O Agroglífo de Gasdorf: o mistério ainda perdura depois de 19 anos

Tempo de leitura: 3 min.

Aqui está um documentário interessante sobre os polêmicos agroglífos, conhecidos em inglês como “crop circles“.

Este caso que vamos apresentar, apesar de já ter ocorrido há algum tempo, deixou um legado misterioso.

Porém, antes de entrarmos no âmago deste documentário, para os menos informados, os agroglífos são motivo de grandes debates, pois muitos afirmam que eles são feitos por pessoas, com a ajuda de tábuas e cordas para amassar a plantação e assim formar os elaborados desenhos, ou pictogramas.  Outros contestam e dizem que eles são algo muito mais complexo, podendo até serem mensagens de alienígenas para nós humanos.  Esta última alegação está baseada em muitos fatos, como por exemplo, após serem cuidadosamente examinados, os caules das plantas de alguns destes agroglífos não se quebraram, mas simplesmente se curvaram sem que houvesse dano à planta, o que não aconteceria se tivessem sido meramente achatados com uma tábua. Um outro fato é o nível de radiação encontrado onde foi modificada a plantação, quando comparado com o resto da lavoura. A radiação dentro dos pictogramas pode ser de até 175% maior do que fora deles.

Estas diferenciações serviram de base para a teoria da origem alienígena dos agroglífos.  Inclusive, abaixo está um vídeo que foi colocado na Internet, o qual, alegadamente, mostra um desses fenômenos no momento em que estava ocorrendo.

[youtube 6M6vP8-SbU0 nolink]

Pontos vermelhos denotam os locais onde os pratos foram encontrados.

Mas, voltando ao nosso foco, o agroglífo em questão foi descoberto em Gasdorf, na Alemanha, em 23 de julho de 1991.  Na época este foi considerado o pictograma mais complexo já descoberto em uma plantação da Alemanha.  Ele media aproximadamente 100m de comprimento por 50m de largura, cobrindo uma área de 5.000 metros quadrados.  Nele, foram desenhados sete símbolos e treze círculos, com uma cruz no meio, sugerindo que poderia representar o antigo símbolo do sol.  Em geral ele relembrava uma pintura escandinava na rocha, sendo o objeto central a “biga do sol”.

Michael Hesemann - pequisador e historiador alemão

O pesquisador e historiador alemão Michael Hesesmann e sua equipe foram chamados para investigar o pictograma.  Durante suas investigações, descobriram um fato inédito: haviam três pratos enterrados em determinados pontos deste agroglífo, cada um feito de um metal, ou liga de metal, diferente e todos com desenhos idênticos em alto relevo imitando o próprio agroglífo.

Após análise, foi descoberto que o primeiro deles, o prateado, era constituído de prata quase pura, com um ingrediente adicional de menos de 0,1%.  Ele pesa 4,9kg.  Isto significa que o prato é constituído de 99,9% de prata pura, muito mais pura que a prata usada hoje para a confecção de jóias e artefatos domésticos.

O segundo prato, o de bronze, continha de 10% à 15% de estanho em sua liga.

Também, uma análise espectográfica de ambos os pratos mostrou que eles não tinham sido feitos a partir de um processo de fundição normal, mas sim de algum tipo de aglomerado de pepitas de prata e cobre naturais e pedaços de estanho, este sendo do tipo encontrado na floresta de Harz na Alemanha, não longe de Grasdorf.  Eles haviam sido produzidos, ou por um processo de aquecimento que derreteu parcialmente os metais, ou em um ambiente de baixa gravidade.

Não há muita informação sobre o prato de ouro, mas diz-se que é constituído de metal de excelente qualidade.  Vale dizer que ele foi avaliado em aproximadamente 75.000 Euros.

Após todos estes anos desde o descobrimento deste agroglífo e dos pratos, uma questão paira no ar: se ele foi uma farsa, por que uma pessoa despenderia tanto, não só em termos monetários, mas também de esforço físico, para simplesmente forjar um evento deste porte?

Se ele não foi elaborado por humanos, então quem os teria feito, e com que propósito?  E qual era a mensagem que estava tentando ser transmitida?

Alguns sugerem que estes pratos sejam um mapa estelar, pois o agroglífo poderia certamente representar vários sistemas solares e planetas dentro deles.

Seja como for, este mistério ainda está longe de ser resolvido.  Todos os anos vários agrogífos são descobertos, mas nenhum outro, até hoje, presenteou seus pesquisadores como este o fez.

