Espaço do Leitor: Reflexões terrestres

Tempo de leitura: 8 min.

  O seguinte texto, nos foi enviado pelo leitor Tiago Quartucci:

Sou leitor do ovni hoje há algum tempo e venho acompanhando as publicações e seus respectivos comentários, parte que considero tão interessante quanto as reportagens. Gasto um bom tempo lendo-os. Me interesso por ler também o “espaço leitor”, esse pelo qual agora me expresso. Daqui, ou melhor, de lá, podemos observar os vários ângulos que o raciocínio humano – ora bem elaborado e claro, ora rudimentar e opaco – pensa a respeito do assunto extraterrestre, tão caro a todos nós que de uma forma ou de outra despendemos tempo de nossas vidas para refletir sobre ele.

Dentro do vasto campo de conhecimento que envolve a temática OVNI ou UFO, um dos assuntos mais intrigantes é a questão sobre o porquê dos seres extraterrestres não entrarem em contato com a espécie humana de forma clara e objetiva, de modo que todos os cidadãos do planeta não tenham mais dúvidas sobre a existência de seres inteligentes que não sejam humanos.

Não podemos esquecer que a dúvida sobre o motivo dos extraterrestres não entrarem em contato conosco só surge em nossa mente depois que já respondemos se os extraterrestres existem ou não. E considero que nós já passamos dessa fase, não todos é claro, mas a grande maioria dos ufólogos e demais pessoas que estudam esse assunto um pouco mais a sério, já não mais carregam dúvidas sobre a existência ou não de seres extraterrestres. Passamos de fase, estamos começando a ficar perplexos com nosso isolamento. Quanto mais avançamos no conhecimento de todas as ordens, mais nos espantamos. Já não há mais espaço para as dúvidas quanto a existência e visitação de seres de fora em nosso planeta.

O debate sobre a existência ou não de seres extraterrestres está perdendo centralidade no meio ufológico devido à evolução de provas que temos sobre a existência de vida inteligente que não seja humana. As tais provas começam a surgir de todos os lados, desde revelações de ex-agentes do alto escalão dos mais variados países e órgãos, até a ciência e religião. Pelo viés científico, começamos a perceber o absurdo que é pensarmos estar isolados. O avanço do estudo da genética por exemplo, já nos aponta para vários fatos que nos conduzem a pensar em algo extraterrestre conduzindo a evolução planetária. Hoje, a ciência já tem total sapiência de que o DNA não surgiu no planeta Terra, tanto é assim, que a teoria que mais faz “sucesso” nos estudos que envolvem o início da vida no planeta (Astrobiologia, por exemplo) é a da Panspermia, ou seja, da vida que veio de fora, e o principal debate nos altos escalões dessa ciência é se a Panspermia é Dirigida ou Balística, ou seja, se a primeira molécula de DNA foi implantada intencionalmente no planeta Terra (teoria defendida por Francis Crick, prêmio Nobel de biologia por descobrir as “hélices espiraladas” do DNA na década de 1970) ou se ela veio de forma aleatória, num meteoro que se chocou com a Terra por exemplo, o que parece ser muito pouco provável devido à fragilidade da molécula de DNA.

“Surpreso(s)” é uma palavra corrente na boca e na mente de cientistas que estão estudando o gene da linguagem. Ao descobrirem o gene FOXP2, responsável pela habilidade de linguagem, descobriram mais, que esse gene teria surgido na Terra há aproximadamente 40.000 anos. Além disso, os cientistas não estão conseguindo encontrar o “ancestral” desse gene, fato que dá o que pensar. Ainda mais se levarmos em consideração os estudos realizados pelo historiador russo Zecharia Sitchin sobre o conteúdo das placas sumérias, descobertas há algumas décadas na Turquia com mais de 3.000 anos de idade, onde está afirmado que os Annunakis (tradução livre: seres que vieram de fora) manipularam algumas espécies que aqui já estavam com o objetivo de poder estabelecer uma comunicação entre os de fora e os primitivos (que ainda não falavam) e que aqui se encontravam. Será que foi introduzido o gene da linguagem em espécies não falantes que aqui viviam? E será que esse processo se deu por volta de 40 ou 50 mil anos atrás? As traduções das mais de 1.500 placas encontradas na Turquia estão nas “Crônicas da Terra”, conjunto de sete livros escrito pelo historiador já citado, onde ele expõe as traduções dos conteúdos das placas, assim como sua interpretação das mesmas.

Se quisermos ser mais ousados filosoficamente, poderíamos sugerir, como já fazem alguns pensadores de vanguarda, que a tal introdução do gene da linguagem FOXP2 nas espécies que aqui viviam passou para as páginas de nossa história de modo simbólico como a famosa mordida da maçã de Eva. Quando, ao morder a maçã, Eva toma consciência do bem e do mal! Isso nos leva a pensar que a tomada de consciência das espécies que aqui viviam só foi possível depois da introdução do gene da linguagem. Não quero entrar (e acho que nem sou capaz no momento disso) em um debate filosófico sobre a consciência. Acredito que a consciência não esteja em um gene. Mas talvez seja necessário um gene para a consciência dar um salto evolutivo e conseguir se expressar de forma mais refinada, através da linguagem.

O fato é que a mensagem simbólica contida na Bíblia sobre o ato da criação da espécie humana se refere ao ato da tomada de consciência do bem e do mal, habilidade que parece ser possível somente depois da introdução do tal gene. Esperemos para ver o caminho tomado pelas pesquisas científicas.

Já não estamos mais no momento de debater a existência ou não desses seres, mas sim qual a verdadeira interferência extraterrestre no sucesso da evolução da vida em nosso planeta. Não posso aqui ficar expondo provas atrás de provas que comprovem a existência desses seres aqui em nosso planeta, pois o texto ficaria mais longo do que já ficará. Mas para não deixar passar, vamos comentar mais uma que considero bem interessante. Só para lembrarmos os leitores, até agora só foram expostas as “provas científicas” relacionados ao estudo da Astrobiologia, da interferência extraterrestre em nossa evolução, e novamente o farei no campo da ciência. Mas poderíamos recorrer, se fosse o caso, aos números crescentes de figuras públicas de nível internacional que estão afirmando abertamente a existência e visitação de seres de fora. Não elaborarei aqui ainda nenhuma reflexão sobre os crop circles, por considerar que eles se expressam por eles mesmos.

Em torno de 800 milhões de anos atrás, na passagem do período Toniano para o Criogeniano, o planeta Terra passou por um congelamento por inteiro, somente ficando descongeladas as partes mais profundas dos oceanos. Antes do congelamento, é sabido pela ciência em geral, que somente existiam seres unicelulares em todo o planeta. E depois, quando houve o descongelamento, deu-se início ao período Cambriano, em mais ou menos 550 milhões de anos atrás, quando já passamos a encontrar seres pluricelulares, e mais, já é observado o fenômeno de presa e predador. Colocando de uma maneira bem simples, é como se tivéssemos congelado seres unicelulares e depois quando os descongelássemos, encontraríamos já seres pluricelulares com cadeia predatória já definida. Deixando a mente mais livre, e sabedor de todo o contexto que envolve a Terra no momento, não seria difícil supormos que houve uma intervenção extraterrestre também nesse salto evolutivo em prol do sucesso da vida em nosso planeta, talvez mostrando-nos que existe uma engenharia da vida nos bastidores da evolução planetária.

E, é nesse momento que podemos retornar ao tema central da reflexão: se eles existem e nos visitam, por que não entram em contato claro e objetivo com a raça humana? Já vi várias respostas para essa pergunta, mas muito poucas convincentes. Geralmente impregnadas de um imediatismo e muitas vezes exageradamente ingênuas.

Hoje em dia já temos elementos para entrarmos em uma discussão mais aprofundada sobre o que chamamos de extraterrestres. Provavelmente colocamos uma gama imensa de seres em um único grande saco, e o chamamos de extraterrestre. Talvez existam seres que sejam responsáveis por desde a semeadura da vida nos diversos mundos, coisa que aconteceu aqui há 3,8 bilhões de anos (surgimento da primeira molécula de DNA na Terra), até seres mais próximos a nós, como é o caso dos chamados Annunakis, referido por Zecharia Sitchin, os quais provavelmente manipularam o DNA de alguns hominídeos que aqui se adaptavam, cerca de 40.000 anos atrás, introduzindo neles o gene da linguagem, com o intuito de estabelecer uma comunicação entre as raças. Essa diferenciação hierárquica dos seres não humanos, talvez possa ser percebida nos estudos de Angelologia, ou seja, nos estudos das hierarquias dos anjos, o qual, diga-se de passagem, até pouco tempo atrás estavam restritos à igreja católica. Ou na hierarquia de deuses do panteão grego.

Não podemos nos deixar levar por pensamentos que nos conduzam a acreditar que os seres extraterrestres chegaram ontem aqui em nosso planeta, ou como muitos acreditam, chegaram depois que a raça humana explodiu a primeira bomba atômica. Os fatos que começam a surgir no horizonte de eventos da espécie humana sugerem uma relação bem mais antiga entre homens e deuses ou entre homens e extraterrestres, como queiram.

Apesar de não percebermos objetivamente, há uma revolução acontecendo em todos os aspectos de nossa sociedade. Revolução científica, encabeçada principalmente pela física quântica e pela genética. Revolução político-cultural e do conhecimento, propiciada principalmente pela internet. Revolução religiosa, como na Europa, por exemplo, onde o número de fiéis está caindo em ritmo acelerado. Ou pelo fato de a igreja católica já aceitar a existência de vida extraterrestre publicamente (acho que já foi publicado algo sobre isso aqui no OH).

Apesar de poucas pessoas saberem disso, a palavra Apocalipse (e um dos livros mais estudados da Bíblia) significa “revelação” e não “fim dos tempos”. Muitos cristãos e evangélicos acreditam que nós estejamos vivendo os tempos descritos no livro Apocalipse da Bíblia. Apesar de não seguir nenhuma religião, eu também acredito que estejamos vivendo os tempos preditos no Apocalipse. Acredito, quando a palavra Apocalipse adquire o sentido de revelação e não de fim de mundo. A revelação de coisas que ainda não sabemos e por isso mesmo temos dificuldade até de especular sobre, e dentre todas essas revelações, a da existência de outros níveis de vida que participam também da dança cósmica. Essa revelação será para nós, crianças do cosmos, o impulso para superarmos as dúvidas clássicas que ainda permanecem sem respostas no âmbito prático da nossa sociedade, que em todos períodos acompanharam a existência da humanidade. Através desse processo, acabaremos saindo da infância e passando para a adolescência cósmica. Mais uma vez, desde a primeira molécula-mãe implantada aqui, acredito que provavelmente os seres extraterrestres nos auxiliarão, como uma grande família universal em evolução, a darmos mais um salto evolutivo. Mas dessa vez o impacto que este fato causará nas pessoas, e consequentemente na sociedade, não se dará em âmbito físico, e sim em âmbito consciencial, e quanto às consequências disso, sequer conseguimos vislumbrar quais seriam. Isso porque o fato de sabermos da existência extraterrestre, e depois, em um futuro não tão distante, interagirmos com esses seres, possivelmente afetará o que chamamos de consciência.

Gostei muito de uma ideia publicada recentemente aqui no Ovni Hoje, que sugere que o estudo dos extraterrestres é a ciência de nós mesmos. Ou seja, a “descoberta” dos seres extraterrestres vai ser a descoberta de nossa própria natureza. O pacote “extraterrestres” traz com ele vários outros assuntos, como por exemplo, reencarnação, vida após a morte, Deus, livre-arbítrio, entre outros. O que vivemos é só o começo de uma grande mudança que bate nas nossas portas. Estamos ainda na infância da raça humana, em que a esmagadora maioria das pessoas nem sequer terá contato com as dúvidas clássicas do mais fino pensamento que a mente humana em toda sua história já conseguiu elaborar, e assim deixará de usufruir talvez da faculdade mais interessante (e que provavelmente nos foi dada pelos deuses) que nossa espécie carrega, que é a razão! A infância da espécie humana é essa: não perceber suas próprias potencialidades, como por exemplo, a razão. Com a abertura ufológica para a humanidade, passaremos para a adolescência, quando o foco da existência passará a ser a consciência, que se expressa através de cada indivíduo. A física quântica já vem abrindo caminho para esse novo paradigma. O que não quer dizer que seja um conhecimento totalmente novo, dado que vários postulados dela apontam para um entendimento que já foi expresso por várias filosofias da antiguidade, como por exemplo, a relação entre o conceito do Véu de Maya da teologia/filosofia hindu e o experimento da dupla fenda, que deu origem ao conceito de onda-partícula, elaborado Heisenberg.

Não tarda eles se mostrarem para toda a humanidade. Isso já está acontecendo. A porcentagem de avistamentos cresce em um ritmo forte. Provavelmente você deva conhecer alguém que teve alguma experiência interessante, se não, você mesmo. O número de pessoas que acredita em seres extraterrestres também cresceu muito nas últimas décadas. Para mim, parece óbvio que estamos rumando a um contato aberto, que provavelmente não será revelado de forma explícita por algum governo, mas feita pelos próprios extraterrestres.

Queria deixar claro um ponto de vista, que nenhum governo de nenhum país deva ter qualquer condição de interferir nesses acontecimentos. Colocando de forma mais clara, são os próprios extraterrestres que comandam todo o processo que está ocorrendo, assim, são eles quem decidem se vão se revelar para nós ou não. Isso deve ser óbvio, suponho eu.

Estamos atravessando um processo de retorno à convivência com seres universais. Esse processo vem se intensificando a cada dia que passa e culminará a longo prazo, com o ser humano também se tornando uma espécie universal, ou seja, participante da vida cósmica.

A grande maioria dos governos compreende e está totalmente ciente de que em breve haverá um primeiro contato oficial, e isso parece estar causando um certo burburinho nas altas cúpulas dos órgãos de seguranças dos mais variados países, haja visto que militares que tinham jurado segredo sobre o fenômeno ovni enquanto eram oficiais do exército, marinha, força aérea e outros, agora foram liberados para falarem o que sabem. Exemplo emblemático dessa situação é o ex ministro da Defesa do Canadá, Paul Hellyer, que vem falando abertamente em vários canais midiáticos sobre a presença extraterrestre em nosso planeta. E também a princesa do Japão, Masako Owada, que além de confirmar a presença extraterrestre no planeta, faz afirmações interessantíssimas sobre os mesmas e sua história em nosso planeta.

O pessoal do comando não sabe muito bem como lidar com essa situação, daí o motivo de eles esconderem o fenômeno ovni da população mais inocente, a qual infelizmente ainda corresponde à maioria da população planetária. Caso assim não fosse, saberíamos com certeza, pois um fenômeno desse porte não é facilmente camuflado, tem que haver cooperação da grande maioria desavisada.

Mas de qualquer modo, pelo fato de os governos perceberem a situação do iminente contato, devido a crescente porcentagem de avistamentos, de crop circles, de fenômenos anômalos, de provas científicas, de relatos de autoridades, entre outros, que são registrados diariamente mundo afora, começaram, nos últimos anos, a repassar informações através da liberação de documentos oficiais para a população. É como se o pessoal que está no governo e tem ciência do fenômeno ovni no planeta Terra, tivesse querendo tirar o corpo fora com a liberação de alguns documentos e mais algumas informações, para mais tarde, quando o primeiro contato oficial acontecer, eles poderem argumentar que já tinham liberado as informações. Pois, com toda certeza, depois do primeiro contato oficial, muitas coisas vão ser questionadas, inclusive as próprias pessoas que já detinham informações e não repassavam.

Esse processo de abertura ufológica pelo qual passamos nada mais é do que mais uma fase, por assim dizer, de um processo evolutivo mais amplo pelo qual todos nós passamos. Pena que a sociedade moderna não tenha olhos para compreender a temática UFO por um viés um pouco mais espiritualizado, a sociedade moderna estagia apenas nos pressupostos materialistas do fenômeno. Mas isso com certeza mudará depois dos contatos, pois os extraterrestres dominam a tecnologia da consciência, e esta, provavelmente não é constituída de matéria. Depois disso, quem sabe, poderemos começar a compreender uma das primeiras perguntas feitas no nascimento da filosofia: por que existe o Ser, em vez de não existir nada? Colocado de uma forma mais moderna: Por que houve a explosão do Big Bang há cerca 13,6 bilhões de anos e hoje nós estamos aqui ao invés de isso tudo não ser criado e eu nunca precisar estar aqui refletindo sobre isso? A própria substância de composição do universo (nós), refletindo sobre o universo (nós mesmos). Assim nos explica o físico Marcelo Gleiser em seu livro A Criação Imperfeita – “Nós somos o universo autorreflexivo”.

O primeiro grande contato aberto com seres de fora provavelmente se dará em 1° ou no máximo em 2° grau. E não em 3° como muitos acreditam. O contato visual “apenas” com certeza é bem diferente do que bater um papo com o extraterrestre. Falando de uma maneira mais científica, o primeiro contato não quer dizer necessariamente primeiro contato físico. Pode ser um primeiro contato visual “apenas”. E se formos usar a razão guiada pelo bom senso, é bem provável que o primeiro contato oficial seja apenas visual. Quem sabe se, por um acaso, tivermos um avistamento da “Jerusalém Flutuante” descrita na Bíblia (Ap. 21) por João, que media 2.200 km de comprimento, e ela desse uma única volta no planeta, já seria o suficiente para termos a certeza que não estamos sós. E depois de algumas horas, quando ela fosse embora, ficaríamos nós apenas, mas com a certeza da existência extraterrestre. Seria como uma convocação à reflexão sobre os assuntos que, há algum tempo, não mais fazem parte das grandes questões da filosofia materialista contemporânea. E então, começariam os estudos e debates, mais abertos ao desenvolvimento de uma razão que vai além da razão científica atual, que demonstra sua debilidade justamente por não conseguir perceber o próprio fenômeno discutido aqui. E talvez depois de algumas décadas, quando estivéssemos mais interessados no verdadeiro sentido da existência, e não tão focados no mundo material, esses seres extraterrestres possam baixar por aqui para compartilhar algum conhecimento conosco.

Tiago Quartucci

 

alienígemaapocalipseovniOVNI Hojeufovida extraterretres
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (158)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • nilton monteiro lopes

    bem,muito bem THIAGO QUARTUCCI,voce ja pode canditar a escritor,tem muitas ideias aproveitaveis e discutiveis,parabens,um abraço a todos fui……i………………………………..

  • Elias Roth

    *Apocalipse, no termo grego, é de fato Revelação. Mas a Revelação que precede todo fim do Ciclo. O fim está subentendido no termo, mas não somente o Fim, como o recomeço.
    Estudando a fundo (e no raso também) o Apocalipse, vemos que a intenção das revelações neste presente tempo de fim e recomeço são justamente, e efetivamente, para preparar a humanidade a tudo isso. E a Inteligência cooperativa dos Extraterrestres, desde o início dos tempos, é parte fundamental do processo. O próprio Espírito que se revela a João declara:
    Eu sou o Alfa e o ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim.
    E o restante do livro é muito, muito claro a respeito de todas as transformações de impacto que a Terra vai sofrer e está sofrendo para sustentar a transição do Fim do velho ciclo para o começo do Novo ciclo. Imagens de destruição, e da própria Babel (a civilização moderna) sendo atirada no mar da dissolução, como uma pedra, etc.
    E depois do fim é que segue o reinício, quando então (e esta é a melhor parte da profecia) deuses e homens se unirão novamente para recomeçar, construindo na Terra aquilo que o Apocalipse declara como Reino (de Deus), cifrando toda a sua estrutura espiritual e cabalística na metragem codificada da Cidade Santa (Jerusalém que desce do céu): desce do céu!
    Esse processo de recapitulação de tudo em forma de revelação é fenômeno que sempre ocorre quando uma pessoa está para morrer: geralmente relata que toda a história de sua vida presente passou, rodou por alguns instantes, diante de sua mente, como um rolo de filme rebobinado. Quem morre não pode contar, mas que volta da morte pode. Comigo já aconteceu isso, eu testemunho.
    A Terra está fazendo o mesmo processo, em escala. A Revelação do Apocalipse é a força da Providência divina, abrindo tudo o que deve ser aberto, para que a consciência humana amadureça e se torne pronta à fase seguinte após o fim, o recomeço e a reedificação.
    Mas a tua síntese em todo o texto (muito bem escrito) é a que mais me animou: realmente temos que ter por base que os Extraterrestres existem. Chegar a essa altura do campeonato em debates se eles existem ou não, ou se Deus existe ou não, é continuar nessa circunavegação pelo incessante mar das especulações, perde-se muito tempo e literatura aqui!
    Concordo inteiramente, temos que ter por base a realidade extraterrestre. Provas? Nunca ninguém provou a origem da vida, mas isso impede alguém de estar vivo… e viver?
    Bobagem! Existem certas realidades que não precisam de provas para continuarem sendo o que são. Todas as realidades continuarão sendo o que são independentemente das provas e aceitações da ciência moderna.
    A melhor coisa que podemos fazer é seguir dessa certeza, a de que Eles existem, e o mesmo Apocalipse, na sua própria terminologia, falou do retorno deles, dos anjos, dos espíritos, dos irmãos maiores da humanidade, irmanados para a grande reedificação. E me parece que a própria Terra está exercitando uma seleção nesse sentido, quando o próprio Apocalipse declara que os bons melhorariam, e os maus, estes piorariam.
    Mas todos temos visto que o trigo e o joio já estão maduros, perto da ceifa.
    Que cada um então se prepare com sua consciência. E não feche os olhos para o que está acontecendo com o planeta. Antes, abra-os o mais que puder e procure enxergar as coisas que foram anunciadas ontem, e estão acontecendo hoje. Para depois não dizer, no Tribunal dos Juízos: AH, EU NÃO SABIA, NINGUÉM ME AVISOU!
    Porque vai levar dois crimes nas costas: omissão e mentira.

