Astrofísico diz que primeiros sinais de vida alienígena surgirão nos próximos 20 anos

Ouça este artigo...
Tempo de leitura: 3 min.
Edwin Bergin: “…há esperança de uma detecção verdadeira nos próximos 20 anos“. (FOTO: Leonardo Wen/Folhapress )

A Folha de São Paulo publicou ontem (17) uma entrevista com Edwin Bergin, que trabalhou para o Instituto Smithsoniano de 1995 a 2003, e hoje é professor associado na Universidade de Michigan.

Bergin é um dos maiores especialistas em astrobiologia, que é o ramo da ciência que procura por sinais de vida extraterrestre.  Ele esteve no Brasil para participar de um curso do Observatório Nacional, no Rio de Janeiro.

Leia abaixo entrevista de Edwin Bergin por GIULIANA MIRANDA:

Folha – O sr. acredita que nós estamos próximos de encontrar o primeiro sinal de vida fora da Terra?
Edwin Bergin – A inferência de biologia em outro planeta irá levar algum tempo.
Hoje, se nós olharmos para outro mundo, em torno de uma estrela diferente, podemos dizer se achamos que ele é habitável. Com isso, queremos dizer que, se o tipo certo de planeta, um mundo rochoso, está na distância certa de uma estrela semelhante ao Sol, então as condições são perfeitas para ter água líquida na superfície.
Essa é uma inferência que agora precisa de confirmação. Por esse caminho, eu acredito que nós estamos próximos de inferir a possível presença de vida.
Com a próxima geração de telescópios que estamos tentando construir, há esperança de detectar a presença de água e de ozônio, que é um traço de oxigênio molecular. Na Terra, ele só é fabricado pela vida. Então, há esperança de uma detecção verdadeira nos próximos 20 anos.

Extremófilos [seres que se desenvolvem em ambientes inóspitos na Terra] são um dos mais importantes objetos de estudo da astrobiologia. Por que eles são tão importantes?
O fato de a vida na Terra ter encontrado maneiras de se adaptar e de sobreviver em ambientes extremos nos dá esperanças de que a vida possa ser igualmente versátil em outros lugares e que também possa estar presente.

A astrobiologia enfrentou um sério problema de credibilidade com a desastrada apresentação da “bactéria ET” da Nasa. O que deu errado ali?
Como cientistas, nós desejamos interagir com a esfera pública e dividir nosso conhecimento. A Nasa realmente faz um trabalho fantástico nesse sentido.
A ciência aceita a discussão e a argumentação sobre novas ideias. Isso é parte do processo mas, às vezes, é algo bagunçado. Quando isso acontece na esfera pública, torna-se ainda pior.
Quanto à divulgação específica da “bactéria ET”, eu me lembro de um comentário de um colega, que dizia que “alegações extraordinárias necessitam de evidências extraordinárias”. Talvez teria sido bom esperar mais.
Por outro lado, houve o excelente trabalho de continuidade que foi feito para explorar essa questão em detalhes.

O sr. teorizou que a água pode se formar rapidamente e em abundância na superfície de um planeta jovem e, depois, agir como um escudo protegendo o novo planeta da radiação estelar. Como isso funciona? Seria o suficiente para o desenvolvimento da vida?
Os planetas nascem em um disco rico em gás perto de suas estrelas. Ao longo da última década, nós aprendemos que o vapor d’água é muito abundante em discos pré-planetários jovens. A formação é tão rápida que a água poderia sobreviver na superfície do disco.
A implicação disso é que o vapor d’água pode proteger outras moléculas debaixo dele e permitir que elas se formem. A analogia para isso é a camada de ozônio da Terra, na qual o ozônio protege o planeta de raios ultravioleta.
Agora, quanto à vida, nesse estágio nós estamos discutindo apenas a formação de moléculas orgânicas simples que um dia podem ser incorporadas à biologia de algum ser, então isso é mais uma questão sobre o que acontece com a química antes de os planetas nascerem.
O quanto dessa química é preservado nos planetas jovens ainda permanece incerto. Nós acreditamos, porém, que a água foi formada em algum outro lugar e depois fornecida à jovem Terra. Então, nesse sentido, estudar a água no espaço é estudar a nossa própria origem.

O Brasil tem feito um bom trabalho na astrobiologia?
A comunidade é pequena, mas está crescendo. A importância é mesmo começar a incentivar a intercomunicação entre vários campos científicos, o que é difícil às vezes.

-por Giulinana Miranda

n3m3

Fonte: www1.folha.uol.com.br

Colaboração: Carlos de Abreu, Phlavious

astrobiologiaEdwin BerginextraterrestreOVNI Hojevida alienígena
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (26)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
    • zizu

      Está sendo muito otimista! Daqui a 20 anos estaremos na mesma situação de hoje, continuarão as mesmas especulações, mesmas dúvidas, mesmas certezas etc…. voçês vão ser se não será assim

    • Jeuka Harus

      Informação a conta gotas. O Instituto Smithsonian foi criado para promover o avanço do conhecimento científico. Eles tem potencial para expandir as fronteiras da ciência a territórios inexplorados.

