web analytics

Os fenômenos que deram origem ao mistério de Oak Island

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 3 min.
Ouça este artigo...

Antes do famoso tesouro de Oak Island, eventos peculiares já cercavam a misteriosa ilha.

Os fenômenos que deram origem ao mistério de Oak Island
A escavação do tesoura na Oak Island. Crédito: Richard McCully, Domínio Público, via Wikimedia Commons

A história é bem conhecida entre os amantes do mistério: numa tarde de outono de 1795, o jovem fazendeiro Daniel McInnes junto com seus dois amigos Jack Smith e Anthony Vaughan, chegaram às margens da Oak Island (Ilha do Carvalho), na Nova Escócia, Canadá. Lá descobriram um carvalho com marcas de corda e próximo a ele uma depressão que começaram a escavar, dando início ao mito do tesouro inalcançável. Mas o que fez com que três agricultores viessem a uma ilha desolada e fria para cavar um poço no meio do nada?

Atualmente os habitantes de Lunenburg, a cidade mais próxima, dizem que toda esta zona costeira repleta de ilhas é estranha. À noite, luzes misteriosas surgem do chão e flutuam entre as árvores como fogos-fátuos. Assim, este não é um acontecimento moderno; segundo histórias, isso vem acontecendo há séculos e faz parte do folclore paranormal canadense.

O início dos mistérios

Duas luzes misteriosas em Oak Island foram o prelúdio do estranho desaparecimento de dois pescadores 
Tradicionalmente se conta que Daniel estava navegando com seus amigos investigando o desaparecimento de dois pescadores quando avistou duas daquelas luzes na ilha. Por isso, ele convenceu seus amigos a caçar os fantasmas, chegando ao misterioso poço. No entanto, a primeira vez que essa versão foi discutida, foi contada de forma muito diferente. A sua autoria deve-se ao editor David MacDonald, que publicou um artigo sobre a ilha em Janeiro de 1965 na revista do Rotary Club Internacional The Rotarian”.

MacDonald, que morava perto da ilha, narra que os meninos haviam desembarcado ali para caçar animais para se divertir. Depois de descobrirem o poço e iniciarem a escavação sozinhos, os trabalhos complicaram-se e eles foram até a cidade em busca de ajuda. MacDonald diz que ninguém quis ajudá-los porque disseram que a ilha “era assombrada pelos fantasmas de dois pescadores que ali desapareceram em 1720 enquanto investigavam as estranhas luzes”.

Quando o artigo foi publicado na Reader’s Digest, a história ganhou tal destaque que os pescadores mencionados por MacDonald foram identificados sem sucesso. Mas ele nunca deu mais pistas sobre essa única frase; só sabemos de alguns pescadores que, investigando as luzes, desapareceram.  

O cachorro de olhos vermelhos que aparece na Oak Island

Esta não é a única história de fantasmas ligada à ilha e ao seu tesouro. Em 1950, a folclorista Dra. Helen Creighton publicou no livro “Lunenburg Folklore” que uma pessoa de Bluerocks havia lhe dito que a única maneira de obter o tesouro era cantar o hino “Doxology” oferecendo orações a Deus. Contudo, Josh, tio do entrevistado, já havia tentado isso, mas como não conhecia o hino, um cachorro de olhos brilhantes apareceu e desapareceu na sua frente junto com uma caixa decorada com duas luxuosas facas espanholas. Essa seria a origem do Black Shuck, o cachorro preto de olhos brilhantes que hoje dizem guardar o tesouro de Oak Island (e de outras ilhas).

Visitas fantasmagóricas à ilha

Soma-se ao cão fantasma a entrevista da Sra. Charlotte Adams, realizada em 27 de abril de 1976. Seu falecido marido, Jack, teria trabalhado tentando desenterrar o poço entre 1939 e 1945; naquela época o casal morava na ilha. Contudo, o que originalmente seria uma entrevista para saber o que foi encontrado naquela escavação se transformou em uma história aterrorizante.

Só Deus sabe o que foi isso – disse ele ao microfone.

Charlotte contou que naquela época sua filha Peggy tinha 4 ou 5 anos e eles tinham medo de conversar com ela sobre a ilha e o que se dizia sobre ela por causa de sua idade. Certa manhã, a menina estava brincando na neve quando gritou que tinha visto uma multidão de homens desembarcando na ilha. A garota disse que eles usavam um elegante terno vermelho com calças listradas. Assim, Charlotte alertou o marido e, embora Jack tenha ido verificar, não havia sinais de pouso. A mesma coisa aconteceu novamente na Páscoa, quando, chorando, Peggy relatou ter visto três homens sentados perto do poço, um deles com tapa-olho.

Um mapa da Oak Island

Anos depois, Charlotte parecia pálida em uma exposição de um museu na cidade de Halifax. Ali, um manequim vestido com casaco vermelho e calça listrada mostrava as roupas típicas dos soldados britânicos que desembarcaram naquelas ilhas canadenses durante o século XVIII.

Definitivamente, o tesouro mítico de Oak Island está rodeado de sombras, luzes flutuantes, cães espectrais e pescadores fantasmas. Fantasmas que, segundo pesquisas, acompanharam a ilha muito antes de Daniel McInnes escavar os primeiros 10 metros do poço do tesouro.

(Fonte)


ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Apoie o OVNI Hoje: Cada Doação é Essencial!

Agradecimentos aos colaboradores do mês: ❤️Eneias Vieira ❤️Silas Raposo ❤️Leopoldo Della Rocca ❤️Cristina Vilas Boas

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code