Jill Tarter, co-fundadora do SETI, é entrevistada

Tempo de leitura: 2 min.
Jill Tarter.

Jill Tarter é co-fundadora do Insituto SETI e ex-cientista do Conjunto de Telescópios Allen, o único rádio telescópio dedicado à procura pela vida extraterrestre.  Ela também foi a inspiração para o filme Contato.

No SETI (Procura pela Inteligência Extraterrestre), as pessoas tipicamente procuram por mensagens vindas do espaço, mas não as enviam.  Pense na Jodie Foster no filme Contato, quando um sinal alienígena pulsou em seus fones de ouvido.  Inspiração para a personagem de Foster, a astrofísica Jill Tarter quer ajudar a criar no futuro dos humanos uma sociedade que possa conversar de forma interestelar.  Para tal, ela despendeu os últimos 38 anos tentando encontrar sinais de vida extraterrestre inteligente.

Abaixo, uma entrevista conduzida pela revista Popular Science, com Jill Tarter:

Popular Science: Por que procurar por transmissões de extraterrestres, se nós não estamos transmitindo?

Jill Tarter: Considerando-se a história da galáxia, estatisticamente, qualquer civilização com a qual possamos nos comunicar será muito mais velha.  E já que a transmissão é muito mais difícil do que a escuta, deixamos esta dificuldade para eles.

PS: O que falar sobre as mensagens enviadas pelas sondas Voyager 1 e 2?

JT: Aquelas são mensagens numa garrafa.  Se você realmente está sério a respeito de enviar transmissões que tenham quaisquer chances de serem recebidas, você deveria enviar bilhões de garrafas.  Você precisa transmitir continuamente – não somente por um ano ou uma década.  Neste momento, não somos muito bons em fazer planos para 10.000 anos, mas definitivamente pensar em transmitir está em nosso futuro a longo prazo.

PS: Se finalmente formos capazes de transmitir, o que deveríamos dizer?

JT: Nós humanos, como uma espécie, precisamos decidir.  Agora há um projeto para fazer um crowdsource de um auto retrato da Terra, a fim de ser enviado para a espaçonave New Horizons, que está a caminho de Plutão, e então deixará nosso sistema solar.  Neste ponto, estamos pedindo para as pessoas submeterem somente uma palavra. “Curiosidade” e “esperança” são prevalentes, mas “medo” e “guerra” estão lá também.  Umas das questões mais interessantes é se uma multidão irá revelar a verdade – o quanto do nosso lado negro incluiremos.

PS: O que você acha a respeito de enviar seres vivos para fora do nosso sistema solar?

JT: Posso visualizar sondas pequenas e inteligentes sendo capazes de fazer uma exploração espetacular.  Eu não sei nada sobre viagem espacial biológica.  Mas, isto é precisamente o porquê de eu ter me registrado ao projeto Espaçonave de 100 anos, o qual almeja tornar realidade uma viagem além do nosso sistema solar dentro do próximo século.

PS: Isto seria realista?

JT: Eu levo a segunda lei do escritor de ficção científica, Arthur C. Clarke, muito seriamente: “A única forma de descobrirmos os limites do possível e a de aventurar um pouco além deles, para dentro do impossível”.

Este artigo apareceu originalmente na edição de setembro de 2014 da revista Popular Science.

n3m3

Fonte: Popular Science, via www.popsci.com

inteligência extraterrestreJill TarterOVNI HojePopular ScienceSETIvida extraterrestre
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (16)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • Paula_Loredana

    Sempre me perguntei sobre por quê o SETI e àfins não tentam um meio que “teoricamente” é muito mais eficaz para contatar seres extraterrestres do que o ultrapassado sinal de rádio que eles tanto insistem:: A Transcomunicação Instrumental!
    Sônia Rinaldi faz esse trabalho à tanto tempo e consegue resultados, diferente do SETI que pede pede pede recur$o$ pra ficar nesse amadorismo de sinal de rádio… vai entender??
    É cada uma viu…

  • emsj

    Ótima frase, essa do final. 

    “A única forma de descobrirmos os limites do possível e a de aventurar um pouco além deles, para dentro do impossível”.

