Para procurar por extraterrestres, o SETI firma parceria com maior rádio telescópio do mundo, na China

Tempo de leitura: < 1 min.

O Centro de Pesquisa do SETI (Procura por Inteligência Extraterrestre), na Universidade da Califórnia, em Berkeley, anunciou no mês passado que está se unindo com o gigantesco rádio telescópio da China, FAST, num esforço sem precedentes para encontrar traços de civilizações alienígenas avançadas no espaço.

O nome do rádio telescópio fala por si mesmo (Rádio Telescópio de Abertura Esférica de Quinhentos Metros), sigla em inglês FAST.  Com o enorme diâmetro de 500 metros, o telescópio é quase 200 metros maior do que o do famoso Observatório Arecibo, operado pelos Estados Unidos em Porto Rico.

Logo, esta enorme ferramenta estará nas mãos de pesquisadores do centro da Berckeley, que contam com o projeto Breakthrough Listen de US$100 milhões, financiado pelo bilionário russo Yuri Milner. O co-diretor do Breakthrough Listen, Andrew Siemion disse:

“Recentemente o Breakthrough Listen firmou uma parceria com o FAST e o Observatório Astronômico Nacional da China, que construiu e opera o telescópio”.

Rádio telescópio chinês de 500 metros de diâmetro.

A iniciativa de 10 anos pretende descobrir sinais vindos de civilizações alienígenas, procurando por sinais de rádio e transmissões a laser pelas estrelas e galáxias. Atualmente, o projeto está focado numa estrela anormal, oficialmente chamada de KIC 8462852, e localizada a aproximadamente 1.500 anos luz da Terra, a qual em recentes meses tem chamado a atenção dos astrônomos mais brilhantes do mundo, e também tem cativado as imaginações de todos…

n3m3

Fonte

Breakthrough ListenOHsinais alienígenasvida extraterrestre
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.