Sistema planetário TRAPPIST-1 tem mais possibilidades de vida do que a Terra, conclui estudo

Ouça este artigo...
Tempo de leitura: 2 min.

Como já foi reportado recentemente aqui no OVNI Hoje, cientistas anunciaram a descoberta de um sistema planetário com 7 planetas de tamanho similar ao da Terra, três deles orbitando na zona favorável à existência de água no estado líquido, o que propicia a geração de vida tal como a conhecemos.

Agora, um novo estudo publicado por pesquisadores da Universidade Havard apresenta uma questão interessante sobre a possibilidade de vida nos planetas desse sistema:

Um dos fatores mais importantes do sistema TRAPPIST-1 é a distância entre seus planetas. Astrônomos concluíram  que os sete planetas similares à Terra que orbitam aquele sistema estão posicionados significativamente próximos uns dos outros. Na verdade, todos os sete planetas poderiam se encaixar entre a distância dos planetas Mercúrio e Marte.   De acordo com cientistas, isto facilita o transporte de moléculas orgânica de um corpo celeste ao outro, um fenômeno conhecido pelos cientistas como panspermia.

Esta evidência poderia provar a existência de vida fora de nosso sistema solar?  Os cientista da Universidade de Harvard calcularam as chances de vida no sistema estelar composto de 7 planetas que foi recentemente anunciado pela NASA.

De acordo com os novos estudos do sistema TRAPPIST-1, localizado a 39 anos-luz da Terra, os sete planetas similares à Terra têm mais chances de conter vida do que a própria Terra.  Até agora a Terra é o único lugar no Universo onde sabemos que há vida.

Astrofísicos da Universidade de Harvard e do Centro Harvard-Smithsoniano recém determinaram que a possibilidade de vida naquele sistema é mais alta do que a da Terra, como reportado num recente estudo publicado:

A proximidade dos planetas TRAPPIST-1 é remanescente de um ambiente análogo (embora em escala muito menor) ao da Terra, ou seja, as ilhas. Se você olhar aos planetas habitáveis de TRAPPIST-1 como se fossem ‘ilhas’, as similaridades são realmente aparentes: embora estas ‘ilhas’ sejam isoladas a um determinado grau, elas também são sujeitas à ‘migração’ do ‘continente’. Em termos planetários, esta ‘migração’ essencialmente acarretaria na transferência de formas de vida (ou material genético) através da panspermia. (Fonte)

Em fevereiro de 2017, os cientistas da NASA descobriram um novo sistema planetário além do nosso sistema solar. A descoberta mudou tudo que sabíamos sobre exoplanetas e as chances de encontrarmos vida alienígena no Universo…

Lembrando que este é somente um entre bilhões de sistemas planetários existentes no Universo que conseguimos enxergar. Quem ainda achar que a vida é exclusiva à Terra, é porque não compreendeu o que isto significa.

n3m3

Fonte

HarvardOHTrappist-1vida extraterrestre
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (27)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • PREDADOR

    Ninguem
    Manda os relatos do pessoal do turvo pro meu e mail deixa de preguica e escreve alias vc escreve muito bem aquele relato sobre a sonda em torres estava bem detalhado colmo se eu estiivesse ouvindo da propria fonte

    • ptoledo

      Preda, parece que Ninguém está te ignorando rsrs
      Ou Ninguém fugiu pro mato, de novo!
      Abraço

      • Kaczmarczik

        aventureiro como o Ninguém é, acredito na segunda hipótese

  • Guerreiro

    Ou melhor: Sistema planetário TRAPPIST-1 diferentemente da Terra tem possibilidades de vida INTELIGENTE!

  • Kaczmarczik

    ——————————————Boa Tarde a Todos ———————————————————–……………………….. Dona NAuSeA parece estar brincando ao dizer que um sistema planetário possui mais chances de haver vida do que o nosso, mas não duvido que existam mais sistemas planetários em iguais condições de favorecimentos à existência de vida, tomara que inteligente…
    ——————————————————————————————————————————-

  • Adilson .Guimarães

    Eu quero que alguém me explique qual a razão da relutância que beira a soberba dos “cientistas” acharem que VIDA só pode ser a base de carbono e água e que outros seres racionais tem que ser “submediocres” que nem nós

  • gauchopf

    Como chegaram a essa conclusão? por calculos, os mesmos calculos que eles rejeitam quando é pra dizer que é impossível existir vida da não vida? interessante…

  • Messier 45

    Boa tarde OH!
    A Panspermia é sempre uma possibilidade interessante, seja para o sistema solar, seja para o sistema estelar de TRAPPIST-1. Mas por enquanto ainda é apenas uma suposição uma vez que não sabemos com certeza se essas 7 planetas possuem atmosfera (podem ser apenas 7 planetas rochosos “mortos”, sem qualquer sinal de vida). Ainda falta muita coisa a se descobrir a respeito deles antes de se poder afirmar algo com relação a possíveis seres vivos por lá.

