web analytics

Atividade alienígena e acobertamento da NASA no lado oculto da Lua

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 3 min.
Ouça este artigo...

O outro lado da Lua, muitas vezes envolto em mistério, tem sido objeto de inúmeras teorias de conspiração e alegações especulativas, particularmente em torno de supostas atividades alienígenas e acobertamento da NASA. Este artigo investiga essas alegações, examinando as evidências apresentadas por astronautas, denunciantes e documentos desclassificados.

Atividade alienígena e acobertamento da NASA no lado oculto da Lua
Crédito da imagem ilustrativa: n3m3/Bing/Copilot

O início da exploração lunar

Em 25 de maio de 1961, o presidente John F. Kennedy estabeleceu uma meta ambiciosa para os Estados Unidos: pousar um homem na Lua e devolvê-lo em segurança à Terra até o final da década. Esta declaração intensificou a corrida espacial entre os EUA e a União Soviética, cada um lutando para reivindicar a supremacia lunar.

Primeiras missões lunares e descobertas misteriosas

Em 1965, as sondas lunares de ambas as superpotências começaram a enviar as primeiras imagens do lado oculto da Lua, revelando que se tratava de uma paisagem árida e cheia de crateras. No entanto, algumas afirmações sugerem que estas observações iniciais podem ter perdido detalhes cruciais. O astronauta Michael Collins, enquanto orbitava a Lua durante a missão Apollo 11, relatou sons estranhos durante períodos de silêncio de rádio quando estava fora de contato com a Terra. Da mesma forma, a tripulação da Apollo 10 descreveu ter ouvido “assobios de música espacial” enquanto estava do outro lado da Lua.

Fenômenos inexplicáveis ​​e depoimentos de denunciantes

Várias missões Apollo registraram fenômenos inexplicáveis. Por exemplo, as transcrições da Apollo 11 supostamente incluem Neil Armstrong e Buzz Aldrin discutindo estruturas não identificadas na superfície da Lua, embora estas transcrições não sejam oficiais e provavelmente foram fabricadas. Apesar disso, numerosos denunciantes apresentaram alegações surpreendentes.

Carl Wolf, técnico do Projeto Lunar Orbiter da NASA em 1965, relatou ter visto fotografias de estruturas no lado oculto da Lua, incluindo edifícios e torres em forma de cogumelo. Depois de revelar essas descobertas, a vida de Wolf terminou misteriosamente em um acidente não resolvido. Dr. Ken Johnston, outro contratado da NASA, afirmou ter visto fotos de cidades alienígenas e máquinas antigas. Apesar de ter sido rejeitado pela NASA, Johnston manteve um conjunto de imagens, embora a sua autenticidade seja debatida.

Donna Hare, que tinha autorização secreta da NASA, afirmou que as imagens de OVNIs eram rotineiramente apagadas das fotografias. Suas alegações, embora convincentes, são apoiadas apenas por seu depoimento. Da mesma forma, Robert Dean, um ex-major do Exército dos EUA, afirmou que a NASA destruiu rolos de filme que retratavam OVNIs em forma de charuto e grandes estruturas na Lua.

Estruturas e teorias anômalas

Evidências fotográficas de missões lunares alimentaram especulações sobre estruturas artificiais na Lua. Por exemplo, o objeto Zan na cratera Zan foi citado como uma possível nave espacial gigante. Imagens sobrepostas e aprimoradas da cratera revelam seções censuradas, levando alguns a teorizar sobre bases alienígenas ocultas.

Outras anomalias incluem pegadas gigantes, pirâmides, obeliscos e torres com quilômetros de altura. A foto de 2021 do veículo lunar chinês de uma “cabana misteriosa” despertou ainda mais a curiosidade. A NASA frequentemente atribui esses fenômenos à pareidolia, a tendência de ver objetos familiares em padrões aleatórios, mas tais explicações pouco fazem para satisfazer os teóricos da conspiração.

A natureza estratégica e misteriosa da Lua

Antes das missões Apollo, tanto os EUA como a União Soviética tinham planos militares para a Lua. O Projeto Horizon, uma iniciativa americana, teve como objetivo estabelecer uma base lunar. No entanto, em 1972, ambas as nações cessaram os seus programas lunares. Alguns especulam que um acordo tácito entre as superpotências pode ter sido influenciado por uma força externa, possivelmente extraterrestre.

Interesse Lunar Renovado e Perspectivas Futuras

O interesse pela Lua aumentou nos últimos anos. A missão Chang’e 6 da China coletou amostras do outro lado da Lua, e a missão Artemis 3 da NASA pretende enviar astronautas ao Polo Sul lunar até 2026. Outros países e empresas privadas também estão planejando missões lunares, indicando uma renovada corrida espacial.

[Para instruções de como ativar a legenda em português do(s) vídeo(s) abaixo, embora esta não seja precisa, clique aqui.]

O lado oculto da Lua continua a intrigar e mistificar. Embora as evidências concretas de atividade alienígena permaneçam indefinidas, a combinação de fenômenos inexplicáveis, testemunhos de denunciantes e interesse contínuo na exploração lunar garantem que os mistérios da Lua cativarão nossa imaginação nos próximos anos. Se estes mistérios serão desvendados ou continuarão sendo objeto de especulação é uma questão que missões futuras poderão ajudar a responder.

(Fonte)


ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Apoie o OVNI Hoje: Cada Doação é Essencial!

Agradecimentos aos colaboradores do mês: ❤️Eneias Vieira ❤️Silas Raposo ❤️Leopoldo Della Rocca ❤️Cristina Vilas Boas

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code