Palestra de Michio Kaku no GCF (Global Competitiveness Forum)

Tempo de leitura: < 1 min.

O físico Michiu Kaku faz uma interessante palestra no Global Competitiveness Forum (Forum de Competitividade Global), na Arábia Saudita em 2011.

Anteriormente, já havíamos falado sobre os tipos de civilizações que o Dr. Kaku menciona em sua palestra, mas sempre é bom relembrar.

Assista a interessante palestra, legendada  em português por Klaatu.

Fonte do vídeo: Rafael Klaatu

n3m3

Colaboração: Klaatu

alienígenasextraterrestresMichio KakuOVNI Hoje
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (31)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • DARKBIRD

    Muito interessante a palestra.
    Para mim,100 anos é pouco tempo para virarmos uma civilização tipo 1.E se sobrevivermos até lá.é claro.
    Mas acredito que existem civilizações desses tipos,só que elas são extremamente raras,não se interessam por nós,e também,talvez,possam não existir mais em nosso Universo,pois foram para um novo plano existencial.
    Talvez um plano divino.

    Acredito que as civilizações que nos visitam são muito avançadas,só que não devem ter as caracterísitcas dos tipos de civilizações propostos por causa de seus comportamentos.
    Seriam tão avançados que não se interessariam por civilizações muito inferiores,como a nossa.
    Então esse seres que nos visitam querem nos pesquisar,nos entender e aprender sobre a humanidade pelo simples fato de quererem saber mais.

    Eles podem ter encontrado novos desafios com os seus avanços planetários.Desafios que não podemos imaginar por não sermos ainda tão avançados.

    Pode ser que os muitos mistérios que rondam as formações estrelares,pulsos de energia misteriosos,objetos que não deviam existir são fruto dos avançoes de civilizações enormemente avançadas,que já são capazes de alterar o seu meio na hora que quiserem.
    E por serem tão evoluídos,encontraram o seu equilíbrio no Universo e não precisam invadir mundos,ou destruir outras civilizações para sobreviverem.Simplesmente existem enão querem ser incomodados.Nme atacar ninguém.

    Mas dou ênfase ao que acontece na Terra.Existe civilizações de outros planetas nos visitando.É claro que não sabemos exatamente os seus objetivos,mas imagino que querem aprender.
    Que querem conhecer mais.
    Talvez ”eles” querem que nós cheguemos a posição deles.Que evoluem para os alcançarem e conviverem com eles.

    • emsj

      Talvez o real motivo de não entrarem em contato seja a falta de interesse. Civilizações altamente avançadas devem ter coisas mais interessantes para fazer do que conversar com humanos.

  • mago53

    Me parece tbm q tentarão um governo Tipo 1 !!! Vai ser doloroso, mas é inevitável!!! Lembrei-me tbm de Batalha dos Mares !!! Boa Noite, é muito p minha cabeça véia !!!!

  • LeandroBatistaMars2030

    Extremamente maravilhosa as palavras deste homem… que convicção! que viagem!!! Torço para que tudo isso seja verdade, pois o universo deste tamanho todo, não pode ser ocupado por formigas falantes como nós!!!

  • O APRENDIZ

    será que do jeito que as coisas estão indo a gente chega até 2100!! o mundo ta evoluindo pra categoria 1 e o brasil esta regressando pra categoria menos 1 ( -1 )!! corrupção falta de respeito com o próximo, funk putaria, igreja mundial universal silas malafaia etc etc etc!! vai ser dificil chegar lá!!!! só com uma ajudinha externa pra gente evoluir pra melhor!!

  • fran

    Interessantes as palavras do Dr.Kaku.

    Mas…(sempre tem um mas..)
    Estaríamos mesmo em direção ao Tipo 1?
    A ciência comprova que sim. A prática comprova que não.

    A tecnologia deu um salto gigante nas últimas décadas.
    Mas o Homem(humanidade) não sabe tirar proveito benéfico dessa tecnologia.
    Usam a tecnologia mais para destruir do que para construir.
    Os que detém o poder, porque detém a tecnologia, não estão preocupados com o coletivo mas, sim, em apenas usar a tecnologia para lhes garantir mais poder.
    A grande massa (povo) apenas aproveita as sobras de tecnologia que os que a detém lhes passa porque, a grande massa, não tem poder aquisitivo para usufruir de tecnologia de ponta.

