Ministério da Defesa Soviético aprendeu a evocar OVNIs

Tempo de leitura: 3 min.

Nos tempos soviéticos, o Ministério da Defesa estava trabalhando em um projeto secreto destinado a criar um super-humano com habilidades paranormais.

Ministério da Defesa Soviético aprendeu a evocar OVNIs

De acordo com o site english.pravda.ru, sob este projeto, um grupo de cientistas conseguiu entrar em contato com uma civilização alienígena. O chefe deste projeto ultra-secreto compartilhou alguns detalhes com os repórteres pela primeira vez.

Em um dia normal de inverno em Moscou, no conforto de uma sala com lareira, os jornalistas tiveram uma sensação real.

Um alto funcionário aposentado do Ministério da Defesa, tenente-general da reserva, PhD, bolsista da Academia de Ciências Naturais, Alexey Savin, disse que no final da década de 1980 um grupo de pesquisadores da Unidade de Gerenciamento de Especialistas do Estado-Maior General conseguiu fazer uma contato com representantes de outra civilização. Curiosamente, nenhum dos jornalistas ficou particularmente surpreso, mas sim aliviado com a “confissão”.

Vasily Yeremenko, major-general da FIB na reserva, acadêmico da Academia de Segurança, Defesa e Aplicação da Lei, foi o primeiro a falar à imprensa. Nos tempos soviéticos, ele serviu na KGB e supervisionou a Força Aérea e o desenvolvimento da tecnologia da aviação.

Entre suas atribuições estava a coleta de informações pela Força Aérea dos fatos de aparecimento de objetos voadores não identificados. De acordo com Vasily Yeremenko, naquela época havia uma ampla quantidade de tais informações.

As unidades de mísseis receberam uma diretiva em caso de detecção de OVNIs. A principal tarefa não era criar oportunidades para agressão recíproca. Entre 1983 e 1984, nos campos de testes da Academia de Ciências de Vladimirovka, o Ministério da Defesa e a KGB organizaram um estudo em larga escala de fenômenos paranormais.

O local de treinamento militar não foi uma escolha aleatória. Os especialistas há muito chegaram à conclusão de que os OVNIs inevitavelmente aparecem em lugares onde equipamentos e armas militares são testados.

Yeremenko explicou:

“Podemos dizer que aprendemos a evocar OVNIs em Vladimirovka. Para isso, aumentamos drasticamente o número de voos militares e a movimentação dos equipamentos. Se a intensidade do nosso lado aumentasse, os OVNIs apareceriam com probabilidade de 100%.”

Após seis meses de testes, a comissão competente chegou a três conclusões principais:

Primeiro, a ciência moderna ainda não era capaz de identificar tais fenômenos. Em segundo lugar, poderia ser equipamento de reconhecimento dos EUA ou do Japão. Terceiro, poderia ser um impacto de uma civilização extraterrestre.

Vasily Yeremenko disse:

“O tópico OVNI hoje é onipresente. Precisamente por causa de sua natureza escandalosa, cientistas tradicionais não estão dispostos a identificar sua posição sobre essa questão. Os pilotos costumam ver esses objetos, mas estão sob poder de veto sobre esse assunto, assim como os astronautas. Em conversas confidenciais, eles falam sobre suas experiências de encontros com OVNIs, mas têm medo de falar publicamente sobre isso.”

Ele acredita que esse assunto requer uma abordagem séria porque é uma questão de segurança. No entanto, ainda é um tópico fechado tanto nos EUA quanto na Rússia.

O tenente-general Alexey Savin passou a revelar alguns aspectos do engajamento do Ministério da Defesa. Ele chefiou a Unidade de Gestão Especializada do Estado-Maior Geral, cuja tarefa era examinar vários fenômenos incomuns.

O principal projeto da unidade era um programa estadual de descoberta de recursos humanos intelectuais. O objetivo do programa era identificar maneiras de fazer o cérebro humano funcionar em um regime especial de superpoderes, tornando uma pessoa um super-humano.

O Conselho Científico do programa foi liderado pela acadêmica Natalya Bekhtereva, que até sua morte atuou como diretora científica do Instituto de Cérebro Humano da RAS.

Mais de duzentos profissionais altamente qualificados de todo o país participaram do programa.

Alexey Savin disse:

“No processo de pesquisa, chegamos à conclusão de que um humano era um sistema de energia e informação que recebe informações de fora. É precisamente por isso que um humano pode manifestar habilidades paranormais.”

Para identificar essa fonte externa de informação, foram criados três grupos. Um grupo era formado por cientistas, outro por militares, e o terceiro era composto por mulheres.

O grupo de mulheres fez o progresso mais significativo na pesquisa. Savin explicou:

“Queríamos fazer contato com representantes de outras civilizações. E nós fizemos isso.”

Segundo ele, foi desenvolvido um método especial que permitiu ao cérebro humano sintonizar um contato.

Savin explicou:

“Tivemos que ajustar o contorno de energia do cérebro humano a uma onda específica, como um rádio.”

Nenhuma hipnose, drogas ou outros métodos semelhantes foram usados ​​no decorrer do experimento. Um sistema especial de testes também foi desenvolvido para separar os relatórios recebidos das alucinações e insanidade dos participantes do experimento.

Os resultados experimentais foram impressionantes: seis participantes tiveram a chance de contato físico e dois deles até conseguiram visitar uma nave alienígena. De acordo com Savin, representantes de civilizações extraterrestres se revelaram gradualmente, dando as informações como bem entendessem.

Em particular, eles falaram sobre sua estrutura de governo e sistema educacional. Não foi possível obter informações sobre os militares. A única coisa que eles concordaram em compartilhar foi um esquema do equipamento para o diagnóstico e tratamento de várias doenças.

O chefe do experimento explicou que os humanos eram como crianças pequenas para eles:

“Nossa civilização é muito jovem para lhes interessar como tema de diálogo. Como também fazemos parte do universo, podemos prejudicar a nós mesmos e a outras civilizações com nossas ações tolas, então eles estão cuidando de nós.”

O programa de comunicação com inteligência extraterrestre foi desenvolvido por vários anos até que a política interveio. Em 1993, o estudo foi interrompido e a unidade dissolvida.

Segundo Savin, ele conseguiu reter apenas um pequeno número de documentos, a maioria deles, incluindo relatórios fotográficos, ainda estão nos arquivos do Ministério da Defesa. Aliás, o método único para o desenvolvimento das habilidades fenomenais de um indivíduo, até recentemente, foi usado na Academia em homenagem a Gagarin até ser dissolvida pelo ex-ministro da Defesa, Serdyukov. Ainda assim, o núcleo da equipe de pesquisa foi preservado.

Savin disse:

“Há quatro anos tentamos repetir o experimento e tivemos sucesso.”

Segundo ele, hoje esse trabalho continua, e os “cérebros e pessoas talentosas ainda estão presentes na indústria de defesa”.

Respondendo à pergunta por que foi decidido anunciá-lo à mídia, Savin respondeu:

“Porque esconder algo das pessoas? Em vez disso, elas precisam se preparar para novos desafios.”

Ele acredita que há dois desafios globais hoje: as mudanças climáticas e a escassez de água potável. A Rússia tem um papel especial neste processo:

“Quando passarmos do ponto de bifurcação, pessoas de todos os lugares correrão para nós. Como vamos encontrá-las, com armas? É claro que teremos que negociar.”

Talvez tudo isso seja um quebra-cabeça do “livro didático” para jovens civilizações? Talvez os alienígenas tenham organizado um experimento para ver como lidaríamos com isso.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares..

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!