Teria Hitler ordenado a fabricação de discos voadores para bombardear Londres e Nova Iorque?

Tempo de leitura: 3 min.
Adolf Hitler

Uma informação que já havia sido cogitada há muito tempo atrás retornou com toda a força e está abalando os internautas: Existem fortes indícios de que Hitler teria ordenado um ataque a Londres…usando discos voadores?

De acordo com o dailymail, um site britânico de notícias, há alegações de que no final da Segunda Guerra Mundial, à medida que os exércitos de Hitler começaram a  despencar nas frentes de batalha de Stalingrado e do Norte da África, ele começou a desesperadamente insistir que seus cientistas criassem uma super-arma que fosse vencer a guerra.

Algumas dessas armas, como os foguetes V2 e os primeiros aviões à jato, entraram no cenário de guerra, porém tarde demais para conter a derrota da Alemanha. Outras delas eram projetos tão espetaculares que nunca conseguiram sair da prancheta de desenho.

A idéia de construir discos voadores para bombardear Londres e até mesmo Nova Iorque, pode ter sido um desses projetos.

Existem indícios de que os cientistas de Hitler realmente projetaram este tipo de aeronave e estavam tão avançados com este projeto que um protótipo pode até ter voado.

Sob o comando do oficial da SS Hans Kammler, este programa teria tido avanços significativos com os experimentos anti-gravitacionais, diz uma reportagem na revista científica alemã PM.

A revista relatou que testemunhas acreditam ter visto um disco voador marcado com a Cruz de Ferro da Alemanha, voando baixo sobre o rio Thames na Inglaterra, em 1944. ‘Os norte americanos também levaram a sério a possibilidade da existência desta arma’, diz ainda a revista.  De acordo com a matéria apresentada, a Alemanha destruiu muito dos papeis que documentavam as atividades do projeto, mas que em 1960 peritos em OVNIs do Canadá, conseguiram recriar o aparelho, o qual, para o espanto de todos, realmente voou.  Naquela época o jornal New York Times chegou a escrever sobre o ‘misterioso disco voador’ e publicou fotos do aparelho viajando em alta velocidade sobre os arranha-céus daquela cidade.

O projeto original alemão foi chamado de Schriever-Habermohl, nome este dado ao engenheiro e piloto de testes, Otto Habermohl, e foi conduzido entre 1941 e 1943, com base em Praga.

O jato BMXME Messerschmitt 262 foi uma das armas secretas que chegou ao cenário de guerra.

Inicialmente este era um plano da Luftwaffe que começou sendo executado por Hermann Goering, mas eventualmente Kammler assumiu o projeto em 1944.

Joseph Andreas Epp, um engenheiro que trabalhava no projeto, disse que 15 protótipos foram construídos.  Ele relatou de como uma cabine central era rodeada por pás em

Teria sido este o disco com pás desenvolvido pelos nazistas?

forma de asa que rotacionavam e formavam um círculos, dando assim sustentação para a aeronave. Após sua decolagem, jatos ou foguetes orientados horizontalmente eram disparados.

A teoria de dos discos voadores alemães é respaldada por Igor Witkiwski, um ex-jornalista polonês e historiados de tecnologia militar e aeroespacial.  Em seu livro, “Prawda O Wunderwaffe” de 2000, ele diz que uma aeronave em forma de sino estava sendo criada pelos nazistas e que Hitler queria os melhores cientistas e engenheiros à sua disposição.

Prisioneiros e aliados declararam ter visto discos voadores prateados, de aproximadamente seis metros de diâmetros, em várias ocasiões.

Quando a guerra terminou, muitos cientístas alemães ajudaram os Estados Unidos a construir seu programa espacial.

Se Hitler tivesse realmente conseguido construir máquinas como esta em tempo, teria grandes chances de ganhar a guerra.

Existem outras histórias, ou estórias, sobre a Alemanha nazista e discos voadores, inclusive uma tese de que Hitler teria fugido com a “nata” das forças armadas daquele país para a Antártica e lá montado uma base subterrânea, onde começaram a fabricar aeronaves a partir da tecnologia iniciada por eles.

Mas esta é uma história para outra reportagem.

n3m3

FONTE: www.dailymail.co.uk

NÃO ESQUEÇA DE VISITAR NOSSA PÁGINA PRINCIPAL: OVNIHOJE.COM

O projeto original alemão foi chamado de Schriever-Habermohl, nome este dado ao engenheiro e piloto de testes, Otto Habermohl, e foi conduzido entre 1941 e 1943, com base em Praga.

Inicialmente este era um plano da Luftwaffe executado por Hermann Goering, mas eventualmente Kammler assumiu o projeto em 1944.

Joseph Andreas Epp, um engenheiro que trabalhava no projeto, disse que 15 protótipos foram construídos.  Ele relatou de como uma cabine central era rodeada por pás em forma de asa que rotacionavam e formavam um círculos, dando assim sustentação para a aeronave. Após sua decolagem, jatos ou foguetes orientados horizontalmente eram disparados.

A teoria de dos discos voadores alemães é respaldada por Igor Witkiwski, um ex-jornalista polonês e historiados de tecnologia militar e aeroespacial.  Em seu livro, “Prawda O Wunderwaffe” de 2000, ele diz que uma aeronave em forma de sino estava sendo criada pelos nazistas e que Hitler queria os melhores cientistas e engenheiros à sua disposição.