    Abraços, Thiago!

  • Elias Roth

    Não é possível reconstruir um edifício carcomido desde os fundamentos. É preciso derrubar o velho para começar o novo. 
    Isso é uma Lei universal, que o Apocalipse aplica para o nosso sistema atual de mundo,cultura e civilização.

  • ceticoecinico

    Atos 26:24 Fazendo ele deste modo a sua defesa, disse Festo em alta voz: Estás louco, Paulo; as muitas letras te fazem delirar.

  • MisterMarzo

    Otimo texto, nos culturalmente não estamos preparados para aceitar outra civilizações por quebra de paradigmas, mas todas as pessoas podem mudar isso temos sim a capacidade de aceitar e conviver com raças superiores pois acredito que nossa evolução e descendencia permite isso, quando de qual forma e consequencias ainda pode estar longe de acontercer ou talvez não nada acontece por acaso.

  • nilton monteiro lopes

    Elias Roth ola garato,voce e bom gosto dos seus post,porem reconstruir nao seria impossivel,so gastaria mais e mais que gastar seria o tempo e pesquisa para fazer nao o igual mas o semelhante,e melhor mesmo e seguir o curso normal e recomeçar o novo,um abraço colega,fui……i…………………

  • Zoldyck

    Tiago Quartucci, abordou o tema de forma fantástica
    Quanto mais eu lia mais queria ler, parabéns

  • Elias Roth

    nilton monteiro lopes Elias Roth 
    Nílton, quis dizer que, quando a base está comprometida, não podemos reconstruir, lançando mais peso sobre a estrutura velha, porque ela sucumbiria e viria ao chão, e se perderia tudo.
    O melhor é destruir o edifício velho, solidificar a base comprometida, e aí sim, edificar outra vez.
    Qual é a base do edifício a que me refiro?
    E qual é o edifício?
    O Edifício é a civilização, E o que é a sua base?
    Tecnologia? Não.
    Dinheiro? Nunca.
    Poder? Definitivamente, não.
    Qual é a base da sociedade, o que podemos entender por base?
    Vida? É quase, a vida é o fenômeno que emerge dessa base, dessa raiz oculta.
    A raiz é oculta. A base é invisível. A base é a mente, é o pensamento, é a consciência. 
    Esta é a base a ser renovada, porque é dela que tudo se edifica acima da superfície e na dimensão visível.
    Consciência é a base. 
    Informação não é consciência, porque ela pode ser equivocada.
    Instrução escolar ou acadêmica não é a base, porque ela não nos torna seres melhores automaticamente, porque se assim fosse, não haveriam muitos doutores e diplomados atrás das grades ou fugindo da Justiça terrena.
    A consciência é mais profunda, ela é a base.
    A consciência do amor e do respeito a toda vida, ao semelhante, a natureza. A tolerância com os costumes do próximo, suas crenças, sua cor, sua raça, sua aparência, seu status econômico e social.
    A consciência é a base. Ela é a mãe do mundo, ela é a matriz de uma civilização.
    A ferida na consciência é profunda demais para ser consertada só por cima, maquiando a sua face enrugada.
    A ferida na consciência é o que tem causado a derrocada da sociedade moderna.
    Não é cobrindo-a de tecnologia que vamos curá-la. Mas enchendo o coração vazio de amor, e a mente obscura de luz.
    Esta é a base a que me referi.
    Porque o coração do homem está cada vez mais sem amor, mais seco de caridade e estéril de bons sentimentos, ávido por prazer, poder, dinheiro, posses materiais, vaidade e luxúria.
    A base da humanidade moderna não é a consciência.
    A base da humanidade é o EGO.
    Por isso será necessário renovar tudo.
    Só tem um jeito de ir na raiz da árvore. Arrancando-a.
    Só tem um jeito de retirar o ego da base e substituí-lo por consciência: retirando de cima todas as edificações equivocadas que ele, o falso arquiteto, vem construindo até agora.
    Que venha então o reformador, como profetizou Parravicini e os profetas.
    Ele tem a base verdadeira: a consciência.
    Abraço!

  • Elias Roth

    Um grande pensador escondido no blog! Sim, Tiago, concordo com o
    Geraldo. Pensador profundo, visão ampla, cobre todos os aspectos,
    ufológico e religioso, científico e espiritual. São de pessoas assim que
    precisamos para melhorar o nível dos debates, amigo.Parabéns pelo texto!
    Abraço!

  • skyrider

    Parabéns Tiago, você tem grande habilidade em se expressar com clareza, especialmente um assunto complexo como esse, que recorre a filosofia.

    “Por que estamos aqui ao invés de isso tudo não ser criado e eu nunca
    precisar estar aqui refletindo sobre isso?” é um pensamento que assola a minha mente constantemente, e sempre culmina em um sorriso e profunda alegria, porém, é claro, sem respostas 🙂

    Continue compartilhando tuas ideias conosco, um grande abraço meu amigo.

  • guerreiro da luz

    Parabens, otimo texto, abordou o tema sob a perspectiva de uma analise bem abrangente, colocando a questão de maneira aberta, a consciência, a dupla fenda e o mundo de maya, a evolução da terra e do universo que nos cerca, o apocalipse como revelação, saudações redobradas e abraço fraterno

  • guerreiro da luz

    Amigo, mas uma aula, o ego, o auto valor sobre os nossos padrões de pensamento, faz com que ficamos que mem galinha comendo quirela, aceitar algo a “mais” para a grande maioria e dificil, continue nos bridando com suas preciosos ensinamentos e partilhando o seu conhecimento. Abraço fraternos

  • guerreiro da luz

    Em tempo: Gostaria de que voce em algum momento entrasse no tema consciência, e partilhasse a ideia de como interoreta. E um pedido audacioso mas peço com humildade, para meu aprendizado. Abraços.

  • Elias Roth

    guerreiro da luz
    A consciência é o idioma do universo, todas as inteligências se comunicam através dele, e suas mentes são apenas os pólos que a manifestam. O ego é um eclipse da luz, é um bloqueio na frente da consciência, a sombria ilusão de que o EU tem preferência sobre o TODO. A consciência é a manifestação do espírito da mesma forma que o corpo é a manifestação da vida, ou o pensamento é a manifestação da mente.
    Não basta pensar para se ter consciência. O termo é mais profundo, implica em comunhão com a Verdade, em determinado grau, o que distingue um ser de outro na infinita escala da vida cósmica.
    Não basta viver para se ter consciência. Viver é expressar vontade e instinto no meio exterior. É preciso compreender a vida em seu laço, encadeada com todas as vidas, para que dela realmente resplandeça a consciência.
    Enfim, a consciência é o mais nobre fruto da vida bem vivida, da experiência na matéria bem conduzida, não segundo o desejo, que projeta ilusão na mente, mas segundo o amor, que enche a mente de luz e o coração de reverência e adoração por tudo o que maior e melhor do que nós mesmos: e quando se faz a luz no santuário da alma (FIAT LUX), é para lá que a consciência vai olhar, para o que é maior e melhor do que ela, e assim nunca deixar de crescer, aprender e evoluir.
    Porque o obscuro pontinho negro chamado ego insiste em olhar para si mesmo e ficar cada vez mais contraído na sua própria dor e ignorância.
    O ego nunca eclode do ovo que é a vida, porque tem medo de quebrar a casca e perder todas as suas ilusões, mas a alma que é forte e corajosa, esta eclode do ovo, quebra a casca sem temor na direção do que é maior e melhor do que ela, e a sua recompensa é a luz da consciência a guiar neste novo nascimento.

    Bem, é algo assim.
    Vamos deixar o Tiago falar mais.
    Abraço, guerreiro da luz!

  • Elias Roth

    “E talvez depois de algumas décadas, quando estivéssemos mais
    interessados no verdadeiro sentido da existência, e não tão focados no
    mundo material, esses seres extraterrestres possam baixar por aqui para
    compartilhar algum conhecimento conosco.”
    Gostaria apenas de fazer uma observação à última declaração do nobre Tiago.
    O fato é que este conhecimento já nos é passado sim, não de uma forma direta, digo, com autoria assinada: mas o fato é que, desde o ano de 1990, o fenômeno CROP CIRCLE assumiu uma significação substancial ao iniciar mensagens pictográficas, que foram evoluindo com o tempo, ano após ano, e hoje, ano de 2014, já contamos 25 estações onde os estudiosos reuníram enorme conhecimento, em parte, velado, mas em grande parte, traduzido já e acessível a quem queira se aprofundar mais. Talvez seja uma preparação, porque ainda não estamos prontos para receber o conhecimento de via direta, das mãos deles, então, como quem prepara sua chegada por um telegrama, eles enviam estes sinais nos campos de cultivo. E para quem acompanha o fenômeno, o estuda e o interpreta, há um enorme conhecimento ali, e a humanidade ainda não tem a menor noção do tamanho dele, e da importância desse fenômeno em nosso tempo real.
    Eles já estão entre nós. O problema é que, por vezes, ficamos imaginando A NOSSA FORMA dessa manifestação deles para conosco. E pode ser que a forma deles nem sempre se encaixe na forma que nossas suspeitas situam.
    Portanto, apenas coloco essa ressalva.
    Para que, como o nobre Tiago deixou claro, tenhamos a mente bem aberta e flexível a todas as possibilidades, para que não sejamos pegos de surpresa ou não deixemos o ceticismo sufocar a nossa imaginação.
    Porque o canal é esse: mente aberta e imaginação direcionada para todas as possibilidades.
    Não vejo outra forma de se abordar o fenômeno UFO e a realidade extraterrestre.
    Abraços a todos!

    Imagem: pictogramas de 1990

  • walter loo

    …Bom ,creio que os ETS , possam sim já estar em contato com a humanidade há longas datas, e mais que os USA, obtém tecnologia ET, em troca do OURO, que aqui mesmo já foi reportado !!!!!
    No mais há muito mistério desconhecido por nós MEROS MORTAIS ,envolvendo OVNIS E TERRENOS, no qual creio que eles não apareçam de vez em contato direto com a população devido a um acordo com o alto comando MUNDIAL , e  isto já está acontecendo desde de os primórdios da humanidade!!!!
    Tenho total  certeza de que está bem próximo o dia em que saberemos toda verdade em torno deste assunto!!!!!
    Podem crer, aguardem e verão!!!!!!!!!!!!!!!

    Abraços fraternos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

  • guerreiro da luz

    A consciência pela razao superior e realmente o idioma do universo, o ego a sombra, que coloca o EU na frente do TODO, a consciência, para mim e o que nos coloca em contato com o logos, com o mundo das causas, com a causa 1a., quando vemos a experiência da dupla fenda onde o observador interfere diretamente na experiência. Demonstra que ha um nivel base nos interferimos nesta realidade, textos sagrados hindus falam do mundo de maya, bagahava gita, o budismo reafirma nos sutras, e que cria a ilusão ,o ego, apegado no seu amor próprio sem nunca saciar pois os desejos nunca são saciados integralmente.

  • guerreiro da luz

    O ego nos mantem aqui, nesta prisão de consciência presas ao desejo. Por isso nossa relação com o meio em que estamos tem que ser equilibrada. A meditação contribuiu e muito para o compreender de nos mesmo. Abraços fraternos

  • paidoquinho

    Tiago, parabéns pelo seu texto, muito coerente sua análise, perfeita  sintonia com o universo que nos cerca. Sua observação sobre o campo espiritual e seu alcance no desenvolvimento da humanidade é muito bem definida.
    Com a consolidação do entendimento de que o desenvolvimento espiritual é o berço do avanço da humanidade e que, o que nos cerca fisicamente é epenas um meio de sobrevivência da matéria tudo será aclarado e, quem sabe assim, a busca sobre de onde viemos, porque estamos aqui e para onde vamos possa ter um sentido definido que, no meu entender, é o de desenvolvimento da vida espiritual que aniquile o mal e a maldade.

  • Elias Roth

    guerreiro da luz 
    O ego é fruto da ilusão da vida projetada para o lado de fora. A consciência é aquele fenômeno que os antigos chamam de Religare ou Segundo Nascimento, quando voce se volta para dentro em busca da semente celestial que existe plantada no fundo do coração, e a faz despertar por meio do conhecimento legítimo equilibrado com a prática regular.
    O ego vê na superfície, e a consciência está sintonizada na causalidade cósmica, como voce disse, e disse bem.

    Também como disse Aristóteles:
    Quem olha para fora, sonha.
    Quem olha para dentro, desperta.
    Essa é a fórmula mais simples de consciência.
    Abraço!

  • Brito Beauregard

    GeraldoMagelaLobo O pacote extraterrestre não vem com nada disso.
    Nunca vi um OVNI fazendo analogia a Deus, vida após a morte ou livre-arbítrio. Também nunca conseguiram provar que algum alienígena tenha feito isso, por mais que dizem manter contato com seres de outro planetas e até dimensões, nunca conseguiram provar e olha que já tentaram…

    Levaram isso para ufologia, charlatões querendo chamar a atenção para seu negócio. Lamento que as pessoas sejam tão ingênuas a ponto de acreditarem que alienígenas são seres religiosos e bonzinhos.
    Se eu for colocar aqui as atrocidades que os cientistas visitantes cometeram (e possivelmente ainda cometem) em prol de sua ciência, muitos aqui não conseguiriam dormir.

  • Brito Beauregard

    Uma das partes do texto que eu concordo é aquela que se refere a Adão e Eva.
    Realmente, o simbolismo de Gêneses é bem interessante.
    Duas cobras, uma árvore… é impossível não fazer referência ao DNA e a Árvore Genealógica. 
    E o mais interessante é acrescentado quando Eva é traída pela cobra (DNA) e de certa forma também pela árvore (Genealógica), ganhando a inteligência e sua “maldição” (que em Gêneses é feita diretamente por Deus), assim como eu já comentei aqui, a inteligência ou consciência é uma forma de eternizar a dor (tal como é dito em Gênese após Deus amaldiçoar o homem)

    A expulsão do Jardim do Éden também pode ganhar um outro significado, se olharmos para a teoria de que a civilização e as leis morais “travam” a evolução (já que a seleção natural não funciona na civilização como funciona na natureza), ou seja, o banimento do Jardim do Éden é o banimento da evolução, o homem se afasta dos frutos que a árvore (genealógica) tem a dar, perdendo a oportunidade de se aperfeiçoar (fiquem a vontade para pensar sobre o que pode ser o “fruto da vida”).

  • Eldrin

    Excelente artigo, abrangente porém claro. Te aplaudi.

    Se me permite um pitaco sobre a introdução do DNA na Terra, se as traduções se Sitin estão corretas, e acredito que estejam, não há dúvida de que a panspermia foi balística e não dirigida; pois quando os deuses chegaram, eles já encontraram os seres vivos prontos.

    Sds, 🙂

  • ManuelNeto

    “Talvez existam seres que sejam responsáveis por desde a
    semeadura da vida nos diversos mundos”
    Se a vida no universo, especificamente aqui na Terra, foi criada por seres
    extraterrestres fica a pergunta: quem criou esses seres que espalham a vida em
    outros planetas?
    Sou católico e também sou um contatado dos irmãos de outros planetas. Em um dos
    meus contatos eles confirmaram que acreditam em Deus.
    Não contesto a panspermia, mas, para mim, se a vida surgiu
    na Terra vinda de fora foi por um processo não intencional dos irmãos de outros
    planetas e sim vinda de asteroides e/ou cometas .Pela minha fé acredito que foi
    Deus que conduziu esses processo de surgimento da vida na Terra assim como
    acredito que nossos irmãos de outros planetas também foram criados pela
    Santíssima Trindade. O próprio criador da teoria do Big Bang, padre Georges
    Lemaître, não negou Deus. Ao contrário, como padre ele delegou a Deus a teórica
    situação do Big Bang.

  • AntonioCarlosAD

    não dá para acreditar nisso, conforme a teoria da evolução e provas cientificas, os homens surgiram bem depois da extinção dos dinosauros, qual interesse, então, dos ETs depositarem seu DNA em espécies primitivas, não me digam que os ETs também foram resposáveis pela extinção dos dinosauros, pois, se isso aconteceu, poderá nos acontecer e ETs, desse modo, não são tão bonzinhos assim, prova-se que a evolução do homem se deu em razão de ter que prover suas necessidades e coloca-lo somente numa questão evolutiva genetica é entrar na questão da eugênia, os escolhidos geneticamente, isso fica para a Nova Era, religião que prega a existência de extraterrestres e dos escolhidos geneticamente, ademais, os ETs são humanóides, pelo menos o que dizem, então, a mesma evolução que passamos e ainda porvir na Terra, também outros planetas, se porventura outros planetas iguais a Terra existir, seguindo a regra natural, passaram e continuaram ainda passar pela evolução, assim, deve haver planetas ainda em estágio inicial da evolução e outros mais evoluidos que nós, concluindo que haja outras Terras no universo e também temos que pensar que Deus, como conhecemos, é uma entidade celestial, sendo celestial vive nos céus, portanto, embora tenha arquitetado toda a estrutura da Terra, ele mesmo não é terráqueo, ainda que nós, sendo espirituais e considerado seu filho, por origem também não somos terráqueos, mas, isso não se confunde com a teoria da difusão genetica dos ETs, porque se for isso é ao contrário e somos realmente terráqueos e nossa origem é propriamente aqui na Terra onde fomos criados, ainda que por manipulação genética dos Extraterrestre.

  • Paleoseti

    Brito Beauregard Isso me lembra uma frase dita por uma vilã alienígena ao mocinho, de um filme que vi recentemente:
    “O fato de você possui um senso de moralidade e nós não, nos dar uma vantagem evolutiva. E se aprendemos algo com a história, é que a evolução sempre vence.”
    PS: Mas como foi um filme, a vilã perdeu é claro. (filme: O Homem de Aço).

  • SENAM

    AntonioCarlosAD Humanos e Dinos juntos, há provas visuais. Vide as pegadas juntos. Desenhos nas pedras de Ica, também, além de esculturas inexplicáveis.Olhe aqui em
    http://humansarefree.com/2011/04/amazing-evidence-human-specie-is.html
    como escultura, essa com cerca de 2500 anos (foto abaixo) e pra refletir, Os Anunakis são SÓ os mais recentes (apenas cerca de 40.000 anos) e se fossem 400.000 ainda assim são recentes.
    Abraços

  • SENAM

    walter loo Pelo que se vê nos “escritos antigos” esse contato já foi aberto outrora, mas parece que não deu certo (ou deu). O errado é considerar-mos como deuses. O certo é que muito do que sabemos nos foi “passado” por ETs, por isso devemos de deixar de considerar os “antigos” como desprovidos de inteligência e nos questionar porque foram (quase) extintos. Quase, por estar-mos aqui ainda. A história é que é questionável e o “PORQUE”. de uma olhada no link  que postei antes e se questione.
    Abraço

  • Elias Roth

    Zecharia Sitchin errou na interpretação dos registros sumérios, porém, me parece a única referência para ufólogos na questão das origens da vida. Desconhecem ou mesmo ignoram uma monumental obra teosófica chamada A DOUTRINA SECRETA, de Helena P. Blavatsky, na qual, entre muitas outras profundidades, ela sonda as origens do homem, de acordo com a tradução e interpretação de alguns textos sagrados, destacando os Vedas hindu.
    E é nesta obra que ela menciona não uma, mas Quatro grandes raças anteriores a nossa, não raças humanas derivadas, mas Raças de espíritos que foram sofrendo evoluções ao longo do tempo, muito tempo, milhões e milhões de anos lá onde o Gênesis perde a sua conta, num processo que combina com harmonia a criação com a evolução: porque o Espírito Cria, e o espírito encarnado na matéria continua criando, se adaptando à matéria, ou seja, EVOLUINDO.
    Jahvé bíblico não foi um cruel líder Anunnaki, que criava escravos de barro para garimpar ouro. Que intepretação mais tosca, mais fuleira, para a origem do homem na Terra!
    Jahvé, pelo contrário, libertou inúmeras vezes seu povo escravo (Egito, Babilônia, Israel), e Ele mesmo era contra a escravidão, regulando o trabalho dos servos segundo a Lei dada ao povo, como qualquer lei trabalhista que regula a função dos operários.
    Jahvé foi o líder de uma casta espiritual muito elevada, que se projetou na matéria conturbada dos primeiros anos da Terra ainda jovem, para começar o processo criativo em saltos evolucionários. A casta de Jahvé se chamou Elohim, ou seja, Aqueles que Criam por Meio da Palavra, do Verbo (Som). E assim promoveram a criação e evolução de todas as coisas e formas na matéria informe, por esse mecanismo. A casta de Jahvé desceu á Terra nos primórdios e trouxe a primeira Raça-Raiz, conforme Blavatsky, muitos milhões de anos atrás, tempo em que a face da Terra mal podia ser reconhecida, dada a atividade cataclísmica normal na época, ajustando as órbitas dos quatro elementos. A cosmologia de Blavatsky está inteiramente de acordo com a cosmologia maia-asteca dos Cinco Sóis e suas Raças, e nós, os humanos atuais, somos regidos pelo Quinto Sol, este que já se pôs em 21-12-2012, e o que constatamos hoje são os suspiros do poente rumo à grande noite.
    A primeira Raça foi chamada, devido a sua natureza, de Protoplasmática, não tendo forma definida. Espíritos puros habitando glóbulos de energia, glóbulos estes que mais pareciam células ou bolhas de energia, semi-materiais, semi-etéricos. A multiplicação destas formas era mitose pura, duplicação de matrizes, donde se originou o processo que cabe até hoje em todas as células vivas (à exceção da meiose dos gametas sexuais, inserida na Terceira Raça-raiz). Continuando, após a Primeira Raça do primeiro Sol, vieram as catástrofes cíclicas e chegou a Segunda Raça-Raiz, chamada Hiperbórea, e esse nome que lembra Árvore se encaixa naquelas matrizes que, evoluindo a um segundo nível vital, se pareciam mesmo com plantas, e se reproduziam por brotação. Enquanto a primeira Raça era de natureza mineral, a segunda evoluiu para uma constituição mais vegetal, evolução das matrizes ou vestimentas espirituais acompanhando a própria evolução da vida natural. A segunda Raça também terminou, e como acontece em todos os fins, remanescentes tem que continuar a etapa seguinte, e assim se deu, porque os remanescentes da Segunda Raça deram origem à Terceira, esta sim, regida por Vênus, assumindo uma constituição mais próxima de natureza “humana”, tal como a temos hoje, mais orgânica mesmo. É aqui que a metáfora de Adão e Eva encontra o seu lugar, porque a Raça se tornou Sexuada em determinado momento de sua evolução. Antes, a reprodução era puramente feita por duplicação de matrizes, mas quando o sexo foi “inventado” pelo espírito evoluindo na forma física, então a reprodução passou a ser por semente cruzada, dando início à diversificação das entidades. É aqui que os relatos sumérios tem um eco maior. O homem de barro, criado por Jahvé, foi aquele ser protoplasmático-mineral, que foi evoluindo, de ronda em ronda, até chegar a estatura de Adão e Eva, seres orgânicos e sexuados, no Éden da Mesopotâmia. Não é fácil interpretar as Escrituras, muitas idades se sobrepõem naqueles relatos, e Sitchin fez uma enorme confusão ao tomar de modo tão simplista os relatos do Gênesis. Quem quiser se aprofundar pra valer nas origens do homem na Terra deve se aproximar da Obra de Blavatsky, em especial, o volume III da Doutrina Secreta, Antropogênese. Toda a parábola da Árvore da Vida e a Serpente, e a Árvore da Ciência, fazem clara referência ao processo sexual inserido na evolução das matrizes espirituais encarnadas naquele exato instante. Tanto que, até hoje, a serpente tem forte conotação sexual na leitura dos arquétipos do Inconsciente, e em todos os povos, ela tem esse significado. A serpente entre o casal é clara referência à energia sexual partilhada, também conhecida como Kundalini. A energia sexual tornava, então, o homem e a mulher, co-criadores, no sentido literal da palavra, capazes de manipular a reprodução da vida, assim como o espírito que os criou (Jahvé e a casta de Elohim, os deuses que criam pela Palavra). Esta Terceira Raça-Raiz foi chamada Lemuriana, e dela se formaram os gigantes, porque os humanos daquela estação eram realmente grandes, corpulentos. A evolução destas raças se encontra oculta na descrição dos Seis Dias da Criação: matéria mineral, matéria vegetal (sementes), matéria orgânica (animais) até chegar ao homem, consciente de si e do Espírito que o criou. Sitchin se confundiu totalmente nas interpretações, e nos deixou apenas essa teoria fuleira de homens criados de barro por Anunnakis cruéis em busca de ouro… básico demais para a profundidade contida nas Escrituras.

