A última entrevista com o Coronel Uyrangê Hollanda Lima sobre a Operação Prato

Tempo de leitura: < 1 min.

Para os que ainda não ouviram falar da Operação Prato, ela foi uma ação realizada pela Força Aérea Brasileira de 1977 a 1978, com o objetivo de observar e registrar estranhas manifestações relatadas pelos habitantes do município de Colares.

O Coronel Uyrangê Hollanda Lima, que na época da Operação Prato era Capitão, dizia que, apesar de crer na possibilidade de vida extraterrestre não acreditava ser esse o caso dos registros visuais em Colares.

Contudo mudou radicalmente a sua opinião durante o tempo em que esteve na região, pois teria visto, filmado e fotografado OVNIS sobrevoando a cidade, próximos aos locais onde sua equipe estava instalada.

O comando da Aeronáutica oficializou o término da operação após quatro meses e ordenou o regresso da equipe. Porém o capitão disse que tentaria investigar ainda por conta própria.

As luzes continuaram a ser vistas em Colares por algum tempo mas não com a mesma intensidade e casos de vítimas das queimaduras não foram mais registrados.

Uyrangê Bolívar Hollanda Lima foi encontrado morto em sua casa na Região dos Lagos no Rio de Janeiro dois meses após a entrevista ser dada.  Ovniólogos/ufólogos que ficaram amigos do militar afirmam não acreditar que ele tenha realmente se suicidado, lançando suspeitas sobre uma conspiração de assassinato.

Todo o material registrado pela sua equipe durante a Operação Prato ficou em posse da FAB, que só começou a liberar os arquivos ao público em 2008.

Veja o vídeo da entrevista:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=aoZi-okFVFs

Fonte do vídeo e informações: DocLottaLove

n3m3

Colaboração: Carlos Wendel

EntrevistasOvniHojeVídeos
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (50)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • Realista

    Eu que upei esse vídeo no YouTube 😀 JuniorXFX é meu user, acredito nesse fenômeno que ocorreu em 1977, infelizmente o Coronel Hollanda não está aqui para continuar contando sua experiência na Amazônia, poderia estar ajudando a conseguir liberar os materiais que a FAB não liberou, como vídeos e outras fotos (sendo que algumas fotos podem ser encontradas na internet), mas o importante é que ele revelou o ocorrido e nós estamos informados, a sua morte ainda é um mistério, embora eu não acredite que ele tenha se suicidado.

    abraço a todos

    • Aprendiz - Realista

      Agora ta corrigido, o vídeo que antes estava no meu canal pertence ao DocLottaLove, que faz um grande trabalho editando e disponibilizando vídeos sobre ufologia, recomendo que visitem o canal DocLottaLove, tem muito conteúdo bom para ser visto.

      Att

  • ARNALDO SALLES

    Eles tem conhecimentos que existem esses invasores, porem não explicam NADA daquilo que não sabem. O que poderiam nos revelar? Que realmente houveram invasões de ovnis em Colaris? Disso todos nós já sabemos. Então eu fico aqui pensando, DEVERIAM LIBERAR O MATERIAL, mas afinal, QUE MATERIAL? Material que levaram um tremendo “OLÉ” dos ovnis em Colaris? Só se for isso, porque o que mais poderiam nos informar? Aliás, a pergunta deveria ser outra, O QUE VOCÊ GOSTARIA DE OUVIR? Eu acho que deve ser isso.

