termo “realidade”.

Será por isto que algumas pessoas têm mais facilidade de testemunhar eventos anômalos, tais como avistamentos de OVNIs, enquanto outras estão fechadas na “normalidade” de seus mundos?

n3m3

Fonte

OHprisãorealidadeUniversovida
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (130)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • RadicalLivre

    De fato estamos limitados às percepções de nossos corpos fisicos, que através dos sentidos percebem apenas pouco mais do que a dimensão física em que vivemos. Deste ponto de vista, sendo o universo multidimensional, estamos presos em uma percepção limitada sim.

  • WJunior

    Desde Pitágoras ou ainda antes, com força em Einstein, vendo a influência da matemática nas leis do universo, até acharam que poderiam desvendar os “pensamentos de Deus”. Daí para o sentimento que o universo é computacional, a matemática nos capacitou realizar estes “milagres” dos quais desfrutamos. Más já tem um tempo que as mentes mais brilhantes não tem conseguido desvendar nada ou quase nada.

  • Ricardo Moreira

    Se nossa verdadeira vida é a espiritual e estamos na materia para vivenciarmos experiencias que permitam nossa evolução, nada mais logico que vivermos uma vida falsa (a verdadeira é em espirito) em um mundo falso, criado para uma percepção material, para uma experienciação física.

    • Aguinaldo Francelino

      Então seria lógico pensar que existe um criador e um propósito, que somos a coroa da criação e não um grão de areia na imensidão do nada, como querem nos fazer crer…

  • Aguinaldo Francelino

    evolulução, humpf! Sempre achei que tudo o que vemos fica registrado no HD, com todos os detalhes não importando o quadrante do campo de visão, inclusive aquilo que não percebemos, para um futuro acesso…

    • Aguinaldo Francelino

      e continuo achando, são apenas mais teorias…

  • Marujo

    A última vez que perguntei, me disseram que o universo é constituído por:
    73% – Energia Escura
    23% – Matéria Escura
    4% – Matéria Bariônica (as estrelas, os planetas e nóis tudo)
    Parece que, agora, começaram a achar uma explicação/utilidade para aquela “escuridão” toda.

    • Aguinaldo Francelino

      na verdade o universo é feito de 100% de teorias, baseadas em outras teorias que sequer foram provadas, mas ainda assim viraram leis, simples assim…

      • LuaPequena

        Oi Aguinaldo !
        Estou começando a achar que também posso dar uma de “CIENTISTA” !
        Teorias é o que não me falta !
        KKKKKKKKKKKKKKKK!!!!
        Abração !

    • LuaPequena

      Oi Almirante !
      É muita escuridão !
      Tinham que ” clarear” um pouco, né ?
      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!
      Vai um abração !
      COM MUITA LUZ !

  • Aguinaldo Francelino

    Com certeza, o reino é um plano fechado, mas vemos a realidade todos os dias e noites o tempo todo, nossos sentidos não nos enganam…mas séculos de mentiras bem arquitetadas nos deixaram cegos para a verdade…felizmente estamos acordadando aos milhares diariamente, o sistema tá abalado, tem muita informação vazando e eles pretendem fazer algo radical pra se consolidar com suas falácias, mas desta vez sem deixar arestas ou pontas soltas…vamos sofrer represálias mas devemos estar preparados

  • Pólux 88

    Jamais vão encontrar a consciência no cérebro. É como abrir um rádio em busca do seu locutor. A consciência independe do corpo físico e é parte integrada do Universo. Tudo é consciente em diferentes estágios e níveis. A meditação é uma grande e excelente ferramente para essa compreensão. Tudo que vemos, o mundo que conhecemos, são percepções, padrões de onda que o nosso cérebro interpreta dentro de um espaço fisicamente ínfimo. Tudo acontece ali, em um pequeno aglomerado de matéria. A ciência com físicos de muito renome como Leonard Susskind, já vem falando que vivemos em uma realidade holográfica, uma realidade de informações codificadas que o nosso cérebro recebe e interpreta através dos nossos cinco sentidos. Creio que esse seja o caminho para uma compreensão mais uniforme do que conhecemos por realidade.

    • Aguinaldo Francelino

      é isso…

    • Hannah_Cat

      É que a morada do espírito, no corpo físico, está no cérebro. Daí se confunde consciência com o cérebro.
      E como estamos no corpo físico…

    • dora petris

      Olá, mas a holografia não é virtual?E o que vemos e sentimos e somos ( noves fora o espírito, alma, consciência ) não é a matéria? Sempre fico perdida nisso.

      • LuaPequena

        Então, somos duas !

      • WJunior

        Pelo que entendí a holografia é virtual, fruto de uma percepção. E o que somos? Não conseguimos perceber nossa forma real, somente a holográfica virtual. Se conseguirmos de alguma forma perceber a real, começaremos a entende-la, será uma nova era de exploração. As dimensões percebidas são largura, comprimento, profundidade, tempo. No universo holografico temos: comprimento, largura, profundidade virtual, tempo.
        Veja bem… O que sou no universo holografico? posso ser um circulo, um ponto, uma linha…
        Mas a consciência e as percepções estao presas na ilusão holográfica. O interessante é que estamos alterando o universo o tempo todo sem perceber o modo real. Um pulo pode ser como uma linha (minha suposta forma real) que ondulou, Sendo assim posso mandar um foquete pra lua ondulando sua matéria, alterando sua forma real, o resultado holográfico seria percebido com o foguete indo pra lua.

  • 666Dark

    Nem vou comentar a matéria, já que eles estão devagar chegando ao que sempre escrevi e acreditei sobre ! Quem não acredita merece…

    • LuaPequena

      Olá 666Dark !
      É mesmo !
      A primeira pessoa que me veio à cabeça, após ter lido a matéria, foi você !
      Ela “É A TUA CARA ” !
      Você está cansado de abordar tudo isso que foi comentado !
      Abração !

      • 666Dark

        Pois é, um dia a turma chega lá e espero que muito breve !
        Abração !

  • Messier 45

    Boa noite OH!
    Certamente a nossa percepção do mundo que nos cerca é limitada. E é por isso mesmo que usamos a tecnologia ao nosso alcance para ampliar muitas vezes os nossos sentidos.
    Mas ainda estamos longe de compreendermos o Universo (pelo contrário, estamos só começando a entender o mundo invisível da mecânica quântica e talvez de compreender o que existe além disso).
    Mas é preciso ter em mente que a teoria do Universo ser como um holograma é apenas mais uma entre várias teorias, não existe nada comprovado. Os físicos teóricos elaboram suas teorias, mas quem fica com a tarefa de testá-las no chamado mundo real são os físicos experimentais com seus instrumentos (como o LHC, por exemplo).

  • Edson Silva

    Vou compartilhar com vocês do OH algo que aconteceu comigo ja tem uns 7 anos. Passei por um pequeno trauma que estava me deixando bem pra baixo, e como sou Cristão não pensei duas vezes, orei pedindo que aliviasse a dor. Nessa noite acordei e percebo que esta no meio de um processo no mínimo estranho, era como se algumas pessoas estivessem fazendo manutenção em mim, me lembro de ouvir uma voz robótica falar nitidamente “load up”. E como estava acordando não vi ninguém e voltei a pegar no sono. Fiquei sem saber se estava sonhando ou não, mas o certo é que estava muito bem no outro dia.