Prisioneiros e aliados declararam ter visto discos voadores prateados, de aproximadamente seis metros de diâmetros, em várias ocasiões.

Quando a guerra terminou, muitos cientístas alemães ajudaram os Estados Unidos a construir seu programa espacial.

Existem outras histórias, ou estórias, sobre a Alemanha nazista e discos voadores, inclusive uma tese de que Hitler teria fugido com a “nata” das forças armadas daquele país para a Antártica e lá montado uma base subterrânea, onde começaram a fabricar aeronaves a partir da tecnologia iniciada por eles.

Mas esta é uma história para outra reportagem.

DocumentáriosFotos
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (13)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • cavyn castro moura

    s humanos nao tem tecnologia suficiente para fazer isso ainda mais naquelas épocas que a tcnologia nao era muito boa

    • n3m3

      Cavyn, entendo seu ponto de vista, pois é muito lógico.

      Na realidade o que eu pessoalmente acho que aconteceu, foi que eles tentaram fazer este tipos de aeronaves, mas não obtiveram sucesso.

      Digo isso, não só pela reportagem aqui colocada, que está rodando a Internet na Europa e EUA, mas pelos muitos documentários que li e assistí.

      Quando der, vou tantar trazer maiores informações, pois mesmo se os nazistas não obtiveram sucesso com estes projetos, só o fato de terem tentado (se é que tentaram), denota que viram e sabiam de alguma coisa que os inspirou a produzir vehículos fora do padrão.

  • Marcelo

    Os ovnis nazistas foram concebidos a partir de um ovni que caiu na Alemanha e que desmontaram e o recriaram.
    Existe uma foto famosa de Hitler com um extraterrestre que está rodando na internet!

    • n3m3

      Marcelo, há ainda mais alegações rodando a Internet sobre os nazistas e os OVNIs. Estou tentando coletá-las para fazer um documentário aqui.

      Quanto a foto de Hitler com o extraterrestre, se for a mesma que eu vi, não me pareceu genuína. Contudo, vou investigar mais.

      Um abraço e obrigado pela contribuição. Volte e contribua sempre.

  • Guilherme

    O conhecimento do homem sobre a tecnologia de propulsão eletromagnética conhecida como anti-gravidade (eletrogravity) já era minuciosa na década de 30 e 40. Então não é de admirar se os nazistas conseguiram criar os discos voadores pois eles conseguiam criar coisas muito difíceis numa época em que a tecnologia era oculta para os outros países, por exemplo, o primeiro avião a Jato com motores de turbinas quem lançou foram os nazistas e foram os primeiros aviões a entrar no cenario mundial em plena Segunda Guerra. Meu bisavó, cujo alemão, fugido da Segunda Guerra para o Brasil, me dizia que os Alemães estavam centenas de anos à frente, sem exageros, no quesito tecnologia.

    • n3m3

      Guilherme, obrigado por sua contribuição. Uma coisa é certa: na época os alemães realmente estavam à frente dos outros países em tecnologia.

      Abraço,

  • Fernando Ramos

    O Pessoalmente julgo que se Hitler tivesse de facto aparelhos voadores daquele tipo, e desesperado como estava para ganhar a guerra, ele teria usado descaradamente essas armas e ainda por cima vangloriar-se-ia disso.
    Por isso a minha opinião é a de que aquilo que existe sobre este assunto são fraudes ou até tentativas para lançar a confusão e desviar as atenções (acção que foi conseguida) do verdadeiro fulcro da questão.

    Quanto à questão da imagem de um ET a cumprimentar uma figura mundialmente predominante, isso é habitual.
    Acham mesmo que nesses encontros são permitidos aparelhos com capacidade fotográfica ou de gravação de som e/ou imagem?

    • n3m3

      Ralmente Fernando, as fotos de ETs com políticos importantes, tenho certeza de que são todas fraudulentas. Fui tentar encontrar a foto mencionada acima do ET com Hitler, e acabei encontrado uma com o Clinton e outra com o Bush. 🙂

      Agora quanto aos nazistas, reitero o que escrevi acima, com alguns detalhes a mais. Acabei encontrado alguns fatos que indicam que algum tipo de projeto secreto ocorreu no fim da guerra na Alemanha. Assim, há fortes indícios de que os nazistas tentaram elaborar uma arma super destruidora, mas não conseguiram finalizá-la. E não estou falando da bomba atômica aqui, mas sim de outra coisa.

  • Fernando Ramos

    Será que pode deixa
    r aqui o link para eu (nós) o podermos ler?

    • n3m3

      Fernando, estou preparando uma matéria específica para isso. Só não coloquei no ar ainda, pois estou super atarefado com a mudança do site.

      Assim que tiver tudo formatado direito colocarei aqui.

      Desculpe por deixá-lo esperando.

      Abraço,

  • Fernando Ramos

    LOL.
    Quem espera sempre alcança.
    Não há problema.

  • Fernando Ramos

    Quem espera sempre alcança.
    Não se preocupe. O blogue está óptimo como está e tem muito para ler e… comentar.

    • n3m3

      Fernando, já que a migração deu certo, vamos ver se consigo para, no mais tardar, início da outra semana. O documentário é extenso.

      Abraço,