  • Elias Roth

    A Terceira Raça-Raiz foi muito importante para nossa evolução porque, quando o Espírito encarnado nas matrizes inseriu, por evolução, a função sexual criadora, produzindo aquelas células todo especiais, os gametas sexuais, permitiu então que avançadas civilizações extraterrestres criassem um híbrido com a nossa própria semente natural. Blavatsky declara que cada raça foi regida por um princípio “astrológico” ou planetário. A primeira raça coube a regência lunar, e a segunda, Mercúrio. Chegando na Terceira, Vênus foi o raio regente, quando então a cultura da civilização foi inundada por dádivas daquele planeta, conhecimentos e a sua própria semente cruzada com a nossa. Isso explica tantos símbolos venusianos espalhados em toda parte, a cruz e seus derivados como os principais.
    Com a função sexual, veio a queda (o episódio da tentação), e se formou uma polarização de consciência, o bem e o mal, a pureza e o desejo, o amor casto e a luxúria, e aqui começou o drama real da civilização. Porque o mal nunca mais a abandonou. Mas os venusianos e os extraterrestres de outros rincões continuaram conosco.
    A Terceira Raça-raiz também assistiu a uma bela fatia do período evolutivo dos dinossauros sobre a Terra, quando a vida se tornou, do vegetativo, para o orgânico-animal (movimento próprio e autônomo das matrizes).
    Da Terceira Raça-raiz, se deu o mesmo processo, e os remanescentes evoluíram para a Quarta Raça-Raiz, aquela chamada de Atlante, e a que tinha os humanos mais próximos do nosso atual estado, em termos de semelhança. Também foi a raça mais evoluída tecnologicamente falando, e tinham um saber extraordinário. Muitas facetas culturais da Grécia antiga manifestam um espelho da sabedoria dos antigos atlantes, cuja menção nos é devida a Platão.
    O Dilúvio bíblico registra o fim da Quarta Raça-Raiz, e os seus remanescentes, após o assoreamento das águas, se fixaram na Mesopotâmia, quando então começou a nossa atual Raça, a Quinta Raça-Raiz. Quantas etapas Sitchin “pulou” em sua interpretação simplista dos registros sumérios! A origem hominídea de Sitchin é extremamente simplista, equivocada, a verdadeira saga da evolução do espírito na matéria informe do planeta em seu berço escaldante, milhões e milhões de anos atrás, é muito mais complexa.
    Uma importante referência ao “Livro da Vida” na Terra foi assinalada pela temporada crop circle 2009, espetacular e complexa, mostrando modelos que parecem indicar a evolução da vida em função do espírito encarnado nos vários estágios da mutação material-orgânica, caminhando passo-a-passo para o homem atual, que ainda não alcançou a imagem e semelhança do seu Criador.
    Quem tiver interesse em se aprofundar no tema, e conhecer outras páginas da evolução da vida na Terra, deve conhecer a obra de Blavatsky, leitura do Gênesis e das antigas escrituras hindus, os Vedas. Porque ficar somente com Zecharia Sitchin é quase não saber nada sobre o assunto.

  • SENAM

    Elias Roth Existe alguma interpretação dos pictogramas? Onde?
    Abraços

  • SENAM

    Brito Beauregard GeraldoMagelaLobo É uma boa ideia, pois o choque também “acorda”. Um sacode sempre “pega bem”. Pelo menos de links.
    Grato
    Abraços

  • SENAM

    Elias Roth nilton monteiro lopes Curtida com louvor.
    Abraços

  • Elias Roth

    SENAM Elias Roth 
    Creio que as interpretações que existem, estão em sites estrangeiros, cheguei a ver alguns, mas faz tempo, nem lembro onde. Vou ver se acho. O que pude lembrar é que, primeiro, eles fizeram várias associações entre alguns pictos e imagens rupestres antigas, relacionadas aos cultos celtas e divindades locais., como a grande Mãe (Terra), etc.
    Mas outras interpretações assinalaram o padrão II-II (o famoso 11-11 que muitos místicos interpretam como um código de portal do tempo, tem muitas informações a respeito, nem todas confiáveis, algumas até interessantes nessa linha (baseado na relação esotérica com o 10, denário, ciclo, roda: o 11 equivale a uma espécie de salto de roda, de quebra de ciclo, de tempo, daí vindo essas interpretações em torno do 11:11).
    E outras interpretações, as que aprecio mais (a do 11:11 também me é simpática) falam que os pictogramas mostram essencialmente a conexão entre sistemas cósmicos alinhados (o tal alinhamento de 2012) funcionando como uma espécie de ignição dos mesmos, os processos de transformação na Terra, Sol, aquela conexão com o centro da galáxia, a super onda, etc.
    Inclusive nos pictos mais complexos, vemos realmente alguns signos que podem ser assimilados como astrológicos (Netuno, Mercúrio, Terra, Sol, etc) e que estariam fornecendo coordenadas astronômicas.
    Inclusive estas interpretações apóiam o conteúdo das temporadas seguintes, que ficaram insistindo na data de 2012, e a partir de 2003 ou 2004, começaram inclusive a fazer referências diretas ao calendário maia e sua cultura.
    Isso é o que eu lembro, SENAM.
    Mas se eu achar os sites, ponho aqui.
    Abraço!

  • SENAM

    Elias Roth SENAM Grato pelas informações, vou baixar a foto e a partir dai vem algo.
    Abraços

  • Elias Roth

    SENAM Elias Roth 
    Senam, tem esse site aqui, que é o banco de memória de todos os crops circles, todos mesmo, na forma de diagramas. Tem datas, detalhes dos lugares, tipo de cultura, e até observações com referencias a fakes ou campanhas publicitárias.
    Pra voce e quem queira explorar tudo o que vem aparecendo nos campos desde muitos anos atrás, com o salto em 1990 a que me referi, vale a pena salvar este link:
    É só ir na tabela à esquerda e selecionar as datas, e depois, os meses. 
    http://www.cropcirclecenter.com/

  • SENAM

    Elias Roth SENAM Grato, vou dar uma boa olhada nele.
    Abraço.

  • SENAM

    guerreiro da luz Valeu também, vou favoritar para ler depois.
    Abraços.

  • ValdemirFaleiros1

    Elias, e como entender isso: seres super evoluídos que viajaram distâncias gigantescas pelo espaço, chegam aqui no nosso planeta Terra atrás de ouro, daí necessitam esses seres de mão-de-obra- escrava… ora, seres tão evoluídos que cruzam o espaço, não possuiriam simples maquinários para retirar o ouro do chão? E outra. Com milhões de orbes gigantescos espalhados pelo universo, planetas que se nossaTerra fosse colocada ao lado ela não passaria de um cisco, porque cargas d’água, viriam esses seres procurar ouro por aqui? E mais. Ninguém explica como esses seres conseguem viver lá na escuridão profunda e gelada do espaço, lugar esse de onde se enxerga o sol apenas como uma pequenina estrela…alguns dirão: não, mas é o ouro que mantem a temperatura do planeta, etc; tá bom, então, mas como explicar quando o tal planeta viaja pelo espaço e passa ao lado do sol? Como esses seres sobreviveriam a temperaturas altíssimas de 5 ou 10 mil graus, por exemplo? Para mim essa teoria de que Anunnakis vieram aqui e manipularam o nosso DNA, na bate; Adão e Eva serem o primeiro casal humano é algo fantasioso por demais, né?! Pois é. Acho essas teorias de Sitchin tão fantasiosas quanto. Obs: perdaõ pelos erros de concordância verbal, etc; tô meio corrido aqui hoje.

  • Elias Roth

    ValdemirFaleiros1 
    Olá, Valdemir, eu costumo dizer as pessoas, sobre a obra de Blavatsky:
    “Se voce tiver coragem, leia os 6 volumes da Doutrina Secreta. Se tiver coragem e tempo, leia também Isis sem Véu, quatro volumes. Mas se não tiver nem coragem e nem tempo, comece com o volume III da primeira, Antropogênese”
    De fato, um conhecimento inestimável ali.
    Seres tão evoluídos, nobre Faleiros, FAZEM OURO, conhecem o segredo da transmutação alquímica do sábio Hermes do Egito. Não precisam garimpá-lo, mas como tem extraterrestres e extraterrestres, não excluo facções caídas que escravizem homens, até porque a teoria Gray dos infraterrestres faz isso hoje, de uma forma oculta.
    Sim, são fantasias, são liberdades poéticas da mente do referido autor. Se alguém tiver interesse, se aprofunde na cosmologia e antropogênese de Blavatsky, ela explora magnificamente as escrituras antigas, do Gênesis aos Vedas, e principalmente esta última, muitos registros dos sábios hindus sobre as origens da humanidade muito antes da forma hominídea existir. Formas protoplasmáticas, até vegetativas, gigantes, etc.
    Os mesmos sábios que nos falaram sobre as Vimanas… por aí voce vê a grandeza do conhecimento deles.
    Adão e Eva, como disse, se encaixa só na terceira raça-raiz, aquela que, por evolução, manifestou a reprodução do tipo sexuada. Então aquela história do Gênesis se encaixa, a serpente é o símbolo antigo da sexualidade, chamada Kundalini pelos mesmos sábios daquelas bandas. 
    Nibiru tripulado eu nunca aceitei. Uma estrela binária, anã marrom companheira invisível do Sol, na minha opinião, é o mais lógico. Porque realmente os sumérios não pararam a contagem planetária em Plutão, isso é fato.
    Adão e Eva, na verdade, se refere a um título genérico, a raça Adâmica, que é esta saída da terceira ronda. Nessa altura é que se encaixam algumas teorias da hibridação alienigena, como um enxerto para melhorar a nossa própria semente, técnicas agrícolas se valem disso para ajudar a evolução e adaptação das espécies.
    A mesma coisa se diz ter acontecido ali, naquele tempo.
    Abraço!

  • Elias Roth

    SENAM guerreiro da luz 
    Valeu, guerreiro, também vou “favoritar” aqui.
    Abraços a todos.

  • NoctisHikaru

    Parabéns ao leitor que escreveu o texto! Palmas! Ainda mais por citar Sitchin e os “papais” Anunnakis!

  • guerreiro da luz

    Amigos vou tentar colocar o link de um video muito bom que assisti sobre os círculos ingleses no tema metafisica, caso o link não saia e só pesquisar no YouTube com o título de
    Aspectos metafísicos dos crop circles (Francine Blake) . Abraços
    http://m.youtube.com/watch?v=KfLKPCP7MdM

  • SilmarRS

    SENAM AntonioCarlosAD Tinha que ser proibido colocar imagens com menção erotica no site…

  • NoctisHikaru

    SENAM AntonioCarlosAD  Nada consegue ser mais plausível pra mim do que as obras de Sitchin. Há provas físicas da mineração de ouro, fato que até já foi publicado aqui no OvnHoje se não me engano.

    Lógico, devemos ressaltar que nem todos os Anunnakis são malignos, mas da linhagem real, Enlil (ou Jahvéh) é, ao menos pra mim, o ser que mais odeio. Não somos “filhos” dele, mas de seu irmão, Enki, conhecido ao longo da história como Ptah, Netuno, Poseidon e para o desespero de muitos, Lúcifer.

    A Bíblia é um resumo manipulado ao bem favor de Enlil, não dando chance para seu meio-irmão Enki explicar seus argumentos. Não sou satânico! LONGE DISSO e acho uma estupidez sem tamanho quem é. Mas as provas sobre as traduções de Sitchin estão espalhadas ao redor de todo o planeta. 

    Eu humildemente vejo Sitchin como um mestre libertador como Erich Von Däniken, tanto que os dois se completavam-se constantemente. Mas opinião, é opinião. Vejo que muitos discordam das obras (deste, ao meu ver) mestre, mas vejo isso como algo bom, pois podemos debater, desde que de forma educada, e inevitavelmente vermos as lacunas de ambas as partes e nos completarmos.

    Por mais que costumo “tirar uma casquinha” sobre o assunto GOVERNO ESTELAR UTÓPICO ‘SEI LÁ O QUÊ’ ASHTAR SHAREN, se alguém me vier com argumentos lógicos, quem sabe não poderei acreditar? “A verdade está fragmentada” foi uma frase muito dita pelo grande Jiddu Krishnamurti.

    Confesso que tenho muitos “perrengues” com cristãos. Mas não sou dos que saem entrando em igreja dizendo asneiras, só os vejo (não todos, mas uma suma maioria) como pessoas que se fecham do mundo, se correlacionam apenas entre sí, e mesmo dizendo que são discípulos do GRANDE Avatar Jesus Cristo, JULGAM sem nenhum escrúpulo e se dizem donos da verdade.

    Recentemente, cheguei a abandonar um curso que fazia pelo simples fato de ser Gnóstico e ufólogo. Muitas das pessoas com quem convivia simplesmente se fingiam parecer corretas à frente dos meus olhos, e na primeira oportunidade viam a me difamar. Simplesmente por não ver YHWE como um ser bondoso, ou por não acreditar em suas crenças. Posso, sim, estar descontando a raiva que passei nos deuses Anunnaki, mas mesmo que digam que sou um lunático, possuo a lendária “Marca de Cain”, e pelos registros, nada mais é que uma espécie de maldição que foi posta pelo próprio Enlil para distinguir os seus “protegidos”. E percebo que ao ter tal marca, tudo faz sentido, pois já me aconteceram vários fatos bizarros que me provam (ou até outras pessoas) que ELES sim, (Deuses ou Anunnakis) tem de alguma forma interação comigo.

    Um exemplo? Dores musculares e feridas que aparecem sem nenhuma explicação lógica da noite para o dia, ou para uma pessoa que nunca teve fortes dores de cabeça, passar a ter depois que o tema ANUNNAKI despertou um grande interesse em mim. E não apenas comigo, mas muitos de meus parentes que também compartilham a tal “marca de Cain”.

    Eu (omitirei meu verdadeiro nome), NoctisHikaru não tiro nada do “nada”, apenas por fantasia. Sou ufólogo racional desde que me entendo por gente, basicamente desde a infância (que fora muito marcada pelo caso “ET de Varginha” e do “Chupa-Cabras”). Sempre desenvolvi fortíssimo interesse em ufologia, e vejo isso hoje como um real estilo de vida, ou até mesmo algo mais profundo. Ufologia hoje, para mim seria o famoso “ether” dos “Deuses”, algo que me completa. Principalmente por tentar ser uma pessoa que busca a verdade acima de todas as coisas. Costumo dizer que “a verdade dói, e eu sou masoquista”.

    Se tivesse uma oportunidade, perguntaria pessoalmente, no caso “frente à frente” o porquê de Enlil me “amaldiçoar”, e isto é algo que me irrita profundamente. Minha família (aliás, alguns membros ufólogos amadores) também se questiona da tal marca. Não tomo absolutamente NADA como verdade absoluta, mas à partir do momento em que as peças do quebra-cabeças solucionadas por Sitchin foram colocadas à minha frente, TUDO passou a fazer sentido, portanto, o tenho ao lado de GRANDES pessoas que admiro, juntamente com Jiddu Krishnamurti, Buddha, Jesus, Däniken e mesmo não tendo relação, meu “DEUS” Tiësto kkk

    Almejo apenas a verdade e paz entre os povos, e isso aos meus olhos é ocultado pelos desejos manipuladores dos “deuses” Anunnakis e seus servos aqui residentes escondidos nas duas maiores religiões: o cristianismo e o islamismo.

    Espero que entendam. Abraços fraternos à todos! Aliás; ufologos (amadores ou profissionais) são uma enorme família! kk

  • guerreiro da luz

    saudações, este documentário sobre os círculos ingleses na ótica da metafísica o melhor que assisti Abraços

  • ValdemirFaleiros1

    Creia meu amigo, não existe nenhum Enlil atrás de vc, ou com ódio de vc, não…Querido amigo, são justamente obras e palestras desses caras, tipo Von Däniken, Sitichin, Alex Collier, etc…… que estão lhe deixando confuso; como disse nosso amigo Elias, leia outras coisas, outros autores que eu lhe garanto que vc esquecerá esse tal Enlil. Abraço

  • ValdemirFaleiros1

    Vou lhe cobrar direitos autorais pelo papais Anunnkis, viu…rsrs…abraço, amigo

  • NoctisHikaru

    ValdemirFaleiros1 Passa a conta que eu já deposito kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Abraço mano kkkkk

  • NoctisHikaru

    ValdemirFaleiros1
    Agradeço o conselho e vou tentar fazer isso mesmo, mas o tal do Alex Collier é meio adepto dos chá de cógumelo não é? kkkk

    Mas a credibilidade do Däniken e Sitchin pra mim nunca será abalada kk

    Abraço

  • Elias Roth

    guerreiro da luz
    Primoroso!
    Abraço!

  • Elias Roth

    O Espírito se veste para descer, e se despe para subir.
    Hermes Trismegisto.

    O grande problema é considerar que tudo é obra de extraterrestres físicos, como se a vida física e a carne, seja ela qual for, não é, antes, uma evolução da parte anímica e invisível que a contém, ou seja, o Espírito inteligente.
    Os deuses não eram somente astronautas. Os deuses também eram e são espírito, com uma diferença. Os deuses astronautas do passado já morreram, mas os deuses em espírito, estes permanecem.
    Ah, já sei. Nunca vi um espírito, isso quer dizer que ele não existe.
    Tudo bem.
    Mas para os que têm o espírito como realidade absoluta e intangenciável pelas medições de laboratório, fica o alerta.
    Os adeptos dos hominídeos anunnakianos de argila, ou os robôs vivos da Inteligência artificial, sempre pulam aquele trecho bíblico que diz:
    “E o Espírito de Deus soprou vida nas narinas de Adam”.
    É que os estudiosos só tiram da Bíblia a parte que lhes interessa, aquela onde podem enquadrar situações ufológicas, descartando todo o resto.
    Estripam o corpo doutrinário da Bíblia, deixando de fora a cabeça, pegando só alguns pedaços. E esperam ter a visão completa do mistério.
    Seria tão simples compreender e esclarecer de vez os mistérios da criação e das nossas origens se o espírito fosse reconsiderado em todas estas teorias ufológicas ateístas em essência.
    E se os mesmos pseudo-doutores recolocassem o espírito no seu trono de honra, dignidade e primazia, isto é, o centro de tudo.
    Mas, por omitirem sempre esse significativo DETALHE de suas concepções, é que estamos cercados de teorias furadas, e de aproximações grosseiras da realidade que nos toca.
    Quando a tecnologia inventar um dispositivo capaz de checar os registros akáshicos da natureza, ou memória da Terra, e toda a verdade puder ser constatada, conforme os Vedas e o Gênesis, então estes autores revirarão em seus túmulos, e quem acreditou nessas historietas se sentirão profundamente traídos e enganados.
    Porque uma coisa é certa: mais perto das fontes desse passado estiveram os antigos escritores do Gênesis e dos Vedas do que estes modernos doutores da especulação.
    Distorcer fatos e enxergar provas confortáveis às teorias postuladas é fácil quando não há nenhuma testemunha viva para negar tudo e dizer o contrário.

    *L.