  • PALEOSETI

    Mensagem da ONU no dia da MULHER:

    PARA A LIBERDADE DA MULHER É PRECISO LIBERTAR O HOMEM

    Não sei o que isso significa, só sei que estão todos presos. rsrs

    • Hannah_Cat

      Se são os que estou pensando, têm que continuar presos mesmo!… E tem que prender mais!

    • LuaPequena

      Oi Paleoseti !
      Não queria abordar esse tema, pois acabo descambando pra um outro assunto diferente do que Blog aborda !
      Mas, já que você falou ………………..
      Abaixo as “FEMINAZIS” !!!
      Viva as FEMININAS !!!
      Nunca achei que estivesse sendo OPRIMIDA por nenhum homem !
      Essas “criaturas” caricaturadas de mulheres, essas SIM, me oprimem, pois brota em mim
      ” vergonha alheia” !!!!
      Gosto de homem, no sentido mais amplo do verbo GOSTAR !
      E não tô nem aí pra esse conceito do tal de “POLITICAMENTE CORRETO ” !
      ” Já deu no saco ” !
      Sou dona das minhas opiniões e não preciso que ninguém pense por mim !
      Abração !
      PS:
      ONU = ” ESQUERDOPATIA ” MUNDIAL !!!

      • dora petris

        Concordo Ipsis Literis contigo.

        • LuaPequena

          Oi Dora !
          Que bom !
          Parece que nossa geração é que terá o compromisso com as FUTURAS gerações, isto se tivermos tempo para tal, de REABRIR OS OLHOS E AS MENTES delas, pois estas duas últimas já estão praticamente perdidas !
          Pena !
          Beijão !

        • LuaPequena

          Olá Edu !
          Exatamente !
          E além de não fazerem nada pela paz, cada vez mais estão implantando ideias esquerdistas dentro da Organização !
          Ela virou um antro de Comunistas !
          Posso te dizer que estão, quase que, aliciando a juventude !
          Tenho uma prima, filha de um primo meu em primeiro grau, que faz parte ” Dos Embaixadores da Juventude da ONU “, no Rio de Janeiro !
          Dá pena de ver a ” lavagem cerebral ” pela qual ela passou e ainda passa !
          Não adianta tentar retrucar, pois nada a convence e nem a desvia do foco emposto pela tal Organização e assim ela vai espalhando a” mensagem” ditada por eles !
          Tenho pena dessa nossa juventude !
          Tanto a brasileira, quanto a mundial !
          Serão necessárias, pelo menos, duas gerações pra que se recomponha o estrago feito, isto se o mundo mudar seu rumo !
          Do contrário, estamos fadados a virar um só e ÚNICO POVO, à mercê de um ÚNICO GOVERNO DITATORIAL MUNDIAL !!!
          ETA “SOROS”, esse não mo.r.r.e nunca !!!
          Abração !

  • José Carlos Gouvêa

    Então, segundo a matéria e os comentários, as aparições dos OVNIS e seus tripulantes, devem ser os seres da verdadeira realidade, que vivem neste universo ou em outros, fazendo uma visita a MATRIX, como turistas de fim de semana. Devemos ser personagens de um reality show em 3D gigantesco, ou não, tipo holodeck da Interprise. E quem morre, independente de como, deixa o jogo, volta para a verdadeira realidade.

  • Silvio Toledo

    O que enxergamos é um pequeno recorte de realidade interpretado por nossos sentidos.

    Para entender como somos limitados, vou dar meu exemplo de sempre:
    “explique a cor amarela pra um cego de nascença”.

    Para quem não tem as ferramentas de entendimento, o amarelo vai ser um conceito inexplicável e inexistente. Agora imagine o resto do universo e as ferramentas que nos estão ausentes para entendê-lo.

    Comece imaginando que nosso ouvido só capta entre 20 Hz e 20 000 Hz. Mas sabemos que existem ondas muito mais altas que nossa audição não capta, é só ligar o rádio FM ( vai até 87.5 MHz ) e ainda há transmissões de satélites em frequência muito mais elevada.

    Veja o caso da visão, que é uma “interpretação” que damos aos fótons rebatidos. Enxergamos um espectro bem pequeno da luz, mas com aparelhos de raios X ou infra-vermelhos podemos ampliar este espectro. Mesmo assim, ainda há uma faixa mais alta que nossos aparelhos não enxergam.

    Sob circunstâncias especiais é possível ter uma percepção sensorial ampliada ( uma expansão de consciência – Isto já aconteceu comigo ) e, podendo ver e sentir além da nossa realidade comum, temos um vislumbre de como o que achamos ser real aqui é uma ilusão.

    O grande problema da nossa ciência e dos nossos cientistas é que negam a existência do “amarelo” e por isso não podem avançar no entendimento de certos fenômenos.

    • LuaPequena

      Olá Sílvio !
      Então, pelo conceito abordado por esses cientistas, um cego não tomaria ciência da realidade em que vivemos, pois sendo ele incapacitado de ver, não viveria na mesma realidade que uma pessoa capaz de enxergar ?
      Ele viveria uma realidade de mundo diferente dos possuidores de visão ?
      Não seria ele, “cego”, capaz de interferir com a realidade do objeto observado ?
      Tá tudo muito confuso pra minha cabecinha !
      Abração !

      • Silvio Toledo

        algumas percepções de realidade são suprimidas do cego, mas por outro lado, abre-se um leque novo de percepções, ao exigir dele muito maior uso das outras ferramentas.Avance ou desça um nível nesta análise e sejamos nós os cegos para as realidades superiores e vamos começar a entender.
        É claro que a maioria dos cegos sabem que existe ” visão”, mesmo aqueles que nunca viram, porque isto lhes foi relatado. Mas fazem uma ideia vaga do que pode ser a visão. Assim também podemos falar que há porções do universo invisíveis às nossas percepções onde as vibrações diferentes provocam o surgimento de uma realidade diferente. Quanto mais alto nestas camadas, mais a realidade é sutil e pode ser modificada. O que enxergamos aqui como realidade é produto dessas forças nos mundos invisíveis.
        Então há pessoas que enxergam além e vislumbram um universo multidimensional interconectado num nível sensorial onde a inteligência ( pensamento, intenção, alma, espírito ) modifica a matéria.
        e há também aqueles que não conheceram tal universo e vão negar a existência desta realidade já que sua própria percepção não é capaz de experimentar.

        Então há dois caminhos. Imagine eu sendo cego. Não podendo conhecer as cores, tenho duas escolhas: A primeira é negar totalmente a possibilidade de existência das cores ( e no meu universo mesquinho não existiria mesmo ). A segunda é admitir que as cores existam embora estejam além da minha percepção. Este caminho vai fazer com que eu desenvolva mais o tato ( ou outro sentido ) a um nível onde poderia distinguir a diferença de frequência do comprimento de onda do vermelho pro verde, ou seja, estando eu aberto às novas possibilidades, desenvolverei novas ferramentas de percepção e mesmo que minha visão de cores não seja igual a de alguém que vê, terei capacidade de entendimento das diferentes cores ao meu próprio método e talvez de maneira muito mais eficaz.