    • Marujo

      Arnaldo, e as horas e horas de gravações/filmes realizados … e os relatórios escritos? Sabemos da história, o que a FAB liberou (além do que reportou a revista UFo). Como em outros registros, valorizo a fonte, as circunstâncias …. a “moldura do quadro”! O homem era capitão da FAB (à época), e por esta Instituição foi incumbido de investigar o quê ocorria por lá. Chegou, em busca de “guerrilheiros”, começou a entender e reportar coisas que “eram de outro mundo”. Foi apeado de sua função, e proibido de se pronunciar a respeito de suas conclusões (típico daquela época). Passado o tempo, o cara reaparece, já na reserva, em “$$$egurança” (se é que me entendes), e dá uma entrevista, falando o que ele achava ser sua obrigação, não mais de militar, mas de cidadão, mero ser humano. Algum tempo depois, o suicídio (e mesmo a revista UFO acredita nesta hipóstese). Nada mais foi publicado (?). Fosse um filme, eu não daria o “caso” por encerrado. Após meio século, não acredito em suicídios causados por motivos passionais/pessoais/financeiros/etc, praticados por quem, antes, tenha se prestado à entrevistas como à que o Coronel ofereceu. Você e eu conhecemos estórias assim, de gente que se suicidou com o cinto, a meio metro do chão, em uma cela, lembra? Apenas para corroborar o meu sentir (100% teórico-cospirador), trago, como comparativo, o teu próprio testemeunho. “Mutatis mutandis”, a credibilidade do que é dito está nos olhos de ambos. Não posso negar isso. Acho que ambos são casos em aberto, com a exceção da tragédia ocorrida no primeiro (felismente não o teu!). Um abraço!

      • ARNALDO SALLES

        Tudo bem, concordo, mas aí seria uma investigação criminal. Agora a respeito dos eventos ocorridos na ilha, eu não tenho a menor dúvida de que ocorreram de fato, os nativos locais foram firmes em seus testemunhos e os militares estiveram envolvidos até os dentes com os fenômenos que deram um tremendo “OLÉ”, como sempre, e com muita diplomacia. Os extraterrestres não são tão nocivos, pelo que parece, pelo menos esses. Gostaria de ver os fundilhos das calças de alguns soldados que estiveram frente aos ovnis gigantescos. A coisa não é brincadeira. Quem fica em uma situação dessas, se borra com certeza, pois não sabe o que vai acontecer. É evidente que as fotos e filmes seriam o filé das provas, mas mesmo sem elas não há como desacreditar. Este é um dos maiores acontecimentos no Brasil de fenômenos UFOs. ESSA MATÉRIA É ANTIGA MAS DEVE SER LEMBRADA SEMPRE. PARABÉNS AO N3m3, e ao blog OVNIHOJE. EXCELENTE SEMPRE!!! Assim vale a pena. Muito boa a matéria que mostra para aquele que está iniciando no tema ovniologia que o asunto é mais sério do que se imagina.

    • ARNALDO SALLES

      Desculpem essa falha. O nome correto do local é COLARES. Escrevi errado no comentário acima. Mas deu para entender. Tambem erro meu povo.

  • Forest da Vinci Gump

    Mistérios !!!

  • okan

    Eu considero este o melhor caso ufológico brasileiro (quem sa mundial), pelo número de testemunhas atingidas em Colares-PA. Há repórteres que apesar de não terem visto o ocorrido, colheram muitos testemunhos além de indiscutíveis fatos relatados por Médica local. -> Link Bem interessante do canal History: http://www.youtube.com/watch?v=XDzIHk1sA_8

    • Drica

      Também Acho Okan!
      Acho a morte dele muito esquisita…

      • okan

        Oficialmente, suicídio. Enforcamento na cabeceira da cama!? Nem bebado conseguiria tal façanha.

        • tonygalletti

          Pesquisem na net e verão que o primeiro a morrer foi Forrestal. Quando toda a lama envolvendo governo negro e os alienigenas começou. Forrestal queria a qualquer custo revelar ao povo americano sobre esses acordos.

          Foi morto também envolvendo esse método de enforcament. A CIA pensa que somos idiotas. Todos os pesquisadores sérios sabem quem é o político envolvido nessa exodiplomacia negativa encarregado dessa manipulação e acobertamento.

          Pra bom entendedor meia palavra basta.

  • carlos.s.

    Para mim o ocorrido no Pará, foi um caso “descarado” de coleta de material genético…preocupa-me o propósito…abraços…

    • fiveluz

      A mim também, pra mim estavam buscando imunidades ou como fazem pra obter o soro-antiofídico, injeta em animal de grande porte, no caso o cavalo e obtem-se o soro que salva muitas vidas.
      O então estão fazendo que um vírus ficasse encubado até ser ativado aí então é só disparar na hora certa.

