Oxigênio é encontrado pela primeira vez em atmosfera fora da Terra

Tempo de leitura: 2 min.
Reia, a lua de Saturno onde foi descoberta a existência de oxigênio. Foto: NASA

A NASA – a agência espacial americana – anunciou nesta sexta-feira que a sonda Cassini detectou uma tênue atmosfera – conhecida como exosfera – com oxigênio e dióxido de carbono na lua Reia, de Saturno. É a primeira vez que uma espaçonave encontra uma atmosfera com oxigênio fora da Terra.

Segundo a Nasa, a atmosfera da lua gelada é 5 trilhões de vezes menos densa que a da Terra. A agência afirma que a formação de oxigênio e dióxido de carbono pode levar a reações químicas complexas nas superfícies de corpos de gelo no universo.

“Os novos resultados sugerem que atividades químicas complexas envolvendo oxigênio podem ser bem comuns no Sistema Solar e até no universo”, diz Ben Teolis, um dos cientistas da equipe da Cassini. “Essa química pode ser um pré-requisito para a vida”, diz o cientista, que afirma, por outro lado, que dificilmente há vida em Reia. “Toda evidência da Cassini indica que Reia é fria demais e desprovida de água líquida necessária para a vida como nós a conhecemos.”

Contudo, Um corpo de gelo que tenha água líquida abaixo da superfície e que, de alguma forma, o oxigênio e dióxido de carbono sejam transportados para esta água, pode ter um ambiente mais propício ao surgimento de componentes mais complexos e formar vida, acreditam os cientistas.

Reia é a segunda maior lua de Saturno e considerada, a partir de agora, única por causa de sua atmosfera de oxigênio e dióxido de carbono. Titã, por exemplo, outra das luas de Saturno, tem uma atmosfera rica em nitrogênio e metano, mas pouco oxigênio e dióxido de carbono. “Reia está se tornando muito mais interessante do que tínhamos imaginado”, diz Linda Spilker, que trabalha no Laboratório de Propulsão a Jato, na Califórnia, e também está na equipe de cientistas da Cassini.

Fonte: Terra.com

Editorial: A reportagem acima é mais um ingrediente da receita para a torta da “real realidade”.

Como já vimos na reportagem colocada aqui no OVNI Hoje sobre bactérias encontrada nas profundezas da Terra, os cientistas estão descobrindo que a vida pode proliferar nos lugares mais inesperados e até mesmo sem o oxigênio.  Mesmo sendo este elemento essencial para nossa sobrevivência, já sabemos que o oxigênio não é necessário para sustentar todo o tipo de vida.  Mesmo assim, o fato dele ter sido encontrado na atmosfera desta lua de Saturno, indica que entre os bilhões e mais bilhões de corpos celestes existentes, devam haver inúmeros outros planetas que tenham uma atmosfera parecida com a da Terra.  E mesmo se não houvessem, nada impediria a vida de proliferar.

Isto é fácil de ser demonstrado, pois, tomando-se por base o que já sabemos, quando a natureza aqui em nosso planeta é deixada em paz, ela preenche todos os espaços com vida de forma muito abundante e agressiva.  Basta ver o que acontece com seu gramado se você não cuidar dele.  Este fato por si mesmo, nos indica que esta não é uma lei exclusiva do planeta Terra, mas sim do Universo em que vivemos, pois ele sempre quer mais abundância.  Mesmo a morte serve para trazer mais vida.  Esta é a sua lei preponderante.  Da mesma forma que as leis da física são universais (e este fato é incontestável entre os cientistas), assim também deve ser a lei da vida.

A cada dia estamos chegando mais próximos do momento em que será oficialmente anunciada a existência de vida fora de nosso planeta.  Na verdade, considerando-se todas as probabilidades, a impossibilidade está no fato de não haver tal vida.

n3m3

NÃO DEIXE DE VISITAR NOSSA PÁGINA PRINCIPAL: OVNIHOJE.COM

EditoriaisFotosNotícias
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (4)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • cavyn castro moura

    que doideira entao se descobriram isso é a prova que existe vida fora da terra!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

    • n3m3

      Não é bem isso Cavyn. A questão é que mais e mais os paradígmas científicos estão sendo quebrados. Um deles é de que não há prova alguma de vida extraterrestre. Contudo, este último também será quebrado em um futuro próximo… pelo menos é o que eu penso.

  • Fred

    mto legal o blog ,talvez não tenhamos tempo de ver essas mudanças mas nossos filhos sim

  • Daniel

    Não sendo eu uma pessoa muito entendida neste "mundo" da ciência não consigo perceber porque o porque de os cientistas acharem que só é possível haver vida se existir agua (liquida) e oxigeneo…

    pelo que eu estudei, nos precisamos de agua e oxigeneo mas essas foram adaptações que adquirimos. No caso de não haver oxigeneo ou agua, acredito que será possível existir vida mesmo sem oxigeneo ou agua. Ao longo do tempo diferentes formas de vida foram-se adaptando as condiçoes que a Terra oferecia…

    Se foi possivel os animais aquaticos arranjarem mecanismos que lhes permitem respirar de baixo de agua, porque nao, num local distante (outro planeta), nao haver formas de vida que surgiram e sao independentes da agua e oxigeneo…

    Se calhar estou a ser um pouco burro, mas como disse no inicio referi nao sou muito entendido nestas coisas.

    mas simplesmente quis exprimir a minha opiniao. Sempre que os cientistas falam da possibilidade de vida noutros planestas, procuram existencia de agua…