Confirmado: O homem está indo para Marte!

Tempo de leitura: 2 min.

AGORA É OFICIAL!  Senadores Republicanos e Democratas aprovaram uma lei bipartidária que irá fornecer à NASA a extraordinária soma de U$19,5 bilhões.  Sua meta: Uma missão tripulada até a superfície de Marte.

Após especulações e dúvidas, parece que os senadores Republicanos e Democratas concordaram com uma coisa: Temos que ir até Marte.

Eles concordaram que viajar até Marte é de grande importância e deram a luz verde, aprovando uma lei que irá dar a extraordinária quantia de US$ 19,5 bilhões para a continuidade dos trabalhos da NASA em sua missão até Marte.

Além disso, para ajudar a agência espacial pavimentar seu caminho até Marte, a lei recém aprovada também irá incluir o apoio contínuo do programa de envio de astronautas em foguetes privados até a Estação Espacial Internacional, sendo lançados do solo estadunidense.

De acordo com o jornal USA Today, o Senado também vê esta lei com uma forma de bloquear o(a) próximo(a) presidente de mexer com o programa espacial dos EUA.

Segundo o senador Republicano, Ted Cruz, patrocinador líder da lei:

“Temos visto no passado a importância da estabilidade e previsibilidade na NASA e na exploração espacial – que toda a vez que há uma mudança na administração, temos visto o caos que pode ser causado através do cancelamento de grandes programas.  O impacto sobre a perda de empregos, o impacto em termos de dinheiro desperdiçado têm sido significante.”

Porém, o Senado não está dando dinheiro para que a NASA possa sair por aí explorando.  Na verdade, a lei é considerada como um desafio, o qual requererá que a NASA faça uma missão oficial para enviar astronautas até a superfície do planeta vermelho dentro dos próximos 25 anos.

Um grande passo, de acordo com muitos

A lei está dividida em diferentes componentes.  US$ 4,5 bilhões serão destinados à exploração, por volta de US$ 5 bilhões para operações espaciais e aproximadamente US$ 5,4 bilhões para ciência.

Falando sobre a lei e a exploração espacial, o Senador da Flórida, Bill Nelson, um Democrata sênior do Painel do Comércio disse:

“Cinquenta e cinco anos após o Presidente Kennedy desafiar a nação para colocar um homem na Lua, o Senado está desafiando a NASA para colocar humanos em Marte. As prioridades que demos à NASA nesta lei marca o começo de uma nova era do voo espacial dos EUA.”

Dentre as muitas coisas que os senadores Republicanos e Democratas discordam, parece que a exploração espacial e Marte são algumas das coisas que eles conseguem concordar, justificando os US$ 19,5 bilhões como uma forma de salvaguardar os programas espaciais dos Estados Unidos durante uma era onde outros países como a China e Rússia, entre outros, possuem grandes planos para a Lua, a mineração de asteroides e Marte.

A lei foi passada após Elon Musk, o cérebro por detrás da SpaceX e da Tesla Motors, dizer que a viagem interplanetária e até o espaço profundo serão as duas metas principais da SpaceX.

n3m3

Fonte

exploração de Marteexploração espacialOHOVNI HojeSenado dos Estados Unidos
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (0)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.