Água encontrada em asteroide indica existência de exoplanetas com condições de vida

Tempo de leitura: 2 min.
Impressão artística mostra asteroide rico em pedras e água sendo despedaçado pela forte gravidade da estrela anã branca GD 61: essa é a primeira vez que água é encontrada além do Sistema Solar. Foto: Mark A. Garlick, space-art.co.uk, Universidade de Warwick e Universidade de Cambridge / Divulgação

Em notícia publicada ontem no site noticias.terra.com.br:

Astrônomos anunciaram a descoberta da primeira evidência de água em um corpo celeste rochoso vindo de fora do Sistema Solar. Através dos destroços de um asteroide que orbitava uma estrela exaurida – ou anã branca –, os cientistas determinaram que a estrela GD 61 e seu sistema planetário, localizado a aproximadamente 150 anos-luz do nosso planeta e em seus últimos momentos de vida, têm o potencial de abrigar exoplanetas semelhantes à Terra. Essa é a primeira vez que tanto água quanto uma superfície rochosa – dois aspectos considerados fundamentais para a existência de planetas habitáveis e, portanto, vida – foram encontrados juntos além do nosso sistema solar.

A Terra é essencialmente um planeta “seco”, com apenas 0.02% de sua massa contendo água de superfície, o que significa que oceanos surgiram depois que o planeta tinha se formado: provavelmente quando asteroides cheios de água vindos do Sistema Solar colidiram contra o nosso planeta. Pesquisadores das universidades de Cambridge e Warwick que publicaram o estudo na revista Science acreditam que o mesmo “sistema de entrega” de água possa ter ocorrido no distante sistema solar dessa estrela.

Evidências obtidas com base em análises do telescópio espacial Hubble e do observatório astronômico Keck, no Havaí, sugerem que esse sistema continha um tipo similar de asteroide rico em água – o mesmo que teria trazido o elemento pela primeira vez à Terra. O corpo celeste analisado é composto por 26% de água em sua massa, quantidade bastante parecida à de Ceres, outrora considerado o maior asteroide do Sistema Solar e hoje um planeta anão. Ambos têm muita mais água em sua composição do que a Terra.

“A descoberta de água em um grande asteroide significa que a ‘pedra fundamental’ de planetas habitáveis existiu – e talvez ainda exista – no sistema da GD 61, e provavelmente também ao redor de um número significativo de estrelas similares”, afirmou Jay Farihi, do Instituto de Astronomia de Cambridge, um dos autores da pesquisa.

Os astrônomos descrevem a descoberta como “um olhar para o nosso futuro” já que, daqui a seis bilhões de anos, talvez, astrônomos de outros planetas estudando os destroços ao redor do Sol – então extinto, sem hidrogênio – poderão chegar à mesma conclusão: que os planetas terrestres uma vez orbitaram a nossa estrela-mãe.

Como já mencionamos antes, logo teremos a notícia de que encontraram um exoplaneta com condições de vida (tal como a conhecemos). Aguardem…

n3m3

Fonte: noticias.terra.com.br

Colaboração: DARKBIRD

águaasterioidefotoOVNI Hojevida alienígenavida extraterrestre
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (41)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • calimêro

    Eu tenho certeza que a água, é um elemento básico por todo o universo.

  • Future Trunks

    Ontem matei um reptiliano lá em casa.

    Calma, calma, era só uma lagartixa!

    HauhaUhauahuahuhahU

    Falando sério agora, nunca tinha ouvido falar sobre essa teoria de a água da Terra ter vindo de fora.

    • A n u n n a k i

      Matou um parente distante, que possui traços genéticos com essa raça maldita.

      • Future Trunks

        Se eu não matasse a patroa me matava a frigideiradas! hehehehehehe!

        Abração!

  • Zanac

    Comparem o título da matéria com este trecho da própria:
    “O corpo celeste analisado é composto por 26% de água em sua massa, quantidade bastante parecida à de Ceres, outrora considerado o maior asteroide do Sistema Solar e hoje um planeta anão. Ambos têm muita mais água em sua composição do que a Terra.”
    Qual a surpresa então? Tipo, há água fora do sistema solar??

  • Ander

    Existe uma teoria interessante sobre os asteroides e a criação da vida. Se fizermos um paralelo, o mesmo ocorre com o pólem e as flores, e de certa forma na concepção humana…a vida não brota do nada, existem agentes fecundadores. A princípio faz todo o sentido que os asteroides são o elemento fecundador dos planetas.

  • GoD KratoS

    Fico pensando…..
    Acho que vou ficar louco

  • LuaPequena

    Oi outra vez !
    Tá aí um excelente lugar pra ELITE MUNDIAL fixar residência, quando tudo por aqui for por água ou fogo abaixo !
    Ela poderá capturar um desses asteroides e construir BUNKERS nele !
    Garanto que pedras e água é o que não faltará !
    Abraços !