        Poderíamos dizer que o morcego não vê?
        A resposta de som que ele recebe é tão precisa que pode formar uma imagem.
        Já viu um exame de ultrassom? É uma foto feita com som.
        Não difere muito de uma foto feita com outro tipo de onda, os fótons, que é o que enxergamos. Então um sentido bem empregado pode até substituir outro ausente.

        Em suma, o que quero dizer é que precisamos estar abertos ao entendimento. Quando nos fechamos deixamos de entender. A ciência padrão deixou de entender há muito tempo.

        • LuaPequena

          Valeu, Sílvio !
          Obrigada pela excelente explicação !
          Abração !

        • Marujo

          A resposta também responde o meu questionamento lá em cima.

        • Kaczmarczik

          boa explanação @silviotoledo:disqus !!!

    • Aguinaldo Francelino

      tem um filme, dos ’80 , que o cara explica as cores pra garota cega e tem 100% de sucesso…

      • Silvio Toledo

        Pois é, nos filmes podemos fazer uso de certas abstrações :).
        Na realidade, você pode escrever uma enciclopédia pra explicar as cores e até aplicar as ondas na pele ( a pele também vê ) para que o cego possa sentir, mas ele não terá a mesma percepção que você se não dispõe do mesmo tipo de sensor. Claro que percepções podem surpreender e suplantar, mas estou apenas usando de exemplo para mostrar o porque de certas pessoas não avançarem no conhecimento.

        • Aguinaldo Francelino

          mesmo nós que ‘enxergamos’, para descrever algo pra alguém comparamos com outro pra melhor entendimento, é como se o interlocutor fosse cego e necessitasse uma redundância do objeto, viu?

          • Silvio Toledo

            Exato, mas temos um tipo de aproximação sensorial ( uma calibragem ) muito similar que já vem de fábrica, o que faz com que as percepções sejam bem próximas. Eu tenho aqui uns 40 monitores de computador e preciso dizer pra eles qual o padrão ( calibrar ) pra que exibam a mesma cor ( ou eletronicamente quase precisa ), senão cada um vai ter um vermelho diferente. Somos também assim.

        • Marujo

          Silvio, sempre podemos “entender” fenômenos “invisíveis”, como, por exemplo, a “cor laranja”, através de outros parâmetros (até mais seguros e mensuráveis), como a radiação eletromagnética, frequência e comprimento de ondas. Não substitui a experiência sensorial, mas, como o próprio post revela, nem esta garante contra “ilusões”.

    • Leila G. Cardoso

      Os cientistas não negam a existência do amarelo, apenas se não tem como coletar informações para estudá-lo ou sequer comprovar que ele exista, e não fazem e não aceitam elucubrações vazias a respeito até que quaisquer evidências dele sejam mostradas.

      Mas se alguma evidência verificável (que não seja uma afirmação sem provas ou algum tipo de sentimento subjetivo interno de alguém) é apresentada eles adoram se debruçar sobre o assunto e dedicar carreiras e vidas inteiras para descobrir mais. E nenhum cientista responsável poderia mesmo agir de outra forma, imagine, cientistas recebendo verbas e perdendo tempo investigando fadas, amigos imaginários e unicórnios cor-de-rosa apenas porque acham que seria “bonitinho” se eles existissem… .

      • Silvio Toledo

        O AMOR DA SUA MÃE POR VOCÊ EXISTE?
        O SEU AMOR POR SEUS FILHOS EXISTE?

        Você pode medi-lo?
        Pode replicá-lo em laboratório em condições controladas?

        Se não pode ele é invenção? charlatanismo? pseudo ciência?
        um sentimento subjetivo interno de alguém sem comprovação física?
        Algo que se acha “bonitinho”?

        Ou será que há esta força de transcende o tempo, o espaço e o entendimento?

        Alguém falou que a força física que une as moléculas e as arranjam para formar o que existe chama-se amor, mas é tão subjetivo ( quando a força gravitacional, outra “subjetividade” física? ) que não vale se debruçar sobre o assunto e dedicar carreiras de vidas a entender?

        Como vivemos em função e perdemos tempo com coisas que ” não existem” ?

        Se olhar sempre com os mesmos olhos vai encontrar sempre o mesmo resultado. Se quer um resultado diferente, olhe diferente.
        Não se engane, a ciência consiste em manipular os dados para obter um resultado que se deseja. As intuições é que levaram às grandes descobertas.
        Nada contra o método científico, mas cuidado nas armadilhas onde ele leva.
        É muito fácil fazer qualquer conexão porque TUDO está conectado!

    • LuaPequena

      AMEI, Geraldo !
      Abração !

  • A.CLEMENTE

    Os homens, na sua verdadeira dimensão, têm visão, audição, tacto (quase) perfeitos. Mas não podem, NESTE ESTÁGIO DE EXISTÊNCIA, usufruir da sua plenitude. O corpo físico, de baixa frequência, em condições normais, sobrepõe-se e não deixa. Só com o escape terrestre se libertará destas amarras.
    No entanto, aquilo que a maioria dos homens não conhece, seres estranhos à Terra (ET’S) sabem. Sabem quem é o homem interior, o seu lugar no cosmos e a sua programada evolução cósmica. Sabem diferenciar entre o homem e o seu invólucro (mais correctamente “receptáculo” na concepção utilizada pelos ET’S). E sabem que o que existe dentro do “receptáculo” é um ser muito especial, na existência do qual não podem tocar.
    Porque,
    Embora A RAÇA HUMANA SEJA UM ESCÂNDALO AOS OLHOS DE MUITOS ET’S (quer estes sejam físicos, intermédios ou espirituais), é uma raça especial e protegida por ordens superiores, emanadas de um Poder Supremo, inquestionável e absoluto. Não de qualquer hierarquia superior, que realmente existe nos vários universos, quer sejam universos materiais, de baixa frequência (espaço-temporais) ou não-físicos, de alta frequência (intemporais, invisíveis para os humanos terrestres), mas subordinada à Origem.

  • LuaPequena

    Boa noite O. H. !
    Acho que estamos sofrendo um enorme plágio desses cientistas !
    Tenho a nítida impressão que os ” carinhas” da Dª.Na.sa andam monitorando o Comandante e os comentaristas do O. H., pois tudo que acabo de ler, acima, já foi abordado e discutido por diversas vezes aqui !
    Eu mesma já comentei a respeito do “criador” ser um exímio jogador de xadrez virtual, onde este mundo é um imenso tabuleiro e NÓS as PEÇAS !
    Ele e seus “adversários”, no “jogo”, fazem o que melhor lhes agrada com seus “pinos” ( nós ) !
    Às vezes acredito mesmo que, tudo isso não seja real, que estejamos dentro de um IMENSO computador .
    De repente, somos pré-programados para realizar certas coisas que, dentro de nós, temos certeza que não são corretas mas, mesmo assim acabamos por fazê-las e depois nos sentimos culpados !
    Será que fomos postos aqui para cumprir uma missão divina ?
    Será que fomos postos aqui para pagarmos por ” pecados ” cometidos em outros mundos ou dimensões ?
    Ou será que somos só VIRTUAIS e nosso mundo é uma grande tela de computador ?
    Ah, sei lá !
    Queimei dois dos três neurônios que ainda funcionavam !
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!
    Cada um que escolha sua opção !
    Eu prefiro ser algo divino que está passando por aqui para realizar sua evolução !
    Abraços a todos !