  • Mixxy

    Duvido muito que haja um contato oficial com outra civilizaçao

    As distancias entre as estrelas é absurda, e esperar uma resposta no tempo de vida de um humano é irreal….

    Eu considero os seguintes fatores alem da distancia

    Nivel tecnologico e relevancia…

    Uma civilizaçao que esteja interessada em responder sinais vindos daqui deve estar mais o mesmo num estagio proximo de desenvolvimento que o nosso…

    Pois o que podemos fazer é enviar sinais de radio e tv para o espaço e esperar uma resposta… Porem dependendo da distancia dessa suposta civilizaçao para nós, pode demorar decadas, talvez centenas ou milhares de anos para uma resposta com a mesma tecnologia…

    Uma civilizaçao muito mais avançada e com formas melhores de comunicaçao somo nós é que nao conseguiriamos receber a mnsgem, devido nossa tecnologia arcaica ainda…. E sinceramente, nao vejo como uma civilizaçao muito mais avançada possa se interessar em responder e se relacionar com a nossa…. Nao tem motivo pra isso… 

    Uma civilizaçao que se interessaria em nos responder estaria num nivel proximo do nosso tecnologicamente falando…. e estando no nosso nivel, uma comunicaçao é impraticavel.

  • Elias Roth
  • ValdemirFaleiros1

    “”Emmanuel, nos esclarece que muitas das transformações que se verificaram nos seres foram, anteriormente, promovidas em suas estruturas perispirituais, entre uma existência e outra (ou seja, no plano espiritual! Os Espíritos construtores, sob a supervisão de Jesus, retocavam, em vezes sucessivas, as formas perispiríticas, e estas alterações criariam o campo magnético para as futuras mutações.
    Conta ainda que os seres atuais não tinham, no princípio da vida, suas formas biológicas totalmente definidas. Experiências múltiplas, no patrimônio genético dos nossos antepassados, coordenadas por geneticistas siderais, foram modelando aquelas formas que deveriam persistir até os tempos atuais. A seleção natural se incumbiria de fazer desaparecer as formas primitivas inaptas. Ou seja, uma mistura de Mutacionismo, Design Inteligente e Darwinismo. Interessante.
    Emmanuel volta a dizer: Extraordinárias experiências foram realizadas pelos mensageiros do invisível. As pesquisas recentes da ciência sobre o tipo de Neanderthal, reconhecendo nele uma espécie de homem bestializado e outras descobertas interessantes da Paleontologia, quanto ao homem fóssil, são um atestado dos experimentos biológicos a que procederam os prepostos de Jesus, até fixarem no primata as características aproximadas do homem futuro. Os séculos correram o seu velário de experiências penosas sobre a fronte dessa criatura de braços alongados e de pelos densos, até que um dia as hostes do invisível operaram uma definitiva transição no corpo perispiritual pré-existente dos homens primitivos, nas regiões siderais e em certos intervalos de suas reencarnações. Surgem os primeiros selvagens de compleição melhorada, tendendo à elegância dos tempos do porvir.
    A evolução espiritual
    Quanto à origem dos Espíritos, quase nada se sabe. Allan Kardec diz: “Desconhecemos a origem e o modo de criação dos Espíritos; apenas sabemos que eles são criados simples e ignorantes, isto é, sem ciência e sem conhecimento, porém perfectíveis e com igual aptidão para tudo adquirirem e tudo conhecerem. Na opinião de alguns filósofos espiritualistas, o princípio inteligente, distinto do princípio material, se individualiza e elabora, passando pelos diversos graus da animalidade. É aí que a alma se ensaia para a vida e desenvolve, pelo exercício, suas primeiras faculdades. Esse seria, por assim dizer, o período de incubação. Haveria assim filiação espiritual do animal para o homem, como há filiação corporal.”
    Hoje não resta mais dúvida de que os Espíritos, em sua longa trajetória, têm percorrido os diversos reinos da natureza. Como nos fala Léon Denis, de que “a alma dorme na pedra, sonha na planta, move-se no animal e desperta no homem”.
    André Luiz, no livro “Mecanismos da Mediunidade” explica que “Temos, hoje, O ESPÍRITO POR VIAJANTE DO COSMO, respirando em diversas faixas de evolução, condicionados nas suas percepções, à escala do progresso que já alcançou”. E que tal progresso, estampado no campo mental de cada alma, vai ser condicionado por duas variantes: “o tempo de evolução, ou seja, aquilo que a vida já lhe deu, e o tempo de esforço pessoal naconstrução do destino, ou seja, aquilo que ele próprio já deu à vida”.
    No livro “No mundo Maior”, André Luiz completa o seu pensamento: “Não somos criações milagrosas, destinadas ao adorno de um paraíso de papelão. Somos filhos de Deus e herdeiros dos séculos, conquistando valores, de experiência em experiência, de milênio a milênio”.
    Assim, no reino mineral, o princípio espiritual refletiria a sua presença nas manifestações das forças de atração e coesão com que as moléculas se ajuntam em característicos sistemas cristalográficos.
    No reino vegetal, mostraria maiores aquisições pelo fenômeno de sensibilidade celular. No reino animal, o princípio inteligente somaria novas aquisições refletidas nos instintos. No reino hominal, todo esse cabedal de experiências estaria ampliado pelos novos lastros da concientização, a carregar consigo, raciocínio, afetividade, responsabilidade e outras tantas condições que caracterizam esta fase.””

  • Elias Roth

    GeraldoMagelaLobo 
    Como disse Cristo, diria o Sr Jahvé:
    Pai, perdoai-os, eles não sabem o que fazem (e falam).
    Abraços, Geraldo!

  • Elias Roth

    Claro, há fundo de verdade em alguns pontos, de fato: Enki e Enlil, foram, entre os outros deuses listados, hierarquias celestes e espirituais, como não? A lista dos deuses é grande, e não difere do politeísmo egípcio, maia, hindu, grego, etc, e é comum mesmo, entre os copistas humanos destas mitologias, transferir aos deuses atributos humanos, como ira, disputas de poder, ciúmes, zelo, luxúria (as famosas escapadas de Zeus), ódio e vingança, o que certamente não corresponde ao temperamento dos deuses. São apenas emoções humanas que permitem que os humanos compreendam um pouco os divinos, e enquadrem seus misteriosos caminhos em enredos assimiláveis, que então os tornem um pouco parecidos aos sentimentos humanos, e aqui há o perigo de uma deturpação da real personalidade dos deuses ou espíritos.
    Anunnakis, Elohim, Serafim, deuses, Anjos, nomes diferentes para a mesma coisa, seres que se manifestaram tanto fisicamente como espiritualmente.
    Os deuses não eram somente astronautas. Eram também serafins do Empíreo.
    A interpretação mais grosseira e equivocada de Sitchin, a meu ver, das escrituras sumérias, é essa história de Jahvé na pele de uma liderança extraterrestre ditadorial e com sede de ouro, fabricando homens de barro só para encher seus cofres anunnakianos.
    Muito duro de engolir isso. Funcionaria bem num filme de ficção ou num game incrementado.
    E só!
    Por exemplo, o grande Parravicini falou dos extraterrestres, falou sim de Enki e do seu planeta, chamado Ki_Enki, em língua suméria, a casa de Enki, associada por ele a Vênus.
    (Parravicini foi visitado por venusianos, ele fornece o relato em detalhes).
    E eu conheço uma boa parte das profecias dele, e olha, elas não se aproximam nem de perto das concepções de Sitchin. Estão muito mais para a cosmologia de Blavatsky do que desse famoso escritor.
    O Sr Jahvé é um Altíssimo Espírito que atuou especificamente na criação da vida humama e vida em toda a Natureza. O Espírito da Vida é Jahvé, e que se move pelo poder do que o Novo Testamento chamou de Espírito Santo. Nesse edifício espiritual, as hierarquias se organizam em nove ordens angelicais. Dante, o poeta florentino, escreveu um poema que registra a sua descida pelos infernos da Terra e ascensão aos nove andares cósmicos e dimensionais.
    As pessoas tem preconceito com o conhecimento do passado. Acham que só o que é moderno e de vanguarda merece o selo Imetro de autenticidade e qualidade.
    Eu acho que é mais para o contrário…

  • Elias Roth

    Ps: no entanto, esses postulados espirituais não excluem a existência de aliens caídos, da ordem esquerda, como os Grays. O que também não é motivo para vermos aliens do mal, escravocratas e neuróticos por poder em toda parte.
    Acho que isso mais está para a história dos olhos atrás de lentes sujas achando que a sujeira está na paisagem,quando de fato está no seu óculos.
    O ser humano, de tendência agressiva, manipuladora, cobiçosa e sedenta por poder, projetará essas coisas nos aliens. E tenderá a ver neles o que está dentro de si.
    E então se acusa cada vez mais.
    Equilíbrio em tudo.Há o bem e há o mal. Há espíritos da luz e anjos caidos. Há extraterrestres de ordem superior e aliens caídos, a serviço do Mal.
    Cada coisa em seu lugar. E ninguém ficará confuso ou perdido.
    E para que ninguém atraia aliens ou demônios em seu telhado enquanto dorme, vá lá, puxe uma conversa com os espíritos, dobre o joelho, acenda uma vela diante do Senhor do Amor, em todos os altares pendendo, largue esse maldito orgulho de lado, reconheça sua pequenez e necessidade, e nunca se esqueça da sentença de Deus a Adão, sobre o eterno retorno ao pó.
    Vamos orar mais, meditar mais, é o que falta para muita gente. Só intelecto não ilumina a mente de ninguem, pelo contrário, pode entupir a mente com um monte de teorias inúteis.
    Aprendamos a construir um bom coração e a emitir bons pensamentos, e eu garanto, no nosso telhado não virão nem Anunnakis marginais, nem grays abdutores  ou demônios sedutores, mas somente forças divinas acamparão ao nosso redor, como prometeu o Pai espiritual da Terra.
    Este é  o Salmo mais poderoso da Biblia, e uma das orações mais poderosas que existem.
    https://www.bibliaonline.com.br/acf/sl/91
    Acenda uma chama, incense o quarto, construa um altar e crie o ambiente de devoção.Música suave, corpo relaxado, intenção pura, alguns mantras…
    Invoque o Cristo, invoque as forças do Universo, seja tua mente o canal, seja teu coração o ímã, e nada de paranóias com o mal.
    O Mal é nada, é ausência.
    O Bem é tudo, é onipresença.
    A tática do mal é nos enfiar medo e insegurança. Até aí chegam as suas armas e estratégias.
    Será que o intelecto tão forte nos tornou tão insensíveis, e nos fez esquecer nossas melhores orações e aspirações de criança, quando ainda éramos puros e sensíveis ao Universo-Deus?
    E assim procedendo, garanto, cada manhã trará a luz do Sol em um novo dia, e a luz do Espírito que habita no Santuário, em uma nova direção para a consciência.
    Abraços.

  • skyrider

    Elias Roth Amigo Elias, creio que esteja misturando um pouco as coisas, talvez tu não tenha lido o livro perdido de Enki, onde se explana muito bem algumas coisas.
    A primeira é que o papo ali não é muito metafórico, trata sim de genética, fecundação, erros e acertos na manipulação do genoma. Não foi um processo rápido até que o primeiro homem saísse do papel como eles queriam. Essa primeira geração ainda não possuia habilidade intelectual para trabalhar na agronomia e pecuária, por exemplo.
    Acho que tua ideia da criação do homem vindo do barro pode ser prontamente excluída, em se tratando das referências apontadas por Zecharia. Um segundo ponto é a sede por ouro, onde o objetivo principal era mineração em grande escala, sim, mas para aplicarem em uma tecnologia que haviam desenvolvido para salvarem seu planeta dos grandes buracos que haviam surgido em sua camada de ozônio. Essa tecnologia pulverizava o ouro ao ponto de criarem partículas suspensas, que refletiam a luz solar, como bem sabemos é uma propriedade do ouro a reflexão da luz. Esse trabalho foi muito exaustivo e longo, não foi uma brincadeira visando luxo e riqueza. Essa conversa pode ir muito longe, sugiro a leitura do livro para maior coesão nos argumentos que sugere.

  • Elias Roth

    Matusquela 
    Sei que é difícil aceitar certos pontos da Bíblia, ainda que a Misericórdia só exista ao lado da Justiça. Mas a vida é do Criador, e se Ele determina tirar a vida, para Ele, não é a vida física o importante. é a vida do espírito. Ninguém sabe o destino ou a ascensão que as crianças massacradas na parte física assumem do outro lado. Jesus mesmo aceitou o massacre na cruz, e esse sacrifício é que o fez ascender. Não podemos observar tudo da otica da matéria. A semente só germina se morrer. A matéria é só um estágio. Se parece cruel ou injusto para nós, isso é só uma acepção de quem vê apenas a parte externa de uma realidade muito profunda. Como dizia a Blitz, todo mundo quer ir para o céu, mas ninguém quer morrer. Nascer e morrer é parte da roda da natureza. Será cruel matarmos frangos, bois e peixes para comer? 
    E se todas aquelas crianças cananéias foram soldados de exércitos sanguinários em vidas passadas, que fizeram  o mesmo com semelhantes, e agora recebiam a justa medida? Temos que ver todos os aspectos para não julgar errado. Muitos daqueles povos que Jahvé punia eram loucos, eram sacrílegos, orgíacos degenerados, assassinos em igual medida. O Pai que dá a vida, a tira, se assim determinar. Para Ele, o importante não é o corpo, é a alma. Nós consideramos só o corpo. E tiramos conclusões erradas sobre a Justiça. E os famintos da Etiópia? E se foram glutões de vidas passadas? E os assassinados hoje? E se forem os assassinos de ontem? E se os mendigos de hoje forem os materialistas de ontem? Quem somos nós, em nossa cegueira, para falar em deus cruel? Deus é Amor, mas tire a Justiça, veja o que está acontecendo no Brasil. Proteja a bandidagem, poupe o psicopata, suavize o lado do errado, e vai sobrar para quem? E vai pesar para quem? O certo, o honesto. Estou errado?
    Quem dá a vida tem o direito de tirá-la. E cada destino termina da forma que cada um merece. Não cabe a nós, pobres mortais, julgar isso. Os que sofrem hoje por causa do destino, voce pode ter certeza disso, fizeram sofrer na mesma medida alguém no passado.
    Causa e efeito, o universo devolve tudo o que se faz, bom ou mau.
    Misericórdia sem Justiça é criadouro de monstros.
    Se Jahvé não pusesse termo à loucura do ego humano, o mundo já tinha acabado. Ele nem tinha começado. O ego desenfreado se encarregaria de destrui-lo mil vezes.

  • Elias Roth

    skyrider Elias Roth 
    Eu li algumas coisas, algumas são interessantes até. A genética existe, se falam que os lemurianos tiveram hibridação com os deuses daquela época. Mas se misturou muita ficção, e se deturpou demais o verdadeiro sentido das Escrituras. 
    Seria bom voce também se aventurar pela leitura de Blavatsky.
    Tem muitas coisas ai que Sitchin esqueceu de considerar em suas teorias.

  • SENAM

    SilmarRS SENAM AntonioCarlosAD Não acho nada erótico e o que talvez você esta se referindo, me parece o controle do dino (joystick), enfim é apenas a citação da idade (2500 anos) que foge a regra.
    Abraços

  • Elias Roth

    Elias Roth Matusquela 
    Só um detalhe: Jesus nunca negou Jahvé, a quem ele chamou de PAI. Se Jahvé fosse esse monstro manipulador, Jesus, o Ser Consciente de Luz,  não o chamaria de PAI e nem se entregaria de corpo e alma à Sua Vontade Suprema.
    Deus dá todas as chances de perdão para os homens, mas quando o ego insiste e persiste em ferir o semelhante, e nenhum bom conselho tem poder para detê-lo, então vale a própria sentença que Jesus declarou: Quem fere pela espada, pela espada será ferido. Ou, fazei ao próximo tudo aquilo que dele desejais receber.
    Essa lei não cobre somente uma vida, ela se intercala entre várias vidas, de modo que crianças hoje pagam as dívidas de ontem, e isso é perfeitamente justo. Quem está vendo a alma das pessoas? Nós vemos e julgamos tudo errado pelas aparências. No Universo, Destino nada mais é do que causa e efeito das ações. Tudo está no seu lugar. O assassinado de hoje foi o assassino ontem. O perdão existe só quando há arrependimento. Jesus disse isso mil vezes. João, o profeta, disse: Jahvé não quer sacrifícios, quer obediência!
    Mas o ego obedece coisa alguma?
    O amor também pune, quando isso se faz necessário. Dê tudo o que o seu filho quer, e voce, pai, o transforma num monstro. Feche os olhos para todos os seus erros e ponha a culpa só nos filhos dos outros, e voce criará um delinquente, com toda certeza.
    Monstros e psicopatas já foram doces crianças um dia.
    O ego malvado morre e retorna. Lei da recorrência. A doutrina foi amputada, nossos juízos estão tortos, porque julgam só a aparência das coisas.
    Mas assim é o ego humano. Quer seguir em sua maldade infinita e que nada e ninguém o contrarie. Deus só será bom se fechar os olhos a todas as suas deliquências e seguir perdoando ao infinito todas as suas transgressões. Só assim Jahvé será um deus bom!
    Que conveniente!
    Agora, se Deus ousar ferir esse ego, ele será mau! Ainda que este ego se ache no direito de ferir todos a sua volta na busca desenfreada por seus desejos.
    A leitura do Livro de Jó é um excelente guia para uma compreensão mais profunda sobre as veredas da Justiça Divina, indicando com precisão o lugar devido à arrogância humana.
    A própria Bíblia é muito clara quando diz que Deus usa de mil misericórdias, e só apela para a Justiça rigorosa quando todos os chamados do bom conselho e do arrependimento caem surdos em ouvidos determinados ao mal.
    Nosso conhecimento é falho, nosso juízo é extremamente superficial, aplicado só na aparência material, e por causa dessas brechas é que teorias mentirosas sobre a natureza de Deus se multiplicam em nosso tempo.
    Exemplo: o conhecimento das vidas passadas combinadas à Lei de Causa e Efeito.
    Matusquela, nunca se esqueça, Hitler já foi uma doce criança um dia..
    Captou?
    Amigos, já vi que Sitchin é a estrela de maior magnitude nos círculos ufológicos. Eu mesmo não tinha idéia que ele era tão venerado assim. Por isso, vou dar um tempo nas postagens, vou me afastar um tempo. Tenho que decidir se vale a pena continuar postando sobre o Universo Espíritual por aqui. Não quero de modo algum criar conflitos ideológicos. As pessoas só estão vendo um lado da questão, quis mostrar o outro lado que poucos conhecem.
    E deveriam, para ter uma opinião mais abrangente.
    Deixo um abraço muito fraterno aos poucos e bons amigos que conquistei por aqui, neste curto período em que postei algumas idéias.
    Amanhã é um novo dia.

  • Elias Roth

    A nossa existência é curta, muito curta, e estamos sob o fim do Grande Ciclo, e a transição prevista empurra as coisas numa direção muito acelerada. O mundo está em um processo de transformação que não via a séculos, há milênios. Por isso é que temos que ir direto ao espiritual para garantir a evolução da consciência em marcha tão acelerada quanto a da transição planetária. Sim, com toda certeza, podemos estudar Ufologia, Tecnologia e atualidades em geral, mas nunca fazer disso o foco. Porque tudo isso resultará apenas em toneladas e toneladas de informação armazenada na cabeça que, sem o foco espiritual, serão arquivadas na memória por algum tempo e, depois, esquecidas. Inútil e passageira é toda a informação, por melhor que ela seja, se o espiritual não for o foco da existência. Porque, e justamente por isso, é o espiritual em atividade dentro de nós que irá manipular essa informação toda e conduzí-la na geração de consciência, que de modo algum é um processo de geração espontânea; antes, é um embrionamento da alma interna nutrida pela informação externa, mas não qualquer informação, somente aquela que tenha compatibilidade (em termos de verdade e utilidade) para os fins da consciência em si mesma. A informação é como um alimento mental, que a alma assimila, digere e compreende, dando assim subsídios para a consciência que embriona na alma como um ovo, protegido na essência pela casca material que nos envolve, cercada de sentidos, de olhos, ouvidos, boca, tato e aromas. As religiões, na forma da sabedoria ancestral, detalharam todo esse processo do embrionamento da consciência espiritual em nossa semente espiritual encarnada chamada alma e envolvida pelo invólucro orgânico e mental. Que adianta tentar salvar o mundo se a minha casa interna está em ruínas? Quem terá condições de iluminar o mundo se a mente está em trevas? Só damos o que temos. Cuidemos do espiritual com prioridade, aproveitando a própria marcha acelerada da Terra e o ritmo intensificado das transformações, que interagem com o nosso mundo interno.
    Cuidemos do espiritual, e todo o resto será acrescentado. Até porque todo o conhecimento assimilado pela mente será, nesta qualidade rara de vibração interna, muito melhor capturado e compreendido pela mente que conquistou iluminação de dentro para fora, acendendo a semente estelar de espírito no coração que a aninhou. Porque semente que não germina no tempo hábil, apodrece e morre… A chance é agora!
    Amigos, já vi que Sitchin é a estrela de maior magnitude nos círculos ufológicos. Eu mesmo não tinha idéia que ele era tão venerado assim. Por isso, vou dar um tempo nas postagens, vou me afastar um tempo. Tenho que decidir se vale a pena continuar postando sobre o Universo Espíritual por aqui. Não quero de modo algum criar conflitos ideológicos. As pessoas só estão vendo um lado da questão, quis mostrar o outro lado que poucos conhecem.
    E deveriam, para ter uma opinião mais abrangente.
    Deixo um abraço muito fraterno aos poucos e bons amigos que conquistei por aqui, neste curto período em que postei algumas idéias.
    Amanhã é um novo dia.
    Vamos esperar pelo amanhã para ver o que o Sol traz de novo ao mundo.
    Abraços a todos os amigos que me acompanharam aqui, de todo o meu coração.
    E muito obrigado, Luiz Neme, pelo espaço cedido.
    Elias.
    *L.