  • nilton

    BOM DIA,bem ja sabemos que existe vida ambudante no universe e somos parte indispensavel dele pq ja estamos aqui,agora e os poderosos do planeta terra que nao nos diz nada convicente e mandam em todos nos que trabalhamos pra eles, mesmo se nao fizermos nada,agora sera que nao vai aparecer um maluco hai pra comprar o federal reserve bank que e privado e nao tem patrimonio e nao vale nada so tem uma agencia hai estoura o sistema e vamos fazer o troca troca no bom sentido sem interesse de ganhar vantage vaamos fazer uma corrente para o planeta inteiro e vamos ver como ficam os rochschilds,rokfellers,morgan e chase ,,,hsbc,etc.,,I,acredito que nao existe niguem grande o suficiente pra mandar em seus pensamentos ,a nao ser aquele q tudo he foi e sempre sera,vamos mandar uma banana pra estes poderosos bem um abraco a todos fui…..I…….

    • Marciomachado

      Tu que dizes??????

  • fran

    “tanto água quanto uma superfície rochosa – dois aspectos considerados fundamentais para a existência de planetas habitáveis e, portanto, vida – foram encontrados juntos além do nosso sistema solar.”

    esqueceram de dizer: “segundo a concepção humana”

    • fran

      Fui no Google Earth agora a pouco.
      O que vi (no infravermelho) foi algum corpo mais próximo ao Sol do que Mercúrio e que, inclusive, apresenta um retângulo preto sobre ele.

      • Marujo

        “Retângulo preto”
        Tipo censurado, Fran?

      • ctemplarios

        Hoje fui ver se consegui ver, mas não achei nada.

  • Dan Galante

    A água é um dos produtos da formação das estrelas, e por isso mesmo, acredito que ela deve ser encontrada em todos os sistemas planetários (ou em planetas ou em luas, na forma gasosa, líquida ou sólida). Com exceção do Hidrogênio e do Hélio, os gases primordiais, todos os outros elementos químicos da tabela periódica foram formados no interior das primeiras estrelas do nosso Universo, e em astronomia, esses elementos são denominados “Metais”. O Sol é uma estrela enriquecida com “metais” (porque não é formado apenas de H e He), o que demonstra que ele se formou dos restos de uma dessas estrelas da primeira geração.
    Com certeza, devem existir muitos planetas que possuem oceanos pelo Cosmos.
    http://www.cosmosmagazine.com/news/oceans-water-found-birth-new-star/

  • mario martin

    caramba…se a teoria sobre um asteroide ter colocado água aqui pra mim ta sendo dificil de aceitar, mas tudo bem tudo é possivel no universo.

  • DARKBIRD

    A estrela que esse asteróide orbita é uma Anã Branca,que é o ”esqueleto” de uma estrela que já viveu.
    Quando uma estrela com a massa semelhante à do Sol consome todo o seu hidrogênio,ela começa a consumir o hélio para tentar convertê-lo em combustível.A estrela consegue,mas como consequência ela incha.
    As suas camadas exteriores começam a inchar à ponto de se dissiparem no espaço.Antes que esse evento ocorra,o núcleo da estrela que está morrendo começa a se contrair e nesse ponto começa a se separar das outras camadas da estrelas,se tornando um corpo único.
    Depois que as camadas exteriores se dissipam,surge uma pequena estrela branca.Uma Anã Branca.
    Extremamente densa e com grande campo gravitacional.
    Enquanto isso,as camadas que se dissiparam no espaço formam um enorme anel ao redor da estrela.Formando o que chama-se de Nebulosa Planetária.
    Essas camadas são formadas por gases ionizados que brilham fortemente devido à radiação emitida da estrela anã.Elas brilham em diferentes cores devido às suas composições.
    Essas nuvens de gases são formadas por hidrogênio,oxigênio,carbono,hélio e outros elementos.

    Mas aí você se pergunta:O que isso tem haver com o aasteróide rico em água?

    Aí é que vem a explicação.
    Essas densas nuvens de gases que se formam ao redor da Anã Branca são estimuladas pela intensa radiação da estrela.E,e um determinado momento,há a fusão dos elementos que forma outros elementos.Como por exemplo a formação da água com a fusão do hidrogênio com o oxigênio.
    É claro que,antes da estrela ter morrido,ela podia ter planetas e asteróides ao seu redor,qeu depois da morte da estrela possam ter desaparecido.
    Mas ainda existe muita poeira ao redor da Anã.E essa poeira pode,com o tempo,se juntar formar pequenos corpos.E se essa nuvem de corpos estiver à uma determinada distância da estrela,a nuvem de gás vai reagir junto com o gás e formar pequenos corpos com os elementos que antes estavam flutuando na nuvem de gás.
    Formando os asteróides e cometas que são ricos em elementos,como a água.