    • RadicalLivre

      Você está certíssima!
      Sem duvida a ciência está continuamente, nas ultimas décadas, “plagiando” os mais importantes conceitos do esoterismo ou filosofias ocultas orientais.
      Basta dizer que “A Doutrina Secreta” de HP Blavatrsky era o livro de cabeceira de Einsten, segundo ele mesmo admitiu. E está quase tudo o que é relevante neste assunto naqueles 6 maravilhosos volumes, da cosmogênese às práticas da filosofia oculta.
      Ou seja, o que os “sabichões” começam a concluir depois de queimar muitos neuronios para “encaixar” tudo em conceitos “cientificos”, é o que já era evidente há milhares de anos para qualquer humano com frequencia vibratoria suficiente para questionar a “realidade” em que vivemos.

      • LuaPequena

        Oi RadicalLivre !
        UAUUUUUUUUUUUUUUU!!!!
        Adorei sua explanação !!!!
        Abração !

      • dora petris

        Eita povo” bão sô “.

      • Leila G. Cardoso

        Este livro da Blavatsky é uma plágio muito resumido e menos poético dos Vedas hindús… .

        • RadicalLivre

          Leila, sempre a respeitei apesar do evidente complexo de “sabichona” e “mulher-de-ciencia” que vc sofre. Mas não fale bobagens por favor que perco a paciencia…
          Acho que Einsten discorda de você então.
          Bem se vê que nunca leu Blavatski, não sabe nada sobre teosofia e sai propagando asneiras. Nem vou perder meu tempo. Fui.

          • Eduardo Silva

            Assino embaixo!

            • LuaPequena

              Oi de novo , Edu !
              Posso estar ” redondamente” enganada mas, algo me diz que , não é a parte feminina do Avatar que escreve !
              Se é que me fiz entender !
              Abração !

          • Leila G. Cardoso

            Morei 2 anos com uma tia (já falecida) que era PROFESSORA DE TEOSOFIA do colégio waldorf Rudolf Steiner, de São Paulo, e durante todo este tempo ela tentou me convencer de que esta verdadeira seita era a detentora da mais pura verdade. Mas os argumentos dela não resistiam à mais rápida e simples avaliação pelo conhecimento científico atual. Não passavam de mitos antigos do oriente misturados com uma filosofia alemã tacanha do século retrasado.

            Você pode acreditar o contrário, a crença é livre. Mas é só isso, uma crença.

            • RadicalLivre

              Ah, claro, uma tia te explicou perfeitamente do que se trata a teosofia. Pode crer. Daí vc sai falando asneira. Beleza.
              Sua fixação em tentar descreditar tudo que não consegue compreender à luz da “ciencia” é preocupante. Sua crença na ciência materialista e tacanha também é livre. Boa sorte, o dia em que deixar este corpo vai ter algumas surpresinhas, se é que sua frequência vibratória (outra invenção mística, claro) vai permitir algo mais do que uma imediata entrada na matéria de novo pra ver se melhora na próxima.
              Vou chamar o dark666 pra te dar um “nóis merece”…

              • Eduardo Silva

                Nóis merece (2)…

              • Leila G. Cardoso

                Sim, ela me explicou e me fez ler livros a respeito por dois anos. E no final estávamos de novo no início, só mais uma das inúmeras seitas esotéricas que surgiram entre as classes mais abastadas e indolentes de uma Europa fascina pelas exóticas idéias orientais com que estava entrando em contato pela primeira vez.

                Com certeza existem muitíssimos aspectos da realidade que a ciência ainda não compreende, e podem de fato ser apontadas evidências fortes disso. Até mesmo de coisas que vão contra os paradigmas científicos mais aceitos, como consciência além do corpo físico, universos inteiros em dimensões paralelas impercepríveis aos nossos sentidos e até visitantescde outros mundos em naves espaciais voando por aí. Mas isso não implica em se deva aceitar acriticamente qualquer texto ancestral ou filosofia artificial da belle epóque como sendo a verdade revelada mesmo quando elas vão contra os conhecimentos atuais passíveis de verificação.

                • Aguinaldo Francelino

                  sabichona…

                • RadicalLivre

                  Só posso concluir que seu mundo é uma prisão conceitual e que vc só vê relances da realidade…

                  • Eduardo Silva

                    Putz, você é mesmo radical… e livre! kkkkk

      • Eduardo Santos

        Ciência é apenas uma palavra.

        • Eduardo Silva

          Exatamente, apenas uma palavra, mas que no final do século XX e no século atual, nomeia uma das mais perniciosas religiões do mundo ocidental. Uma religião chamada “ciência”, em que os fiéis são tão ou mais fanáticos que os religiosos teístas de carteirinha. Aff…

          • Geraldo Magela Lobo

            Tradução meia
            boca…kkkkkkkk abraço

            “Palavras de
            Rupert Sheldrake é seu livro “The Science delusion” Neste
            livro, eu argumento que a ciência está sendo impedida por
            suposições seculares que se endureceram em dogmas. As ciências
            seriam melhores sem elas: mais livre, mais interessante e mais
            divertido.

            A maior ilusão científica de todos é que a ciência já sabe as
            respostas. Os detalhes ainda precisam de trabalho mas, em princípio,
            as questões fundamentais são resolvidas. A ciência contemporânea
            baseia-se na alegação de que toda a realidade é material ou
            física. Não há realidade senão realidade material. A consciência
            é um subproduto da atividade física do cérebro. A matéria é
            inconsciente. A evolução é sem propósito. Deus existe apenas como
            uma ideia nas mentes humanas e, portanto, nas cabeças humanas.

            Essas crenças são poderosas, não porque a maioria dos
            cientistas pensa sobre elas criticamente, mas porque elas não o
            fazem. Os fatos da ciência são suficientemente reais; Assim como as
            técnicas que os cientistas usam, e as tecnologias baseadas neles.
            Mas o sistema de crenças que governa o pensamento científico
            convencional é um ato de fé, fundamentado em uma ideologia do
            século XIX. Este livro é pró-ciência. Quero que as ciências
            sejam menos dogmáticas e mais científicas. Creio que as ciências
            serão regeneradas quando forem libertadas dos dogmas que as
            constringem.”

          • Leila G. Cardoso

            Quem escreveu este texto (mesmo que tenha sido o Sheldrake, que é autor da teoria pra lá de esquisita dos campos morfogenéticos) não sabe a própria definição de ciência.
            A ciência não afirma jamais que tem as respostas, porque a cada descoberta que faz acrescenta uma ou duas certezas e muitas e muitas novas dúvidas ao conhecimento existente. O máximo que ela pode fazer é dizer que não conhece evidências de que a realidade seja diferente daquilo que o paradigma corrente e as teorias derivadas dele propõem,. Mas se nova evidência verificável (verificável, não qualquer afirmação de qualquer um sem base alguma) aparecer, o paradigma e as teorias mudam, como já ocorreu inúmeras vezes. Só que evidentemente4 não é fácil mudar um paradigma corrente, que foi montado à partir de diversas investigações e descobertas prévias. São precisos dados muito sólidos e uma proposta teórica muito coerente para explicá-los antes de se poder chegar e afirmar que tudo o que foi descoberto e explicado antes por gerações de pesquisadores está errado e é preciso recomeçar tudo, talvez até do zero. Não é um ou outro fenômeno inexplicado (e existem muitos) mal registrado e praticamente não investigado que vai desmontar os paradigmas correntes do dia para a noite. Eles podem até mudar algum dia, mas isso vai exigir bastante tempo e trabalho.

