Espaço do Leitor: Sinal Verde (Avistamentos de OVNIs / UFOs na cidade de Peruíbe, SP – Brasil)

Tempo de leitura: < 1 min.

Sinal Verde é um documentário produzido pela equipe BeeZoom Filmes, onde mostra a realidade no ponto de vista dessas pessoas que tiveram algum contato com o desconhecido.

O documentário tem como base a cidade de Peruíbe – SP, que é considerada uma das cidades com mais relatos e avistamentos de Ovnis do país.

Assista:

Fonte do vídeo: BeeZoom Filmes

Direção e Edição: Renan Antunes
Produção: Giovanna Ferranti
Roteiro: Bruno de Lima
Áudio: Vinícius Cândido
Design: Tatiana Ferreira

Apoio: Secretaria Turismo de Peruíbe, Na Trilha da Juréia e NET Cidade

BrasilovniOVNI HojeOVNIsPeruíbeSão PauloufoUFOs
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (61)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • Morgana

    Bom dia, N3m3
    Muito bacana o vídeo! Obrigada por mais este Post interessante.
    Os depoimentos de pessoas diferentes e a aparente idoneidade das mesmas, são para mim o ponto alto do vídeo! Acrescentando que é um trabalho de final de curso…ou seja, usando a temática Ovni e Ovet na Universidade!!!
    Parabéns aos realizadores!

    • Renan Antunes

      Que bom que você gostou Morgana!

      Realmente nossa preocupação foi mostrar essa diversidade. Pessoas que moram em extremos opostos, que não tiverem e nem sabem da existência da outra contam relatos semelhantes.

      Nossa equipe escutou vários depoimentos, infelizmente não pudemos gravar, ja que foi escolha dessas outras,

      Ja o assunto de ser um trabalho de conclusão de curso, a ideia quando tivemos para fazer um documentário sobre ovnis, foi realmente fazer algo diferente, além de ser algo prazeroso e interessante para todos. Espero mesmo que pelo Brasil a fora outras pessoas se interessem nesse assunto, e que o Sinal Verde tenha sido, talvez, um ponto de partida.

      =D

  • Renan Antunes

    É um grande prazer ver o documentário Sinal Verde, produzido por mim e minha equipe, aqui no blog Ovni Hoje.

    Com certeza esse blog foi uma grande referência para todo andamento do projeto, só tenho a agradecer ao Neme e a todos os leitores que fazem parte do Ovni Hoje.

    Espero que vocês curtam nosso documentário.

    Caso queiram saber mais sobre o processo de produção e ver as fotos e tudo mais, podem acessar a pagina: https://www.facebook.com/DocumentarioSinalVerde

  • SENAM

    Muito bom o trabalho deles

    • Renan Antunes

      Obrigado Senam! =D

      • serlon

        pabéns,excelente trabalho.

        • Renan Antunes

          Obrigado Serlon =D

  • SENAM

    Valeu N3M3

  • Paula Loredana

    Excelente documentário!! Parabéns aos produtores!! A região de Peruíbe é bem conhecida pelos casos de avistamentos de Ovnis mas não imaginava que eram tantos! Aquele relato sobre os portais é muito interessante, eu gostaria de poder investigar! O senhor pescador também teve um avistamento sensacional!
    Acredito que em toda lenda há um fundo de verdade, a lenda da Mãe do Ouro faz sentido! Nas profundezas da terra e dos mares existem reservas de vários minerais e metais…. minérios + tecnologia = OVNIS!!
    E nóis aqui, sem nem saber direito o que existe em nosso quintal… às vezes penso que esse quintal não é nosso!
    O que gera diversas reflexões, tipo: -esses seres simplesmente vivem e compartilham esse mundo conosco em silêncio DESDE SEMPRE, -estamos sendo usurpados, -tudo isso “os senhores do mundo” conhecem muito bem e o povo vive sem saber! Além da possibilidade da(s) realidade(s) paralela(s)…

    • Renan Antunes

      Obrigado Paula!!!