    A existência de água em um exoasteróide mostra que a água é abundante no Universo e que as chances de se encontrar planetas habitáveis são grandes.
    Se a água na Terra pode ter surgido de colisões de asteróides e cometas ao nosso planeta,em outros lugares da galáxia o processo pode ser o mesmo para o surgimento da vida.

    Quem vai ser descoberto primeiro:
    Os planetas habitáveis ou os próprios alienígenas?

  • UniInverso

    Boa tarde Pessoal,
    são tantos planetas, exoplaneta, asteroides, cometas e etc que são encontrados recentemente que já perdi as contas (mas ainda bem que estão descobrindo) e que sirva para que seja criado um mapa (catálogo) com todas essas descobertas, dos inúmeros objetos que constam nas constelações desse nosso universo.

    Com água ou não, parece que já foi provado que a vida pode existir sem “água” e acredito que nesse imenso universo as vidas se reproduzem de maneiras ainda não descobertas e se adaptam ao ambiente que está ao seu redor.

    Agora reparando em outra notícia que ví hoje da descoberta de outro intrigante objeto que está “literalmente” boiando pelo espaço, chamado de “PSO J3218.5-22” ou só PSO, foi encontrado na constelação de Capricórnio mas afastado de qualquer outro objeto pelo que parece até agora. Mas a ilustração deste “planeta” com a sua cor, me fez lembrar de dois inimigos do Lanterna Verde (será que eles vem de lá) rsrsrs… 🙂

    Notícia da descoberta do planeta PSO: http://g1.globo.com/platb/observatoriog1/2013/10/11/descoberta-de-um-planeta-vagando-solitario-pelo-espaco/

    E fotos dos inimigos do Lanterna Verde 🙂 :http://geek-news.mtv.com//wp-content/uploads/geek/2012/12/thanos-reportedly-confirmed-for-avengers-2-and-guardians-of-the-galaxy.jpg

    http://upload.wikimedia.org/wikipedia/pt/7/74/Mark_Strong_como_Sinestro.jpg

    Abraços e Saudações a todos,

    • DARKBIRD

      Opa espera aí:
      O lanterna verde é da DC Comics,enquanto Thanos é da Marvel,o principal vilão dos Vingadores além do Ultron.Não pertencem ao mesmo universo.
      Além de que a DC Comics e a Marvel são rivais na indústria cinematográfica.
      Agora o Sinestro é sim o inimigo do lanterna verde.

      E falando sobre planetas solitários,o PSO faz parte de um grupo chamado de Planetas Errantes,ou também chamado de Planetas desagarrados ou exilados.
      Esses planetas foram expulsos de suas estrelas por interações gravitacionais entre as próprias estrelas ou pela interação gravitacional de outros planetas.
      Esses planetas são os chamados perdedores da ”Guerra Gravitacional” que houve em seus Sistemas estelares.
      As chances de haver vida como a nossa em um planeta desses é pequena.Mas só a vida com nós a conhecemos.Ninguém sabe o que pode haver em um desses planetas.E a vida pode ter várias formas diferentes,e variações diferentes.
      Formas de vida muito diferentes da nossa.

      • UniInverso

        Olá DARKBIRD,
        saca tudo de quadrinhos hein!!! 🙂
        Também curto muito, mas não sei de tantos detalhes assim não, mas o que é interessante é que no final do filme do Lanterna Verde, se não me engano aparece então esse vilão da Marvel, acho que ele deve surgir no segundo filme do Lanterna Verde ao lado do Sinestro.

        Interessante essas informações do porque esse planeta seria um desgarrado, pelas interações gravitacionais, mas fico aqui pensando e
        ” viajando mesmo viu” será que não pode haver um tipo de “locomoção gravitacional” do próprio planeta de propósito (tipo se utilizando de sua massa, de seu objeto) para andar como uma grande nave? Para se afastar de possíveis perigos de vizinhos ou por ter assim mais vantagem na captação de alguma energia, radiação ou até mesmo para não ter contato com elas?
        Só especulação e viagem mesmo. 🙂

        Assim como li comentários já aqui no site sobre a nossa Lua ser um satélite totalmente artificial (como uma nave).

        Outra coisa que pensei outro dia, lendo que a posição/sombra da nossa Lua quando ficava crescente se não me engano, estava intrigando os cientistas, pois a sombra dela está ficando em posições diferentes agora no céu (vou ver se acho essa noticia no google que lí outro dia não sei onde), mas pensei nessa “teoria de que a Lua fosse realmente uma nave” feita de ferro ou algum tipo de material, já que é oca por dentro e d+ como já lido aqui no site em post’s, será que as próprias fases da Lua não seriam um tipo de não só influencia da luz do Sol batendo ou não nela, mas de sistema programado ou com defeito de “camuflagem / invisibilidade” da própria lua/nave?!?