          • Eduardo Santos

            Palavras de Rupert Sheldrake é seu livro “The Science delusion”
            Neste livro, argumento que a ciência está sendo impedida por suposições seculares que se endureceram em dogmas. As ciências seriam melhores sem elas: mais livre, mais interessante e mais divertido.
            A maior ilusão científica de todos é que a ciência já sabe as respostas. Os detalhes ainda precisam de trabalho mas, em princípio, as questões fundamentais são resolvidas. A ciência contemporânea baseia-se na alegação de que toda a realidade é material ou física. Não há realidade senão realidade material. A consciência é um subproduto da atividade física do cérebro. A matéria é inconsciente. A evolução é sem propósito. Deus existe apenas como uma idéia nas mentes humanas e, portanto, nas cabeças humanas.
            Essas crenças são poderosas, não porque a maioria dos cientistas pensa sobre elas criticamente, mas porque elas não o fazem. Os fatos da ciência são suficientemente reais; Assim como as técnicas que os cientistas usam, e as tecnologias baseadas neles. Mas o sistema de crenças que governa o pensamento científico convencional é um ato de fé, fundamentado em uma ideologia do século XIX. Este livro é pró-ciência. Quero que as ciências sejam menos dogmáticas e mais científicas. Acredito que as ciências serão regeneradas quando liberadas dos dogmas que as constringem.
            Abraço

    • Johnny Deep

      Eu só queria que hoje surgisse um outro Tesla para fazer uso da tecnologia atual e adianta-lá. Hoje em dia esses cientistas afffff

      • Kaczmarczik

        eu sei que muitos vão dizer que é achismo ou sensacionalismo ou forçação de barra ou ainda viajar na maionese, mas é o que eu comentei na matéria sobre o Tesla no OH: não perceberam que não surgiram mais gênios como o Tesla e até mesmo como o Einstein? Isso me faz crer ainda mais que eles eram contatados dos extras, apenas de muitos considerarem que não!!! Se fosse normal a genialidade humana Testas e Einsteins surgiriam aos montes ainda mais nestes nossos presentes dias de evolução tecno-científica!!!!

      • LuaPequena

        Olá Johnny !
        Por um pequeno instante, te confundi com um outro “ser” deste Blog !
        Ainda bem que estava errada !
        Quanto a Tesla, também gostaria do mesmo !
        Já não se fazem CIENTISTA CONTACTADOS como antigamente !
        KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!
        Abração !

    • Kaczmarczik

      dona NAuSeA plagiadora kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • LuaPequena

        Oi Kaczmarczik !
        Não é mas, que parece, parece !
        KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!1
        Abração !

    • Eduardo Santos

      Bom dia Lua Pequena.

      Creio que um dos “X”ses dessa questãozinha é o aparente paradoxo de nos vermos simultaneamente como indivíduos e como todos, ou o todo, uma vez que a realidade é fruto da consciência.
      No caso parte de “nossa” consciência não seria nossa (do indivíduo) mas de um “todo” ao qual todos nós temos acesso inconsciente (por enquanto).
      _temos os “sonhos”…!!! Para não pirar de vez… Kkkkkkk

      Abração.

      • LuaPequena

        Oi Eduardo Santos !
        Coisa complica essa !
        E como se costuma dizer por aí, ” só sei que nada sei ” !
        Abração !

    • Youkai

      Oiii Luinha, vc já assitiu o seriado Westworld? Fala bem o que vc colocou no cometário.

      • LuaPequena

        Olá Youkai !
        Não, não assisti !
        Vou procurar na Net !
        Obrigada !
        Abração !

    • Spyn Hakn

      “(…) ser algo divino que está passando por aqui para realizar sua evolução!”

      É algo que define todas as religiões e é relatado em vários contatos com seres de fora. Maravilhosa assertiva.

      • LuaPequena

        Olá Spyn Hakn !
        Obrigada !
        Bom saber que você entendeu perfeitamente meu texto !
        Abração !

  • RadicalLivre

    Grande novidade, cara-pálida! Já dizia o Bardo há centenas de anos, “Há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe nossa vâ filosofia”…

  • Kaczmarczik

    ************************************** Boa Noite a Todos!!!*********************************************
    …………………………….. A realidade ser uma prisão conceitual , ou seja, seriam apenas uma fração da verdadeira realidade, o que em parte faz sentido porque não sabemos todas as coisas que acontecem ao mesmo tempo em todos os lugares em todas as épocas, então de fato a realidade seria até onde podemos entendê-la… Quando algo foge do limite de nossa realidade, caso do fenômeno OVET/ET, ocorre um choque de realidade porque aponta para algo que está longe do alcance de nossa percepção, tanto física relativo aos cinco sentidos (visão, audição, gustação, olfato e tato), quanto emocional e até espiritual (sexto e sétimo sentidos conforme alguns acreditam). Então em parte essa teoria parece corresponder a muitos fatos na Terra!!!
    ***********************************************************************************************************

  • LuaPequena

    Obrigada, Almirante !
    Abração !

  • TRUYTS

    Boa noite passageiros da nave NemeSis
    Taí uma descoberta inusitada…. vivemos numa matrix…. nooosssaaaa…..
    Vamos esquecer religião….. vamos pensar assim…. os espíritos são apenas e somente pessoas que participavam dessa matrix e tiveram seu tempo reincidido…. aí conseguem nos passar informações….. ou se quiserem podem usar a transcomunicação… onde se pode ter uma comunicação com esse pessoal…. ou seja… fora da matrix…. olha… acredito que em breve a ciência irá ver essa comunicação com outros olhos… e em breve poderemos ter comunicações mais detalhadas e científicas…..

  • Professora Rose

    Então, pelo visto, estamos num jogo. Um jogo criado e controlado por um alguém.
    Tá certo! Que joguem essa bagaça direito, pois têm bastantes bugs por aqui.

    Ou seriam os bugs uma espécie de testes pra nós?
    Sempre desconfiei ser uma cobaia do sistema!
    Eita! Eita!Eita!

    • Marujo

      Só perguntando para o “programador, Rose.
      Aquele que é onipotente, onisciente e onipresente.

      • Professora Rose

        Pois é, Marujo! Só perguntando mesmo! E mais que estar preparada para perguntar, gostaria de estar preparada para compreender a resposta.

