“Eles podem respirar hidrogênio”: é assim que vamos procurar por ETs

Tempo de leitura: 2 min.

Uma nova abordagem para encontrar vida alienígena propõe que os alienígenas possam respirar hidrogênio. Portanto, é possível que em breve descubramos gases ligados à vida terrestre na atmosfera de um exoplaneta.

“Eles podem respirar hidrogênio”: é assim que vamos procurar por ETs
Moléculas de hidrogênio. Crédito: Pexels.com

Um estudo publicado na Nature Astronomy revela que a melhor chance de encontrar vida usando atmosferas é expandir ainda mais a pesquisa para incluir planetas com atmosferas de hidrogênio.

Ao estudar a atmosfera de um exoplaneta, observa-se principalmente a quantidade de luz que entra nele ao passar por sua estrela.

Quanto é absorvido e quanto é perdido em trânsito é determinado olhando para o espectro da estrela. Isso revelará gases na atmosfera, e é por isso que o Telescópio James Webb será usado para documentar atmosferas extraterrestres.

As interpretações são mais fáceis para uma atmosfera que tem uma composição química diferente do esperado. Isso é mantido pela atividade da vida.

A atmosfera da Terra abriga metano que, quando combinado com oxigênio, forma dióxido de carbono. No entanto, as atividades biológicas mantêm o fornecimento de metano elevado.

Outra maneira de ver isso é que, sem fotoorganismos fotossintéticos que liberam oxigênio do dióxido de carbono durante o que é conhecido como ‘evento de oxigenação em massa’, o oxigênio não existiria.

De acordo com os autores do novo estudo, estão começando a observar planetas maiores que a Terra com atmosferas de hidrogênio. Eles podem não ter oxigênio livre, porque hidrogênio e oxigênio são combustíveis.

O hidrogênio é a molécula mais leve de todas, pode escapar rapidamente para o espaço. Uma super-Terra deve ter um planeta rochoso que tenha gravidade suficiente para sustentar uma atmosfera de hidrogênio. Também deve ter uma massa entre 2 e 10 milhões de vezes a da Terra.

O hidrogênio pode ter sido retirado diretamente da nuvem de gás, onde o planeta se formou. Ou poderia ter sido liberado através de um processo químico usando ferro e água.

Ao subir, a densidade de uma atmosfera dominada por hidrogênio diminui cerca de 14 vezes mais rápido do que uma atmosfera dominada por nitrogênio, como na Terra. Isso facilita a visualização dos dados do espectro.

Os autores fizeram estudos de laboratório para mostrar que E.coli, uma bactéria encontrada no intestino, pode sobreviverem um ambiente de hidrogênio e prosperar.

Essa observação é fascinante, mas não prova que a vida desenvolvida possa sobreviver. Muitos microrganismos que vivem sob a crosta terrestre sobrevivem metabolizando o hidrogênio. Existem até criaturas multicelulares que vivem em zonas livres de oxigênio no solo mediterrâneo.

Como a atmosfera da Terra se formou sem oxigênio, é improvável que existisse mais de 1% de hidrogênio. No entanto, é possível que a vida primitiva tivesse que metabolizar hidrogênio e carbono para gerar metano, em vez de combinar oxigênio com carbono.

Mas este estudo fez uma descoberta mais significativa; descobriram que os produtos de E.coli podem liberar uma ‘surpreendente matriz de gases’ quando expostos ao hidrogênio.

Estes podem ser detectados como “assinaturas biológicas” em um ambiente de hidrogênio. Isso aumenta as chances de detectar vida em um exoplaneta, mas você precisa saber como procurá-lo.

Mas a eficiência das atividades metabólicas que requerem hidrogênio é menor do que aquelas que usam oxigênio. Os astrobiólogos dizem que a vida que respira hidrogênio é uma ideia estabelecida. Na verdade, a ficção científica usa muito esse recurso.

Os autores do presente estudo também apontam o hidrogênio molecular como um gás de efeito estufa em altas concentrações. Isso pode manter a superfície do planeta mais quente do que o necessário para a água líquida, afetando a vida na superfície.

Este estudo nos dá uma nova abordagem para procurar vida extraterrestre, além de grandes planetas ricos em gás como Júpiter. Portanto, o horizonte se expande cada vez mais.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO… e (importante) se puder, ajude na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo:

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!