web analytics

“Caçador de OVNIs” do Pentágono começa revelar o que viu

Compartilhe com a galáxia!
Tempo de leitura: 5 min.
Ouça este artigo...

O criador e ex-diretor da Unidentified Aerial Phenomena Task Force (UAPTF), Jay Stratton, deu sua primeira entrevista pública com os jornalistas George Knapp e Jeremy Corbell, apresentada no episódio três do podcast WEAPONIZED.

"Caçador de OVNIs" do Pentágono começa revelar o que viu
"Caçador de OVNIs" do Pentágono começa revelar o que viu
Jay Stratton dá sua primeira entrevista pública.

Stratton é a única pessoa do governo federal dos EUA que trabalhou em todos os programas modernos de Fenômenos Anômalos Não Identificados (UAP/OVNIs) e é a figura mais importante diretamente envolvida a se manifestar, tendo ocupado um posto comparável a um Almirante de duas estrelas.

Falando com Knapp sobre sua abordagem à UAPTF, Stratton falou sobre a importância da confiança:

“Já estamos 70 anos atrás da curva de poder da confiança, certo? Porque todo mundo diz que o governo está mentindo para nós e que toda essa história do Blue Book e de Roswell mataram a confiança.”

Em relação à sua abordagem de investigação, Stratton acrescentou mais tarde:

“Eu mantive uma mente aberta, uma mente cética, como você quiser chamar, procurando por algo que pudesse responder a isso de todos os meios que eu tinha para perseguir isso.

Mas definitivamente houve algumas vezes em que realmente não conseguimos fechar o ciclo. E percebemos que algo precisava ser feito a respeito.”

A história de Stratton, que levou à eventual formação da UAPTF, começou em 2017.

Após seu envolvimento com o Programa Avançado de Aplicações de Sistemas de Armas Aeroespaciais (AAWSAP) e o Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (AATIP), Stratton disse a Knapp que não tinha intenção de retornar ao tópico OVNI novamente.

Isso foi até o New York Times divulgar sua história sobre a investigação secreta de OVNIs do Pentágono após a renúncia de Lue Elizondo do Departamento de Defesa.

Depois que o New York Times divulgou a história que incluía relatos do incidente de 2004 do OVNI Tic Tac com o USS Nimitz, o interesse do Congresso foi despertado e Stratton foi convidado por seu chefe no Office of Naval Intelligence (ONI) para abordar o assunto e liderar os esforços de engajamento com Comissões do Congresso.

Uma entidade que mais tarde se tornaria a UAPTF foi posteriormente formada por Stratton em 2018 – dois anos antes de o Departamento de Defesa (DoD) estabelecê-la formalmente em agosto de 2020.

Jay Stratton foi visto como a melhor pessoa para trabalhar no tema pelo ONI devido às suas experiências anteriores com outros programas OVNI e sua experiência em identificar as capacidades dos sistemas militares de outras nações e validar ameaças potenciais.

Em janeiro de 2021, quando a proposta de Lei de Autorização de Defesa Nacional dos EUA daquele ano se tornou lei, a UAPTF recebeu a difícil tarefa de criar um relatório para o Congresso em seis meses.

Com um esforço monumental necessário com poucos recursos disponíveis, a Força-Tarefa ficou ainda mais prejudicada quando Stratton foi realocado para outras funções. Isso deixou a tarefa de criar o relatório para dois outros membros da UAPTF, apesar de ambos terem outros empregos em tempo integral.

Alguns especularam que a reatribuição de Stratton foi uma tentativa de sabotar o trabalho e o relatório pendente. No entanto, os dois membros restantes estavam comprometidos com a transparência com o público americano sobre o tema OVNI. Eles reuniram uma enorme apresentação do briefing que Stratton havia criado e a usaram como base para o relatório que acabou sendo entregue ao Congresso.

Fornecendo algum contexto sobre a importância de Stratton para o tópico OVNI até hoje, George Knapp disse ao Liberation Times:

“Jay Stratton era o principal caçador de OVNIs do governo dos Estados Unidos.

Ele conduziu a primeira investigação aprofundada do caso Tic Tac e é a única pessoa em todo o governo a trabalhar em todos os principais investigações de OVNIs, incluindo o ambicioso programa do DIA (AAWSAP), seu sucessor (AATIP) e depois, a Força-Tarefa OVNI, que ele criou, organizou e dirigiu antes de ser formalmente autorizada pelo Congresso.

O briefing confidencial que ele escreveu, narrou e apresentou para o público-chave é a principal razão pela qual o mais novo programa AARO foi criado.

E ao contrário de muitos de seus ex-colegas no DoD, Stratton acredita que o público tem o direito de saber o que está acontecendo, em vez de ofuscação, obstruções, declarações enganosas e vazamentos estratégicos para desmistificadores, que continuam a turvar as águas dos OVNIs.