    • Alberto Seabra de Albuquerque

      Levando por esta Lógica…
      Há um GM (Grande Mestre) Geral, também conhecido por Admin, que gerencia outros GM’s
      Os despertos são os players, que têm uma noção geral do que se ocorre e tentam achar os Bugs de alguma forma forma para achar a luz.
      Há os NPC’s (Non Playable Characters), que seriam os que se detém ao próprio jogo e fazem tudo como pré-programado, seguindo o fluxo de tudo deve acontecer desta forma.
      Às vezes os Players conseguem transformar NPC’s em Player por modificar o código deles com informação, e os GM’s colocam obstáculos para que os agora Players, tornem-se NPC’s novamente, algumas vezes conseguem, outras apenas desistem.
      Algumas vezes aparecem algumas Quests aleatórias criadas pelos GM’s para saber quem se destaca e pode começar a preparação para virar um futuro GM, e essa deve ser a lógica do jogo.
      O Player morre no meio do jogo, ou completou até o final, mas não virou GM, nasce novamente para dar continuidade em sua ascensão, só que ele permanece com alguma de suas Skills pré-determinadas pelos GM’s para poder evoluir no que lhe faltava.
      Alguns GM’s tiram, outros dão, às vezes tá fácil demais, fica díficil, depois fica fácil, difícil de novo e os GM’s seguem outro curso.
      Heheeheh acho que ficou uma lógica válida.

      • RadicalLivre

        Cara, parabéns, ótima explicação “para jovens gamers” da lógica do ciclo de reencarnações visando à evolução, em que estamos inseridos neste plano. Vc devia escrever um livro aprofundando o assunto, todo nesta linguagem, ia virar best seller entre a gurizada. Poderia chamar de “Life’s Players” ou algo parecido.

      • Professora Rose

        Alberto, nota 10 pra você! Eu não conseguiria validar de modo mais pertinente que você essa lógica. Gostei!

      • Anderson Luis de Souza

        Já existe e se chama “Matrix” é exatamente tudo isso que comentou. Tudo é um jogo assim disse o Frances Merovingian no filme.

  • Cartman

    Independentemente de matrix ou não matrix, a questão colocada ao final: “Será por isto que algumas pessoas têm mais facilidade de testemunhar eventos anômalos, tais como avistamentos de OVNIs, enquanto outras estão fechadas na “normalidade” de seus mundos?” faz sentido.
    Isso vai ao encontro dos resultados recentemente divulgados do “Dr. Edgar Mitchell FREE Experiencer Research Study”, que fez um grande número de perguntas a cerca de 3mil pessoas que disseram ter testemunhado OVNIs e/ou ETs. A grande maioria delas também se disse testemunha de outros eventos atípicos tais como fenômenos paranormais e experiências fora do corpo.

    • Leila G. Cardoso

      O problema é que estes testes com perguntas diretas são subjetivos. As pessoas vêem estas coisas porque são realmente mais capacitadas a percebê-las, ou porque sua mente é mais propensa a ver o que na verdade não existe de fato?

      Porque ilusões existem, podem até ser induzidas por drogas ou hipnose, e não se pode simplesmente assumir que uma coisa é real somente porque alguém acredita sinceramente que a viu. Nem mesmo em tribunais do júri ao testemunho ocular é prova soberana, aceito sem quaisquer outras evidências que o comprovem.

      • Cartman

        Exatamente, em momento algum deixei de considerar isso. Só não explicitei porque acreditei poder acender polêmica com os frequentadores. Mas tinha certeza que os mais “espertos” não deixariam de ver essa possibilidade. A sua intervenção só reforça a minha suposição.
        Agora, penso que a pergunta do texto continua fazendo sentido. Se confirmado que um grupo é mais propenso a achar que viu, ou a ver algo que existe “de fato” (aqui teremos uma certa “recursividade” quanto ao problema de definir, no campo desse tipo de fenômenos, o que é uma existência “de fato”), já se terá um bom terreno para trabalhar.
        O referido estudo tem limitações metodológicas (a primeira, assumida inclusive por eles, é não ter submetido os participantes a uma testagem psicológica). O grande mérito, a meu ver, é a grande amostra e o número de perguntas (cerca de 300). As perguntas são muito interessantes. Acredito que isso possibilitaria, inclusive, aplicar algumas técnicas de mineração de dados. Confesso que gostaria de ter acesso aos dados brutos para trabalhá-los eu mesmo. Mas não vi nada sobre isso no site.
        Sugiro não ter preconceitos contra as pesquisas com questionários com perguntas objetivas, especialmente se são muitas e pensadas com um propósito. Lembremos do caso do teste psicológico MMPI.

  • francofreitas

    ▒▒▒▒▒▒▐███████▌
    ▒▒▒▒▒▒▐░▀░▀░▀░▌
    ▒▒▒▒▒▒▐▄▄▄▄▄▄▄▌
    ▄▀▀▀█▒▐░▀▀▄▀▀░▌▒█▀▀▀▄
    ▌▌▌▌▐▒▄▌░▄▄▄░▐▄▒▌▐▐▐▐

    Uma vez Repórter fez uma pergunta para principais Universidade bem como seus Profissionis, a pergunta era Simples, Qual o motivo da Existência? Qual o Proposito?, bem depois de alguns meses, a resposta de todos foram Iguais, Nao sabemos!
    isso me lembra um episodio da BIblia, Peguntaram a Jesus sobre joão batista e seu batismo, e sem mutia resposta falaram Nao sabemos!
    Assim eu vejo esses Cientistas, Se fizer uma pergunta logica, qeu reprima a Criação eles dizem Nao sabemos!

    • Abel Aureliano Seraphin Junior

      Qual o motivo da existência? e isto é uma pergunta simples? A palavra hebraica ” bara” no versículo 1 de gen. quer dizer …no princípio “separou” D´us, os céus e a Terra e não “criou” D´us os céus e a Terra. E sim, ninguém no momento sabe o propósito e não, não há um deus onipotente, onipresente e onisciente isto é paradoxal.

    • Leila G. Cardoso

      Os religiosos também não explicam porque Deus teria criado o Universo e o nosso mundo em particular. A Bíblia apenas diz que foi Deus que teria feito isso, mas em momento algum explica exatamente porque. E isso é verdade, já fiz inclusive esta pergunta a teólogos de várias religiões, inclusive em irmão que é pastor e o chefe do meu marido que é professor de teologia da Mackensie, bem como a dois freis teólogos católicos e um instrutor de escola espírita, e a resposta é esta mesmo, não sabemos. O que eles dizem saber é como Deus quer que o homem haja agora, para receber a salvação, evoluir ou o que quer que seja que a religião pregue (e cada uma prega uma coisa diferente), mas nenhum deles sabe dizer para quê Deus ira quer isso. O máximo que conseguiram sugerir foi que Deus quereria isso por amor a nós, mas aí não sabem explicar porque então ele nos teria dado o livre-arbítrio e as tentações para nos fazer perder quaisquer eventuais bençãos ou prêmios que ele poderia ter nos dado logo de cara, sem que precisássemos passar por teste algum.

      Então, não é muito justo cobrar uma resposta dos cientistas e caso eles assumam sua ignorância (lembrando que a ciência é feita de ignorância – se tudo fosse conhecido a ciência não precisaria existir mais) colocá-los em pretensa situação de inferioridade frente aos religiosos, quando os próprios religiosos também não tem uma resposta para a mesmíssima pergunta.

  • Raizen Fox

    A muito tempo pensei em um teoria, que basicamente diz que estamos mortos. O que chamamos de morte aqui nesse plano é na realidade é o nascimento real.

    Nunca tinha falado sobre isso, mas percebo que os caros colegas são abertos a novas possibilidades.

    Um bom dia a todos.