  • fiveluz

    Este assunto é TABU na FAB, como o de Varginha e apesar que muitos destes Militares estão vivos e guardam este assunto como se fosse um VIRUS, um Falecido Major do Exército Brasileiro/SNI, de nome Antonio Octacilio Tomanik, me disse que houve sim o contato direto do Cel. Holanda com seres. O que foi conversado é sigilo eterno. Vide exemplo sobre os documentos sigilosos que aos poucos vão sendo liberados. http://www.ppghis.ifcs.ufrj.br/media/Documentos%20secretos.pdf
    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/aeronautica-faz-pento-fino-em-documentos-sigilosos, entre outros.
    E mais, ele citou o desaparecimento de pelo menos 10 crianças e um motorista de transporte escolar, em uma cidade da Floresta Amazônica em Rondônia. Infelismente este assunto não tem em nenhum site citando o ocorrido, se alguém souber deste caso nos informe por favor.
    Estou tentando localizar um homem que viveu nesta região. Quando souber de algo voltarei ao assunto.

    • Marujo

      Fiveluz, meu filho, “coisa-mais-di-boa-lhe-ouvir”!
      Vivemos, aqui, a garimpar “objetos-voadores-não-identificados”, avistados alhures. Sobre eles tecendo julgamentos à distância, com base no pouco que nos é oferecido (Neme, nada contra, tudo a favor). Mas, que droga, é o que temos (como pesquisadores indiretos). E não é que aqui mesmo, em nosso próprio território, um oficial capitão recebe, da FAB, a missão de investigar possível movimento guerrilheiro (um “Inquérito Policial Militar” – era disso que se trava a missão do homem) e, durante seus trabalhos, acaba por concluir, com base em testemunhos colhidos dentre os ilhéus, observações diretas, fotos e filmagens, que a causa das ofensas físicas, infringidas àquela população (fato corroborado pela médica local) só podia ser exlicado a partir de uma manifestação extraterrestre. Mas, bahh, tchê! Tava tudo alí, não fosse o “não tava”. Deu “Roswellite na cabeça”. Tão logo o Capitão entregou seus primeiros relatório e arquivos, foi-lhe dada a ordem de abandonar o terreno (pq não tinha guerrilheiro? pq tinham visto o que não deviam? ou, ainda, simplesmente pq viram o que não queriam e, o que viram, “devia” ser repassado a autras esferas? nunca saberemos.). Daí, pra frente, nada sabemos mais (quem se atreveria a peguntar, na época dos “Anos de Chumbo”?). Mas o capitão reaparece, como Coronel, aposentado (bem-$ervido, $e é que me entendem), e concede uma entrevista, tentando revelar o que não foi revelado, em relação à tal “Operação Prato”. Passa o tempo, e temos o suicídio do Coronel. Até a UFO explica as causas, para tal ato extremado, como sendo do tipo emocional/passional/existencia/particular ou etc. À distância, acho difícil acreditar nessas hipóteses (mas não impossível). Quem assiste ao vídeo do Capitão/Coronel há de concordar que ele não aparentava o perfil típico do indivíduo que, por tamanha depressão, estva prestes a atentar contra a própria vida (mas, quem sabe, né?). Fosse um filme policial, não daria por concluído. Vwm por aí 2ª, 3ª parte, na certa. Como disse, um dos maiores casos, envolvendo a casuística ovni, ocorrido aqui nas “nossas barbas”, permanece inconcluso. É o que penso, amigo Fiveluz … Abraço!

    • melias

      Olá fiveluz;

      Dentro da FAB já foi perigoso falar sobre a operação prato, um verdadeiro tabu; Mas o que eu sei de fonte segura é que houve sim algum tipo de “conversa” com 2 tripulantes das tais máquinas, e o teor da conversa JAMAIS será revelado completamente porque é coisa feia mesmo.
      Mas o que me deixa P*** da cara é saber que o Cel Hollanda revelou isso a alguns pesquisadores, mas jamais foi divulgado.
      Informação colhida por mim diretamente de oficiais da FAB.

      Abraços!

      • Bonet

        Oi melias,
        vc é ou foi militar da FAB?

