Cristóvão Colombo, OVNIs e problemas estranhos na bússola

Tempo de leitura: 2 min.

Os OVNIs são o assunto mais debatido na internet, em bares, restaurantes e jantares em família (pelo menos nos EUA). Já não temos vergonha de ler, escrever ou falar sobre objetos voadores não identificados.

Cristóvão Colombo, OVNIs e problemas estranhos na bússola
Teria Cristóvão Colombo e sua tripulação avistado OVNIs?

Todos nós já vimos pelo menos um OVNI. Outros já os viram várias vezes. O assunto já não é uma conspiração. Na verdade, os cientistas estão trabalhando para descobrir o que os OVNIs representam. A NASA tem um grupo especial de astrofísicos trabalhando nisso. O Pentágono tem um escritório de OVNIs que investiga avistamentos. E devemos lembrá-los novamente que o Congresso dos EUA deu a entender que os OVNIs são tecnologia extraterrestre. Em outras palavras, a verdade está lá fora.

OVNIs não são um fenômeno moderno

Mas os OVNIs estão longe de ser apenas uma coisa moderna. De fato, ao longo da história, encontramos muitos relatos de avistamentos de OVNIs. Alguns deles até remontam ao antigo Egito. Outros, talvez os mais famosos, datam da época medieval. O que pouca gente sabe é que Cristóvão Colombo encontrou objetos estranhos em sua jornada rumo ao continente americano. Embora seu diário de viagem original tenha sido perdido, existem algumas cópias escritas por um homem chamado Bartolomeu de las Casas. O pai e o tio de Bartolomeu estavam na segunda viagem de Colombo, e Bartolomeu editou os diários de viagem de Colombo mais tarde na vida.

A primeira viagem de Cristóvão Colombo à América foi narrada por Bartolomeu na década de 1530. Os relatórios aos quais Colombo é atribuído hoje são baseados em três entradas neste diário. Uma entrada lida com problemas de bússola e a outra com luzes estranhas.

Os supostos OVNIs avistados por Colombo

O diário de Colombo contém duas notas sobre as estranhas luzes que ele viu. Seu primeiro encontro aconteceu em 15 de setembro de 1492:

“Naquele dia e noite, navegaram 27 léguas e várias outras a caminho do oeste. E naquela noite, bem no começo, viram um maravilhoso ramo de fogo caindo do céu no mar, a quatro ou cinco léguas deles.”

A segunda luz estranha, que Colombo e seus navios viram pela primeira vez na quinta-feira, 11 de outubro de 1492, também foi relatada no diário:

“…No entanto, era tão fraca que o almirante não quis afirmar que era terra. Mas chamou Pero Gutierrez e disse-lhe que parecia haver luz ali e que ele deveria procurar. Então ele o fez e viu. Também contou isso a Rodrigo Sanchez de Segovia, que foi enviado pelo rei e pela rainha como Vidor [inspetor] da frota, que não viu nada porque não estava em um lugar onde pudesse ver. Depois que o almirante pronunciou essas palavras, ele foi vista uma ou duas vezes e parecia uma pequena vela de cera que se levantava e subia, que parecia ser algum sinal da terra.”

Problemas de bússola

A terceira entrada é de particular interesse, pois faz referência a problemas com a bússola e, especificamente, com a estrela do norte em movimento. À medida que a Terra gira em torno de seu eixo de rotação, Polaris, ou Estrela do Norte, fica mais ou menos diretamente acima de seu pólo norte. Essencialmente, é a linha imaginária que se estende do pólo norte ao pólo sul do planeta. Em outras palavras, é uma estrela que não se move no céu. Os marinheiros usaram a estrela do norte como auxílio à navegação por centenas de anos.

Esta é a terceira entrada que data de segunda-feira, 17 de setembro de 1492:

“Os pilotos fizeram um curso para o norte, marcando-o [os pilotos encontraram a Estrela do Norte no céu e a compararam com a orientação da bússola], e descobriram as bússolas desviadas para o norte por um ponto cheio [isto é, por onze graus e um quarto]. Os marinheiros estavam assustados e deprimidos. O almirante sabia disso e ordenou que o norte fosse marcado novamente ao amanhecer, e eles descobriram que as bússolas estavam corretas. A razão era que a Estrela Polar parecia estar se movendo, não as bússolas.”

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares..

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!