    • Eduardo Santos

      Bom dia Raizen Fox e O.H.

      Mente aberta sempre. Só fechemos para o Mal, a Escuridão…!!!
      Abraço

    • Abel Aureliano Seraphin Junior

      Li alguns ensaios sobre isso e livros sci-fi também. Intrigante .

  • gauchopf

    Quantas voltas para dar o nome certo as coisas, o nome é DEUS, e não falo apenas do Deus judaico cristão, e sim o Deus de todos os seres do universo, independente da religião oque tenham

    • Johnny Andrade

      Amigo, isso aqui é ciência e não espiritismo. Respeito sua crença mas
      ciência é uma coisa exata e não especulações religiosas. Esse artigo
      assim como os estudos que vem sendo conduzidos nessa área não afirmam
      nada. Apenas apontam possibilidades e em todo momento deixam isso claro.
      Portanto, é um estudo científico. Já religiões assumem as coisas sem
      provar nada. Independente dela qual seja, da mais tradicional a mais
      moderninha, como o caso do espiritismo. Considero religiões um completo
      retrocesso pois não possuem a menor vontade de realmente descobrir a
      verdade e são abarrotadas de arrogância por se acharem detentoras de
      todo o conhecimento do universo. Novamente… aqui não é espaço para
      religião.

  • sergio_ntl@hotmail.com

    Cara, maior viagem .
    voltem pra TERRA, pois vocês estão do outro lado da galáxia.

  • Abel Aureliano Seraphin Junior

    Eu cria que esta realidade, este “agora” nada mais é do que um jogo, pois certo que somos avatares de pessoas que estão nos manipulando, como um game Sims, altamente sofisticado.

    • RadicalLivre

      Na verdade somos avatares de… nós mesmos! Porque nesta dimensão física, devido à densidade da frequência deste plano, não podemos “encarnar” na totalidade de nosso conhecimento; por isto somos limitados aos nossos sentidos físicos (e pouco mais, obtido a muito custo e esforço) enquanto estamos aqui, e a um “desmemoriamento” temporário dos milhões de vidas anteriores, em muitos mundos e planos diferentes.
      De “fora”, temos a visão em perspectiva, e aceitamos a experiencia na matéria, sucessivamente, para agregar experiencias em diversos planos.
      Até que a experiencia necessaria seja adquirida, e nos libertemos do ciclo quase interminavel de encarnações. Daí evoluiremos para “funções” mais elevadas, em planos mais sutis, sem necessidade de passarmos pelo processo físico de nascimento-morte, em condições limitadas.

      Considere que tudo é vivo no universo; os planetas são conscientes, as estrelas também, a própria galáxia é animada por uma entidade diretora de tudo que vive nela, e assim por diante, sucessivamente, até a origem única de todas as consciencias. Por isto na verdade no nível mais elevado, não há separatividade entre as consciencias; todos viemos da mesma fonte, que se “fragmentou” em incontáveis partes, descendo progressivamente de frequencia vibratória.
      É uma verdade simples e lógica, mas que parece ainda muito distante de ser aceita pela ciencia atual no nosso planeta. Porque envolve conceitos suprafísicos, os quais ainda são ignorados quase na totalidade; enquanto a ciencia não sair do âmbito investigativo somente do plano material, vai andar a passos de formiga, em círculos.

      • Johnny Andrade

        Amigo, isso aqui é ciência e não espiritismo. Respeito sua crença mas ciência é uma coisa exata e não especulações religiosas. Esse artigo assim como os estudos que vem sendo conduzidos nessa área não afirmam nada. Apenas apontam possibilidades e em todo momento deixam isso claro. Portanto, é um estudo científico. Já religiões assumem as coisas sem provar nada. Independente dela qual seja, da mais tradicional a mais moderninha, considero religiões um completo retrocesso pois não possuem a menor vontade de realmente descobrir a verdade e são abarrotadas de arrogância por se acharem detentoras de todo o conhecimento do universo. Novamente… aqui não é espaço para religião.

        • RadicalLivre

          Caro Johnny, por ser novato por aqui vc ainda não está a par:
          O OH é um espaço 100% democratico, onde cada qual expões suas teorias e crenças, sejam elas “aprovadas” pela “ciencia oficial” , totalmente esotéricas, ou qualquer graduação da fusão de ambas.
          Muitas teorias científicas atuais partiram de principios totalmente impalpáveis e teóricos, e hoje são aceitas amplamente; a ciência não avança se não abrir o leque à percepções diversas que transcendem a matéria.

          Você é bem-vindo, desde que seja tolerante com todos, e não levante bandeiras de fanatismo, como por exemplo a “religião cientifica”, que é uma delas, como muito bem observa nosso caro colega e moderador Eduardo Silva.

        • A.CLEMENTE

          ??????? Tudo na vida está interligado….não separe o que é conjunto. Inclusive a liberdade de expressão de opinião neste blog, como diz o Radical Livre, desde que se respeitem todos uns aos outros. B.H.

  • Astolfo Fagundes

    A realidade que percebemos esta no mundo que nos cerca ou em nossas mentes?
    Existem casos de pessoas que foram hipnotizadas, e que enquanto comiam cebolas achavam estarem comendo maças. Ou seja, na percepção subjetiva destas pessoas é como se elas realmente estivessem comendo maças.

  • Spyn Hakn

    A compreensão da realidade é algo que realmente vária entre cada ser vivo, entre cada observador. Por isso, especulamos tanto. O conceito de espaço-tempo e gravidade pode tornar a vida de um ser em determinado local, como uma fração da vida de outro ser em outro local. Imaginem você colidindo os átomos (lá no de Hádrons), naquele milionésimo de segundo que se passou para nós, pode ter criado (em algum plano ou realidade) um universo que no seu tempo pode ter feito até surgir uma civilização como a nossa. É de pirar.

  • TheAwakeningMission

    Algumas palavras sobre o assunto:
    DMT, psilocibina, LSD, entre outros enteógenos.
    Pesquisem principalmente sobre DMT, as pessoas que tem uma experiência com essa substância juram de pés juntos que “DMT as leva para uma outra realidade, que é mais real do que essa realidade”.
    OBS: Não é uma apologia as drogas, mas pesquisa sobre o assunto.

  • Rijan Sabaek

    Esse é o tipo de matéria que considero “top de linha”. Muito interessante. Aliás, como um antigo jogador de The Sims, não consigo parar de pensar que somos, na realidade, os verdadeiros sims da história.

    • Rijan Sabaek

      Ah, sim, e como já foi dito aqui, os cientistas só precisam mudar o nome de “programador” para “Criador”. A ideia de um universo tão refinado tendo surgido por obra do acaso, é um desafio à inteligência e à matemática. Disso, só resta a muitos especular sobre um, assim chamado, multiverso, numa busca tresloucada por uma explicação que exclua a necessidade do Criador. Aparentemente, quando esses cientistas chegam em casa e encontram seus computadores funcionando perfeitamente, eles concluem que tais maquinas tão refinadas surgiram por mera obra do acaso.

      • Aguinaldo Francelino

        sim,pareçe que a meta é tirar o pai da equação…

  • Richard Jesus

    Claro que é uma prisão conceitual, se parar pra pensarmos nas próprias analogias que usamos sempre estão ligadas naquilo que já conhecemos como tecnologias ou conceitos existentes.