O Liberation Times confirmou com Jeremy Corbell que alguns de seus lançamentos fotográficos e de vídeo também estavam contidos no relatório de áudio e visual gerado por Stratton e a UAPTF, incluindo o ‘Orbe de Mosul‘. No entanto, Corbell fez questão de enfatizar que nenhum dos materiais ou informações fornecidas a ele se originou de Stratton ou da UAPTF de forma alguma.

Jeremy Corbell, comentando com o Liberation Times, falou sobre a importância da primeira aparição pública de Stratton após a formação do novo escritório de OVNIs, conhecido como All-domain Anomaly Resolution Office ou AARO:

“A importância de alguém como Jay Stratton se apresentar pela primeira vez – tanto de nome quanto de rosto – é um marco importante para o tópico OVNI e para o governo dos EUA reconquistar a confiança do povo americano, que foi enganado por gerações sobre a natureza da realidade OVNI. A decisão de Stratton de se apresentar certamente inspirará e motivará, não apenas nossos militares, mas também nossos representantes governamentais que foram enganados e intencionalmente ludibriados por facções dentro de nossas próprias agências de inteligência e governo.

Aqueles que estão atualmente apreensivos devido ao estigma destrutivo em torno da realidade OVNI – que têm medo válido de represálias ilegais e coerção da autoridade – serão encorajados a apresentar as informações que possuem sobre o acobertamento dos OVNIs.

Mais importante, a apresentação de Jay Stratton deve inspirar e motivar diretamente a ação do programa AARO do DoD para seguir as pegadas formadas pelas etapas e na direção criada e visualizada por Jay Stratton.

Transparência completa e total sobre o tema OVNI pelo governo dos Estados Unidos para o povo americano – que eles são eleitos para representar. Nada menos será aceito pelo público americano”.

Mais tarde, em sua entrevista com Knapp, Stratton comentou sobre a necessidade de comunicar com eficácia e precisão os esforços liderados pela UAPTF:

“Queríamos que a força-tarefa tivesse seu próprio porta-voz para que pudéssemos informar o máximo possível sobre o que estamos lidando. Mas você tem toda essa máquina.

E não importa o quanto você tente, o e-mail não é o melhor método de comunicação, certo? E quase ninguém atende o telefone hoje em dia. Então, o que acontecia comigo é que eu via uma resposta do porta-voz do DoD e dizia, oh meu Deus, por que dissemos isso, certo?

E você volta e tenta limpar, mas não há limpeza nesse ponto. Então era tudo circular, e então você tinha agendas. Certo? Você ainda teve, acho que provavelmente está ciente da [situação] anterior de Lue [Elizondo], sabe, isso aconteceu.

Anteriormente, o escritório de relações públicas do Pentágono comentou que o ex-diretor do AATIP, Lue Elizondo, não tinha responsabilidades atribuídas ao programa.

O Liberation Times perguntou anteriormente ao Gabinete de Relações Públicas do Pentágono se Lue Elizondo tinha alguma responsabilidade atribuída ou não atribuída ao AATIP – uma pergunta que nenhum porta-voz respondeu publicamente até o momento.

Outras revelações de Stratton incluíram um evento em que um oficial não identificado disse a ele para não se envolver no tópico OVNI devido a preocupações religiosas:

“Há sim absolutamente alguma preocupação aí. E eu vi isso por escrito uma vez em minha carreira, onde alguém estava me pedindo para recuar por causa de suas preocupações religiosas, e ‘você deveria desistir desse assunto’ é literalmente o que eles estão me dizendo. Você sabe, [me dizendo] que você não deveria estar envolvido nisso.”

A entrevista, que foi apresentada por Corbell e Knapp ao longo do programa, forma apenas uma pequena parte de uma entrevista filmada em profundidade maior que eles fizeram com Stratton, com mais clipes que devem ser lançados nas próximas semanas e meses.

Stratton atualmente trabalha na Radiance Technologies, onde lidera, dirige, auxilia e desenvolve esforços em contratos existentes e na criação de novas áreas de negócios relacionadas à Inteligência Científica e Técnica com foco em engenharia reversa.

[Para instruções de como ativar a legenda em português do(s) vídeo(s) abaixo, embora esta não seja precisa, clique aqui.]

(Fonte)

Abaixo, a vídeo reportagem levada ao ar pela CBS, a respeito da entrevista com Jay Stratton, legendada pelo canal João Marcelo:


ATENÇÃO: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Apoie o OVNI Hoje: Cada Doação é Essencial!

Agradecimentos aos colaboradores do mês: ❤️Eneias Vieira ❤️Silas Raposo ❤️Leopoldo Della Rocca ❤️Cristina Vilas Boas

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS
(Mais abaixo…👇)

ATENÇÃO:

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!

hit counter code