        • melias

          Olá Bonet;

          Sou filho de oficial da FAB e fui piloto de linha aérea.

          Abraços!

      • tonygalletti

        Então esse tripulantes eram militares dos EUA. E as máquinas deveriam ser dos Greys.

  • Jornalista

    Se alguém quiser, saber oque houve em varginha é fácil, descubra onde esta enterrado o P2 Marco Chereze, dos bombeiros vá durante a madrugada lá pelas 2 as 3 da matina, viole a sua tumba, roube pedaços de algum material, que possa ser analisado que comprove contaminação por vírus não conhecido e depois, envie para um laboratório de sua confiança, e mande fazerem tais analises no material. Será difícil a pessoa descobrir quem durante a matina atacou o cemitério até porque no máximo não tem jeito de ficarem de olho em vários lugares ao mesmo tempo ainda mais num cemitério rsrs…
    Ah talvez o MI6 (serviço secreto britânico) tem haver alguma coisa com isso, até porque desconfio que os tais Homens de Preto, podem pertencer aos Ingleses e não aos Norte-americanos como todos nós pensamos. Só assim para explicarmos a suposta existência milenar de tais indivíduos que aparecem para intimidar testemunhas de OVNIs desde a antiguidade!

    abraços aos amigos
    e colegas do blog!!!

    • ARNALDO SALLES

      O tal P2 teve uma infecção violenta rapidamente após tocar no ser estranho visto pelas três garotas. Eu em um dos meus vídeos comento sobre essas possibilidades desses invasores trazerem elementos desconhecidos para a Terra, tais como vírus, bactérias, radiações ou outras coisas que desconhecemos. Ovnis não fazem quarentenas como nossos astronautas. E a prova dessa idéia foi essa do P2 que foi detonado e abafado o caso.

      • duarte

        Ola , sou da PMMMG e o P2 Marco Chereze ,não era Bombeiro ele era da PM e quanto ao seu corpo foi caixão lacrado e uma informação extra oficial é que no caixão estav outro corpo de um indigente … na intranet PM , ate uma semana antes da record tv exibir um especial do et de varginha , sómente oficiais superiores tem acesso a ficha pessoal e dados do militar e não foi só eel que morreu morreu um CB Bopmbeiro e 2 alunos da ESA e o caso do Urange seu filho depois que ele morreu ficou com medo e disse que todas as fotos foram manipuladas que tudo pe coisa da cabeça de seu pai , por medo …

  • silvano

    Algumas coisas me chamam a atenção:
    Se o assunto foi tão alardeado na época por que é que o repórter Carlos Mendes + o fotógrafo, que para lá foram, não esmiuçaram o caso? E fotos… por que não tiraram.
    Ou melhor… que material tem o tal de Carlos Mendes sobre este caso ?
    E o implante do Hollanda? Por que é que não se buscou um meio mais “moderno” de averiguação para isso? Por que não ezumam hoje o cadáver dele na busca do tal implante?
    E outros militares aposentados que estiveram lá, juntamente com o Hollanda… por que não aparecem para melhores esclarecimentos?

    • joaqmarc

      Acorda Silvano. A “coisa” não é tão simples assim. Pelo que tenho lido levaram maquinario para foto e video, mas é bom lembrar que era decada de 70 , filmes e fotos com negativos. Tudo isso foi tomado deles. Hollanda só falou porque tinha cacife pra isso. Quanto aos outros que vc cita, coitados.

      • Jornalista

        Concordo com você, até porque numa edição do antigo Linha Direta da TV Globo passaram, sobre este caso e nas entrevistas teve gente, alguns outros membros do exercito de patente menor ao do Coronel, que relataram que após o fim do período das pesquisas em Colares chegaram jeeps e algumas conduções do exercito americano, e falaram que dali eles assumiam, e pegaram a maioria dos registros do Exercido brasileiro!
        Digo mais ainda toda vez, que a muitos militares envolvidos em operações secretas em determinadas regiões, após um tempo todos são transferidos para unidades diferentes e pra lugares distantes como exemplo ressalto os envolvidos no caso Varginha a maioria ninguém mais sabe onde foram parar, os militares que integraram a operação que terminou com o resgate do OVNI e dos ETs seus tripulantes naquele dia em 1994!