      A região ali de Peruíbe, Juréia, é realmente um grande foco. Existem muitos relatos, muito mesmo.

      Aquele portal que tem no documentário se chama Pedra da Serpente, e olhando bem de perto, da pra ver um desenho de uma serpente mesmo, que forma esse portal. Pode até ter sido feito por alguém, mas qual seria o propósito? Seria um adoração ou homenagem para algum ser ou Deus que Dico Biguá cita?

      Muitos dizem que Peruíbe tem uma usina abandonada para a extração de Urânio, pode ser esse o principal fator desses seres visitarem constantemente essa cidade.

      Iriamos explorar um pouco mais a Lenda da Mãe de Ouro, porém tínhamos tempo e prazo. Como nossa faculdade é de apenas 2 anos, tivemos praticamente de 4 a 5 meses para tudo (pesquisas, entrevistas, recolher material, edição, finalização e documentação).

      Ah e não há dúvidas de que alguém “grande” sabe de tudo isso, pois não é possível uma cidade que é palco de grandes histórias, lendas e casos, e não ser estudada ou ter pelo menos uma resposta para tudo isso =/.

      Mais uma vez obrigado por ter assistido ^^’

      • Paula Loredana

        Pois é Renan!! Concordo contigo, alguém deve saber mesmo!!… Há alguma idéia de onde localiza-se essa usina de urânio?
        Quando eu tiver uma oportunidade irei conhecer essa região! Quem sabe fazer até algum registro de Ovni?! 😉
        Mais uma vez, parabenizo à você e aos seu colegas pela realização de um documentário tão bom e com tão pouco tempo para finalizar!

        • Renan Antunes

          Paula, em Peruíbe há uma grande reserva, a Jureia Itatins, onde em algum canto deve ter essa usina. Dizem que vem gente de outros lugares do globo visitar essas reservas, mais uma prova de que algo tem por aí rsrsrsrs

          La tem uma agência que faz passeios e roteiros pela Jureia, e também há um roteiro baseado nos pontos onde tiveram maiores casos de avistamento, caso queira saber o nome da agência é Na Trilha da Jureia, o dono é o Eduardo Ribas, que conhece bem la, acho q ele deve saber onde fica mais ou menos essa usina.

          E mais uma vez obrigado pelos elogios =D

    • ycatu

      Muito bom trabalho! Meu pai e um tio meu viram esta “bola” de luz em 1947, no Ceará. Eu nunca duvidei. Duvido só que sejam manifestações “extraterrestres”. São cousas desse nosso mundo velho mesmo.

  • ctemplarios

    Bacana!

    • Renan Antunes

      Obrigado ctemplarios =D

  • fran

    Um documentário simples mas, de primeira qualidade. Com declarações diretas e, claramente, demonstrando que não há qualquer interesse escuso por detrás das declarações.

    Gostei muito do “pescador” pois nota-se que é uma pessoa de uma ingenuidade sem par (nesses assuntos). principalmente quando disse que “em 62 ninguém sabia dessas de disco (voador)” e da frase do empresário que disse “ninguém pode provar que existe mas, também, ninguém pode provar que não existe”.

    Parabéns aos idealizadores do vídeo e à equipe que o realizou.
    Parabéns ao Neme por nos mostrar essas “joias raras”.

    • Renan Antunes

      Olá Fran, sempre vejo seus comentários no blog, e fico feliz que tenha comentado e assistido o nosso Documentário.

      A impressão que tenho, não só a respeito do pescador, mas de todas as pessoas que entrevistei e da cidade como um todo é de realmente não há um interesse de aparecer ou de fazer turismo da cidade a respeito desse assunto, pelo contrário, a maioria tem medo ou receio de comentar sobre o assunto. Da pra notar a sinceridade delas quando começam a falar.

      Confesso que só quando cheguei em casa eu cai na real do quão importante era tudo aquilo e de tudo que nós presenciamos la. Sem palavras pra definir essa sensação.

