web analytics

Quanto tempo levará para humanos colonizarem outro planeta?

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Tempo de leitura: 3 min.
Ouça este artigo...

Há uma enorme diferença entre enviar humanos a Marte e colonizar mundos fora do nosso sistema solar.

Quanto tempo levará para humanos colonizarem outro planeta?
Crédito da foto ilustrativa: D Mitriy, CC BY-SA 3.0 https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0, via Wikimedia Commons

O CEO da SpaceX, Elon Musk, quer ter uma cidade de um milhão de pessoas em Marte até 2050. Isso pode parecer astronomicamente ambicioso, considerando que os humanos nunca pisaram na superfície marciana. Mas seria viável? Quanto tempo levaria para os humanos colonizarem outro planeta? E poderia ser possível que as pessoas colonizassem mundos fora do sistema solar?

As respostas a essas perguntas dependem muito de qual planeta você está falando. Para Marte, décadas não são necessariamente um período de tempo irreal. Serkan Saydam, vice-diretor do Centro Australiano de Pesquisa em Engenharia Espacial e professor da Universidade de New South Wales, em Sydney, disse que a colonização humana de Marte é possível dentro de décadas.

Saydam disse à Live Science:

“Acredito que até 2050 teremos uma colônia humana em Marte.”

Saydam é um engenheiro de minas especializado em pesquisar mineração futura. O primeiro grande passo no estabelecimento de uma colônia de sucesso em Marte será a água, que pode ser extraída do gelo e/ou de minerais hidratados, de acordo com Saydam. Ele acha que a água facilitará a agricultura e a capacidade de cultivar alimentos em Marte, como no filme ‘Perdido em Marte‘ de 2015, enquanto o hidrogênio do gelo e os minerais também podem ser usados ​​como fonte de energia para propulsores de foguetes .

Mas não há um consenso científico sobre a colonização de Marte até 2050, e outros cientistas ofereceram opiniões menos otimistas. Louis Friedman, engenheiro astronáutico e cofundador da organização sem fins lucrativos The Planetary Society, sugeriu ao site Gizmodo em 2019 que a colonização de Marte era improvável em um futuro próximo, enquanto Rachael Seidler, uma neurocientista da Universidade da Flórida que trabalhou com astronautas da NASA, disse ao Gizmodo que as pessoas gostam de ser otimistas sobre a colonização de Marte, mas isto soa “um pouco como uma torta no céu“.

A humanidade, no entanto, provavelmente chegará a Marte dentro de décadas. A China planeja começar a enviar tripulações humanas para Marte em 2033, enquanto a NASA pretende enviar astronautas até o final dos anos 2030 ou início dos anos 2040. Assim que os humanos chegarem lá, o próximo passo pode ser construir uma colônia.

A colonização implica algum grau de autossuficiência, mas não necessariamente uma independência completa da Terra. Saydam compara Marte com uma ilha remota onde você ainda precisa importar coisas ocasionalmente.

Saydam disse:

“A maioria dos equipamentos e ferramentas serão enviados da Terra. Não acho que você possa fabricar um caminhão na superfície de Marte.”

Marte precisaria produzir algo para que uma colônia de longo prazo fosse financeiramente viável. O turismo espacial é uma opção, mas Saydam apontou a extração mineral como a chave para o sucesso da colonização. Por exemplo, a mineração espacial em asteroides próximos em busca de materiais valiosos, como platina, pode criar novas economias espaciais, impulsionando assim mais investimentos e explorações.

Embora Marte seja nossa opção mais realista para colonização extraterrestre, nosso vizinho vermelho não é exatamente o planeta mais acolhedor para humanos. A atmosfera de Marte contém mais de 95% de dióxido de carbono; é muito frio, com uma temperatura média em torno de 60 graus Celsius negativos; a espaçonave leva cerca de 8,5 meses para chegar da Terra; e é bombardeado com radiação nociva.

É quase certo que novos lares mais hospitaleiros podem ser encontrados em planetas além do nosso sistema solar, chamados exoplanetas. O problema com os exoplanetas é que eles estão muito, muito longe. Ainda não mandamos uma espaçonave para um exoplaneta, e as únicas sondas a deixar nosso sistema solar foram as Voyager 1 e 2, que levaram 35 anos e 41 anos, respectivamente, para alcançarem o espaço interestelar. Os exoplanetas estão muito mais distantes.

Frédéric Marin, astrofísico de buracos negros do Observatório Astronômico de Estrasburgo da Universidade de Estrasburgo, na França, disse à Live Science:

“O exoplaneta mais próximo levaria várias dezenas de milhares de anos para chegar com nossa tecnologia atual.”

Esses tempos de viagem podem fazer com que a colonização de exoplanetas pareça impossível. Mas Marin, que executa simulações de computador para viagens interestelares como uma curiosidade científica, espera que elas despenquem em um futuro próximo, graças a espaçonaves mais rápidas.

Marin disse:

“Sabemos na ciência que a cada cem anos, a cada século, a velocidade de seus meios de propulsão aumenta por um fator de 10.”

Em outras palavras, à medida que os humanos aprendem a viajar cada vez mais rápido no espaço a cada século que passa, o tempo potencial de viagem aos exoplanetas pode cair de dezenas de milhares de anos para milhares de anos e depois para centenas de anos.

Marin apresentou um cenário hipotético de alcançar um exoplaneta que seja pelo menos hospitaleiro para os humanos dentro de 500 anos. Uma jornada que duraria séculos ainda exigiria uma nave espacial pilotada por várias gerações de humanos, a maioria dos quais nunca veria o exoplaneta eventualmente colonizado.

As simulações de Marin sugerem que cerca de 500 pessoas seria uma população inicial adequada para uma nave-colônia multigeracional. Mas como os humanos lidariam com o fato de passar o resto de suas vidas em uma nave espacial e como seus descendentes lidariam com o nascimento na vida de viagens interestelares levantam questões éticas e incertezas. E com as mudanças climáticas e outros desafios baseados na Terra ameaçando levar os humanos à extinção antes de iniciarmos as viagens interestelares, não há garantia de que algum dia colonizaremos exoplanetas.

(Fonte)

Colaboração: MaryH


…E não esqueça: Nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui para acessá-la.

ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

IMPORTANTE: Se puder, colabore para manter o OVNI Hoje no ar, pois cada doação, por menor que seja, é crucial para manter este espaço de informação e conhecimento disponível para todos os interessados. Ao utilizar o QR code do PIX abaixo ou a chave PIX “OVNIHoje” (sem aspas), você está desempenhando um papel fundamental na sustentação deste site.

Lembre-se que as doações não são apenas um ato de generosidade, mas também uma demonstração do seu compromisso em apoiar o compartilhamento de informações relevantes e o crescimento da comunidade interessada em assuntos tão fascinantes, possibilitando a continuação das pesquisas, análises e publicações que enriquecem nosso entendimento.

Seja parte deste movimento contínuo em prol do conhecimento. O OVNI Hoje e seus leitores agradecem sinceramente por seu apoio dedicado.

Agradecimentos aos colaboradores do mês: Edward Vaz Jr. ||| Ewaldo Kintopp Neto ||| Rene Paes ||| Danilo Tercariol ||| Franklin Viana ||| Silas Raposo ||| Leopoldo Della Rocca ||| Helio dos Santos

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta, portanto aja com responsabilidade.
  • O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com éticasempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

COMPARTILHE COM A GALÁXIA:
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code