        Sayonara!!!

        • joaqmarc

          Na entrevista, por sinal eu vi na tv há muitos anos, ele fala quanto ao material fotografico e filmagens inclusive um material dele que foi requisitado pelos superiores.Eles, que lá estavam, com toda a experiência tremeram nas bases, imagina eu como não fiquei. Treme mesmo, companheiro. A “coisa” é bonita mas transmite medo, medo do desconhecido, medo por nao saber o que vai acontecer, como ele bem disse na entrevista. Uma outra coisa que ele citou e que eu tambem tive a mesma impressão é que eles sabiam que o alvo estava alí, naquele lugar, e que se o alvo não está a vê-los eles provocam o contacto.
          Leia e releia.
          Abrçs.

      • silvano

        Joacmarc… Vc anda assistindo muito filme americano.
        O que mais me irrita nessa história de UFOS e ET’s é que as pessoas que “tem a chance” de mostrar algo esclarecedor, embora sejam exímios profissionais, aparentam sim, ser muito displicentes.
        A desculpa é sempre a mesma… “o exército veio e confiscou tudo”.
        Me poupe, joacmarc. Se vc tirar uma foto esclarecedora e daqui um mês vier o exército e te procurar… vc entrega máquina, fotos originais, pendrive, computador… depois sai falando que o exército te deu uma dura e tomou tudo?

        • joaqmarc

          Olá Silvano, respeito seu ponto de vista mas há de se considerar : a época, a hierarquia que naquele tempo era mais severa e coisa mais possíveis.
          Abrçs.

    • ARNALDO SALLES

      Alguns reporteres são convidados, sutilmente, a ficarem calados. Não sei se foi o caso desse episódio, mas quando o bicho pega de verdade as regras surgem do nada.

  • Pedro_73

    Eu nasci e sempre morei em Belém do Pará, menos de 200 km de Colares. Na é poca do ocorrido eu tinha 6 anos, meus pais e pais de meus amigos não nos deixavam ir sozinhos pra rua a noite por causa do “Chupa Chupa”. Eu lembro que todos tinham muito medo: adultos e crianças. Ainda hoje ouço relatos de avistamento de ovnis na região!

  • ycatu

    O coronel Holanda foi chamado ao seu comando e comunicado que a Operação Prato estava suspensa. – Por que, chefe, perguntou o oficial. – Ordens superiores. Mas se o senhor quiser continuar pesquisando por conta própria, nada a opor. Eu continuo me perguntando: Por que? Que superiores? Os americanos? Por que o oficial morreu? Onde estão as fotos e os filmes? Por que não liberam logo tudo? Estão com medo de que?

  • ju

    taí a explicação para o acobertamento: quando a pessoa é séria e tem reputação ilibada, sabe muito sobre esse assunto e resolve compartilhar com o mundo o que presenciou e as experiências pelas quais passou, ela é suicidada. terráqueos…

    • ARNALDO SALLES

      “SOMOS OS SERES MAIS PERIGOSOS DO UNIVERSO”. (afirmativa extraterrestre).

      • joaqmarc

        Arnaldo, leia a resposta que dei ao Silvano no dia 23 as 20:25
        Abrçs.

  • No surrender

    Pedro, pelo que sei a Ilha de Colares pela estrada fica a cerca de 70 Km. Já em linha reta a distância é bem menor. Os ataques do “Chupa-chupa” em Colares colocaram os arredores de Belém em pânico geral, houve contatos nessas áreas isoladas pelos relatos. Lembro bem desses rumores.