      Quanto ao pescador, realmente jé uma pessoa muito simples. O Objeto que ele descreve, segundo o que ele diz, é único. Claro que tem objetos cilíndricos, porém a riqueza de detalhes fez com que fosse até mais difícil de recriarmos algo que chegasse perto do que ele disse rsrsrsrs. Talvez tantos detalhes que tornou esse objeto descrito único mesmo.

      Muito obrigado mesmo Fran!

  • Dan Galante

    BeeZoom Filmes, parabéns pelo documentário! É sempre muito importante esse tipo de iniciativa para que esses casos não fiquem restritos a uma comunidade local, mas possam ser conhecidos por todos. O trabalho foi muito bem realizado! E com certeza irá despertar a atenção de muita gente que ainda não conhece a casuística ufológica da região.

    • Renan Antunes

      Olá Galante, fico feliz pelo comentário, e por ter reconhecido a nossa iniciativa, pois foi justamente essa a nossa intenção, mostrar essas histórias, e também acabar com o preconceito que outras pessoas tem em relação a isso.

      Muito obrigado mesmo =D

  • Marcelino

    E documentário foi muito bem feito, parabéns! O depoimentos me fizeram lembrar da Operação Prato, mas sem ataques as pessoas.Parece que os OVNIS se comportam como se a região fosse a cozinha da casa deles e a cidade e as pessoas intrusos, que eles observam de perto! Chutaria dizer que não são os minérios que os atraem mas a existência de bases submarinas e subterrâneas muito antigas de antes do povoamento da cidade que faz com que hajam tantos avistamentos, ou seja, a cidade é que surgiu no território dos ovnis!

    • Renan Antunes

      Opa bela observação Marcelino, confesso que não havia pensado nessa possibilidade, e faz muito sentido, ja que a maioria dos Ovnis são vistos em direção da praia e também perto de grandes rios. O próprio portal da pedra da Serpente da e cara com o oceano, é lindo!

      Muito Obrigado pelo comentário e por ter acompanhado nosso documentário =D

  • Hannah

    Tb gostei do documentário e ele me fez lembrar do livro “O Portal” de José Guilherme Raimundo [Ed. Madras], onde ele relata casuísticas, sendo que várias delas em Peruíbe e outras localidades do litoral Paulista.

    • Renan Antunes

      Olá Hannah, pow nunca tive contato com esse livro, vou procura-lo, agora me interessei em ler.

      Na pré-produção do documentário fiquei muito tempo sem ter contato com documentários e livros para não deixar claro uma opinião sobre os fatos, fiz o inverso do que geralmente se fazia. As pesquisas foram todas em relação ao local e aos entrevistados, mas agora estou com o tempo livre para voltar aos debates =D

      Obrigado pela dica e por ter assistido!

  • Orfeu

    E muito importante e interessante o documentário, pois é realmente verdade, pois temos que observar mais o céu de noite e em algum momento poderemos ver algo de estranho e diferente como um Ovni como já aconteceu comigo várias vezes! Parabéns pelo documentário 😀 !

    • Renan Antunes

      Orfeu, obrigadoooo! Fico feliz de você ter gostado e com inveja de ter visto tantas vezes, quem sabe um dia eu vejo um? Espero ansiosamente por esse momento =D

      Mais uma vez obrigado por ter assistido!!