  • WJunior

    Até tu Harvard? Sensacionalisando?… kkkkkk
    Será que eu desaprendí o significado de possibilidade….
    Aquí na terra é fato bilhões de formas de vida.

  • 666Dark

    É, mas como cansei de escrever, isso tudo é ilusão e portanto não podemos ter certeza de vida fora da Terra neste Universo!
    Em outros Universos, a possibilidade é real, cada civilização em seu próprio Universo.
    O nosso Universo é grannnnde, háaa tá ! Nóis continuamus merecendu…

    • francofreitas

      Como um Utero . milhoes corre mas só um vence!!!

    • Tmago

      Mas podem haver gêmeos em algum destes universos, ou não ? kkkkkk

  • Silvio Toledo

    Pela lógica, o universo inteiro é repleto de vida, das mais variadas formas.

    Pelos relatos de contatados e abduzidos, há outras ” humanidades ” nos visitando e interferindo no nosso destino.

    Pelos achados históricos, nossa história oficial está propositalmente ” manipulada ” para esconder nossas raízes nas estrelas.

    Pelos livros “sagrados” temos muito a crescer e a aprender de partes invisíveis do universo que, aliás, está numa guerra de dualidade.

    Agora como tudo isso pode ser real e não sermos capazes de enxergar?
    Podemos negar o caminho para o qual a sabedoria nos impulsiona ou seguí-lo e abrir ouro tipo de visão capaz de enxergar além.

    • ptoledo

      Isso sem considerar a ciência estatística – neste caso, a minha preferida: conhecemos ‘de perto’ menos de 10 planetas, e ao menos um deles apresenta variedade enorme de vida.
      Isto posto, o que esperar dos 100 bilhões de planetas que se calcula existir só na via láctea, uma das 2 trilhões de galáxias que são estimadas atualmente?
      A estatística ensina basicamente: se um evento ocorreu uma vez, bastam ter ocorrências o suficiente para se repetir o resultado. Acho que os números acima falam por si…
      Abraço

  • n3m3

    Eu tenho o número de IP dele. Se hackear, a polícia federal irá faze uma visitinha a ele.

    • Kaczmarczik

      grato!

  • Rijan Sabaek

    Vamos fazer um favor aos trapistalianos, e não os contatemos. Ninguém merece a raça humana.

  • SEU LUNGA

    ”TRAP” = travinhas femininas, ninfetas e naturais…

    vou juntar uns amigos e dar uma chegada lá..

  • Anderson Vieira

    Alguem sabe dizer se esse novo sistema tem alguma haver com as estrelas “tres-marias” que vemos a noite? É que na foto desta materia tem 3 estrelas bem parecidos.

    • Messier 45

      Boa tarde Anderson Vieira! Não.
      As “três marias” ficam na constelação de Órion.
      Já o sistema estelar TRAPPIST-1 fica na constelação de Aquário.

      • Kaczmarczik

        o sistema estelar TRAPPIST-1 fica na constelação de Aquário…. O @disqus_G5UocVou0y:disqus já contou que os extras, uns tais de lanulianos, que contataram a Fran, vieram de lá!!!!!

        • Messier 45

          Bom dia Kaczmarczik! Isso não significa que esses tais “lanulianos” vem de TRAPPIST-1. Ao se olhar para qualquer constelação no céu (ou seja, qualquer direção) teremos sempre bilhões de estrelas, galáxias, planetas… precisaríamos saber de que distância eles vem (se é que eles vem mesmo dessa direção).

          • Kaczmarczik

            mas vieram da constelação de Aquário, só não se sabe de qual planeta

  • Tmago

    E de Elysium, é o centro das atenções.

    • Kaczmarczik

      o que é Elysium?

  • Carlinhos Ramos

    A vida está lá.

  • Veronica

    Bom dia a todos, esta mais que claro, existe sim vida em outros planetas. pois esses óvnis passeando para lá e para cá, não são coisas terrestre e com certeza deve ter tripulantes dentro. eu já vi com meu próprios olhos, um óvni muito grande, com luz branca. pra que não acredita comesse a observar o céu a noite ,com certeza encontrara alguma luz que para, muda de sentido no seu curso. depois segue com mais velocidade.
    se eu já vi qualquer pessoa pode ver também.