  • Glaucco

    Sou um grande fã do Col. Hollanda, pois serviu a sua patria de forma ímpar e contribuiu para os estudos ufológicos. Caros amigos, acredito que só há uma forma de o governo e os militares liberarem as fotos e os videos da operação prato. Nós somos micro-particulas, porém quando juntas nos tornamos uma imensa e pertubadora célula. Temos que pressionar o governo através dos canais midiáticos que estão ao nosso alcance (Internet). Incito aos amigos que elaborem artigos, videos e pesquisas na área apreciada neste site (ufologia e derivados). Principalmente, se resgatarmos os eventos acobertados pelas forças armadas, pois estes casos ganham mais referências substânciais para a sociedade ufologica e a grande massa. fomento para os amigos leitores que façam uso das mídias sociais para abordar suas inquietudes e juntos brindar a sociedade com acesso as informações. Acredito que a lei que regulamenta acesso ultra secreto destes documentos já caducou, pois já se passaram 35 anos, mas isto já entrariamos em parâmetros Arquivísticos… Cabê a nós a partir das mídias sociais mover ações “democráticas” ao nosso favor.

    • ju

      Você tem toda a razão Glauco. O Coronel Hollanda contribuiu demais ao deixar registrada essa entrevista, pois, se alguém tinha alguma dúvida, deixa de ter ao ver a segurança e a tranquilidade com que ele relata sua experiência. Bravíssimo Coronel! Aonde quer que esteja, que esteja bem! Bravíssimo também ao Neme e aos que conseguiram disponibilizar o video pra gente!

  • No surrender

    Gostaria de ressaltar que a atividade OVNI permanece ocorrendo de forma velada nos arredores de Belém. Essa atividade eu diria que é prejudicial.

    • melias

      No surrender;

      Poderia nos detalhar mais sobre isso?

  • joaqmarc

    digo, ‘a Jornalista.

  • Hannah

    Observando os relatos aqui, me pergunto se a região norte do Brasil por acaso é [um dos] território(s) de ETs e exatamente por isso esta região não se desenvolve, como o centro-sul do país. Será que a “coisa feia” (citada aqui por alguém) significa que a população nortista é de propriedade científica desses ETs (como animais de laboratório), enquanto os que ali vivem pensam ser cidadãos brasileiros? E os governos do mundo sabem disto, inclusive o nosso?!

    Será o planeta Terra um loteamento de raças extraterrestres cujas “jurisdições” se espelham no desenvolvimento dos povos, em suas respectivas “áreas de domínio”?

    • bea

      Hannah, susa palavras recordou-me um relato que ja ouvi, de um amigo da região nordeste, morador de campina grande-pb.
      Ele contou que por trabalhar numa lanhouse, naquele dia teve que ficar até por volta das 01 da manha do dia seguinte, por conta de uma competição entre meninos de um jogo online.
      Na saída, ele, e o sobrinho (de 06 anos), ambos caminhando até sua residencia, sentiu, pressentiu, não sei ao certo, algo atras deles, então virou-se e viu uma luz, azulada. Disse ele, que a principio achou que fosse uma brincadeira de alguém, com algum tipo de holofote, mas em segundo momento notou que a luz não vinha em linha reta, abaixo, ou pouco mais acima, mas do céu, de cima..
      …estava parada, apontada para o chão, um pouco distante deles.
      Assustado, apressou o passo, e olhando para trás percebeu que a luz apressou tbm , e bem mais rápido em sua direção.
      Desesperado começou a correr arrastando o garoto, que só chorava sem entender a situação.
      Por achar que não conseguira ficar muito mais tempo “fugindo”, saltou em cima de um muro baixo, de uma casa nas vizinhanças.
      Disse ele, ainda, que a luz desacelerou , mas seguiu em frente, sem insistência. Não havia som de qualquer espécie.
      A estoria parece fantasiosa, não fosse o menino que confirmou, e ainda chora qdo fala..
      Fiz algumas perguntas, do tipo, vcs tem noticias de desaparecidos na região? sabe se desaparecem animais? Ele respondeu que deve sumir como em qualquer outra região, e que não sabe se lá os “sumiços” estão acima da média.
      Sendo assim Hannah, acho que não só a região norte, mas no nordeste tbm tem ocorrido coisas muito estranhas.

      • Hannah

        Olá, béa!