  • mago53

    Grande trabalho investigativo e elucidativo, isso é o q falta a ufologia, procurar casos q ocorrem e q a mídia corporativa faz questão de esconder. Depoimento de pessoas simples, idôneas q contribuem mais do q certos figurões interesseiros. Trata-se de um lugar com grande incidência ufológica, esta aí provado e documentado. Um lugar de mata atlântica, de grande biodiversidade, ótimo p essas raças q nos visitam.Fiquei maravilhado, com as marcas de um suposto portal antigo, e o pescador falou q existem as mesmas marcas em outros locais da região. O engraçado é q são depoimentos iguais em várias localidades do país, e geralmente pessoas q nunca saíram da região. Quanto conheci Itacaré/BA, ainda era um lugar de difícil acesso, era um pouco maior q uma vila de pescadores, de mata atlântica tbm, e pescadores e ribeirinhos do Rio de Contas, falavam muito s/ a mãe do ouro e biatatá (sonda alien), e tinham um medo muito grande dessas bolas, e nem sabiam q se tratavam de sondas! Fui eu q alertei a muitas dessas humildes pessoas do q se tratava essas coisas, muitos riam, não acreditam em vidas fora da Terra, mas os avistamentos depois cessaram, grande corrida imobiliária e turismo, mas mesmo assim em 2003 eu tive o privilégio de ver um Orbe. Em fim, um belo trabalho dessa galera do BeeZoom Filmes, acho q se tiverem recursos p fazerem uma continuação desse documentário, acharei muito válido e oportuno, pois o assunto ali não se esgotou ! PARABÉNS contribuíram p mostrar a verdade!!!!

    • Renan Antunes

      Muito Obrigado mago, fico realmente feliz com tantos comentários positivos, incluindo o seu.

      Pois é essa história da mãe de ouro é um assunto que daria para explorar muito bem, você disse que encontrou essa mesma história em Itacaré, e muitas pessoas sequer saíram de Peruíbe, então há alguma coisa acontecendo.

      Uma das explicações desses orbs seriam a concentração de energia. Sinceramente não acredito que seja isso, como você relatou em Itacaré houve uma diminuição, pelo menos na minha opinião se fosse concentração de energia não teria essa diminuição repentina. Fora outra histórias, como aquele pouso em que relatam no nosso documentário.

      Sobre uma possível continuação, é essa a nossa ideia desde o começo. Foi um trabalho em que praticamente todos os recursos foram tirados do nosso bolso, contamos com o apoio da prefeitura para estadia e apoio local, a empresa Na Trilha da Jureia, nos ajudou com a parte de turismo e locomoção, mostrando as áreas de avistamento, e a Net Cidade nos cedeu alguns equipamentos.

      Se contarmos com mais colaboradores e apoio com certeza voltaremos para realizar um trabalho mais amplo, podendo até ser em episódios, explorando cada tópico.

      Mais uma vez muito obrigado pelos comentários e por ter assistido =D

  • Ander

    Em nosso litoral tive a oportunidade de conversar com antigos moradores também conhecido como caiçaras…fiquei espantado com a coincidência sobre a Mãe de Ouro. Me falavam que antigamente era muito comum observar esta luminosidade e que hoje é mais raro. Constatei muita sinceridade nestas pessoas simples e com idade avançada. Comecei a pesquisar sobre isto a partir de uma experiência que tive no litoral a 10 anos. Eu estava com mais três amigos e fomos passear pela praia a noite, e na volta um dos meus amigos que andava um pouco a frente nos alertou sobre a tal luz no chão que vinha nos acompanhando. Na hora pensei que o cara estava viajando, mas quando me aproximei olhei para o chão e constatei uma bola de luz bem clara refletindo no chão(parecia com a luz do luar) com o diâmetro de um tampão de lixo….Neste momento resgatei meus conhecimentos das instruções militares e fiz uma rápida checagem: não havia lua, o céu estava parcialmente nublado, não havia nenhum poste de luz nas proximidades e muito menos algo que pudesse refleti-la…passei a mão por cima e não fez sombra. O interessante veio na sequencia, pois quando nós todos olhávamos para a luz, ela começou a andar vagarosamente em direção a mata! Era como se tivesse alguém nas alturas produzindo esta luz no chão….Tive a sensação da luz ter pensado algo como “vixi…me descobriram….deixa eu sair andando”. Neste momento quando a razão de todos não conseguiu interpretar este fato…todos saíram correndo (o que hoje me arrependo). As duas coisas que eu mais escutava ao comentar esta experiência foram a Mãe de Ouro ou algum espírito enviado por Iemanjá…..prefiro ficar com a primeira hipótese. Apesar que a descrição da mão de ouro muitas vezes é de uma bola de fogo que flutua. No meu caso era um reflexo no chão. Pode ser algo natural sim…porém o fato dela “fugir para a mata” quando todos direcionavam atenção a ela foi o que me intrigou…enfim, fica meu relato.