  • SENAM

    NoctisHikaru SENAM AntonioCarlosAD Vi outro dia (ñ lembro onde)um filme, que é o julgamento de deus.Esta no YT e é sobre prisioneiros judeus num campo de concentração, fazendo esse julgamento, bons argumentos e melhor finalização.
    A propósito considero a imagem passada nas “escrituras” historinha para causar medo e dominar pelo terror, com um “deus/senhor”(de escravos/manada) mau pra cacete e quanto a jesus eu já vi e ouvi muita coisa e realmente acredito que foi uma história montada, sem provas e que só surgiu por volta do século IV e te dou como link, esse aqui só porque é recente e ainda esta la.
    http://rmorais76.blogspot.com.br/
    Mas já li muito, porém não guardo links até porque não vale a pena polemizar posso as vezes dar dicas e links, mas cada um é dono de sua verdade e ninguém tem que creditar no que não sente.
    E depois, o que eu tenho como verdade pode não servir para os outros e só tenho que respeitar. Sugerir é válido mas, se fosse bom, vendia no mercado. Afinal uma moeda tem 2 lados diferentes, mas é uma só e os 2 são verdade.Outros escritores traduziram as tabuletas Sumérias também.
    Abraços

  • guerreiro da luz

    E isso que diferencia uma razão superior, e quando a magia acontece quando realuzamos a Fé.

  • ValdemirFaleiros1

    Se você sumir, falarei para todos quem é você…rsrs…por favor, fique por aqui, querido amigo.

  • ValdemirFaleiros1

    Sou chato, né Senam: Muitas pessoas, principalmente, os ateus tem diversas dúvidas da existência de Jesus Cristo, pois alegam que tudo não passa de histórias criadas pela Igreja para fazer com que a população creia em uma determinada coisa. Um exemplo disso é Hildeberto Aquino que em uma matéria da Revista Época escreveu que “Jesus é a maior ilusão da humanidade…”.
    Porém, existem diversos estudos e trabalhos que comprovam a existência na Terra de Jesus Cristo e várias evidências são apontadas, as quais passamos a listar a partir de agora.1°
    A Bíblia
    A Bíblia é a principal evidência de Jesus Cristo na Terra e embora para muitos ela seja “O Livro Sagrado”, na realidade é um livro histórico que conta vários momentos marcantes da população da Palestina, do Egito, da Assíria, do Império Romano e, claro, de Jesus Cristo tem o cunho da verdade.2°
    Obra Antiguidades Judaicas
    O historiador judeu Flávio Josefoviveu na época de Jesus Cristo e em sua obra “Antiguidades Judaicas“, mais precisamente no capítulo terceiro do volume XVIII diz:
    “… entretanto existia, naquele tempo, um certo Jesus, homem sábio… Era fazedor de milagres… ensinava de tal maneira que os homens o escutavam com prazer… Era o Cristo, e quando Pilatos o condenou a ser crucificado, esses que o amavam não o abandonaram e ele lhes apareceu no terceiro dia…”.
    Este é um relato da época, escrito por um Judeu que viveu a existência de Jesus Cristo.3°
    Anais de Públio Cornélio Tácito
    Tácito era um convicto pagão romano (56 d.C. – 120 d.C.) e foi considerado um dos maiores historiadores da Antiguidade. Em seus Anais (parte XV), escreveu:
    “… Nero infligiu as torturas mais refinadas a esses homens que sob o nome comum de cristãos, eram já marcados pela merecida das infâmias. O nome deles se originava de Cristo, que sob o reinado de Tibério, havia sofrido a pena de morte por um decreto do procurador Pôncio Pilatos…”.4°
    Carta de Plínio
    Plínio (62 d.C. – 114 d.C.) foi um procônsul em Jerusalém e ao escrever uma carta ao imperador Trajano relatou que
    “… maldizer Cristo, um verdadeiro Cristão não o fará jamais… cantam (os cristãos) hinos a Cristo, como a um Deus…”.5°
    Obra Vitae Duodecim Caesarum (Os dozes césares)
    O historiador romano Suetônio (70 d.C. – 130 d.C.) escreveu em um trecho do livro quinto da obra “Os doze césares”, mais precisamente no capítulo XXV no qual evoca o imperador Tibério:
    “… expulsou de Roma os judeus, que instigados por um tal Chrestus (Cristo), provocavam frequentes tumultos…”.6°
    Urna de Tiago
    A primeira prova arqueológica da existência de Jesus Cristo é uma urna de calcário que era usada à época para depositar os ossos na cidade de Jerusalém. O ossuário data de aproximadamente 63 d.C. e nele está escrito “Tiago, filho de José, irmão de Jesus”. Para estudiosos no assunto, o ossuário trata realmente de Tiago que era o irmão de Jesus Cristo.7°
    Pergaminhos Sagrados
    Outro grande achado da arqueologia e que trata sobre a existência de Jesus Cristo na Terra, são os Pergaminhos do Mar Morto que foram encontrados em Israel, na década de 1940. Os pergaminhos e papiros encontrados foram datados através da técnica de carbono-14 e confirmaram que se trata da época de Jesus Cristo (150 a.C. – 70 d.C.) e referem em vários pontos a um “mestre da justiça”.8°
    Obra de Luciano de Samosata
    Luciano de Samosatafoi um escritor grego que escreveu, apesar de não ser cristão, durante toda a sua vida (segundo século) que Jesus Cristo era adorado pelos povos cristãos, pois teria introduzido diversos novos ensinamentos e que foi por eles mesmos crucificado. Luciano de Samosata diz ainda em seu escritos que entre os principais ensinamentos de Jesus Cristo estavam a fraternidade, a importância da conversão e que todos deveriam negar outros deuses a não ser o seu pai. Ele ainda fala que os cristãos viviam sob as leis de Jesus, acreditam ser imortais e desdenhavam da morte.9°
    Escritos Gnósticos
    O Evangelho da Verdade, O Apócrifo de João, O Evangelho de Tomé, O Tratado da Ressurreição, entre outros são considerados os escritos gnósticos e todos eles mencionam a existência de Jesus Cristo na Terra.10°
    Mara Bar-Serapião
    Mara Bar-Serapião foi um escritor sírio e ficou conhecido por ter fornecida uma das maiores referências não judaica e não cristã sobre a existência de Jesus Cristo quando escreveu uma carta 40 anos depois da crucificação (73 d.C.) onde encoraja seu filho a adquirir conhecimento. Nesta carta ele usa diversos exemplos como, os filósofos Sócrates e Pitágoras, além de um “rei sábio” que havia sido executado pelos judeus.

  • ValdemirFaleiros1

    Esqueci de colocar Aspas no texto sobre Jesus, mas é retirado da Net, é claro.

  • Garam

    Ao longo da nossa história, não consigo ver a benevolência alienígena que se relaciona com o tema abordado pelo autor da matéria e por alguns comentários.
    A tempos também acompanho o ovni hoje e a tempos leio em 90% dos comentários que o que se espera de um possível contato com seres alienígenas é que os mesmos nos tragam evolução tecnológica, humana e espiritual. Outros acreditam que o contato já foi estabelecido, e eu também compactuo desta mesma vertente, estão aqui desde o surgimento da vida em nosso planeta, possivelmente sejam os responsáveis por existirmos, mas não consigo ver a interação entre humanos e ET’s acontecendo de forma pacífica, não de forma a atingir todos os humanos. Lembram dos escolhidos, pois é, eles estão bem a frente de muitos. O autor do texto também menciona que a consciência não se encontra em nenhum gene humano, e que seria necessário que desenvolvêssemos essa capacidade de “enxergar” o bem e o mal a partir da implantação deste “gene” pelo supostos visitantes espaciais “bonzinhos” , ora, somos ou não criados a imagem e semelhança do(s) nosso(s) criador(es)?? Existem relatos sagrados a respeito de “super poderes” de determinados seres humanos que se destacaram ao longo do nosso tempo moderno. No passado a telepatia, a clarividência, a capacidade de auto-cura, enfim, capacidades cognitivas eram comuns entre os humanos, e por algum motivo, o “elo foi perdido” ou apagado propositalmente afim de ampliar os controles sobre as massas. Usamos somente uma pequena parte de nossas faculdades cerebrais, e os que mais souberam “turbinar” as suas carcaças se destacaram de tal forma que se não encontraram a verdade, chegaram muito próximos dela. 
    Somos nós os alienígenas sim, porém a ganancia, a cólera, o acesso a informações privilegiadas por uma pequena parcela poderosa da nossa civilização, foi fundamental para que nos fosse tolhido o direito de gozar de todas as nossas habilidades.  
    Portanto, não precisamos descobrir vida em outros planetas, precisamos sim, resgatar nossas origens mais profundas, nossas reais e verdadeiras capacidades, mas dia a dia ficamos mais e mais distantes do caminho que nos levará ao auto conhecimento, que é a chave para essa “consciência’ de que fala o autor.

  • guerreiro da luz

    Elias Roth Por favor. não faça isso, considere que ha pesssoas interessadissimas na suas preciosas informações, opiniões divergentes tem que existir,  e no fogo que crescemos, tenho certeza que a luz que brilha em voce, vai fazer voce refletir. As opiniões que outras pessoas tem são oriundas do processo vibracional que cada um esta inserido, não deve pautar  pessoas que já tem condições de separar o que e Luz esclarecedora de opiniões colocadas sobre o ego exarcebado, que voce sabe muito bem eles não sabem que existe. Muita luz!,  que a luz do grande espirito de dirija até a razão superior. Abraços fraternos.

  • guerreiro da luz

    Elias Roth. Mais uma aula, dedicada o que é bom e Justo, colocadas de modo facil e de bom entendimento, não devemos exigir dos outros o que eles não tem, atributos de luz são o que buscam a luz, considere que todos somos falhos e portanto precisamos de opiniões divergentes para ver se realmente estamos preparados para abrir nossa consciencia para a luz esclarecedora. que em voce esta colhendo frutos, não cale, esclareça e deixe que cada um com seus proprios atributos e parametros escolha o que e LUZ ou sombras, e do livre arbitrio de cada um. Que o grande espitrito de proteja e de ilumine cada vez mais. Abraços

  • Marujo

    Elias Roth 
    E porque tu farias isso? Hãn?
    Tens a tua forma de entender e explicar/encarar o fenômeno.
    Lê, aceita e responde/discute quem quiser.
    Aqui, sempre foi assim.
    Não há unanimidade.
    Ao contrário.
    O espaço é, por excelência, democrático.

    É na diversidade de ideias que crescemos.
    Vai embora não, tchê.

  • SENAM

    ValdemirFaleiros1 Não o considero chato.Apenas continuamos dialogando sem tentar convencer um ao outro,pois não vai adiantar. Então continuamos como dantes sem falar em religião mas debatendo e aprendendo sobre os assuntos do OH, que alias não é próprio para religião e como sabemos disso paramos.
    No mais
    Aquele abraço.

  • guerreiro da luz

    ValdemirFaleiros1 Meu entrega, ele se não postar amanha !!!!! abraços

  • Elias Roth

    Marujo Elias Roth 
    Marujo, amigos,
    de fato, este é o blog mais democrático que eu já encontrei.
    O problema é que certas diversidades geram fortes conflitos. O bom da diversidade é quando podemos harmonizar numa visão geral, e o caso aqui, e todos são testemunhas, é que, quando os temas vão para o lado espiritual, sofrem sempre FORTE oposição, deboche e preconceito.
    O blog é direcionado à Ufologia, e não à Espiritualidade.

    E baseado nesse ponto, e para evitar sempre essas colisões muitas vezes violentas que acontecem quando alguns tons da religião são colocados, prefiro então mudar um pouco o estilo. E diminuir o ritmo.
    Eu realmente não sabia da importância de Sitchin no círculo ufológico.
    Então, se alguém se sentiu ofendido por alguma de minhas ideias, peço que me desculpem.
    Não é nada pessoal contra o autor em si mesmo, mas contra as terríveis deturpações lançadas contra a Sagrada Escritura.
    Apenas isso. 
    Vou procurar fluir noutra direção.

  • guerreiro da luz

    Elias Roth Marujo Ninguem se sentiu ofendido, neste ponto foi voce, deixe que as opiniões dos outros, so publiue a sua.

  • paidoquinho

    Se estudarmos nosso intimo poderá ele nos revelar muito, um conhecimento talvez nunca imaginado. O que nos cerca é necessário para que entendamos e criemos a nossa sobrevivência mas, viver por viver, que graça tem?. O questionamento é simplista e ao mesmo tempo tão amplo, afinal envolve a vida. Por mais que obtenhamos do mundo material, jamais vamos conseguir carregar dentro de nós a matéria, em nós só cabe o pensamento, a consolidação do nosso conhecimento.Dentro de nossa alma existe um espaço gigantesco para gravar todos os momentos de nossas vidas, nada escapa, fluem desse intimo espaço todos os sentimentos e energias capazes de mudar uma ou toda humanidade. A construção do mundo material é necessário  e deve ser entendido como meio de exercício físico e catalisador de recursos para construção dos abrigos necessários a nossa sobrevivência e relaxamento físico, porém, a grande construção da vida, é a estruturação espiritual alicerçada na grandeza de se doar na construção e desenvolvimento do próximo para o bem.

  • Marujo

    Elias Roth Marujo 
    Bom, tu é que sabe para onde sopra o (teu) vento …
    Eu acho que a Escritura, por ser, no teu entender, “Sagrada”, não se importaria. Mas é apenas a minha opinião.
    Se for esta a tua decisão, vai com Deus!
    Abraço.

  • Elias Roth

    Matusquela 
    Muitos aqui o são. Acredito plenamente nisso!

  • Elias Roth

    Matusquela 
    mesmo direito que voce tem de questionar a Deus, eu tenho de
    questionar Sitchin. Ou será que Sitchin é o inquestionável aqui, e não
    Deus?
    Uma coisa é voce questionar, a outra é deixar o questionamento de outros autores te influenciarem.
    De novo: o perdão e a redenção não são para a carne, mas para a alma!
    O
    exército de Josué executou um ato de Justiça Divina, não com ódio no
    coração, mas com o mesmo senso de dever que qualquer Juiz na Terra
    (exceto no Brasil) quando executa um assassino, segundo a Lei que,
    aliás, era assim na Suméria também, donde o Decácolo é inspirado. Muito
    pelo contrário, até com pesar no coração aqueles soldados cumpriam estas
    sentenças do Alto, muito diferente da tônica existente no coração dos
    assassinos declarados, matando por prazer na loucura diabólica de um ego
    desenfreado (tivemos um exemplo recente aqui no Brasil, o monstro que
    matou 43 pessoas por PRAZER).
    Há aqui uma enorme diferença!
    Agora,
    deixar um monstro destes viver para por em risco toda uma sociedade
    honesta, enquanto que o trabalhador é sobrecarregado com o ônus do crime
    protegido, isso sim é Lei do Inferno, e que de fato está convertendo a
    sociedade num Inferno, e cada monstro cada vez mais forte sob o alimento
    da impunidade.
    Quem secretamente não desejou executar pessoalmente alguns destes monstros protegidos?
    Sociedade
    hipócrita! Repudia a pena de morte até o dia em que o psicopata
    estrangula alguém da sua família. Enquanto é a família dos outros, tô
    nem aí…
    Mas Deus não é hipócrita. Seu Amor é justo.
    A morte ou,
    especificamente, o sacrifício, é, na maioria das vezes, o passaporte
    para a redenção da alma, coisa inaceitável para a filosofia materialista
    vigente, que faz da vida da carne o foco, e não a vida da alma e a
    saúde da consciência.
    Disse Cristo: Que adianta ganhar-se o mundo se vier a se perder a própria alma?
    E ele deu o exemplo na cruz.
    A
    lei da misericórdia é clara: só existe perdão quando existe
    arrependimento, o que não é o caso da grande maioria dos assassinos,
    depravados e delinquentes em geral, quando o crime já se tornou um vício
    prazeroso na mente e uma diabólica e incurável necessidade dos
    instintos pervertidos. São psicanalistas que dizem isso: que mentes
    nesse estágio NÃO TEM CURA, SÃO IRRECUPERÁVEIS.
    Agora, que sentido há
    em preservar seres deste tipo, que custam caro ao governo, enquanto
    pessoas honestas e trabalhadoras morrem de fome ou padecem à míngua na
    porta de Hospitais, sem tratamento justo.
    Que Lei é essa? Te garanto que não é a Lei do Sr. Jahvé, o Espírito da Vida.
    A lei de Deus é o sacrifício da matéria para a ascensão do espírito. Mas a escravidão à matéria é a morte do espírito.
    Ainda
    assim, bobagem a gota ter a pretensão de questionar o passo do mar. O
    Imutável, o Perfeito e o Todo-Poderoso continuará sendo o que é pela
    eternidade, enquanto nós dois já teremos voltado ao pó há muito tempo.
    Por isso, arrogância nunca foi o caminho da iluminação, mas tão somente a humildade, cada vez mais rara em nossos dias.
    Então encerrei aqui.
    Sem ressentimentos, amigo Matusquela.
    Abraço.

  • Elias Roth

    guerreiro da luz Elias Roth Marujo 
    Não se trata de ofensa. A questão é outra. Mas veja, não há cadeiras cativas entre os remadores do barco, a única cadeira cativa é a do capitão da nave. É preciso seguir remando então. Continuem a fluir na direção do espírito, ainda que ventos contrários continuem soprando. Dei um pequeno impulso e deixo uma pequena contribuição.
    Eu vou estar por perto. Esse blog é uma constelação de mentes privilegiadas.
    Fiquem na rota. Eu quero deixar um abraço a todos vocês, em especial aos amigos que me deram apoio. Temas espirituais sempre rendem grandes polêmicas e guerras, e é incrível que assim seja, já que o vetor do espírito sempre foi o amor, e sua principal meta, a comunhão.
    Mas isso um dia vai acabar.
    E vamos recomeçar.
    Estou certo.
    Abraços fraternos, guerreiro, e a todos!
    Em especial, ao Neme, incansável na sua busca.
    Neme: bata, e a porta se abrirá.
    Ou
    quem espera sempre alcança.
    E você alcançará!
    *L.

  • Elias Roth

    Matusquela 
    A Justiça Divina é a medida do meio. Aliás, como em tudo deveria ser.
    Rigorosa demais, e ela se transforma em reinado de terror nas mãos de tiranos e déspotas. Porém, frouxa demais, quem passa a mandar é a bandidagem, e o terror se levanta por outra porta, a da impunidade.
    Será que o exemplo vivo dentro do Brasil não nos faz enxergar isso?
    Se Deus fosse rigoroso com os justos, e tolerante com os ímpios, aí sim eu seria o primeiro a questionar Jahvé.
    Mas sua Justiça é perfeita. Dá ínúmeras chances de arrependimento para todos, enviando sinais em série para consertarmos nossos erros. Mas quando o conselho falha, então só a dor vai curar.
    Todo mundo vive isso na esfera prática, familiar, em relação a filhos, empregados, etc.
    Porque condenar a medida de Deus se é exatamente esta a que usamos e temos por correta, equilibrada, justa e de bom-senso?

  • skyrider

    Elias Roth skyrider Vou ler, sei que essa mulher possuía grandes conhecimentos ocultos. Um abração Elias

  • guerreiro da luz

    Bom dia Saudações, a LUZ, precisa de divulgadores, e voce sabe que voce com seus conhecimentos e um divulgador, ” LUZ precisa estar onde há sombras.
    Abraços fraternos

  • GloriaVieira

    Elias Roth  Não seja impaciente pra ver resultados. Suas palavras não serão perdidas, mas reflexões e resultados demandam tempo.
    Estou lendo O Universo autoconsciente de Amit Goswami que fala justo sobre ciência, espiritualidade e física quântica.
    Nesse livro há uma bela abordagem sobre seus temas assim:
    PARTE 1 – A integração entre ciência e espiritualidade.
    CAPÍTULO 2 – a Velha Física e seu legado filosófico / A Física clássica e o realismo materialista.
    CAPÍTULO 3 – A Física Quântica e o fim do realismo materialista e etc….
    Não sei se já leu mas terá algumas ponderações sobre o mundo atual e algumas consequências do passado.
    Abraços fraternos

  • Hel_Dai

    Boa tarde,

    Meus agradecimentos ao Sr. Tiago Quartucci por ter me proporcionado esta leitura magnifica e reflexiva. Também meus agradecimentos ao Sr. Capitão N3m3 por disponibilizar este espaço ímpar dedicado ao assunto ufológico.

    Uma excelente semana a todos!

  • paidoquinho

    Parabéns Tiago Quartucci, por ter nos privilegiado com seu texto escrito com muita clareza e propriedade.

  • guerreiro da luz

    Saudações, li o livro citado e o física da alma e também vi o DVD o Ativista Quantico, todos muitos bons, e autores nacionais tem um livro Quem tem medo da física quantica? Prof. Ramayana raneizielli também tem conceitos básicos sobre a física quântica, o que me desperta atenção e justamente o papel do observador “consciência” criadora da realidade externa. Abraços fraternos

  • LuaPequena

    Elias Roth guerreiro da luz Marujo Boa tarde Elias!
    Acho que já disse isso diversas vez,por aqui !
    Todos sabem que sou avessa a qualquer religião!
    Não sou ateia pois, ateu é aquele que não crê em nada e eu creio!
    Tenho dentro de mim o “MEU PRÓPRIO DEUS”!
    Não venero Sitchin mas,admiro seu trabalho como arqueólogo e grande estudioso da civilização suméria.
    Acredito que a N4S4 não se interessaria em tê-lo como conselheiro,se este não tivesse algo verdadeiro a dizer!
    Mas,uma coisa eu posso te falar ,com toda sinceridade:_ NUNCA ME SENTI OFENDIDA COM NENHUMA SÓ PALAVRA ESCRITA POR VOCÊ!
    Elias,nosso amigo MARUJO disse muito bem!
    Só lê quem quiser!
    Não gostou,passa por cima e vai pra outro comentário!
    É assim que faço!
    Quando não gosto do que estou lendo,simplesmente,passo pra outro!
    Caro amigo,cada um sabe onde lhe aperta o calo!
    Faça o que o teu coração mandar!
    Só ele é que pode te guiar!
    Um forte abraço e saiba que estaremos aqui para recebê-lo .quando sentir que deve voltar!