    A humanidade caminha a passos largos para um colapso.
    As instituições estão completamente falidas, inclusive, a União Europeia porque, os que deveriam mante-las vivas, apenas usufruem de modo a beneficiar-se a si próprios.
    Não existem mais, num contexto geral, valores éticos e nem morais.São aplicadas, também num contexto geral, a lei de Gerson (tirar vantagem em tudo) ou, ainda, do “quem pode mais, chora menos”.

    Será que, desta forma, chegaremos a 2100?

  • Mr.Freeman

    Interessante, porém achei ele um tanto ousado em alguns pontos. No entanto, como sou adepto do “aceitar as possibilidades”, acredito que Michio comentou de maneira clara sobre a possibilidade que mais o agrada e que, aparentemente, sofre bastante influência dos materiais de ficção científica. Infelizmente de Star Trek kkkkkkkk

  • wallace

    Matéria interessante, mas prefiro um bilhão de vezes viver sem essa tecnologia toda, preferia ter vivido na numa década um bilhão de vezes mais atrasada do que hoje ou daqui pra frente. não vi essa tecnologia toda hoje ajudar a maioria da humanidade que passam fome e um egoismo tremendo da humanidade, quanto mais cresce tecnologicamente mais desumano fica essa humanidade… eca me dar nojo essa tecnologia fica com vontade de vomitar.

    • Hannah

      Eu não relaciono a miséria e a “fome-no-mundo” com a tecnologia alcançada. Antes de usufruirmos da tecnologia como hoje a temos, a fome e a menos valia humana já existia.

      Aliás a “tecnologia” inclui a otimização da agropecuária com logística de produção e distribuição de alimentos. Comida no mundo em geral era mais cara justo por ser escassa.

      O problema da fome no mundo é a exploração e a falta de respeito ao semelhante, não da “tecnologia”. Esta aliás em seu uso pleno apenas reflete uma vez mais as características daqueles que estão no poder.

    • Hannah

      “(…) preferia ter vivido na numa década um bilhão de vezes mais atrasada do que hoje ou daqui pra frente (…)”

      Vc quer dizer que preferia viver num mundo sem eletricidade, sem água encanada, sem um sistema de escoamento de esgoto, sem um sistema monetário que facilita a troca “daquilo que vc tem” [que é dinheiro e que interessa a todos] com o que vc deseja ou precisa adquirir (sem depender de escambo), sem um sistema de indústria que fabrica as roupas e sapatos que vc está usando neste exato momento…

      Sem caixas eletrônicos, sem carros para locomoção rápida, sem um antisséptico fácil de encontrar em uma farmácia caso vc acidentalmente se corte… Sem telecomunicações…

      E sem computadores e internet, que permitam vc declarar como acabou de fazer aqui?!

      Rapaz, que “blasfêmia”!… Juro que eu queria te ver vivendo, de uma hora pra outra num mundo sem isso tudo a que vc tem acesso e faz uso… Até sem perceber e sentir suas benesses!

      “Num dia muito quente só sentimos a falta do ar-condicionado justo quando ele não funciona”.

      • Bidu

        Os dois ficaram na mesma.

      • wallace

        Pena que vc não vivera muito tempo, para vc ver a miseria que esse mundo vai esta com essa tecnologia toda, só quem tem muito dinheiro e que vai poder viver bem, a população carente vai pagar uma grande preço por conta dessas tecnologia tão maravilhosa. hoje em dia você ver tudo muito bem, mas espera só o que vai acontecer la pra frente, se essa tecnologia toda vai ser boa com vc diz, a tecnologia já tirou o trabalho de muita gente e vai tirar ainda muito pode ter certeza, daqui a pouco as maquina vão fazer todo tipo de trabalho e nós vamos fazer o que? a fome vai aumentar no mundo todo e só quem tiver muito e que vai poder usufruir ai vamos ver decadência do ser humano.

        • Hannah

          Se vc tem uma visão do futuro assim tão sombria, NÃO é “uma pena que eu não vá viver o suficiente” para presenciá-lo: é uma dádiva! 🙂