    • Renan Antunes

      Realmente este é um fato muito interessante, quando estive no Guaraú, que é a região onde ficam os pescadores em Peruíbe, pude escutar muitas histórias. Constatei o fato de não estavam para brincadeira quando não quiseram gravar, pois tinham medo ou vergonha de alguém duvidar do que eles estavam falando. Ou seja, há muita verdade por ali, tanto de pessoas mais antigas, quanto de pessoas mais novas, e o mais interessante é que aquilo faz parte do cotidiano deles, como se fosse algo normal, e quando estávamos ali, incrivelmente parecia normal para gente também, não sei se foi a influência ou a energia boa que estava por ali.

      Obrigado por comentar e mostrar o seu relato, além de ter assistido nosso documentário =D

  • F.Fernandes

    Nos EUA a maior incidência também estão nas regiões de costa marítima .
    http://www.nuforc.org

    • Renan Antunes

      Pois é, algo de muito interessante e importante acontece, não só por aqui, como em todo o planeta, realmente deveriamos ter mais pessoas interessadas em investigar esses fatos.

      Obrigado pela dica, comentário e ter assistido =D

  • mago53

    Que belas fotos! Esqueci até de falar em meu comentário q está em moderação. Uma joia rara, em uma delas está clara, perfeita! Esse documentário deveria passar na mídia aberta em horário nobre, mas eles não querem mostrar! Esses orbes com toda certeza, tem uma base n região, não creio q seja no mar, mas em terra. Essa tecnologia permite q eles entrem em montanhas sem precisar de ter buracos. Montanha com cavernas, e essas sem uma entrada aparente. Pode até ter base no mar, mas acho q eles escolhem trafegar por ele p não serem vistos. Chegando até Itariri, e seguir rumo sul, há uma vasta área de montanhas, totalmente despovoada, um bom lugar p uma base!

    • mago53

      Renan Antunes, o seu documentário está tão bem feito, q acho q deveria e não sei se já o fez, de exibir em local público para a população de Peruíbe. Agora nesse verão deve ter bastante turista, e acho q eles tbm merecem ver, até pq não tem abduções e nada de terrível nessa bela história de Peruíbe. Isso pode até encorajar as pessoas a darem depoimentos, inclusive muitos nativos do local tem histórias passadas pelos pais e avós, pois há de convir q isso vem ocorrendo faz tempo. Somente uma dica, pois esse documentário merece uma segunda parte, no mínimo! Abçs a essa equipe e tds aqueles cidadãos q nos honraram com seus depoimentos!

      • Renan Antunes

        Olá novamente Mago, agradeço realmente pelos elogios. Pretendo sim mostrar para a população em geral de Peruíbe. Estamos de olho em eventos e a nossa intenção é conseguir um espaço para mostrar no próximo encontro Ufológico de Peruíbe, onde além da população em geral ir, pessoas de fora, até de outros países, fazem parte dessas palestras.

        Quanto a tv, como o canal Net Cidade nos ajudou, a intenção é passar nosso documentário nesse canal, que é um canal constituído por Voluntários, o único problema é ser um canal fechado.

        Infelizmente canal aberto não tem interesse de mostrar algo que não seria rentável e fora de seus padrões, oque eu teria que pesquisar é se algum deles tem algo voltado para produções independentes, algo que vou correr a partir de janeiro, ja que a grade ja está definida até o término desse ano.
        Uma coisa que não podemos é aceitar dinheiro ou firmar contratos, ja que o documentário é sem fins lucrativos.