  • GloriaVieira

    guerreiro da luz  Nesse livro que citei o autor faz comentários sobre a separação dos cientistas se limitarem a ciência física e as religiões ficarem com essa parte espiritual e esse pensamento continuou até os dias atuais. E os cientistas ficaram restritos ao realismo materialista. Porem com a física quântica a ciência ira ampliar suas pesquisas neste lado até hoje oculto.
    E essa é uma boa perspectiva para o entendimento de assuntos que até agora foram considerados esotéricos. Eu vejo nisso uma grande possibilidade de evolução. Não a física quântica em si , mas o que ela irá nos proporcionar. Quanto ao livro citado vou pesquisar. 
    Muita paz

  • ValdemirFaleiros1

    Lua, mas algumas figuaras que não inspiram a mínima confiança já passaram por essa agência… que o diga o corrupto Stewart Nozette, que se não me engano ainda está atrás das grades. Amiga, a Nasa agora é boa? Porque Sitchin foi conselheiro da Nasa agora ela é sinônimo de correção? 99% dos amigos daqui descem a lenha nessa agência, ou não? Sitichin não é tudo isso, não, pesquisem em sites americanos que verão. Abração

  • guerreiro da luz

    Gloria, me permita a saudação, gostei de sua analise sobre o livro Universo Autoconsciente, eu particularmente, acredito também que a fisica quantica e a ponte entre o que chamo de filosofia do entendimento da realidade tridimensional com a ciência academica, este citado livro tem fundamentos que colaboram com sua análise e a minha, porem destaco que o 1o. livro que postulou a ligação( do qual tenho conhecimento) e de um físico Fritjof Capra “Ponto de Mutação” , já no livro Fisica da Alma de Amit Goswani ele aprofunda mais esta questão de como entender a realidade que nos cerca a partir do entendimento de nossa consciência, pois faz um paralelo livro tibetanos dos mortos com a física quântica e afirma que o mesmo esta correto, e muito interessante. Otima leitura Abraços fraternos.

  • Elias Roth

    Matusquela 
    Sem livre-arbítrio, não existira bem ou mal. E sem o bem e o mal coexistindo tão proximamente, não haveria aprendizado de experiência, e sem aprendizado de experiência não haveria consciência. Deus não faz nascer o assassino ou o criminoso, eles é que se fazem por suas próprias escolhas entre o Bem e o Mal. Esse é o objetivo do Espírito, nos iluminar em função de nossas escolhas. O mérito está precisamente aí. Sem a nossa participação efetiva no processo, não haveria mérito, porque poderíamos dizer que Deus fez tudo por nós, o que não é verdade. São as escolhas que nos transformam em anjos ou demônios debaixo desse Sol infinito que é Deus.
    Jahvé é o Espírito Individual do SER infinito. É preciso estudar um pouco sobre os fundamentos da Ciência do Espírito para se compreender como funciona essa estruturação cósmica pertinente ao Ser Infinito se expressando em Hierarquias espirituais individuais. Jahvé foi chamado de Metatron, e seu irmão Sandalfon, foi chamado de Jesus (continuação do Espírito do Velho Testamento no Filho, o fruto do Novo Testamento – porque a Bíblia é uma continuidade, o Velho Testamento é semente e raiz, o Novo é o fruto: o Pai e o Filho).
    Como se estuda muito sobre tecnologia e pouco sobre ciência do Espírito, esses mistérios ficam nebulosos, e deixamos facilmente esses relatos sagrados se passarem por ficção ou histórias de extraterrestres (Marujo, o termo sagrado usamos para situar informações relacionadas ao Espírito e suas atividades, dai Escrituras Sagradas).
    Todos os Anjos e Elevados espíritos que as mitologias descrevem, com nomes e atributos, são, em sua grande maioria, espíritos hieratizados, segundo seu raio e grau de poder, atuando no Universo-Deus: como uma grande empresa, que tem seu presidente, vice, secretários, conselheiros, operários, etc. O Ser Infinito é um grande organismo com partes funcionais, mantendo coesão harmônica entre si.
    Miguel, Gabriel, Rafael (os três grandes espíritos em Hierarquia na Bíblia) e muitos outros anjos não nomeados ali, e os anjos da mitologia persa, e hindu, e suméria, egípcia, deuses maias, astecas, com variedade de nomes, etc. É bastante errado transformar essa milícia em exclusiva corporação extraterrestre, entidades físicas em naves espaciais. A grande maioria se refere a espíritos incorpóreos hieratizados do Universo, do terceiro andar. Extraterrestres ficam no segundo andar, enquanto nós, os humanos, ainda estamos no primeiro.
    Jahvé nunca foi um extraterrestre. Jahvé é chamado Espírito, na Bíblia. Não homem e nem Anjo. Ele é Espírito. Espírito que soprou vida na matéria física inerme.
    Isso basta para demolir a edificação de Sicthin. Esse foi o seu maior erro, o outro foi o de achar que a criação do homem se deu exclusivamente para trabalho escravo atrás de ouro.
    É muito perigoso abordar a temática extraterrestre sem o lastro da ciência espiritual. Porque teremos a marcante tendência de colocar em toda e qualquer manifestação espiritual legítima, um extraterrestre.
    E para o que faz nascer, tirar a vida não é pecado. Mesmo que Ele escolha um instrumento humano para fazer isso. Porque, de forma generalizada, o espírito de Deus estava presente em todos aqueles homens iluminados e inspirados a seu serviço. Então, não eram humanos realizando a obra. Era o Espírito de Deus dentro dele.
    Repito: falta equilibrar a visão extraterrestre com a visão espiritual.
    Nem tudo o que desce do céu é extraterrestre, e nem tudo o que desce do céu é espírito puro.
    Primeiro, porque espírito não desce e nem sobe. Ele está em toda parte.
    Segundo, porque assim julgando, estaremos julgando só a parte visível do fenômeno. A maior parte, a invisível, não considerada, nos deixa em estado de maior ignorância.
    Temos a tendência de considerar o visivel da vida como o mais importante, e o invisível, como o menos importante. O visível é o material, e ele passa, muda, se transforma a cada segundo e a cada quantum de energia. Já o invisível é o espiritual, o psíquico, e está na raiz de toda forma material, de toda vida, e ele é o que permanece.
    O visível parece ser concreto, mas não é: ele é o material, todo vaporoso e efêmero.
    O invisível parece ser vaporoso e efêmero, mas não é: ele é o concreto e permanente.
    Veja voce como nossa consciência ainda se aplica erroneamente nos julgamentos das coisas que vê somente na casca, mas ignora na essência.
    Dar e tirar a vida, isso é casca.
    Salvar a alma e dar liberdade ao espírito nos mundos estrelados, isso é a essência, o alvo e o propósito maior de Deus e suas Hieraquias Espirituais a seu serviço junto aos homens e seres, em todos os mundos.
    O maior erro dos ufólogos em geral, é tomar a Bíblia e outras Escrituras Sagradas de diferentes culturas como relatos de EXCLUSIVA manifestação extraterrestre no passado da humanidade.  Por faltar justamente a ciência do Espírito aos ufólogos é que cometem esse terrível engano.
    Abraço.

  • Elias Roth

    Marujo Elias Roth 
    Sagrado é um termo usado para assuntos relacionados ao universo de Deus e o plano espiritual, enquanto Profano era usado para abordar temáticas materiais, mundanas ou comuns.
    Escrituras Sagradas significam registros da atividade do Espírito no mundo material e humano.
    O maior erro dos ufólogos é crer que a Bíblia é, toda ela, do Gênesis ao Apocalipse, manifestação de extraterrestres,
    Isso é o que desanda a massa.
    Abraço.

  • Elias Roth

    GloriaVieira Elias Roth 
    A semente foi plantada. Agora é com a estação.
    Mas estou por aqui, Glória, pode crer!
    Obrigado pelas palavras.

  • Elias Roth

    guerreiro da luz 
    Vá em frente! A luz não é minha. A Luz é nossa!
    Abraço!

  • Elias Roth

    LuaPequena Elias Roth guerreiro da luz Marujo 
    Obrigado, Lua.
    A verdade sobre Deus é que ele está em dois lados: dentro do homem e ao redor.
    O homem que realiza Deus dentro dele se torna Filho de Deus, e assume um posto hierático no universo, como os anjos, querubins, serafins e deuses nomeados das escrituras antigas de todos os povos.
    Cristo Jesus foi o homem que realizou em mais alto grau essa expressão do DEUS-EU SOU contida no seu humano ser. E nos deixou a trilha, o caminho, o ensinamento de como fazer o mesmo, e nos tornarmos algum dia Filhos de Deus imortais e felizes.

    Nem tudo é extraterrestre. Grande parte da nossa História visível foi construída por espíritos e inteligências invisíveis.
    Mas aí é que a Ufologia se embanana toda, tomando tudo como manifestação extraterrestre.
    Esse  é o ponto que temos que saber discernir.
    Dar a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.
    Foi o que Sichtin fez, e outros ainda fazem, achando que tudo na Bíblia é de origem alienígena, sendo que não é.
    Te agradeço as palavras.
    Outro forte abraço, amiga Lua.

  • TiagoQ

    Olá a todos,
    Agradeço todos os comentários enviados.
    Em breve publicarei um novo texto comentando alguns assuntos levantados nos comentários.
    Até mais,
    Tiago

  • Elias Roth

    JB + Elias Roth 
    Nosso trabalho é resgatar a consciência espiritual para dois domínios básicos, a ciência e a ufologia.
    JB, existem outros motivos, não foi por ofensa, é que coincidiu este tópico com um momento em que estou cheio de obrigações e encargos por aqui.
    Só não quis mencionar isso, para não parecer que estou colocando encargos materiais na frente do dever espiritual.
    Fica tranquilo, amigo das artes de Marte, eu não terminei a luta.
    É só um tempo para recuperar forças e melhorar estratégias.
    Sabe, aquela respirada e pausa que voce dá entre um assalto e outro da luta?
    Por aí.
    JB, sabe quem é o mais forte?
    É aquele que mais se controla!
    E sabe quem é o mais iluminado?
    E aquele que melhor olha para dentro.
    E sabe quem é o que mais ama?
    É aquele que mais se doa.
    Fica na força do controle e na luz do amor, amigo!

  • jorsique2

    Excelente texto e reflexões, gostaria de acrescentar somente que por mais coerentes e racionais forem nossas conjecturas estamos presos a hermenêutica, afinal nosso racional está condicionado a interpretar toda a informação que nos chega por meio dos sentidos de acordo com a “visão de mundo” ou experiência sensorial registrada em nosso cérebro. Ao meu ver, justamente a razão é nossa maior prisão, estamos condicionados e limitados por nosso intelecto, e, por via reflexa, a hermenêutica que temos sobre tudo, afinal somos enganados todos os dias por nossos sentidos. Quando transcendermos a pequenez de nosso raciocínio talvez as respostas se tornem óbvias…

  • Elias Roth

    Matusquela Elias Roth 
    De fato, há uma diferença entre um Espírito hieratizado e o Deus Altíssimo e Universal. Mas concorda que o TODO pode se manifestar no UM? O Todo é a grande empresa, e o UM, ou o primeiro em Hierarquia, o presidente dela.
    Jahvé não é um extraterrestre. É um espírito altamente elevado, na hierarquia, o primeiro entre os deuses, digamos assim.
    E quando Ele falava: Eu sou o Deus, etc e tal, falava na verdade em Nome daquele Deus Infinito. O indivíduo é o canal de Expressão do Universal. Isso ocorre na Física. O Campo eletromagnético é de natureza cósmica, e no entanto, pequenas particulas o manifestam.
    Todos os deuses nomeados, de todas as culturas, tem esse procedimento hierático em relação ao Ser Universal, de atributos imanifestáveis. Jesus Cristo é outra expressão deste Ser hierático. Jahvé é quase o Jovis Pater, Júpiter, ou Zeus grego, o pai dos deuses.
    Os antigos nomearam esse mesmo Espírito de formas distintas. Quando o Espírito individual falava, falava com toda a autoridade em Nome do Altíssimo ou Deus Cósmico: o Individual se torna canal do Universal e pode falar em Seu Nome, porque expressará o poder daquele, dentro da sua esfera de ação.
    Sem essa compreensão hieratizada do Universo Deus, não há como compreender Jahvé nem qualquer outra divindade.
    O Todo se manifesta no UM. O Universal no Individual. Isso ocorre mormente na Física, na química, propriedades de campo se manifestando em partículas infinitesimais.
    A Vida é Universal, e se fragmenta em todos os seres.
    É só compreender a hierarquia do universo.
    E não achar que tudo é alienígena, porque não é.
    Jahvé é a mais alta hierarquia do nosso sistema espiritual, existem muitos outros.
    Mas não é um extraterrestre descido de uma nave para fazer escravos de barro e garimpeiros de ouro. não mesmo.
    Quem disse isso, errou feio.
    Jahvé é espirito puro, incorpóreo, cheio de poder, autoridade e inteligência, conforme Deus universal se expressando no Deus individual. Todos nós temos esse fragmento de Deus em nós, mas não o manifestamos, porque há todo um trabalho necessário para isso.
    Existem graus e graus de desenvolvimento dos Espíritos no Universo, existem nove arcadas celestes de hierarquias. Jahvé está no trono mais alto desse nosso sistema de mundos.
    Ele, o Ser Individual, e o Ser Cósmico, são, de fato, UM, porque na esfera de sua energia e consciência deixa de haver separação: como a gota que se dissolve no grande mar, mas a gota tem todas as propriedades do mar que a originou.
    É tema profundo demais, e que, por ser desconhecido, faz com que generalizemos as coisas e atiremos tudo para a alçada dos extraterrestres,

  • Elias Roth

    Matusquela 
    Outro ponto, quase tudo na escritura ou estilo bíblico é metáfora, e até em cenas históricas reais, existem metáforas e parábolas que só podem ser decifradas mediante chaves cabalísticas (Velho Testamento) e gnósticas (Novo Testamento)
    Levar tudo ao pé da letra é loucura, como a história da serpente presente na Árvore da Ciência, entre Adão e Eva, certamente a serpente genética do DNA ou código da Vida. Até hoje não usamos a árvore genealógica para identificar rastros da hereditariedade?
    OS seis dias da Criação, nada literais (nem existia Terra com rotação de 24 horas, como pensam tomar na forma de dia de 24 hora?São períodos geológicos.
    Na linguagem bíblica, muitas vezes, MONTANHA significa plano superior ou quarta dimensão. Céu significa dimensões superiores. Deserto significa limbo, ou dimensão de exílio, de penitência, e inferno, as infradimensões, para abaixo do infravermelho de onda.
    Árvore da Ciência é a sexualidade implícita aos trabalhos com a genética superior (kundalini, serpente) e Querubins do portão, hierarquias espirituais que se situam entre as dimensões diferentes. Portões, portais, rios, fluxo de campo magnético, porque nos portais o magnetismo é interrompido (rio dividido ao meio, mar dividido ao meio, etc).
    Muitos estudos foram feitos em cima destas simbologias, e ajuizou-se que em grande parte são metáforas. Até os rabinos do tempo de Salomão já sabiam. Ouro, significa o resplendor do Espírito. Ou será que os reis magos deram ouro monoatômico para o bebe Jesus comer?
    Como esses intérpretes não tinham esses conhecimentos, foram pegando tudo ao pé da letra.
    O Homem de barro representa milhões de anos de evolução da vida desde suas formas elementares, minerais. passando para formas vegetativas, e depois, orgânico-animais, com movimento,etc. Está na sequência da cosmologia de Blavatsky.
    Se formos ao pé da letra na tradução da Bíblia, ela não passará de um livro de História, e é por isso que muitos a tomam assim, por não conhecerem suas profundidades, segredos e metáforas.
    Cabala, Gnosticismo greco-egípcio, arquétipos, numerologia, simbologia, astrologia, sem essas e outras ferramentas, a Bíblia continuará desconhecida.
    Jahvé não é um deus do deserto. Sua primeira aparição é no Éden, que significa VOLUPTUOSIDADE *quarta dimensão, onde as coisas se encontram ligadas.
    Jahvé é um deus de todas as dimensões, e quando o homem foi expulso do Éden ou estado de consciência supradimensional, caiu na geração material tridimensional, e Jahvé o acompanhou. Nunca o deixou de ajudar. Até preparar os caminhos do Messias, como os profetas anunciaram e Jesus confirmou: vim para cumprir os profetas.
    Há toda uma harmonia, do Gênesis ao Apocalipse, mas é preciso ter as ferramentas certas.
    Senão o gato continuará parecendo lebre, e Jahvé continuará tomado por um extraterrestre em busca de ouro (ridículo)!!!

  • Elias Roth

    Matusquela 
    Jahvé é o próprio ANNU sumério, trindade divina ao lado dos dois filhos, Enki e Enlil, aliás, essa trindade não é exclusividade da mitologia suméria, antes, existe no Egito, Índia, México, China, enfim, em diversos lugares.
    Todos os antigos reverenciaram e cultuaram o mesmo espírito de Jahvé, o Pai dos deuses, sob diferentes denominações, e não foram somente os hebreus sob IHVH e ADNI (Adonai).
    E quase todas tinham a estrutura tetragramática:
    DEUS, DIOS, DIEU, DEUM, DEVA, GOTT, ALLA, OZIR, ORSI, RAMA, TOTH, ANNU, LORD, Q(a)DOSh, ADNI, AHIH, ALIM, IAHO, EROS, GAIA, AHAU, INTI, ZEUS… a lista é enorme.
    Essa é a maior prova da participação de IHVH em todas as culturas, pai desta civilização mas que elegeu por suas razões particulares os hebreus para uma dinastia separada.
    A grande maioria dos nomes conservou uma estrutura tetragramática, e a chave do nome de Deus, ou dos deuses, é conhecida em todas as cosmogonias como a chave suprema do peregrino em busca da luz e do mistério divino, quando a grande porta cerrada se abre ante seus olhos.
    Em termos de simbologia, esse nome se transformou na Cruz (4), outro signo praticamente universal, e temos também as pirâmides, 4 em 1, em todo o mundo.
    É impossível negar a sintonia entre todos estes elementos.
    E um paralelo entre Annu, Enlil e Enki aparece no Gênesis 18, quando Jahvé aparece a Abraham, debaixo de uma grande árvore, em forma de três homens, sendo que um era Deus, e os outros dois, saíram para destruir Sodoma e Gomorra.
    Isto é bem sumeriano!

  • Elias Roth

    Matusquela 
    Ps: Jahvé, como vimos, é a posição hierática mais alta da corporação espiritual do nosso sistema. Porém, o primeiro Nome divino que aparece na Bíblia, associado aos seis dias da Criação, não é Jahvé, mas ELOHIM, que significa justamente DEUSES, divindade, ou Deus na expressão coletiva, criadora, onipotente. Esse detalhe torna a religião judaica um culto monoteísta só na aparência, porque sua essência é mesmo politeísta.
    Então, para esse nome, ELOHIM, plural de EL (deus, singular), justifica-se a manifestação do Ser Imutável, Onipresente e Infinito mencionado.
    Um é o organismo inteiro, e o outro, a cabeça deste organismo, com o restante dos espíritos hieratizados cumprindo suas funções orgânicas, conforme seus atributos e poderes.
    Religião é um algo muito maior que muitos podem imaginar.
    É preciso conhecer mais para argumentar melhor.

  • Elias Roth

    Com todo respeito aos que se aborrecem do discurso espiritual em alguns tópicos, como este, devo apenas salientar dois pontos:
    1. A temática do tópico abre precedente (e um grande precedente) para a abordagem religiosa (eu diria, espiritual)
    2. Grande parte da Ufologia se sustenta sobre teorias equivocadas e grosseiras, como a de Sitchin, a respeito de Jahvé, isso por falta de conhecimento e interpretação literal dos textos sagrados, quer da Bíblia, quer de outros escritos.
    Estão transformando todos os deuses em extraterrestres!
    Não existem espíritos puros, incorpóreos, anjos, nada disso. Tudo o que vem do céu é reputado sistematicamente como alienígena.
    Um grande equívoco! Do Gênesis ao Apocalipse, transformaram a Bíblia em manifestação extraterrestre sem fim.
    Errado. É preciso ter mais intimidade com as Escrituras e seus estilos secretos, e suas cabalas, códigos, guematrias, simbologias, parábolas, metáforas, enigmas, chaves, números, letras, teurgias e arquétipos, para não cair no erro de se interpretar tudo ao pé da letra.
    Para os arqueólogos, a Bíblia se transformou num livro de História.
    Para os ufólogos, em episódios extraterrestres relatados.
    Mas para os buscadores da luz, a Bíblia, e tantas outras escrituras antigas, são coordenadas para o espírito, mapeando precisamente a rota do retorno às estrelas, não numa nave espacial, mas nas asas de uma alma transformada pelo poder divino puro.
    Dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.
    Que a Ufologia saiba retirar a parte que lhe cabe dos escritos antigos, e não destrua, com especulação cega e falta de informação, a parte que cabe ao espírito.
    É só encontrar o equilíbrio, e a Ufologia se beneficiará muito.
    Porque os que não gostam de debates sobre religião, nunca se esqueçam que é a Ufologia que vive debruçada nas escrituras religiosas do passado em busca de registros.
    *L.