    • Cel.Cético

      Por que seria desinformado ? Porque você acha que alguma entidade malévola reptiliana está escondendo da humanidade a verdade sobre tudo ?

  • Celta

    Está tremendamente atrasado, fora da realidade, dormindo.

  • Vergilio Silva

    Bom dia pessoal!! e minha opinião; eles já tem os primeiros sinais de vida alienígena assim como as resposta ; só não iram falar: tem muito tempos e muito sinal já foram matado e recebidos para o espaço acho que da década de 50, não tenho certeza tenho a internet aqui em casa uns 15 anos +- com ela já tirei minha duvidas de muitas coisa a 15 anos eu nem sabia que tinha o programa SETI; acho que a as inforcao de que chegar as pouco tipo daqui a 20 me Desculpem meus erros de Português!

  • elsonSCCP

    Blah blah blah

    • César David

      Chega soar como uma piada para nós que já sabemos a resposta há anos.

      • LuaPequena

        Idem Caríssimo Cesar! Grande abraço!

        • Phlavious

          Oi Lua!

          Ás vezes sou muito relutante em comentar aqui no blog, afirmando algo que desconheço. Tem muita gente que estuda e se dedica a estas questões e acho que temos que, no mínimo, respeitá-las.

          Vamos acrscentando conhecimento naquilo que dominamos!!

          Valeu pelo coment no meu outro post!

          • LuaPequena

            Boa tarde Phlavious!´Você tem toda razão em dizer que devemos respeitar as pessoas entendidas no assunto,mas não custa darmos, também a nossa opinião,mesmo que não seja especializada.Afinal, uma vírgula aqui, um travessão ali , um ponto acolá acabamos formando uma frase completa,que pode vir a acrescentar algo ao quebra-cabeças que tentamos montar. Grande abraço meu caro!

    • LuaPequena

      Idem,querido Elson!Abração!

  • Murdock

    É melhor acreditar em gente que diz canalizar mensagens de Pleidianos, gente que acredita que há uma guerra entre Americanos e Ets la na Antartida, gente que acredita em Lagarto vestido de gente, do que acreditar em cientistas que estudam e trabalham buscando sinais? Acreditar em datas de fim do mundo, datas para contato?
    A ufologia está sendo desmoralizada por gente que mistura esse misticismo com Ciência!

    • ams

      10!

  • ams

    Até chegar o momento do desacobertamento, por uma razão ou outra, ou alguma raça se apresentar formalmente a nós, também com umas ou outras intenções, alguns de nós continuarão com as suas “previsões”. Assim, pode-se dizer qualquer coisa. Ouve quem quer, aceita ou duvida também quem quiser.

    • BaallBeck

      Concordo plenamente com vc AMS… Alguns dizem que só acreditamos quando a mídia nos informar… É baboseira, confiarei (pois ja acredito) quando formalmente nos forem apresentados. Fora isso ainda estou na espera… E por favor que nao demorem tanto… rs.

  • clark

    ate la vamos ficar vendo luzes no ceu

  • 666Dark

    Isso é que dá ficar infurnado em um observatório sem sair nem para comer!! Coitado, não sabe de nada.

  • spiritty

    Boa Noite

    A cada reportagem que vejo aqui e em outros sites eu fico mais cabreiro.
    pois ja vi em alguns sites que……
    1 – O EUA capturou et’s e os mantem prisioneiros na area 51.
    2 – O EUA tem et’s trabalhando juntos na area 51.
    3 – O EUA tem ovni’s acidentados e capturados na area 51..
    4 – UM monte de espertinhos por ai dizendo que mantem ou mantiveram contato
    com et’s e nenhum deles teve a capacidade de pedir um endereço ou simplismente
    pedir para qual lado devemos olhar.
    Poxa porque gastar bilhoes em mandar uma maquina ate marte para detectar vida
    gastar bilhoes com telescopios procurando outros planetas.

    Não seria mais facil para os et’s nos darem sinal de onde é seu planeta
    e apartir dai nos olharmos para eles e nos acostumarmos com eles.
    to de cara.

  • Mariana Takahashi

    Vida microbiana nao deve levar tanto tempo assim… o mas depois que acharmos, o que fazer?

  • heida braga

    ESSE COITADO ESTÁ ATRAZADO UNS 50 ANOS NO MINIMO.COMUNICAÇÃO COM ETS JA ACONTECE HA MUITOS ANOS.E PROCURAR VIDA LA FORA NAO PRECISA ,ELES JA VIVEM ENTRE NÓS.