        Mas fico muito feliz com cada palavra que você expressou em seus comentários, isso mostra que nossos esforços para fazer o documentário Sinal Verde valeram muito a pena, obrigado pelas dicas =D

        • mago53

          Renan, não vejo nada de mais em arrumar patrocínio desde q não interfiram em seu trabalho. Esses empresários do ramo de surf , muitos tem mente aberta, esqueci o nome do dono da Hang Loose, ele tem uma fazenda beirando a Prainha em Itacaré/Ba, aí tbm deve ser point de surf, de uma procurada nessas pessoas, o trabalho de vcs são de primeira. Boa sorte !

          • LuaPequena

            Boa noite Mago!
            Caro amigo,tudo bem pelas bandas em que você mora?
            Nesse exato momento,aqui pela Freguesia(Jacarepaguá),chove forte,mas está tudo sobre controle!
            Grande abraço !

            • mago53

              Tá no controle, mas a cidade tá mal. Não dá p trabalhar na pista. O perigo é muito grande, e no mínimo prejuízo material, tô de molho, é melhor não ganhar do q perder! O Rio é um rio !

  • MiKaGoMz

    otimo documentario…exelente trabalho…
    faz.me querer sair da franca para virar pescador no brazil…
    5 estrelas mesmo, a sinceridade que mostrava o pescador foi das melhores coisas do video…
    e realmente bem dito pelo amigo mago ficamos a desejar a parte 2… 😉
    abraco…

    • Renan Antunes

      Que bom MikaGoMz, se puder fazer uma visita a cidade, aconselho bastante a parte do Guaraú. É uma mina de ouro para quem gosta e pesquisa o assunto. Você verá muitas histórias, e de pessoas com ocupações diferentes, desde o empresário, até o pescador, é muito bom.

      Se tivermos uma grande repercussão e contarmos com apoio necessário para fazer uma segunda parte, algo maior, com certeza em providenciaremos isso, está nos nossos planos =D

      Obrigado por ter assistido e pelos comentários!!

  • Hercolubus

    Parabéns pelo documentário, se continuar com mais documentário nesta região de Peruíbe, encontrara algumas pessoas que teve contato com tripulantes destas naves.

    Oportunidades Vêm,
    Nunca Indiferentes,

    Ou Varrem Nuvens Incertas, ou na calada da noite
    Que Vasculham Notórias Imperfeições

    Alguns acreditam que sejam.
    Ocultas, Vulgares, Naturais, Incomuns.

    Talvez ocultas percepções aí,
    Donde mais que lições extraí,

    Os versos curtos
    Escondem surtos
    Daqueles que já foram abduzido.

    Muita força, Paz e luz na sua jornada

    • Renan Antunes

      Obrigado Hercolubus!!

      Essa é a intenção, continuar o nosso trabalho =D

      Fico feliz que tenha gostado

      Um grande abraço!!!

      • Hercolubus

        Peruibe é um lugar muito importante para ufologia e foi para mim.
        Se hoje estou postando aqui OH, pois me trouxe recordações do que assisti.
        Acompanho diariamente as postagens da OH, assim como muitos membros, mas que raramente postam, pois infelizmente existem ceticos, zombadores e mentes fechadas só com objetivos de criticas e alegarem que somos catastróficos.
        Desejo do fundo do meu coração continue com seu trabalho assim como N3M3 o faz, pois vcs são a diferença, que traçam o caminho para a verdade.

        Pat et Lux

        • Renan Antunes

          Hercolubus, fico mesmo muito honrado de receber esses elogios, com certeza o OH foi uma grande influência pra mim e pedi para que minha equipe, sempre que pudesse, acompanhasse as postagens, e acima de tudo, os comentários e debates que são feitos aqui diariamente, pois os debates o tornam ainda mais rico.

          É muito bom ter um espaço como esse e temos que saber aproveitar, esse documentário foi minha forma de agradecimento pelo conhecimento adquirido, e um presente a vocês que não tem a mente fechada.

          Mais uma vez obrigado !!