          • Marcus100

            Concordo com você Hannah, não é a tecnologia o mal, mas o próprio homem, senão seculos atrás não haveria fome nem guerras. O mal é o dinheiro que gera ganância, fome por poder, tudo tem que dar lucro, o importante é o dinheiro e não o homem em si. Estas civilizações não tem dinheiro, todo mundo trabalha e todos tem acesso a tudo, tudo é compartilhado, tipo uma colmeia.
            As maquinas fazem o trabalho pesado e penoso e perigoso, com isso eles tem tempo para o lazer, pesquisas e viagens, esportes, colonização e exploração do universo. Segundo o outro diz que as maquinas tiraram o trabalho (escravo) de muitos, que cá entre nós, ganhavam uma miséria. Quando surgiu o automóvel os cocheiros que dependiam das carruagens e cavalos para viver,
            temiam o desemprego dos cocheiros, dos ferreiros e mercadores de cavalos, etc… Diziam que os carros iriam trazer muito desemprego. Você sabe que a industria automobilística trouxe muito mais empregos do que as carruagens, exemplo: Os frentistas, industrias de auto peças, pneus, borracheiros, estofados, correias, estradas, mecânica, pintura, etc…
            Tem coisas que o homem é insubstituível, vai surgir com o avanço da tecnologia muita mão de obra para cuidar delas.
            Com a exploração e colonização espacial surgirá mão de obra na qual nem sonhamos. A tecnologia de hoje é uma benção, quando menino trabalhava duro tirando água da cisterna e tomando banho na bacia com água esquentada, carregava lenha para o fogão, tudo era tão difícil que o povo tomava banho só nos fins de semana, nos outros dias lavava só os pés e o rosto kkkkkkk
            Programas só no radio, arroz tinha que ser batido no pirão, tem gente que ainda tem saudade disso. Se hoje o nosso sistema fosse o homem para o homem e pelo o homem e não o homem pelo dinheiro e para o dinheiro, seriamos bem felizes. Quando o divino mestre disse: “Amai uns as outros com a ti mesmo,” o cuidado com o outro, geraria uma sociedade sem fome, sem injustiças e feliz, pois o homem trabalharia dia e noite em prol do próprio homem, para acabar com as doenças, as limitações, a fome, etc.. Quando o divino mestre pediu isso, não era para fazer um capricho seu e sim para nossa própria felicidade como individuo e como raça (terráqueos).

    • TiagoTK

      Acredito que o problema não esteja na Tecnologia, mas sim na forma como ela é usada.
      Pode-se perceber um exemplo claro na robótica e na cibernética, quando alguem descobre/faz algo novo a primeira coisa a ser feita pelos governos e tratar de adaptar a Tecnologia para defesa e/ou ataque em guerras, depois é adaptado para se tornar lucrativo, aí bem mais tarde é que vão procurar um jeito de adaptar para ajudar o pessoal, sendo que na maioria das vezes quem criou o projeto original tinha em mente ajudar e não atrapalhar, ou exemplo é o de Einstein que muito o julgam de forma errada jogando a culpa da bomba atômica nas costas dele.
      ———————————————————-
      É a consciência, e como mudar a consciência coletivamente de forma positiva?
      Aí é que tá…..

      • mago53

        Sobrinho, só com AMOR !!! Mas é difícil numa sociedade onde a grande maio ria é cruel e mesquinha !

        • TiagoTK

          Verdade, concordo, ta faltando amor.
          Mas uma “sacudidinha” na raça humana também pode dar um empurrãozinho xD

  • Edison Junior

    Esse sr. Michio Kaku tem aparecido muito,
    Se alguém ainda tinha dúvidas é só assistir ao vídeo,
    Ele claramente faz uma apologia a implantação da NOM.
    .
    Abraço a todos…..

  • r4f4b3ml0c0

    Discordo em alguns aspectos, um formigueiro é interessante para quem estuda formigas, se formos a marte e encontrarmos um formigueiro, ele vai ser interessante, se fossem formigas gigantes com cidades e estradas vivendo em culturas diferentes dentro de um planeta, seria muito interessante, acredito que existem sondas de outras civilizações estudando nosso planeta, talvez sejamos primitivos demais para um contato direto, talvez eles não possam fazer contato. Quem sabe eles não conseguem viajar entre estrelas, pois o que dá essa possibilidade são teorias fisicas humanas, talvez não seja possivel dobra espacial, buracos de minhoca, e essas coisas todas nos quais os cientistas baseiam suas teorias, talves não existam outros universos, quem prova isso? Alguns dados de satélites e muita matemática, tudo baseado nas teorias da fisica, então temos o ponto chave da questão, se os conceitos fisicos estiverem incompletos, boa parte do que se acredita ser possivel pode deixar de ser, inclusive a possibilidade de viajar entre estrelas de forma rápida.
    Tudo é questão de tempo, tanto para um possivel contato direto, quanto para toda a fisica, só vai ser possivel ter certeza quando for possivel fazer, até lá ficamos no campo da matemática e da especulação.
    E a evolução humana para o tipo 1 de civilização não quer dizer NOM, pode ser um parlamento mundial, mas isso vai levar mais de 100 anos, temos muitos problemas que impedem isso, e que vão levar mais de 100 anos para serem resolvidos.