  • Elias Roth

    Ps: e para quem acha que a Bíblia é obsoleta e ultrapassada, apenas reflita sobre esta profecia feita pelo grande Sacerdote Samuel, a respeito do povo que, rebelde às leis de Deus, seguia acreditando no poder instituído pelos homens (reis):

    “Este é o direito do rei que reinará sobre vós: (…) os fará lavrar a
    terra dele e ceifar a sua seara, fabricar as suas armas de guerra e as
    peças de seus carros. 
    Ele tomará as vossas filhas para perfumistas,
    cozinheiras e padeiras. 
    Tomará os vossos campos, as vossas vinhas, os
    vossos melhores olivais, e os dará a seus oficiais. (…) Exigirá o dízimo
    dos vossos rebanhos, e vós mesmos vos tornareis  seus escravos.” 
    (1
    Samuel 8,11-17).
    Agora, é só comparar com os atuais modelos de governo, e entender que certas coisas nunca mudam, nem a Perfeita Lei de Deus e nem a teimosia do ego ignorante, que credita sua fé e esperança sempre em falsos ídolos, estes mesmos que se convertem em seus tiranos escravocratas.
    “Aquele que não obedece a Lei de Deus será sempre escravo das leis dos homens”.
    Essa é pra decorar e nunca mais esquecer.

  • RobertoFelixCorreia

    Elias Roth
    Realmente irmão, mas não paremos por aí… Vamos citar mais alguns dos maravilhosos mandamentos da perfeita lei do deus de infinito amor e bondade:
    “Quando teu irmão, filho da tua mãe, ou teu filho, ou tua filha, ou a mulher do teu seio, ou teu amigo que te é
    como a tua alma, te incitar em segredo, dizendo: Vamos e sirvamos a outros deuses! – deuses que nunca
    conheceste, nem tu nem teus pais, dentre os deuses dos povos que estão em redor de ti, perto ou longe de ti,
    desde uma extremidade da terra até a outra – não consentirás com ele, nem o ouvirás, nem o teu olho terá
    piedade dele, nem o pouparás, nem o esconderás, mas certamente o matarás; a tua mão será a primeira contra ele
    para o matar, e depois a mão de todo o povo; e o apedrejarás, até que morra, pois procurou apartar-te do Senhor
    teu Deus, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão.” Dt 13.6-10
    “Se uma mulher for estuprada na cidade, e não gritar alto suficiente, ela deve ser apedrejada até à morte (Dt
    22:23-24). Caso seja no campo, então ela vive (Dt 22:25). Enfim, se o estuprador for apanhado, ele deverá pagar
    uma quantia ao pai e casar com a estuprada (Dt 22:28-29).”
    “Se uma jovem é dada por esposa a um homem e este descobre que ela não é virgem, então será levada para a
    entrada da casa de seu pai e a apedrejarão até a morte.
    – Deuteronômio 22:20-21”
    “Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas cumprir.
    Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, de modo nenhum passará da lei um só i ou um só
    til,
    até que tudo seja cumprido.
    Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens,
    será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino
    dos céus.” Mt 5.17-19
    “O irmão entregará o irmão a morte. O pai, seu filho. Os filhos levantar-se-ão contra seus pais e os matarão”.
    Mateus 10:21
    “E quanto àqueles meus inimigos que não me quiserem como rei, trazei-os aqui e MATAI-OS diante de mim”.
    Lucas 19:27
    “Feliz aquele que se apoderar de teus filhinhos para os ESMAGAR contra os rochedos”
    Salmo 137:9
    “Agora pois MATAI todo o varão entre as crianças;
    e MATAI toda a mulher que conheceu algum homem, deitando-se com ele. Porém, todas as meninas e as jovens
    virgens, que não conheceram algum homem deitando-se com ele, deixai-as VIVER para vós.”
    Números 31:17-18
    Voltando-se, disse-lhes Jesus:
    “Se alguém vem a mim e não odeia seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos, suas irmãs e até a sua
    própria vida,
    não pode ser meu discípulo”.
    Lucas 14:25-27
    “Não se enganem, não herdarão o reino de deus: os imorais, os idólatras, os adúlteros, os homossexuais, os
    devassos, os ladrões, os avarentos, os bêbados, os difamadores e nem os marginais”.
    I Coríntios 6:9-10
    “Ponde cada um de vós a sua espada ao seu lado, percorrei o acampamento e voltai, de portão a portão,
    e MATAI cada um o seu irmão, cada um o seu próximo e cada um o seu conhecido íntimo”.
    Êxodo 32:27
    “Com aprovação divina, Josué DESTRÓI com o fio da espada os homens, mulheres e crianças da cidade de Jericó”.
    Josué 6:21-27
    “Com aprovação divina, Josúe DESTRÓI todo o povo de Ai, matando 12 mil homens e mulheres, sem que nenhum
    escapasse”.
    Josué 8:22-28
    “Com aprovação divina, Josué DESTRÓI todos os Gibeonitas, Maqueda, Libna, Laquis, Eglom, Hebrom e Debir”
    Josué 10:27-39
    “Josué FERIU toda aquela terra e a todos os seus reis. Nada deixou de resto; mas tudo o que tinha fôlego
    DESTRUIU, como ordenara o senhor deus de Israel”.
    Josué 10:40-43
    O senhor ordena o MUTILAMENTO (corte dos tendões das pernas) dos cavalos”.
    Josué 11:6-17
    ÊXODO : 20-21 Se alguém ferir a seu servo ou a sua serva com pau, e este morrer debaixo da sua mão, certamente
    será castigado; mas se sobreviver um ou dois dias, não será castigado; porque é dinheiro seu.
    ————–
    O bom cristão deve vender tudo e dar aos pobres, deve dar sempre a outra face e amar os seus inimigos (pelo
    interesse de alcançar a salvação e não por amor, é claro…),
    não devem se preocupar com o dia de amanhã (Mateus 6:34),
    mostrando que o bom cristão deve ser na verdade um vagabundo à espera do “maná divino, caindo do céu, quando
    sentir um mínimo de vontade sexual,
    libido, por alguém que não “lhe pertença, deve imediatamente arrancar os olhos ou (ou outra coisa…) (Marcos 9:
    43-47),
    e deve além de tudo deixar seus familiares, terras e bens por amor a Cristo (Mateus 19:29).

  • ValdemirFaleiros1

    Meu caro Elias, baixei Doutrina Secreta, volume I, de Helena Blavatsky. Vou começar pelo começo. Eu já tinha ouvido falar das obras de Blavastsky, até tinha já assistido um vídeo no you tube, sobre ela, mas agora baixei e começarei a ler.  Abraço

  • ValdemirFaleiros1

    O que vc falou, é justamente a ideia de Emmanuel…. o texto que postei sobre o que fala Emmanuel, está logo abaixo. Emmanuel nos fala que devemos a nossa evolução aos MENSAGEIROS DE JESUS. Amigo, pura verdade o que vc vem dizendo! Ora, nem tudo é obra de extraterrestres, isso chega até a parecer coisas de a (ALGUNS) crentes que sempre botam tudo na conta dos demônios. A pessoa começa a se interessar por ufologia, e fica fascinado, tudo é extraterrestres: espíritos que se comunicam nos centros, agora viraram todos extraterrestres; pulverizações de Chemtrail, são os extraterrestres macomunados com os governos; todas as aparições dos santos da Igreja, agora também são somente coisas de extraterrestres; manifestações espirituais da Bíblia, tudo vai para conta de Ets, e por aí vai.

  • ValdemirFaleiros1

    Meu português é triste. Mancomunados

  • Elias Roth

    Matusquela 
    É justamente o contrário, na grande maioria das vezes.
    O fenômeno espiritual tem sido interpretado como UFO.
    E por que não o Espírito da Virgem Mãe dar ordens a extraterrestres para cumprir sinais no céu e legitimar a profecia?
    Que interesse extraterrestres teriam em alertar a Igreja na voz da Virgem?
    Falariam de coisas pertinentes a extraterrestres, e não dos abusos da Igreja, dos sacerdotes e do povo prevaricador.
    Esqueci de dizer que os espíritos puros interagem harmonicamente com as inteligências extraterrestres.
    A separação só está na nossa visão.

  • Elias Roth

    ValdemirFaleiros1 
    Coragem, o texto é poderoso.
    E se não tiver um glossário esotérico, vai precisar.
    Abraço!

  • Elias Roth

    RobertoFelixCorreia Elias Roth 
    Então, amigo, vamos deixar a libertinagem, a corrupção e a sujeira imoral correrem solta pelo mundo, sem punição, sem freio.
    E quando o inferno se instalar, você será o primeiro a clamar pela Justiça de Deus.
    Porque a justiça da Terra estará dando toda proteção para eles.
    Eu ía até abordar a simbologia de muitas partes que voce colocou, como escrevi antes, nem tudo é literal, muita coisa na Bíblia é figurada, como a cobra  na árvore, o camelo no fundo da agulha, os seis dias da criação do universo, a jumenta falante de Balam, etc.
    mas deixa pra lá.
    Não iria adiantar.
    Muita coisa não se encaixa mais na filosofia materialista do mundo, onde valor máximo tem a carne, e nenhum valor, a alma.
    Deixa pra lá.
    Vamos deixar os os imorais, os idólatras, os adúlteros, os pervertidos, os devassos, os ladrões, os avarentos, os bêbados, os difamadores e os marginais livres para agirem, sem freios.

    E boa sorte.
    Vamos realmente precisar!
    Abraço.

  • RobertoFelixCorreia

    Elias Roth RobertoFelixCorreia
    Mas meu amigo: Não estou postando nada que contradiga o que você disse. Apenas estou acrescentando mais algumas passagens bíblicas, para que também sejam cumpridas, ou só se cumpre meia dúzia e o resto se finge que não existe???
    A lei de deus é perfeita, não é??? Então vamos forçar as mulheres a se casar com seus estupradores se eles pagarem R$ 50,00 aos pais delas ou caso não casemos com uma virgem, levala-emos a csa do pai dela para ser apedrejada em público…
    Será que vai sobrar mulher nesse mundo?????
    Boa Sorte, meu amigo. Vai precisar pra poder encontrar uma virgem… Mas… Sempre se pode estuprar uma e pagar R$ 50,00 ao pai dela, né???

  • guerreiro da luz

    Saudações, e isso ai! Que a LUZ brilhe.

  • guerreiro da luz

    Saudações, mais do que um texto, uma aula, para quem tem olhos e ouvidos para ver e escutar o que é bom e justo, e cada um com sua intenção colhe os frutos: vê beleza ou busca contradições.
    Abraços fraternos.

  • guerreiro da luz

    Saudações, mais uma aula, sobre o que e bom justo, e que cada um de acordo com seus parâmetros e intenções, veja a beleza gerada pela Harmonia com o todo ou busque contradições, e do livre arbítrio de cada um, abraços fraternos que o grande espírito continue a nos iluminar.

  • Elias Roth

    RobertoFelixCorreia Elias Roth
    Infelizmente, Roberto, cada lei é talhada para cada povo.
    Se voce pesquisar a fundo, descobrirá que aquele povo, daquela época coberta pela dura lei de Moisés, era feita para bárbaros, porque a maioria ali não tinha freios, limites. Eram idólatras,porcos sexuais, adúlteros, pedófilos e zoofilos, para não dizer outras perversões…
    eram assassinos, caluniadores, traidores, enfim, era gente da pesada, para os quais TODOS OS CONSELHOS DO AMOR reunidos não surtiam efeito.
    Exemplo?
    Vá tentar fazer amorosos cafunés num pitbull furioso para ver se ele amansa… ou arranca teu pescoço!
    As leis de Deus se adaptam conforme o povo a quem ela é endereçada.
    Pode ter certeza que os Anjos vivem sob leis infinitamente harmônicas, suaves, puras. Porque não são animais.São seres puros e se fizeram ao nível de tais leis.
    Para Anjos e homens de bom coração, a lei é o amor.
    Mas para feras, a melhor lei ainda é a jaula ou a bala.
    Não sei se me fiz entender.
    A Lei de Deus é perfeita.
    Lembre-se. Moisés tinha outras leis consigo antes de descer a Montanha e ver o povo na total esbórnia.
    Foi quando ele quebrou as primeiras tábuas originais no pé da montanha, e disse a Deus: este povo não merece uma lei tão excelente.
    E Deus deu outras dez leis, de acordo com o nível da nossa gente.
    É triste, mas é verdade.
    Cada povo tem a lei e o rei que merece.
    Olhe a sua volta, na prática, veja se não tenho razão!
    Vá falar de amor a bandidos assassinos e feras e veja o que acontece.
    Você morre na primeira sílaba.
    O Amor é a lei do universo para quem ainda tem um coração dentro do peito, mas para feras irrecuperáveis, o amor está na vara de ferro.

  • Elias Roth

    RobertoFelixCorreia Elias Roth 
    E mais: essas leis de coibição só existem para seres perversos e perdidos.
    Para seres retos e de bom coração, seu caráter é sua lei, e eles se adiantam a qualquer constituição legal.
    Em outras palavras. Não é preciso nenhuma lei da Terra ou do céu ensiná-los a serem bons.
    Eles são bons por natureza.
    Portanto, o alcance maior destas leis duras era para aquela marginalidade de Israel. Os seres decentes nunca precisaram ser regrados por elas, porque seu caráter era o bastante.
    É só isso que Deus pede as pessoas, que sejam boas para que Ele não precise revogar, através da boca de sucessivos profetas, leis cada vez mais pesadas.
    Exemplo, o trânsito, as leis se multiplicam a cada dia, porque?
    O que se multiplicam são as infrações.
    Da mesmíssima forma como a Lei dos homens, a Lei de Deus aumenta na mesma proporção que a maldade humana intensifica suas transgressões.
    Quanto maior o poder de ação do ego, mais duras serão as leis a Terra e do céu.
    Agora, quanto mais caráter, bondade e retidão, menos leis serão imputadas ao nosso dever moral.

    É simples, amigo, e ao mesmo tempo, complicado.
    É só o homem se tornar bom, honesto, deixar de ser porco, mentiroso, corrupto, maligno, mesquinho e traiçoeiro, e todo o padrão do céu mudará no ato!
    É simples!
    Mas ao mesmo tempo, complicado para muita gente mudar esse comportamento.
    Então, leis cada vez mais pesadas para coibir  um ego cada vez mais louco e desenfreado.
    As leis são feitas para regular a ação humana e de qualquer sociedade.
    Conforme a sociedade são as leis.
    Conforme o homem é, são as leis.
    Nunca o contrário.
    Leis suaves para homens retos.
    Leis duras para homens terríveis.

    DURA LEX
    SED LEX!

    Abraço

  • GloriaVieira

    Matusquela  Como é que você pode ter tanta certeza que seres de outras dimensões não são espíritos ?

  • GloriaVieira

    ValdemirFaleiros1  Eu já li e vale a pena ler. Também já li os de Charles W. Leadbeather.

  • Elias Roth

    Matusquela 
    Essa parte, dos objetos de metal e outras, realmente estão no âmbito ufológico. Mas inteligências estão por trás de tudo isso, e elas podem ser extraterrestres ou espirituais, a exemplo dado da Virgem Maria ou do próprio Jesus Cristo, o Patriarca desta raça atual.
    O que os homens antigos viam (o mundo espiritual) o homem moderno não vê mais e por isso sua ciência está fundada sobre bases em parte falsas e em parte incompletas.
    Um simples abrir de janelas dimensionais e um contemplar de espiritos incorpóreos faria tudo cair por terra.
    Mas é chover no molhado, o eterno argumento do EU NÃO VI ENTÃO NÃO EXISTE.
    Seres extraterrestres existem, também morrem.

    Espíritos são imortais.
    Tudo o que a ciência não sintoniza então não existe?
    Vem cá, Matusquela, na tua opinião, a ciência moderna já tem a resposta absoluta deste mistério invisível?
    Se tem eu não conhecia, se já provou eu não sabia.
    Pode me mostrar onde?
    Agradeço;

  • Elias Roth

    RobertoFelixCorreia 
    Olha, Roberto, essa lei sobre o estupro que voce menciona realmente é pesada. Mas o que voce acha pior?
    Isso ou a profissionalização da prostituição e a institucionalização da depravação? Vetores de todo tipo de doença física e moral para a sociedade?
    Se Deus era tão rigoroso com leis dessa espécie, é porque Sua intenção era, e é, criar uma raça puríssima, de alta elevação mental, moral e espiritual.
    Pecados e transgressões dessa natureza, principalmente, poluiam a semente divina no homem e a tornavam imprestável ao plano do Senhor IHVH, o qual não temos nem de longe a menor idéia.
    Raça essa que Ele está para entregar nas mãos de Jesus Cristo, o Patriarca escolhido da futura raça.
    Mas esta é uma outra praia que voce nunca pisou.

    Olha, a ONU está precisando com urgência de Conselheiros tolerantes e amorosos para dialogar com os Jihadistas e extremistas do Oriente Médio.
    Quem sabe não mandamos para lá os agentes dos Direitos Humanos?

  • Elias Roth

    GloriaVieira Matusquela 
    Glória, essa é a régua do EU NÃO VI, ENTÃO NÃO EXISTE.
    Inútil, inútil o debate…

  • Elias Roth

    Os antigos tinham dois tipos de contato: o extraterrestre (físico, num nivel superior) e o espiritual (psíquico, nível superior).
    Ambos as vezes se confundiam, se mesclavam numa mesma experiência, mas a fronteira entre um e outro é clara.
    Para quem já fez uma viagem astral consciente, por exemplo, abandonando o corpo fisico e se movimentando em dimensões puramente psíquicas, não tem qualquer dúvida sobre a realidade espiritual invisível; outros nunca fizeram esta viagem, mas tem a certeza íntima do coração, o que já é o bastante. Porque o olho da alma não está no fundo das órbitas do crânio, mas no fundo do coração.
    Mas ainda que os antigos nunca tivessem visto espíritos, e que, supostamente (mas não verdadeiramente), tudo se reduza aos extraterrestres lhes entregando tecnologia e conhecimentos avançados, como querem os céticos (ou ateus), que seja,
    ainda assim os antigos foram muito, mas muito superiores a nós, os modernos, com todos os nossos avanços tecnológicos e conhecimentos, e nossa alegada superioridade em função do tempo (como se tempo melhorasse alguma coisa).
    E eu posso provar isso.
    Porque eles, os antigos, tinham, pelo menos, esse contato extraterrestre, aberto, fraterno e proveitoso, 
    mas nós, os modernos, nem isso temos!
    Porque são os mesmos extraterrestres que visitaram os povos antigos os que hoje correm de nós!
    Isso quer dizer que não somos tão bons assim como pensamos?
    Que lástima, não?

  • ValdemirFaleiros1

    Bom amigo, mas o Elias não está falando que se trata de almas de ETs. Elias, o que você está tentando explicar, é que a grande maioria desses eventos bíblicos, todos esses fenômenos inexplicaveis que ocorream durante a história, são daqui mesmo e nada a ver com ETs; são almas santificadas, espíritos de homens e não contatos extraterrestres, né?!

  • ValdemirFaleiros1

    Cara amiga, vc já leu os escritos de W. Scott Elliot sobre Atlâtida e Lemuria? Vale também a pena. Abraço

  • GloriaVieira

    ValdemirFaleiros1  O livro é: Entre Dois Mundos. Já li e tenho ele na minha estante. O interessante desse livro é que foi escrito nos idos de 1800 e no livro relata aparelhos que só hoje existem. Um desses era esse usado em prédios pra ver quem chega e sai. Esqueci o nome. Esse livro tem muitos trechos pra reflexões que nos levam a achar que nossa sociedade já teve civilizações mais avançadas.

  • Elias Roth

    ValdemirFaleiros1
    Exatamente, mas claro, há as exceções, como o episódio de Elias ou o do profeta Ezequiel.
    Mas na grande maioria, quando se falam em Anjos do Senhor em diversos serviços, são espiritos literalmente se manifestando a certos homens numa outra faixa de percepção sensorial que, por estar inativa na nossa mente atual, tomamos como fictícia.

  • RobertoFelixCorreia

    Elias Roth RobertoFelixCorreia
    Onde está dizendo isso??? Quer dizer então que você só segue a parte da sua biblia que é “boazinha pra você”????
    Qual deus disse pra você fazer isso??? A palavra de deus, segundo os que o seguem, é a biblia e esta é para ser seguida, não é????
    Realmente, quando as pessoas dizem uma coisa e fazem outra… Não acreditam em sua própria religião…

  • ValdemirFaleiros1

    Mas e se derrepende surgisse um suposto Et na sua frente, dizendo ser um morador da constelação de Alfa Centauro, você também pediria provas?  Rsrs

  • ValdemirFaleiros1

    “”Obsessores tomam a forma de extraterrestres, eles adoram plasmar a forma dos”greys”, por exemplo, por isso o pessoal tanto fala que eles são do mal) para enganar grupos inteiros e fanáticos diversos. É muito fácil um obsessor se passar por extraterrestre e enganar quem gosta de ser enganado e não costuma usar o raciocínio para filtrar as informações. Principalmente se a pessoa for impressionável e sem equilíbrio emocional. Isso é muito comum em grupos apocalípticos e de pessoas que se acham muito especiais ou “resgatáveis” em caso de possíveis hecatombes planetárias. Porém, não entendo como pessoas supostamente espiritualizadas e que sabem que a morte não existe, ainda têm medo de catástrofes e ficam esperando serem levadas para algum paraíso sideral preparado pelos ETs somente para elas, os escolhidos da nova era e pessoas especiais, pelo menos segundo os seus conceitos egoístas.””