  • Marciano

    Otimo documentario

    • Renan Antunes

      Obrigado Marciano =D

  • LuaPequena

    Boa noite O.H.!
    Muito bom o vídeo!
    Parabéns ao “Sinal Verde”!
    Entrevistas bem feitas e com pessoas que transmitem sinceridade em suas palavras.
    O pessoal foi bem eclético em suas escolhas.
    Foram desde de um jornalista ,passando por um ambientalista,empresários,dona de casa,ufólogos,pescador,etc.Gente como a gente!
    Gostei muito de todo o trabalho,mas a entrevista feita com o pescador é muito boa!
    Ele,percebe-se ser um homem de pouca instrução, mas de grande VISÃO!
    Interessante quando ele diz que sua própria família o tachou de mentiroso,pois se não fotografou ou filmou é por que se trata de uma MENTIRA!
    É por isso que muita gente prefere se calar!Para não ser chamada de mentirosa ,louca ou esquizofrênica!
    Que bom termos gente competente e interessada pelo nosso TEMA!
    Grande abraço!

    • Renan Antunes

      Olá LuaPequena, é justamente por esses fatos que as pessoas por la tem um pouco de receio em dar entrevistas, eles acham que as pessoas vão chama-las de loucas ou algo do tipo. Se a própria família as vezes ja faz isso, imagine uma pessoa de fora.

      Realmente nosso trabalho teve essa preocupação de ser eclético, para meio que provar que isso esta no cotidiano de todas elas, mesmo que seja um pescador ou um empresário

      Que bom que você gostou, agradeço o comentário e por ter assistido =D

  • Marujo

    Buenas …
    Estava no trabalho, onde só posso mesmo dar uma “espiada” no OH.
    Passei o dia “com o pé que era um leque” para chegar em casa.
    Os comentários só iam aumentando a curiosidade em relação ao documentário.
    – Será que é “tudo isso”, pensei?
    É! É muito bom mesmo.
    Um belo trabalho. E honesto, acima de tudo.
    Os testemunhos vão se alternando em uma sequência lógica e, sem a necessidade de um “narrador”, a “história” vai sendo contada.
    Fico imaginando a ansiedade dos autores, ao perceberem que estavam apenas “cutucando” a superfície de um tema tão rico em sua casuística.
    Obrigado por terem compartilhado com a gente.
    Marujo.

    • Renan Antunes

      Que bom que você percebeu a nossa intenção de deixar a história corredor de acordo com os fatos apresentados pelos entrevistados, tendo apenas o mínimo ou zero de influência nossa.

      Agradeço por ter visto e fico feliz que tenha gostado Marujo, um grande abraço!!

  • surreal

    Um grande trabalho…simples e bem feito…

    • Renan Antunes

      Muito obrigado surreal =D

  • DARKBIRD

    Documentário muito bem feito!!

    Os relatos dessas pessoas valem ouro!!

    Esses relatos mostram a dimensão da atividade ufológica que está acontecendo em Peruíbe e em toda a Baixada Santista.E também todo o litoral de São Paulo.

    Moro em Praia Grande,que é próxima de Peruíbe,e me lembro das marcas na vegetação.Foi no jornal da Tribuna que estava passando pela tv.
    O primeiro caso,que foi em Peruíbe,chamou a atenção devida à natureza do acontecimento.E para deixar tudo muito mais extraordinário,aconteceu,dias depois,o caso em Praia Grande.
    Não pude ver de perto.Só vi pela televisão.
    Mas foi interessante do mesmo jeito.

    O litoral paulista tem grande atividade ufológica que são de nível nacional,aliás,de nível mundial pela quantidade de avistamentos.
    Se esses avistamentos ocorreram e ainda ocorrem,eles vão acontecer novamente.E mais pessoas irão relatar.E as mesmas pessoas que relataram no documentário poderão presenciar novamente esse extraordinário fenômeno.

    Esse documentário mostra o que está acontecendo aqui em nosso planeta.Ele mostra o quanto não sabemos sobre o nosso mundo.E também mostra o quanto várias pessoas por aí viram com seus próprios olhos.

