Cientistas procuram por transmissores alienígenas muito poderosos

Tempo de leitura: 3 min.

A busca por vida inteligente no universo está recebendo um grande impulso da Breakthrough Listen Initiative, que é a tentativa mais abrangente de detectar comunicações e tecnologias alienígenas.

Cientistas procuram por transmissores alienígenas muito poderosos
Rádio telescópio na Virgínia Ocidental, EUA

Financiada pelo bilionário Yuri Milner, a iniciativa está atualmente fazendo a varredura de um milhão de estrelas dentro de nossa galáxia, a Via Láctea, em busca de sinais de civilizações alienígenas.

Agora, dois cientistas demonstraram que essa enorme pesquisa em andamento pode capturar sinais de alienígenas em locais ainda mais remotos, como galáxias que aparecem no fundo de imagens focadas em estrelas da Via Láctea.

Esses objetos extragalácticos não são os principais alvos do Breakthrough Listen, mas podem ajudar a identificar “a prevalência de transmissores extraterrestres muito poderosos”, de acordo com um novo estudo publicado no servidor de pré-impressão arxiv, de coautoria de Michael Garrett, que é o presidente Sir Bernard Lovell de Astrofísica da Universidade de Manchester e diretor do Jodrell Bank Center for Astrophysics, e Andrew Siemion, diretor do Berkeley SETI Research Center e investigador principal da Breakthrough Listen.

Garrett informou em um e-mail para o site Motherboard:

“Acho que há algum tempo percebemos que, quando fazemos uma observação SETI com um radiotelescópio, somos sensíveis não apenas à estrela alvo no centro do campo, mas também a um pedaço do céu do tamanho da Lua. Então isso significa que poderíamos detectar um sinal de outros objetos no campo.”

Ele continuou:

“Outros objetos no campo incluem estrelas de primeiro plano e estrelas de fundo em nossa própria Via Láctea. Até recentemente, não sabíamos como fazer uso desse fato porque não sabíamos a distância dessas estrelas.”

Felizmente, a Agência Espacial Europeia lançou um telescópio espacial chamado Gaia em 2013 que vem preenchendo rapidamente essa lacuna crítica de informações medindo as posições, distâncias e movimentos de cerca de um bilhão de objetos astronômicos.

A missão Gaia nos permitiu medir distâncias de alguns bilhões de estrelas na Via Láctea, então, quando olhamos nesses campos, sabemos as distâncias de algumas estrelas que estão em segundo plano e em primeiro plano para o alvo.

Garrett e Siemion foram coautores de um estudo anterior que explorou a capacidade de Gaia de auxiliar na busca por vida inteligente, incluindo sinais tecnológicos que podem originar a muitos milhões de anos-luz além das estrelas diretamente estudadas pela iniciativa. Esses sinais são semelhantes a “fotobombas” astronômicas, também chamaos de “ovos de Páscoa”, que podem passar despercebidos nos dados porque não são os principais alvos observacionais.

Para descobrir o potencial oculto dessas paisagens distantes do céu, Garrett e Siemion vasculharam pesquisas e construíram um “censo rudimentar de objetos extragalácticos que foram observados por acaso” com o Telescópio Robert C. Byrd Green Bank na Virgínia Ocidental, de acordo com o estudo. Essa abordagem rendeu 143.024 objetos, incluindo núcleos galácticos radiantes, galáxias em interação e pelo menos uma região onde o espaço-tempo é distorcido no que é conhecido como lente gravitacional.

Garrett disse:

“Acontece que, para onde quer que você aponte seu telescópio, o campo de visão incluirá algum objeto cósmico interessante. Não tenho certeza se todos os pesquisadores do SETI tinham uma ideia disso, então decidimos examinar 400 dos campos de destino do Breakthrough Listen e simplesmente ver o que havia neles – isso foi muito divertido porque os campos são muito bonitos e você pode ver algumas coisas interessantes, como galáxias em interação.”

Essa riqueza de “exóticos astronômicos”, como a equipe a chama, pode conter traços de assinaturas tecnológicas alienígenas, que são sinais detectáveis ​​de civilizações avançadas. Esses transmissores extragalácticos teriam que ser muito poderosos para serem visíveis a distâncias tão enormes, mas Garrett e Siemion sugerem que algumas tecnologias especulativas podem resolver o problema. Por exemplo, alienígenas em outras galáxias poderiam ser vistos se usassem matrizes em fases com milhares de transmissores poderosos ou feixes de microondas para velas interestelares.

Garrett disse:

“Nossos pontos de dados são bastante úteis porque, embora sejamos sensíveis apenas a sinais de rádio realmente poderosos, as galáxias em um campo contêm muitas estrelas, centenas de bilhões, então pode ser possível que, porque estamos olhando para tantas estrelas, podemos ter sorte e encontrar alguns dos sinais muito poderosos que podem estar lá fora.”

ele continuou:

“Foi divertido adicionar esses pontos de dados ao enredo e depois pensar no que eles podem significar. Acho que eles sugerem que queremos telescópios mais sensíveis, mas também com um campo de visão muito amplo, para que possamos observar muitas estrelas, etc., simultaneamente.”

Com isso em mente, Garrett e Siemion recomendam que os cientistas envolvidos com o SETI considerem procurar transmissões alienígenas além dos objetos que são alvos da Breakthrough Listen. Afinal, a busca para descobrir se estamos sozinhos no universo equivale a uma busca por agulhas no palheiro, então precisaremos usar todas as imagens à nossa disposição.

Garrett cocluiu:

“Acho que este é o primeiro passo para pensar no SETI em uma escala muito diferente. Grupos e aglomerados de galáxias muito próximos são um bom lugar para procurar sinais porque você está apontando em uma direção que contém muitas estrelas (e, portanto, esperançosamente planetas, ou naves espaciais, ou qualquer outra coisa que as estrelas atraem como boas fontes de energia para a inteligência ET).”

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO… e (importante) se puder, ajude na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo:

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!