  • guerreiro da luz

    Amigos, como podemos falar do espirito, da alma?, como o que esta contido, pode falar do que o contém?, como podemos estabelecer parâmetros, margens, contornos, se o que esta dentro (preso), não conhece o que esta lhe prendendo, sera que tudo e uma reação bioquímica de um corpo físico?, de um conjunto da massa encefálica que se traduz por você e eu, afirmo que partir de logica racional não dá, para compreender o que nos somos, em essência, O espirito para compreender, requer realmente algo a mais, a vontade de entender o que aparentemente não dá para ser compreendido, mas nos, sentimos, amamos, imaginamos e fazemos um  monte de outras coisas que aparentemente não tem uma substancia solida, palpável e sabemos da existência destas sensações intangíveis, o espirito não é algo, ele é responsável pelo algo, com certeza as raças de extraterrestre dominam este tratado (consciência), e eu sei que talvez não de para entender, pois a perspectiva da consciência de cada um, limita o entendimento, “só acredita no que vê”, olha amigos existem pessoas que passaram por EQM (Experiencia de Quase Morte),  quem e um pouco versado no assunto, sabe que a grande maioria volta espiritualizado, pois a percepção da realidade muda radicalmente, A humildade de reconhecer os limites de nossas percepções, talvez seja mola para a promovermos a mudança e o reconhecimento que somos muitos limitados ainda para entender e traduzir o TODO que nos cerca. Abraços fraternos.

  • Elias Roth

    Matusquela 
    Cara, compra um bom livro de Projeção Astral, segue todas as técnicas com disciplina, seriedade e confiança, e em algumas semanas, se voce for bem aplicado, vai abandonar o corpo, e o que voce verá do outro lado vai fazer desmoronar todo o teu ceticismo, voce vai nascer de novo, vai rever todos os seus conceitos e se sentir incrivelmente feliz, dono de uma liberdade, uma magia, um encanto e uma tamanha perspectiva de horizontes existenciais além da matéria e da forma que terá valido a pena, e nesse dia, voce jogará todas as tuas teorias maquinóides no lixo.
    E é claro, será o tiro de misericórdia na cabeça do Tomé que ainda restar em ti.
    Olha, vai atrás das provas então!
    Porque elas não virão atrás de ti e nem baterão na tua porta.
    É um conselho real, porque voce tem uma inteligência enorme, mas está fluindo na direção errada.
    Experimente.
    Você é capaz de amar e adorar um monte de coisas, objetos e pessoas na vida, e não é capaz de amar e adorar o Criador do Universo e da nossa insignificante pessoa?
    Porque?
    Quanto ao sacrifício, pense apenas por um instante.
    Quem ama se sacrifica. Se voce tem um filho, não se sacrificaria por ele até o fim?
    Se voce tem um filho cuja vida está ameaçada de morte, não trocaria de lugar?
    Um verdadeiro pai faria isso.
    Agora, eleve a escala.
    Porque o Pai Universal não se sacrificaria para salvar a humanidade, sua filiação?
    A matéria passa, o sacrifício é o que caracteriza todos os heróis da História, não somente os religiosos.
    É só reparar.
    Quantos não tiveram que morrer heroicamente em lutas, em batalhas, ou contra o sistema, para implantar no seio da sociedade a revolução?
    Não tenha medo ou receio da morte física. ela virá da mesma forma ao covarde e ao herói, ao sacrificado e ao acomodado.
    Mas com uma grande diferença entre elas.
    Morrer em sacrifício de uma causa é ascender na Luz, mas morrer numa vida vazia e cômoda, marcada pelo egoísmo, é afundar cada vez mais na matéria.
    Do outro lado da vida, podemos aprender tudo isso em vida, através de exercícios astrais.
    Tente isso, verá tudo com novos olhos e sentirá tudo com um novo coração.

  • Elias Roth

    RobertoFelixCorreia Elias Roth 
    Nossa, voce não entendeu nada do que eu falei, né?
    A Lei se adapta à epoca e ao povo.
    A Lei é para o homem, e não o homem é para a lei. É como uma roupa que se ajusta ao corpo, e não o contrário.Óbvio que as leis dadas por Moisés para regular a sociedade hebréia daquele tempo são, em grande parte, inaplicáveis nos tempos modernos. Já outras são perfeitamente justas, tanto que a constituição legal dos países as aplica até hoje, exemplo, não matar, não roubar, não levantar calúnias, não cometer adultério, etc.

    A Lei imutável do Universo divino é uma coisa, as leis que regulam a vida em sociedade, outra.
    Tanto que o cristianismo revogou uma série de leis do Judaísmo para os novos tempos e a nova mentalidade do povo judeu que Cristo encontrou.
    E tanto que as leis do Cristianismo, perdão e compaixão, também começam a ficar em desequilíbrio num mundo cada vez mais violento, que aproveita o perdão e a tolerância para intensificar o crime.
    Então, o Senhor Deus novamente mudará as leis que regulam a nossa sociedade, e o Apocalipse revela uma pequena amostra do que virá.

    Cada sociedade tem um conjunto de leis específicas segundo a sua própria evolução moral.

    Não deu pra entender isso?

    Contudo, como eu percebi que você não está aberto a uma compreensão mais profunda da Bíblia e da personalidade de Deus, está apenas caçoando, então eu encerro aqui.
    Se acha as leis de Deus inadequadas, fica então aí com as leis do PT.
    E boa sorte, cara!

  • Elias Roth

    guerreiro da luz 
    Excelentes palavras, amigo. Há realmente todo um Admirável Mundo Novo atrás desta porta ainda fechada na consciência humana.
    Parabéns.

  • Elias Roth

    ValdemirFaleiros1 
    É o egoísmo mudando de pele, da pele materialista para a pele espiritualista.
    Mas continua lá, aquele conceito do “primeiro eu” ou “eu sou o melhor, o escolhido, o eleito de Deus”.
    Sendo que os verdadeiros escolhidos, geralmente, se esquecem de si e dão duro para ajudar o semelhante.
    Afinal, não são os escolhidos, Instrumentos do Pai?
    Que faz um Instrumento? Trabalha na Grande Obra ou fica guardado na gaveta do egoísmo?
    O ego é diabólico, ele sempre encontra uma nova pele para usar e uma nova doutrina para manifestar seu desejo contínuo de auto-satisfação em primeiro lugar.

  • guerreiro da luz

    Elias Roth guerreiro da luz amigo, que a luz de ilumine suas palavras que sempre  são sabias. abraços fraternos

  • Elias Roth

    ValdemirFaleiros1 
    Valdemir, para quem estuda as
    Escrituras profundamente e as compara com outras doutrinas, e procura
    confluir tudo dentro de uma visão harmônica para compreender os dois
    universos, ou seja, o universo físico superior (domínio dos
    extraterrestres)  e o universo psíquico superior (domínio dos
    espíritos), considerando que estes dois universos também tem suas zonas
    inferiores, ou de baixa vibração e seres que lhe são análogos, este
    ficará maravilhado em saber que estes dois domínios se mesclam numa
    concepção continuada.
    Em outras palavras, quero dizer que inúmeras
    passagens da Bíblia podem ser interpretadas dualisticamente, ou seja,
    como manifestação espiritual e manifestação extraterrestre ao mesmo tempo.
    Nem
    é bom aprofundar aqui para não confundir ainda mais o eleitorado, mas
    pego apenas o melhor exemplo que a Bíblia contém nesse aspecto: a visão
    de Ezequiel. Ele teve a primeira visão dos Querubins junto ao rio Cobar,
    e depois, foi levado por todas as partes por este Ser que ficava num
    trono, acima do carro dos querubins. Esta parte bíblica é a preferida
    para os ufólogos para ilustrar um contato extraterrestre intenso e
    íntimo experimentado pelo profeta.
    Porém… é verdade que a
    objetiva extraterrestre se aplica aqui, mas não somente ela… porque no
    plano espiritual, o Senhor IHVH realmente se assenta num trono de
    quatro expressões de poder, assim como o rio original do paraíso tinha
    quatro braços e a cruz de Cristo, igualmente. Tudo advindo do grandíssimo mistério do TETRAGRAMATON, ou segredo do NOME, aquele que, em todas as cosmogonias misticas, era considerado chave imediata aos planos superiores, e tão poderosa era tal chave que o nome real de Deus ficou guardado até os dias de hoje, e quem o conheceu, ou morreu e levou o segredo para o túmulo, ou passou para o outro plano sem morrer, como Elias.
    O Carro dos Quatro Querubins de Ezequiel evoca o maior mistério da Cabala, que é a estrutura tetravalente do Nome do Espírito, e seus quatro poderes especializados, como os quatro átomos da molécula orgânica, e as quatro moléculas do DNA, e os quatro elementos, e muitos etc aqui.

    Na verdade, trata-se de um arquétipo supremo do mundo espiritual que tem uma analogia no plano da manifestação extraterrestre.
    Neste caso, ambos são verdadeiros, e ambos funcionam sem se confundir, cada qual em sua esfera.
    Da
    mesma forma, demônios e grays também encontram a mesma analogia de
    equivalência, sendo que os primeiros atuam na dimensão psíquica, e os
    segundos, no plano físico, mas ambos com graus de maligna ação e
    influência hipnótica sobre a humanidade adormecida.

  • ValdemirFaleiros1

    O texto não é meu, amigo Geraldo. Mas mesmo assim obrigado. Forte abraço

  • Elias Roth

    JB + Elias Roth RobertoFelixCorreia 
    Perfeito,JB
    a concessão do perdão é independente do pólo ofensor.
    Muitas pessoas perdoam seus ofensores, mas os ofensores ainda continuam perseguindo-as, o que vai quebrar a roda cíclica das recorrências e a polarização do ódio em dois corações.
    Basta que um perdoe, que a Justiça renova sua articulação de causas e efeitos, e o ofensor ou será chamado ao arrependimento pelo conselho, ou pela dor, como vemos na prática.
    Existem duas leis no universo. Uma lei é o conjunto que rege o espírito e a criação, imutáveis, e outra é aquela que rege as sociedades, vai ser construída de acordo com o nível moral e evolutivo da época.
    Isso é o que explica as discrepâncias.
    O Universo tem dois momentos: o mutável e o imutável. As leis modificáveis se adaptam ao homem em evolução, mas as leis imutáveis regulam as verdades eternas de Deus e do Espírito.
    Conciliar as duas e saber aplicá-las na vida prática é o grande segredo da sabedoria, aquela que caracteriza mestres como os que voce citou.
    Mas lembre-se, Jesus não foi pura mansidão.
    Basta evocar o episódio dos vendilhões do templo, ou os pesados anátemas que ele rogou contra os fariseus, conforme Mateus 23.
    Nisso poderemos perceber que a Justiça Divina, a semelhança da espada de dois gumes, é rigorosa quando necessária, e misericordiosa quando o agente do erro foi dissolvido da conduta pela mudança de hábitos, e negado do pensamento pelo arrependimento.
    Nesse ponto, a Sabedoria ancestral é bastante clara e específica.
    Não é possivel perdoar o mal que o homem carrega dentro e não é capaz de abandonar.
    Ele mesmo é que se condena.
    Abraços!

  • Elias Roth

    Para quem tiver interesse em explorar os mistérios da Viagem Astral, deixo um presente de Natal.
    Três livros de autores diferentes, dois deles escritos por mestres, e o outro, por um leigo em aprendizado.
    Todos com visões um tanto independentes, mas complementares.
    http://bvespirita.com/Viagens%20Fora%20do%20Corpo%20%28Robert%20A.%20Monroe%29.pdf
    http://minhateca.com.br/tetykelly/Livros/Tuesday+Lobsang+Rampa+-+Voce+E+A+Eternidade,3847897.pdf
    http://pt.scribd.com/doc/20249667/Jorge-Adoum-20-dias-no-mundo-dos-mortos-em-Portuges-1#scribd
    Não adianta esticar o debate apenas no âmbito teórico. Temos que experimentar para completar o acervo da consciência. Senão, é como ir até a França só vendo imagens em revistas ou na Internet.
    Temos que viajar ao mundo dos espíritos, o que é possível, dentro das técnicas apropriadas.
    Senão, sem a experiência, a pedra dura do ceticismo nunca vai derreter na mente.
    Abraços a todos.

  • ptoledo

    Elias Roth ola Elias. pratico há algum tempo a técnica do saltinho (durante sono), e funciona. ainda não consegui através da meditação (desdobramento provocado), mas acho que chego lá.
    lembro de ter lido ‘o eremita’ de Lobsang Rampa no fim dos anos 80… vou ler este agora.
    obrigado, abs.

  • Elias Roth

    JB + RobertoFelixCorreia 
    Só um acréscimo oportuno, para deixar bastante claro esse aspecto das leis.
    Quanto mais o ego atua, mais transgressões ele comete em sociedade, portanto, aumentam na mesma proporção as leis morais que regulam  a amostragem média de consciência daquela sociedade (ou nível evolutivo de um povo).
    Na via inversa, quanto maior a evolução da alma, menos transgressões da ordem serão verificadas numa sociedade que tem esse padrão médio no seu comportamento e, portanto, a constituição legal daquele povo emagrece.
    Advogados e juristas devem saber da multiplicação tremenda do código de leis a cada ano que passa para regular nossa sociedade, porque as transgressões aumentaram.
    Veja você, a coisa de 20 anos ou menos, não haviam crimes cibernéticos! E agora, com a tecnologia, não aumentaram as transgressões? E como!
    Muitas novas leis para coibir crimes cibernéticos não tiveram que ser lançadas, e muitas outras por lançar?
    Este é um bom exemplo aqui.
    Contudo, quando um espírito ascende ao ponto de maior perfeição moral, então praticamente andará em retidão e não precisará mais ser regulado por lei alguma. Essa revogação de leis é interessante na comparação com a mudança de planos dimensionais, dentro do universo das leis da Física. Porque numa outra dimensão, todas as leis que regulam o nosso mundo se tornam alteradas ou anuladas mesmo, gravidade, eletromagnetismo, etc. Saímos dos domínios moleculares para entrar nos domínios atômicos, quânticos, e as leis mudam.
    Isso também se observa na dimensão moral da existência.
    Até o ponto em que o ser ascende ao plano da maestria (ego aniquilado) manifestando apenas doação. Se o ego morreu, o egoísmo e o egocentrismo somem. No lugar, aparece somente a consciência pura, em estado de graça (comunhão contínua com o TODO).
    É nesse preciso ponto que se diz que um ser desta elevação (Buda, Jesus, João, tantos outros) se torna regido pela Lei única do Universo: a Lei do Dar para Receber (Causa e Efeito) ou, em outras palavras, a Lei do Amor, que é o que caracteriza Deus em manifestação muito além de qualquer antropoformismo ou individuação de sua Divina Personalidade.
    Até esse estágio, a humanidade ainda terá que amargar bastante a causa e efeito num circuito inferior de elementos, apertando cada vez mais a ação do ego até que a pessoa tome partido e mude.
    Ou continue sofrendo.
    Mas o Universo lhe avisará continuamente sobre a doença de sua alma. Da mesma forma que o corpo sempre nos adverte de desordens orgânicas.
    É simples de compreender.
    Mas é que o senso comum já se estabeleceu, há uma revolta e mesmo uma aversão do ego às leis. Basta ver a vida em sociedade.
    E quando Deus exerce sua Justiça, e quando tem que usar a Dor, depois de milhões de conselhos, então as pessoas o interpretam como mau, e blasfemam.
    Querem transgredir, querem liberdade para cometer transgressões e não pagarem o preço, para depois atirar na face de Deus ou dos pais naturais:
    EU NÃO PEDI PARA NASCER!
    Como se isso fosse justificativa para errar!
    E Deus, como todo pai amoroso, tem que corrigir sua cria.

    Mas atrás de toda essa rigorosidade de Deus, existe o mais sublime amor, que não somos capazes de identificar em nosso estado de egoísmo.
    Até o ponto em que, libertos da roda, chegaremos a compreender a máxima budista que apregoa:
    A FINALIDADE DO UNIVERSO É A COMPAIXÃO.
    O Universo mutável, material ou físico (domínio humano) é o que admite essa legalidade adaptável ao nível médio da consciência de uma casta. E isso é perfeitamente lógico, cada sociedade (entre as nações da Terra) cria seu código de leis conforme as crenças, costumes e nível médio de consciência do seu povo – o que gera extremismos, quando a religião é levada ao pé da letra, a exemplo das nações regidas pelo Islã).
    Mas isso não significa que não possam mudar.
    Na verdade,devem!
    Muitas leis mosaicas hoje são impraticáveis, e mesmo leis do século retrasado, do tempo da monarquia, hoje não funcionariam em nosso sistema de governo.
    Por outro lado, o universo imutável é este que manifesta a lei do amor ou coesão entre todas as coisas, a chamada GRANDE CAUSA ORIGINAL, provado pelo Big Bang e a origem comum de tudo.
    E nesse universo é que existe uma só lei, um só dever, um só estatuto: o AMOR, e tudo o que o ser doa, trabalha, pensa e expressa, é guiado pelo AMOR.
    E o estado de Unicidade (o que a Bíblia chama de GRAÇA) nunca se perde.
    Tudo passa, só os frutos do Amor são eternos.
    E ainda estamos na fase de semente.

     

    Mediante estas palavras, veja voce quanto ainda nos falta.
    Mas chegaremos lá.

    “Quem nunca comeu pão com lágrimas,
    Quem nunca passou uma noite cheia de preocupações,
    soluçando em sua cama,
    não conhece…os poderes celestiais.”
    GOETHE

  • ValdemirFaleiros1

    Caro Elias, no livro Devassando o Invisível, Yvonne Pereira fala justamente sobre suas viagens fora do corpo. Abraço

  • Elias Roth

    ValdemirFaleiros1 
    Tudo se harmoniza aqui. São diferentes autores abordando a mesma realidade, extrafísica,cada um sob uma perspectiva. Mas a melhor das perspectivas é a prática.
    É bom explorarmos esses estudos e exemplos de outras pessoas para dar mais colorido às nossas concepções.
    Abraço!

  • Elias Roth

    ptoledo Elias Roth 
    Há uma variedade de técnicas, e cada
    pessoa se adapta à uma delas. Mas todas as técnicas, sem exceção, exigem
    o relaxamento físico e mental como  precedente, sem os quais nenhuma
    prática de psiquismo superior funciona.
    A respiração controlada é,
    via de regra, a chave mais certa para se abrir a porta dos estados
    alterados de consciência, e muitos inserem mantralização aqui, o que
    também ajuda muito, porque desenvolve um ritmo regular ao pensamento,
    por natureza, oscilante e disperso, deficiente no poder de concentração.
    Toda
    a saída astral é regulada pelo que chamamos de FREQUÊNCIA DE TRANSIÇÃO,
    quando a percepção mental muda de veículo, passando do invólucro físico
    para o astral. Essa frequência é captada diferentemente, variando muito
    de pessoa para pessoa. Uns a percebem em aumento de calor interno, e
    outros sentem eletricidade correndo o corpo. Sensação de inchaço também é
    acusada. Até que um tranco efetue o salto. Túneis de luz ou flashs
    luminosos também são experimentados na visão interna. Vibrações
    intracranianas são igualmente comuns.
    São fenômenos diversos oriundos de uma mesma ascensão da frequência interna do circuito nervoso, o que guarda relação inversa com o decaimento das ondas mentais. em vigília, vivemos sob BETA, mas na transição da consciência para outras dimensões, o cérebro físico desacelera, para que outro cérebro entre em elevação: o cérebro astral. E a transição se dá entre os estados ALFA e TETA.
    O Estado DELTA é muito raro, e só os iogues da meditação o sustentam conscientemente. Há toda uma ciência por trás deste fenômeno real.
     http://www.holosonic.com.br/os4estados.htm

    O importante é praticar. E o esforço será recompensado.
    É
    um NASCER DE NOVO em termos de consciência e renovação de conceitos e
    concepções sobre todas as coisas, especialmente as que deixaram de ser
    invisíveis para nossa mente.
    Porque teremos a certeza de que a
    morte nunca existiu. E a melhor notícia é que ninguém precisa esperar pela morte para conhecer o outro lado.

    A alma nunca morre, ela é apenas eterna peregrina
    nas rotas da matéria em busca da morada original na dimensão da Luz
    Incriada.

  • angelamdc

    Excelente texto, Tiago. Um resumo perfeito e um olhar completo sobre o assunto.

  • Brito Beauregard

    SENAM Farei isso, no momento certo…

  • DairLopesdeLima

    ola amigos vcs que estão a mais tempo que eu observando esses fenomenos alguem pode me tirar uma duvida, esse video filmado na minha cidade campo grande ms,  é uma chuva de meteoros ou lixo espacial?
    https://www.youtube.com/watch?v=OjLJtwuQW9U

  • Marujo

    GloriaVieira Matusquela 
    Não pode.
    Ocorre, a meu ver, um problema axiológico.
    As palavras ficam, quando usadas, ao longo do temo, majoritariamente, para explicar determinada tese ou teoria, incrustadas de um único sentido. A partir desse estágio, o pobre do vocábulo, sempre será tomado nessa concepção, não se prestando para mais nada.

    É o caso da palavra “espírito”. Carrega, junto a si, um “cenário ideológico” imenso, composto de deus(es), religiões, profecias, céu e inferno, além de anjos, demônios, orações, promessas e, é claro, todo o descrédito “científico” e ateu.
    Já notei que, para falarmos sobre seres que não são daqui (tempo/espaço conhecido/percebido por nós), é melhor nos expressarmos em termos de “seres ou entes multidimensionais”. Sob novo apelido, o assunto passa a não espantar os “acadêmicos”. Mas, de qualquer sorte, parece, igualmente, não atrair a atenção dos mesmos, apenas não lhes causando mais nojo, nem aquela velha reação de pouco caso” (alguém largou metano por aqui).
    Claro, longe deste simplismo, existem alguns poucos pesquisadores desta realidade, com formação científica (sem o cacoete teológico ou doutrinário) , que diferenciam os espíritos dos outros seres, ditos dimensionais, por entenderem que os primeiros também pertencem a nossa dimensão, mas existindo em um “plano vibracional diferente, em densidade (molecular?) diferente”.
    Eu, até por falta de conhecimento em relação a esta “sutileza”, não faço a menor diferença.
    Vai um abraço,
    do Marujo.