    A grande atividade que acontece nessa região não deve ser deixadade lado.
    Espero que tenha mais pesquisas e coletas de relatos e informações sobre o local para aprofundar nas investigações.
    As pessoas com os seus relatos ajudam e muito.

    Novos relatos ainda acontecerão daqui para frente.Mais avistamentos vão acontecer.

    Espero que esse documentário seja um de muitos que vão ser feitos pela frente…………

    • Renan Antunes

      Olá Darkbird =D

      Nossa equipe é toda do Litoral, Eu, o Vinícius e a Tatiana somos de São Vicente, Giovanna do Guarujá e o Bruno de Praia Grande.

      Na verdade eu ja estava antenado em alguns casos pela baixada, tem o caso do Objeto que partiu a asa de um avião da Esquadrilha da Fumaça na praia de Santos/São Vicente, Um caso de pouso onde ficaram a marca do trem de pouso em uma ilha em São Vicente, ou seja, nossa região, bem como você comentou, é rica nesse assunto que amamos.

      Quando fui para Peruíbe vi que o que eu sabia era apenas 1 por cento, realmente tem muito mais casos, muito mesmo.

      Esse documentário foi uma realização pessoal, ja tinha planos para faze-lo e quando surgiu essa oportunidade, juntamente com a minha equipe que abraçou a ideia, fiquei muito feliz, e fico mais ainda de saber que está dando um resultado muito positivo.

      Se as pessoas puderem compartilhar com seus amigos e familiares ja serei eternamente grato =D

      Muito Obrigado por assistir e comentar!!

  • mario martin

    Muito bom, parabéns

    • Renan Antunes

      Mario Martin, muito obrigado =D grande abraço!!!

  • KN

    Um dos lugares com mais avistamentos é Ilhabela – SP , cujo o local tem aquelas pedras que emitem sons se sino. Sabendo que as rochas de Stonehenge vieram de uma região no País de Gales que também tem pedras que emitem som de sino. Será que isso é só coincidência ou eu estou ‘brisando’ !?

  • Renan Antunes

    Olá KN

    Sim tanto Ilha Bela (litoral norte) quanto Peruíbe (Litoral Sul) tem um grande índice de avistamentos.

    Isso que você mencionou seria muito interessante pesquisar. Ainda não tive a oportunidade de ir até Ilha Bela, mas ja está sim nos meus planos, e com certeza irei visitar essas pedras, e quem sabe pode ser um futuro local para um outro documentário?

    Obrigado por responder e ter assistido o Sinal Verde

    Abraço!

  • wilza

    Muito bom o documentário.
    Eu estive em Peruíbe 25/10 e presenciei algo que me deixou arrepiada.
    Já era umas 21hs quando chegamos no apartamento alugado para o final de semana no prédio redondo. Eu e meu noivo nos acomodamos, ele foi preparar algo para comermos, e eu, admirar a vista que era de frente para a praia.Chovia e ventava muito. Estava com os olhos fixos para o mar, quando observei uma “estrela cadente” caindo, mas me surpreendi quando vi que antes de cair no mar, a “estrela” subiu rodopiando e sumiu entre as nuvens. Foi emocionante!
    Gosto desses assuntos e já tive minhas visões. Saí de Recife para Peruíbe para comemorar mais um mês juntos com o meu noivo, que escolheu Peruíbe por saber que eu iria gostar de conhecer um lugar com turismo ufológico, e receber esse presente logo na chegada. Acreditem ou não, aquilo me deixou com lágrimas nos olhos.

    • Renan Antunes

      Olá Wilza, muito bonito ver sua emoção ao acompanhar esse fenômeno. Agora imagine que isso seja normal para aquelas pessoas, mas mesmo assim senti essa emoção nelas enquanto descreviam seus acontecidos. Peruíbe é fascinante mesmo, obrigado pela resposta e por ter acompanhado o nosso trabalho =D

  • Tmago

    Vale a pena ver de novo. Quase 4 anos como calculei. Belo trabalho dessa equipe. Abraços Renan.