  • VitorTarantula

    recentemente vi um documentário sobre ovnis..e esta senhora deu a sua opinião e um caso com ela.
    diz que ia no carro a noite, mais o marido e começou a ver uma luz no ceu, uma luz intensa…e que passados uns segundos perceberam que era a lua meio incoberta por nuvens..
    foi a explicação dela para os ovnis que as pessoas vem nos ceus do mundo!!!
    ou seja no entender dela as pessoas enganam-se a elas mesmas, por não conhecerem o céu a noite.
    foi uma explicação meio estupida, mas ela pertence a uma classe que infelismente não abre a mente a outras possibilidades de contactos..
    mais uma vez, se prova que por uma pessoas ser inteligente ou ter muitos estudos numa area especifica..isso não lhe dá a razão absoluta sobre o que seja.
    ela pode ter a opinião que quiser sobre o assunto, não pode é chamar de estupidos e ignorantes todas as pessoas que acreditam ou viram coisas fora do normal..seja no ceu..ou em terra.

  • Future Trunks

    Falou, falou e não disse nada.

  • KjulimataConde

    Nós humanos, como uma espécie, precisamos decidir.  contaram para ela, que nos humanos como especie não decidimos nada, somos decididos por uma pequena parcela de humanos que comanda, se algo fosse decidido pela raça humana como um todo, o segredo não seria tolerado. ah esqueci, tem implicações sociologicas e religiosas, to cansado desta ladainha psicologica……felicidades

  • Eldrin

    Paula_Loredana  Seu comentário chega muito perto do que eu “acredito”, mas ainda não sei explicar como é. Penso que tudo está aqui mesmo, os seres, os espíritos, até as naves; todos os globos estão contidos neste globo, mas não podemos vê-los por causa da dimensão/vibração na qual estamos. Um “alucinado” enxerga outra realidade porque seu estado de consciência física está alterado, ou por meio de drogas, ou algum distúrbio. Como disse, não sei explicar, mas penso ser isso.

  • PREDADOR

    VitorTarantula Mas qual é o proposito do SETI?  fazer varreduras para identificar algum sinal de inteligencia extraterrestre no cosmos. Ora, se ela admitir que ovnis são reais e que são comandados por seres extraterrestres nos visitando o SETI não tem mais razão de existir, quer dizer, ela vai perder a mamata de conseguir dinheiro para o SETI e para ela  kkkkkkkk

  • 666Dark

    SETI: Sistema Embromador Tamanho Infinito!
    Essa é uma das embromadoras do sistema, $$procurando$$ a 38 anos por vida extraterrestre. Até agora está se dando muito bem! Nóis merece…

  • Paula_Loredana

    Eduardo Lbm Paula_Loredana Ôô se entendo Edu, é isso mesmo! 😉

  • Paula_Loredana

    Eldrin Paula_Loredana Dimensões, com certeza!!! Há os que vivem em dimensões paralelas porém próximas (?) realmente é meio complicado de explicar em palavras mas “na nossa cabeça nós entendemos!” né?

  • Paula_Loredana

    GeraldoMagelaLobo Paula_Loredana Eldrin Com certeza amigo!!! é desse jeito que eu entendo também, é como se fossem mundos dentro de mundos! Os russos acharam uma maneira de explicar isso, as bonequinhas Matrioshkas!!

  • fran01

    ” Por que procurar por transmissões de extraterrestres, se nós não estamos transmitindo?”

    Não transmitindo direta ou intencionalmente.
    Mas, não há como negar que a Terra emite sinais ao espaço.

    As frequências de 10 MHz e acima de 10 GH são bloqueadas pela atmosfera terrestre mas as bandas VHF, UHF e microondas estão entre essas duas frequências e escapam para o espaço – na teoria, para sempre.
    Essas ondas flutuando pelo espaço representam uma clara evidência de vida na Terra.

    A humanidade está transmitindo sinais de rádio e TV intensos o suficiente para ultrapassar a atmosfera há 60 anos, o que significa que outras civilizações que se localizem a, no máximo, 60 anos luz daqui poderiam captar nossas emissões radiofônicas e televisivas.

    É admirável que Ms.Tarter não tenha esclarecido sobre esses sinais.

  • LuaPequena

    fran01 Olá Fran!
    Pra que ela vai explicar ,se o dever dela é confundir?
    É pra isso que ela e os outros estão lá!
    Pra nos DESENFORMAR!
    Beijão!

  • fran01

    LuaPequena fran01  Com certeza, Lua….

    mas ela, ao menos, poderia ter disfarçado e ter dado uma explicação mais convincente.

    Afinal, não é preciso ser gênio para saber que essas frequências, ao alcançarem o espaço, transformam-se em sinais para qualquer alienígena que se proponha a ser receptor.

    Beijão prá você também.

  • VitorTarantula

    PREDADOR VitorTarantula sim verdade!
    para eles..deve ser complicado admitir alguma coisa…tipo “eles estão ai” 
    são dotrinados a pensar assim mesmo!!