web analytics

Especialistas comentam porque OVNIs vigiam aviões e ogivas nucleares

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 4 min.
Ouça este artigo...

A Internet está repleta de vídeos que parecem mostrar OVNIs voando perto de aviões de alta velocidade, ogivas e até mesmo reatores nucleares- e os especialistas têm uma teoria alarmante sobre porque esses locais estão sendo alvos.

Especialistas comentam porque OVNIs vigiam aviões e ogivas nucleares
Crédito da imagem ilustrativa: n3m3/Bing/Copilot

Em 1976, a British Airways exibiu um anúncio de seu voo Concorde, no qual um OVNI em forma de orbe se lança em direção à aeronave a uma velocidade incrivelmente alta. O objeto aparentemente analisa o avião e depois acelera para longe.

A aparição não confirmada de OVNIs – que ressurgiu no subcanal UFOs do Reddit, onde supostos vídeos de naves são compartilhados, desmascarados ou recebem votos positivos se forem considerados legítimos – é um dos muitos que mostra o comportamento estranho e quase inquisitivo desses objetos desconhecidos.

Em 2022, no Jubileu da Rainha, a monarca foi homenageada por um grupo de nove caças expelindo nuvens de fumaça nas cores vermelha, branca e azul. Um vídeo mostra um objeto não identificado durante a celebração.

Apesar de circular na mídia, nenhuma resposta clara foi fornecida sobre o que era.

Ainda mais curioso é a quase dúzia de OVNIs que apareceram acima do laboratório japonês de Fukushima após o desastre nuclear em 2011. Testemunhas disseram à série documental da Netflix, Encounters, que os OVNIs os salvaram ao reduzir os níveis de radioatividade.

Os meios de comunicação locais capturaram vários orbes brancos brilhantes acima da usina – extremamente semelhantes aos casos anteriores. Esses objeto mergulhavam no laboratório antes de emergirem novamente, em uma espécie de linha de montagem.

Na cultura pop, o programa do History Channel, The Secret of Skinwalker Ranch, apresenta dezenas e dezenas de OVNIs semelhantes ao longo de suas cinco temporadas. Muito desses objetos aparecendo depois que um foguete foi testado no ar por seus cientistas.

Armas nucleares parecem ser o motivo

Tem havido uma série de razões explicativas para essas diversas ocorrências fornecidas pelos céticos, desde insetos até balões. Contudo, para os pesquisadores que se dedicaram a esse fenômeno, esses vídeos são muito mais do que seu valor nominal.

Surge a questão: Os OVNIs estão se aproximando de aeronaves de alta velocidade porque temem que contenham capacidade nuclear?

Como resultado, especialistas na área já analisaram comportamentos semelhantes como prova de que tudo o que está lá em cima nos preocupa. Isto se dá especialmente quando se trata da perspectiva de nos explodirmos com armas nucleares.

Assim, a atividade de OVNIs e dispositivos e locais nucleares estão interligados desde a invenção da bomba atômica em 1945. E o fenômeno foi observado tanto por civis quanto por militares.

O jornalista investigativo George Knapp disse ao History.com:

“Todas as instalações nucleares – Los Alamos, Livermore, Sandia, Savannah River – tiveram incidentes dramáticos onde essas naves desconhecidas apareceram sobre as instalações e ninguém sabia de onde elas eram ou o que estavam fazendo lá.”

Também, o ex-chefe do Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais, Lue Elizondo, concordou que “parece haver muita correlação” entre as aparições de OVNIs e as instalações nucleares.

E o pesquisador independente Robert Hastings, que tem trabalhado para a divulgação completa do governo sobre a atividade de OVNIs, disse em 2010:

“Documentos desclassificados do governo dos EUA e depoimentos de testemunhas de ex-militares ou militares aposentados dos EUA confirmam, sem qualquer dúvida, a realidade das contínuas incursões de OVNIs em locais de armas nucleares.”

Pesquisa mostra que atividade tem mudado

Agora, uma nova pesquisa mostra que não apenas tem havido atividade incomum ao redor de armas e instalações nucleares, mas que também mudou ao longo dos anos. A pesquisa foi conduzida na forma de três estudos. Por sua ves, os estudos foram dirigidos por um sargento aposentado da Força Aérea dos EUA, Larry Hancock, e um analista de dados afiliado ao Projeto Galileo de caça a OVNIs de Harvard, Ian Porritt.

Segunto a pesquisa, a princípio aparentemente interessados ​​na produção de armas nucleares, os OVNIs mais tarde surgiram em torno de silos e bases de bombardeiros.

Porritt disse anteriormente ao DailyMail.com:

“Você via esse interesse [nos silos quando eles estavam sendo instalados, antes que] a atividade diminuísse.”

E quando construíramum novo arsenal de ICMBs (Mísseis Balísticos Intercontinentais) na década de 1960, os OVNIs tornaram-se “muito mais intrusivos” na sua abordagem às bases de ICBMs, disse Porritt.

Ele disse:

“Eles estão em altitudes muito baixas, penetram nos perímetros de segurança da base.”

Mais testemunhas confirmam

Dois veteranos da Força Aérea disseram anteriormente ao DailyMail.com que testemunharam ao Escritório de Resolução de Anomalias de Todos os Domínios (AARO) em junho de 2023 que os OVNIs desligaram suas ogivas nucleares.

Além disso, o ex-oficial de lançamento de ICBMs da Força Aérea dos EUA, Robert Salas, disse que o AARO o contatou por e-mail para coletar informações. Isto ocorreu depois dele dizer que um disco voador laranja desligou 10 ogivas na Base Aérea de Malmstrom, em Montana, em 1967.

Contudo, apesar de uma investigação minuciosa por parte dos militares, nenhuma conclusão foi tirada, Também, Salas disse o Escritório de Investigações Especiais da Força Aérea o forçou a assinar um NDA (Acordo de Não Divulgação) sobre o assunto.

Isto ecoa o que o ex-primeiro-tenente da Força Aérea dos EUA, Robert Jacobs, disse que aconteceu em 1964, quando um OVNI “desativou” uma ogiva desarmada em 1964.

Nesse sentido, ele disse em uma entrevista em 2000:

“Agora lembre-se, tudo isso está voando a vários milhares de quilômetros por hora. Então esta coisa dispara um feixe de luz na ogiva, atinge-a e depois sobe… dispara outro feixe de luz… desce e dispara outro feixe de luz, e depois sai voando pelo caminho por onde entrou. E a ogiva cai do espaço.”

Jacobs disse que mais tarde lhe disseram para “nunca mais falar sobre esse encontro”.

Estranhamente semelhantes a esses encontros são os casos de OVNIs seguindo caças, que foi divulgado pela Força-Tarefa de OVNIs, incluindo um OVNI ‘Tic Tac’ testemunhado pelo veterano piloto de caça da Marinha, Comandante David Fravor, em 2004.

Analogamente, o colega co-piloto de Fravor, Chad Underwood, testemunhou o objeto oblongo sem asas “perfeitamente branco” que foi capturado no vídeo de voo de sua cabine.

Dadas as semelhanças partilhadas, parece haver uma ligação entre o comportamento dos OVNIs em relação às aeronaves e às armas nucleares — e pode ocorrer pela mesma razão.

(Fonte)


ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Apoie o OVNI Hoje: Cada Doação é Essencial!

Agradecimentos aos colaboradores do mês: ❤️Eneias Vieira ❤️Silas Raposo ❤️Leopoldo Della Rocca ❤️Cristina Vilas Boas

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code