    Um universo como programa de computador? Como simulação? Claro que é possível, mas é só nossa forma rudimentar de explicar aquilo conforme nossos conceitos atuais daquilo que percebemos.

    As vezes mágica é só tecnologia muito bem aplicada.

  • Joanan Oliveira Batista

    Mas, péra, fiquei numa dúvida aqui. Se o poder da mente sobre o corpo, como se fôssemos mesmo uma ilusão, é só isso, poder pelo poder porque não somos reais, e isso explicaria curas milagrosas, por exemplo, isso, então, só pode significar que temos poder sobre a “matrix”, por assim dizer. E se temos poder sobre a “matrix”, podemos ser “neo”?

  • Eduardo Silva

    Muita indelicadeza e pouquíssima sensibilidade de sua parte. LuaPequena é uma mulher e não um homem, você se dirigiu a ela de forma errada e em tom autoritário, como se você fosse o dono da verdade. Além do mais, caro colega, a ciência atualmente, e desde o século XIX, tem sido tão ou até mais dogmática do que as religiões e os defensores dessa “religião” chamada ciência, são tão ou mais fanáticos e chatíssimos quanto os religiosos de carteirinha.

    A ciência só avança funeral após funeral.

    • LuaPequena

      Olá Edu !
      Obrigada pela defesa !
      Já mandei um recado claro e direto para esse Senhor !
      Mais uma vez, GRATA !
      Grande abraço !

  • andre Valsini

    Somente quando calarmos a mente poderemos ver a realidade pois tudo que está na mente é fruto do pensamento e do passado. Se você conseguir calar sua mente o poder surgirá pois vc se conectará com o universo do qual somos indivisíveis. É o poder de Deus em sua plenitude, nós mesmos.

  • Gustavo Faria

    A discussão tá boa! Vou por mais lenha na fogueira com um relato de 2003. Eu parei de avistar UFOs e sentir presenças no meu quarto no exato dia que eu pedi para parar, em oração. E eu podia sentir que eles tinham ido embora, nitidamente.

    • LuaPequena

      Olá Gustavo !
      Vou te dar meu relato !
      Isso também estava acontecendo comigo !
      Tinha noites de não conseguir dormir !
      Então, fui procurar pesquisar o que deveria fazer e li que essas entidades estão presas à certas normais universais, isto é, tem que seguir uma determinada ordem imposta por Superiores, dos quais desconheço a origem !
      O que li dizia que eles estariam proibidos de entrar na casa e molestar a pessoa escolhida , caso esta os PROIBISSE TERMINANTEMENTE DE O FAZER !
      Ela, a pessoa, deveria dizer em pensamento ou voz alta, com toda a firmeza que, os proibia de estarem ali e de tocarem nela.
      Deveriam se retirar !
      Eu fiz e faço sempre que acho necessário !
      Podem achar que sou maluca mas, desde então, sempre que penso e os expulso, volto a dormir tranquila !
      Pode ser que seja uma coisa psicológica mas, vai se saber, né?
      Boa sorte e abraços !

  • Diana Artemis

    Para quem ainda não leu, indico o livro “FENOMENO MAGENTA” – “A casuística exposta neste livro é um testemunho tocante dessa façanha,
    que ilustra o imenso e tão desconhecido alcance do potencial humano, a
    ser reconhecido e desbravado no decorrer do século XXI. A segunda razão
    está ligada à implacável equipe internacional de pesquisadores que se
    dedicaram a essa investigação. Todos são profissionais respeitados e de
    grande destaque nas áreas em que atuam. A terceira razão é a natureza
    inter e transdisciplinar deste trabalho, que agrupa representantes da
    psicologia, parapsicologia, antropologia, medicina, teologia, filosofia,
    física quântica, junto com pesquisadores e geólogos de universidades,
    que analisam os variados e instigantes produtos gerados nesta oficina
    prodigiosa dos talentos de um ser humano especial.

    Esta é uma
    leitura indispensável para as pessoas que queiram se atualizar com
    relação às pesquisas psíquicas e transpessoais de ponta, sérias e
    consistentes, que comprovam a existência de outros níveis de realidade,
    que estão sendo desvelados à luz da transdisciplinaridade e da física
    contemporânea. E uma instigante reportagem no domínio da paranormalidade
    e da transcendência, neste laboratório vivo e aberto, onde a ciência se
    encontra com a consciência.”

  • LuaPequena

    Boa noite Johnny !
    Em primeiro lugar, sou uma mulher !
    Só por esse fato, já pode se notar que o Senhor é BEM NOVO neste Blog .
    Mas, nota-se isto, principalmente, porque SEMPRE DEIXE BEM CLARO MINHA POSIÇÃO CONTRÁRIA À QUALQUER RELIGIÃO !
    SOU IRRELIGIOSA !
    CASO DESCONHEÇA O SIGNIFICADO DESTE VOCÁBULO : http://www.dicionarioinformal.com.br/significado/irreligioso/6434/
    Caro Senhor, deveria reler o meu texto, pois em momento nenhum me referi a qualquer religião !
    Acho que entendeu erroneamente o meu comentário !
    Que de religiosos não tem nada !
    Não é porque NÃO ACREDITE EM RELIGIÃO que, não ACREDITE EM EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO !
    MAS, ISSO NÃO ME TORNA UMA ESPÍRITA DE CARTEIRINHA !
    NUNCA ESTIVE EM NENHUM CENTRO ESPÍRITA NA MINHA VIDA !
    NÃO QUER DIZER QUE TENHA ALGO CONTRA AQUELES QUE OS FREQUENTAM. MUITO PELO CONTRÁRIO !
    CADA UM TEM O DIREITO DE CRER NO QUE QUISER !
    AS PESSOAS NÃO TEM É O DIREITO DE SEREM ARROGANTES, PREPOTENTES, INCONVENIENTES E ACHANDO-SE PROPRIETÁRIOS DA VERDADE !
    PROCURE INTERPRETAR O QUE LÊ, pois nem sempre o que se lê a primeira vez é o mesmo que se lê à segunda vez !
    PROCURE INTEIRAR-SE DOS FATOS ANTES DE ACUSAR !
    CRESÇA E EVOLUA COMO SER HUMANO !
    Tenha uma excelente vida !

  • LuaPequena

    Oi Sílvio !
    Já tem previsão pro lançamento ?
    Gostaria de ver este filme em tela grande !
    Vou ficar toda boba !
    Afinal, o seu autor e produtor é meu AMIGO VIRTUAL !
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!
    Abração e boa sorte !
    PS:
    Pelo trailer, parece muito interessante !
    Nos avise quando for lançado !

    • Silvio Toledo

      O plano é lançar ainda em 2017, mas atualmente nossa equipe é composta de apenas 2 pessoas ( versus 600 que uma empresa como a Disney emprega ) e uns 70 computadores ( versus 11 mil que a Disney emprega ou 40 mil que a Weta Digital usa ) , para terminar de revisar, retocar e finalizar 100 cenas pendentes. Falta de gente qualificada no país é um problema.

  • Deckard Cain

    No final do texto sempre tem umas perguntas idiotas. Será que os esquizofrenicos vêem coisas reais?!