  • robertomoreira

    Penso que esta palestra terá e tem o seu interesse para todos aqueles que acreditam que num futuro mais ou menos próximo encontraremos ou seremos encontrados/contactados por alguma civilização avançada.

    Penso também que é uma analise um pouco quadrada,ou seja,existem 3 tipos de civilização e mais nada. Com tantas duvidas que por aí existem, como Michio Kaku tem tanta certeza disso?!

    Pode parecer algo fora do contexto mas imaginem. Hoje em dia são encontradas tribos que vivem isoladas do resto do planeta,falam a sua própria língua que ninguém entende. Isto para dizer neste mesmo planeta existe muito por descobrir e é aqui mesmo. Agora,não sabemos o que existe no nosso planeta,quanto mais descobrir nos outros…

    Achei que a palestra de Michio Kaku perdeu um pouco de sentido quando ele meteu rock and roll e futebol….Futebol? O que tem a ver futebol com o avanço tecnológico do planeta,isto pra não falar em Channel e Gucci.
    Se alguém me conseguir explicar onde isto tudo se liga.

  • 0000007

    Saber sobre nós, sem contatar. Isso parece estar sendo feito há muito tempo.
    Não há interesse por contato “civilização por civilização”, os recentes atentados na Síria, (só para exemplificar), e o vazamento de àgua radiotiva para o oceano no japão, que demonstra uma falta de previsibildade imperdoável, pela localização da usina, por sí, já demonstram em que estagio estamos. Não há método de evolução instantâneo à que se permita se transformar em um ser universal. tecnologia não consegue isso. O que pode acontecer é aparecer para dizer que em cem anos estaremos comungando com o universo, ou seja 100 anos no sistema de tempo deles, que pode significar mais de mil dos nosso tempo. Assim, a única questão é ter paciência de Buda. A felicidade virá um dia, com certeza. Ou não é isso que queremos?

  • 666Dark

    Bem, também não acredito na redenção da humanidade do jeito como as coisas estão indo. Se a previsão da grande revolta popular em todas as partes do mundo se concretizar, pode até ser que a mudança total se realize em 100 anos, mas não tenho muita certeza se vai mesmo acontecer antes de nos tornarmos escravos de verdade, já que escravos somos, porém ainda de modo disfarçado, vide impostos absurdos sempre aumentando e etc.

  • Marujo

    Resumindo o “meu resumo”.
    A humanidade já construiu e vivenciou várias “soluções” (sistemas políticos e econômicos) para garantir a sua permanência e desenvolvimento neste planeta. Vários “ismos” foram sendo adotados ao longo do tempo. Todos já demonstraram suas possibilidade e limites. Nenhum parece ter as respostas para as questões que se colocam diante dos possíveis cenários até o final do século XXI (aliás, planejamento a longo prazo, pelo menos governamental, parece objeto de censura hoje em dia).
    Na política e na economia já enfatizamos os valores da igualdade e a liberdade (deu no que deu, ou ainda está dando).
    Sem dinheiro/lucro a coisa não anda. Se mexer com o status dos mesmos também não.
    Sinuca-de-bico!
    Com a “regra” atual, o jogo não tem como prosseguir. Algo/alguém tem que mudar a “regra” ou o próprio “jogo”.
    Até o “novo” acontecer, vamos continuar nos tratando com os mesmos velhos “remédios”, que estamos “carecas” de saber que podem até disfarçar a “febre”, mas não curam a “doença”.
    Alguém se habilita?

    • Paz_i_fico

      Boa noite!

      Marujo o problema da pobreza não esta fora, mais sim dentro de cada um de nós, pois imagine que se for verdade que a Terra só comporta +/- 500.000.000 de habitantes, então para onde deve ir e o que deve ser produzido para alimentar os outros 6.500.000.000 de habitantes que já estão por aqui.
      Não tem jeito, a conta não fecha, tudo é uma questão de tempo para virar um “Deus nos acuda”. Imagine que a ONU está com uma campanha para incentivar a alimentação humana usando larvas de insetos e minhocas, fato este que saiu até no JN, eu e minha esposa vimos e olhamos um para o outro sem acreditar.
      Na Terra tudo dura um tempo, depois acaba, ou se modifica. Espero que haja mudanças para não acabar.

      Inté

    • fran

      Enquanto o homem não se conscientizar que é apenas habitante/inquilino, e não o proprietário absoluto, deste planeta, nada mudará.