        Obs: Voltando ao assunto de tipos de surgimento, criações e desenvolvimento de “vidas” acho que existem inúmeros tipos de vida no Universo e o surgimento delas as vezes venha a ser necessário um só ingrediente e quem sabe sem água.

        Abraços e Saudações,

        • DARKBIRD

          Eu me lembro daquele post que o N3M3 postou sobre o seminário do Micchio kaku sobre os tipos de civilizações alienígenas.
          Na civilização tipo 3,ela é uma civilização galática,capaz de viajar longas distâncias da galáxia.
          Essa civilização é capaz de modificar e alterar a sua próprias estrela.Absorver a energia da estrela não é problema para eles.Mas como nível de consumo de uma civilização desse tipo é tão alta,eles tem que mudar periodicamente de estrela e estrela em busca de energia para sobreviver.
          E com isso,eles são capazes de mover seus próprios planetas.Isso mesmo,planetas!!!
          Eles são capazes de movê-los por longas distâncias no espaço até encontrarem uma estrela ideal para eles se instalarem.Botando o planeta em órbita para consumir a energia da estrela.
          Isso pode ser real.É claro que nunca vimos uma civilização desse tipo.Nem acho que vamos ver um dia,pois eles são muito avançados.E acho também que uma civilização não precisa atingir eese nível para se tornar uma civilização capaz de viajar entre estrelas ou galáxias.Uma vez disse que pode ser que,quando uma civilização atinge um nível tecnológico alto,ela desaparece de nosso Universo.Ela cria um portal ou caminho e se transposta para outro lugar.Para um plano maior.

          E falando sobre a Lua,e particularmente nunca acreditei que a Lua
          seja uma nave ou outro objeto artificial.Acho que ela é natural e fato de que ela seja estranha é por que ainda não encontramos outra igual em outros cantos do espaço.
          Ao mesmo tempo que podemos encontrar planetas habitáveis,podemos também encontrar luas que os orbitam e também luas habitáveis.
          A Lua é especial pois sem ela poderíamos não existir.

          Mas a Lua tem muitos mistérios,que estão ocultos entre as sua crateras.

          • DARKBIRD

            E falando sobre o filme do Lanterna Verde,no final,o Sinestro toma posse do Anel Amarelo,que é muito perigoso.Dando continuação ao Lanterna Verde 2,que ainda não foi lançado
            Em nenhum momento Thanos aparece no filme.
            Mas ele vai aparecer sim em um filme.Aliás,dois filmes:
            Os Vingadores 2-A Era de Ultron e Os Guardiões da Galáxia.
            Uma coisa que tenho que dizer é que esses filmes serão extrordinários!!!!!!!!

            A Marvel e a DC são mundos diferentes,nenhum deles se relaciona com o outro.
            A Marvel tem os seus Vingadores e X-man enquanto a DC tem a Liga da Justiça.

            • UniInverso

              Realmente DARKBIRD, errei de cena “pos creditos” de filme, foi dos vingadores que ele aparece e nao Lanterna Verde! 🙂 Essa sequencia promete!!! Abraços e Saudações,

          • UniInverso

            Tenso e ao mesmo tempo magnifico pensar que existem essas possiveis civilizações avançadas, que fazem da sua propria estrela um meio de transporte. Com relação a Lua, de qualquer forma ela é realmente especial e interfere diretamente na vida da Terra. Mas acredito tambem que o lado oculto da Lua possa esconder e possuir registros de muitas visitas ou tentativas de visitas do passado. Abraços e Saudações,

  • Ceticismo Total

    Offtopic:
    .
    Comunico que a pouco 19:48 um pequeno objeto parecendo um meteorito acabou de cruzar o céu aqui em Natal RN no sentido leste-oeste.
    .
    Mas era bem pequeno. Foi bem rápido poucos segundos.
    .
    Sds.

  • S2

    Aprendi na aula de geologia que a água do nosso planeta foi trazida por asteroides. Mas nunca tinha pensado nos outros planetas que têm água.
    O professor disse que os planetas que não têm água não têm atmosfera ou força gravitacional p segurar a água se ela vier (ou veio no passado de formação planetária) com asteroides. Lembro que nesta aula o professor disse que Marte era um planeta morto pq o núcleo tinha esfriado e já não tinha mais atividade vulcânica e por causa disso perdeu a força gravitacional. Disse que o núcleo da Terra vai esfriar também (futuro muito distante) e um dia e vamos ficar sem atmosfera e sem água.