NÃO ESQUEÇA DE VISITAR NOSSA PÁGINA PRINCIPAL: OVNIHOJE.COM

n3m3

DocumentáriosFotosVídeos
Comentários não são disponíveis na versão AMP do site. (8)
Clique aqui para abrir versão normal do artigo e poder comentar.
  • Tiago

    Esses crop circles me fascinam… embora eu saiba que muitos deles são falsos. Eu não tinha conhecimento a respeito desse… achei muito interessante, principalmente com relação aos pratos encontrados.
    Mas supondo que sejam uma mensagem… poxa, os "visitantes" devem saber que não somos lá muito evoluídos … poderiam deixar mensagens mais claras não? 🙁

  • n3m3

    Pois é Tiago. Algumas das mensagens são mesmo bem complicadas. E como você falou, muitos deste agroglífos são feitos por pessoas que não tem nada melhor na vida para fazer. Isto causa muita discussão entre os próprios ufólogos, que sem estes fatores complicatórios já não se entendem.

    Infelizmente este é um campo muito atrapalhado pelos egos e vaidades das pessoas, que acham que só eles são os donos da razão. É como na ciência tradicional.

    Sim, você tem toda razão quando escreveu que não somos lá muito evoluídos… e mesmo aqueles que se acham presente de Deus para o mundo.

  • douglas

    lembrei agora do filme "A ORIGEM" e aquela historia toda de viagem entre dimensoes do tempo.
    os pratos – sera que nao seria apenas como uma marcaçao geografica pra voltar depois ou algo tipo um totem, como no do filme?

    • n3m3

      Pois é Douglas, será que um da descobriremos a verdade?

      Se este caso foi uma farsa, só posso imaginar que a mesma pessoa que encontrou os pratos seja o que os implantou lá. Assim recuperaria o "investimento". Mas isto é pouco provável.

      Na minha opinião, este agroglífo está encabeçando todos os outros no quesito "mistério".

  • Petrusco

    As escrituras nos pratos são diferentes. O que está escrito é que 3 dos grupos irão vir no final de uma noite que poderá ser em 2040 e farão um experimento com o sol utilizando uma pessoa.
    Quando eu era criança, eu via seres diferentes. Eles me visitavam toda a noite. Uma vez acordei com um grande clarão em cima de minha cabeça. Eu estava em um lugar desconhecido e haviam vozes ao meu redor. Eu gritei e tudo desapareceu. Meu irmão entrou no quarto. Quando vi, a luz que pairava sobre minha cabeça havia se transformado em um vagalume.
    Meu irmão foi dormir e eu fiquei olhando o vagalume. Este vagalume vôou rápido para cima de mim e encostou nos meus olhos, um de cada vez.

    Desde aquele dia, meus olhos têm alguma coisa especial. Eu desfoco as imagens e mensagens aparecem na minha mente.

    Foi o que aconteceu agora.
    Acreditem. É verdade.

    Meu nome não é Petrusco e este endereço de email não é meu. Não tentem rastrear meu IP, pois dará em um lugar muito longe daqui.
    Faço isso para manter sigilo do meu dom.
    Acredito que fui escolhido para analisar estes "agroglifos".
    Se não acreditam, sem problemas.

    • n3m3

      "Petrusco", sinta-se à vontade de relatar suas experiências aqui. Este blog é para isso mesmo e é muito democrático.

  • Zeero

    Eu acho que os pratos marcam algo como: "Nossa espécie mora aqui, aqui, e aqui"

    os traços são como "pontes" para outros planetas, talvez seja um aglomerado de planetas com vida, onde os seres que fizeram isso, vivem onde foram encontrado os pratos, talvez a maior parte deles seja representada pelo prata ou ouro, afinal o prata é abundante, praticamente puro… pode significar que a pureza do material indique a maior quantidade de população desse planeta… já os meios circulos em alguns deles, eu acredito que sejam asteroides como os de saturno, que ou na realidade não formam um circulo perfeito, tendo um buraco, ou eles não colocaram o resto do circulo para não pensarem que o planeta havia uma "ponte" com o outro, as retas imcompletas acredito que sejam pontes não terminadas… essas pontes também podem ser ROTAS, como avenidas…

    a cruz deve representar a estrela deles, que aparentemente é grande demais, e possui pontes com outros planetas, ou possui um arco de asteroides… acredito que isso seja o mapa da civilização deles, algo como o nosso mapa mundi, porém, em dimensões universais, acho que estamos começando a entrar neste ambiente de "pontes" para outras colônias agora… começando por marte…

  • Gabriel Costa .

    Do mesmo modo que pode ser um mapa, pode ser alguma escritura no dialeto deles.