        Por causa deste artigo do Uyrangê Hollanda fiz uma rápida releitura no livro “O Portal ¬ Contatos Alienígenas ¬” do autor José Guillherme Raimundo [Ed. Madras]. E não apenas observei, como em uma das páginas este autor foi bem claro em discernir as casuísticas em todo o Brasil, apontando as áreas Norte, Nordeste e Centro-Oeste como havendo influência de alienígenas hostis, em comparação às regiões Sudeste e Sul como sendo de alienígenas benévolos em suas interações com pessoas contatadas.

        Revi certas anotações minhas feitas à época, inclusive tendo desenhado o “loteamento ET” no “mapa do Brasil” estilizado por mim a fim de resumir tais explicações do autor.

        Quero dizer que não se trata apenas do povo norte/nordestino, que são os predestinados (ou quase) em suas vidas, mas sim os demais povos da Terra. Repare que entra década e sai década, o quadro mundial não se modifica muito sócio-economicamente, apesar das tentativas humanas. Sob nossa perspectiva, há explicações históricas e políticas para “entender” as situações contextuais. Mas sob um ponto de vista mais amplo, visto de longe como um todo, não parecemos ser de fato o que a princípio pensamos: seres soberanos em nossas escolhas, donos de nossos destinos. Somos em última análise: predestinados a exercer certas funções sob vontade de seres inteligentemente superiores. A grosso modo eles são os “deuses-cientistas” e nós, suas “criações-cobaias” e a Terra por sua vez é um grande laboratório [propositadamente construído] onde a criação da vida é possível em larga escala de variação. A propósito, sempre considerei certas áreas naturais da Terra, principalmente o Pantanal Mato-grossense e a Floresta Amazônica em toda a sua extensão como um grande laboratório, santuário da vida. Sei que uma visão dessas fere muitos dogmas religiosos, mas trata-se de apenas uma opinião que tive a respeito, baseada no muito do que já li. Uma suposição factível, até.

  • fiveluz

    N3m3. Acho que seria interessante retornar este assunto. Se deixar este assunto para discussões, creio que alguém que participou da operação vai dar noticias por aqui.
    Que você acha?

  • ycatu

    Olá, NeM3!
    Pergunto se não seria possível acionar a Sociedade Civil a fim de se criar uma “Comissão da Verdade sobre Ovnis”- junto à Presidência da República e Congresso Nacional – que apurasse a existência documentada
    oficialmente de aparecimentos desses objetos no espaço aéreo brasileiro, mas que tomasse depoimentos de pessoas confiáveis, também. E que, de posse dessas apurações, se abrisse um debate a nível nacional, para conhecimento de todos os brasileiros. Em seguida fosse feito um relatório publicado, e levado ao conhecimento não só da sociedade brasileira mas aos povos do mundo inteiro.E que os documentos levantados fossem guardados no Arquivo Nacional. (Os documentos!) Essa é minha opinião. Não adianta a gente ficar aqui só comentando os casos – é muito bom para nós que nos interessamos pelo assunto – mas é fundamental que todas as entidades que exploram o assunto se mexam e mexam com os habitantes do Planeta! Por que não?

    • n3m3

      Possível seria. Contudo, essa Comissão deveria ter pessoas focadas na sua tarefa e, infelizmente, no meu caso, como deve ser o caso das maiorias das pessoas, se eu parar de trabalhar para focar na Comissão, não terei como fechar o mês.

      Sua idéia é magnífica e, como diz o ditado, a união faz a força. Quem sabe alguns de nossos leitores topariam a parada, que será muito árdua, isto eu te garanto.

  • ycatu

    Olá n3m3!
    Será que no congresso não existem alguns parlamentares “ufologistas”? Minha sugestão era que se formasse um grupo de ofologistas famosos para ir conversar com esses parlamentares, levando essa ideia com argumentos bem embasados e solicitassem a eles (parlamentares) a criação de uma
    “comissão mista” de parlamentares, ufologistas e outras autoridades com a tarefa de apurar os fatos ocorridos no espaço aéreo brasileiro, como sugeri lá encima. E outros casos de mortes de pessoas, queda de aviões, abduções e outos contatos!
    Pelo Brasil!

    • n3m3

      Até deve existir, mas duvido muito que políticos queiram colocar em risco suas reputações e carreiras em pról da nossa causa. Mesmo assim, é de se pensar.