      O homem vem destruindo gradativamente o planeta e, um dia, a “vingança será maligna”.
      ————————————————————————————–
      Marujo….meu caro. deixa eu te contar algo engraçado.

      Hoje, pela manhã, mais ou menos 7 da manhã, ouvi o famoso som que tantos tem ouvido pelo mundo. Fui na janela da sala, na sacada, na janela da cozinha e não conseguia distinguir de onde vinha o som. Parecia o tal “eeeeeeeeeeeeeeeeeee”. Um som muito alto e grave. Fiquei muito animada pois estava vivenciando o que muito relatam.
      Precisei sair. A casa da minha vizinha tem muros altos e um gramado enorme.

      De repente, o som voltou. Mais alto do que de manhã cedo. O meu coração acelerou e, ao passar em frente ao portão da minha vizinha, percebi que o “som do apocalipse” vinha de um potente cortador de grama.

      Lembrei, imediatamente, do blog OH e fiquei imaginando o que diriam as pessoas.
      Eu, naturalmente, fiquei muito feliz por não ter feito nenhum alarde sobre o som.
      Imagine a minha cara de pamonha.

      Abs

      • Marujo

        Mas, imagina …
        Tu não sai para investigar …
        O dia passa …
        Tu entra no OH e ….
        Matéria: “Moradores do bairro … (o teu), em … (tua cidade), solucionam o mistério do som que tem intrigado o mundo inteiro. A Senhora (tua vizinha) conseguiu, inclusive, registrar o momento exato em que um objeto, muito semelhante a um cortador de grama, irrompeu do solo e, como um míssil, subiu verticalmente, até desaparecer no céu.
        Não aconteceu, é claro, mas e vai que …
        Abraço.

        • fran

          🙂

  • Monstro Adamus

    Com efeito, mais uma vez retorno ao ÓVNI HOJE para dizer que
    TUDO não passa de especulações saudáveis, já que é
    DUVIDANDO QUE CHEGAMOS À VERDADE.
    Ainda caminharemos TATEANTES por vários séculos,
    perlustrando
    A VIA ANGULOSA DA INCERTEZA.
    Parabenizo não só os comentários dos colegas do ÓVNI HOJE , senão também o incansável trabalho do nosso grande Luís Neme, trazendo-nos as informações mais recentes.
    (postado por Monstro Adamus)

  • fran

    :):):):):):)

  • PAULINHO

    Este Dr. KAKU, não vai vender muitos livros não, ele afirma que a economia Européia e tipo 1….

    A Europa toda ta falida, o euro não resistiu!!! a união econômica européia tá agonizando…os europeus estão “roendo borda de pinico”

    O dólar americano predominou novamente, a economia tipo 1, é a economia dos países emergentes, tem um país emergente que conhecemos bem, cheio de tupiniquim que gosta de correr atrás de uma bola de futebol, Futebol esporte tipo 1????? desde quando?? A formula 1, tem menos técnologia que futebol??? e a moto velocidade? que tem que integrar atleta e máquina como se fosse uma coisa só!!!

    Pessoal este Dr. Kaku, fumou uma “perna de grilo” só pode!!!kkkkkkkkkkkk

    Abração a todos nós dos países emergentes, que acham que telefone celular e automóvel de luxo da “status”!!

  • DARKBIRD

    Michio Kaku pode estar certo em relação ao tipo de civilizações que existem no Universo.
    Mas andei pensando que,se a energia é o motor que move uma civilização,enormemente destacada a sua importância,pode ser que não se precisa absorver a energia de estrelas,planetas ou galáxia inteiras para sobreviver.
    Pode ser que exista uma energia ”pura”.Uma energia que não polui o meio em que vivemos,fornece uma enorme quantidade de energia,e que é quase inesgotável.
    E energia pura pode ser observado em vários casos de óvnis ou documentos que dizem que os óvnis se movem usando uma fonte de energia pura que acabaria com todos os conflitos que acontecem aqui na Terra por causa do consumo de energia não-renovável,isto é,esgotável.O petróleo,gás e outros estão incluídos nesse grupo.
    Se descobrirmos a existência de uma energia pura,esse acontecimento simplesmente vai mudar o destino da humanidade.
    Talvez não precisaremos construir instalações gigantescas ao redor do Sol,da galáxia ou mesmo do nosso planeta para gerar energia.
    Pode ser que,por esta razão que não vemos estruturas ao redor de estrelas distantes ou galáxias,pois as civilizações que vivem nelas descon=briu uma forma de energia que eliminaria a necessidade de construir instalações gigantescas.