web analytics
Tempo de leitura: 3 min.

Planetas errantes podem ser enormes naves alienígenas, propõe estudo

Tempo de leitura: 3 min.

Cientistas estimam que existam bilhões de planetas errantes (que não orbitam uma estrela) em nossa galáxia, e uma cientistas diz que devemos investigá-los em busca de sinais de “caronas cósmicas”.

Planetas errantes podem ser enormes naves alienígenas, propõe estudo
Um planeta que não orbita sua estrela pode servir de veículo para uma civilização extraterrestre.

Muitos cientistas atualmente em busca de vestígios de vida extraterrestre se concentram em planetas que orbitam dentro das zonas habitáveis ​​de suas estrelas, onde pode existir água líquida. Agora, um pesquisador propôs uma alternativa incrível que vira essa convenção de cabeça para baixo: e se as civilizações alienígenas aprenderam a usar planetas “errantes”, que não estão ligados a nenhuma estrela, para atravessar distâncias interestelares? E como podemos tentar identificar esses extraterrestres vagando pelas manchas escuras da galáxia, se eles existirem?

Esse conceito de “carona cósmica” é a criação de Irina Romanovskaya, professora de física e astronomia do Houston Community College, que descreve como “civilizações extraterrestres podem viajar de seus mundos de origem para planetas errantes – e de planetas flutuantes para outros sistemas planetários” em seu recente estudo publicado no International Journal of Astrobiology.

Romanovskaya disse em um e-mail para o site Motherboard:

“Quase 10 anos atrás, ao ler sobre descobertas de planetas errantes, pensei em um cenário hipotético de um planeta errante se aproximando do Sistema Solar. Não há semáforos na Galáxia. Se o Sistema Solar estiver no caminho de algum planeta errante, o planeta não irá parar no sinal vermelho. Ele voará direto através do Sistema Solar. A probabilidade de tal evento dependeria de quantos planetas errantes existem em nossa Galáxia, que na época ainda precisava ser estimado.”

Agora, os cientistas estimam que dezenas de bilhões de planetas foram catapultados de seus sistemas estelares nativos por encontros gravitacionais com outros objetos, resultando em uma grande população oculta – eles geralmente são difíceis de detectar porque não há luz estelar próxima para iluminá-los.

Romanovskaya disse:

“Isso aumenta a chance de que algumas civilizações extraterrestres avançadas, se existirem, possam pegar uma carona em planetas errantes. É por isso que chamo essas civilizações hipotéticas de ‘Caronas Cósmicas’.”

Embora os planetas errantes possam não se beneficiar da energia estelar que nutre a vida, Romanovskaya aponta que esses mundos ainda podem ser habitáveis, especialmente se contiverem o tipo de oceanos subterrâneos que se suspeita existir em alguns corpos dentro do nosso próprio sistema solar. Além disso, esses planetas oferecem muitas vantagens como naves interestelares, em comparação com a visão tradicional de naves de geração artificial – espaçonaves semelhantes a arcas destinadas a hospedar muitas gerações de uma população – que devem ser laboriosamente construídas por espécies espaciais.

Romanovskaya observa que planetas errantes podem vir prontos com recursos, potencialmente incluindo água e minerais valiosos, que podem facilitar longas jornadas entre as estrelas. Os habitats naturais nesses mundos podem servir como escudos eficazes contra a radiação das viagens espaciais, e seu peso gravitacional pode negar a necessidade de sistemas de gravitação artificial em espaçonaves.

Além disso, Romanovskaya sugere que uma espécie alienígena inteligente poderia implementar vários cenários para pegar uma carona em um desses mundos. Embora o espaço seja muito grande e as distâncias interestelares sejam imensas, ainda não é incomum que estrelas e planetas passem um pelo outro em encontros próximos que poderiam fornecer uma oportunidade de pular do navio – ou, neste caso, pular de um planeta. Se uma civilização alienígena, talvez em um sistema envelhecido, soubesse da aproximação de um planeta errante, ou mesmo de um sistema estelar inteiro, poderia planejar uma fuga da morte inevitável de sua estrela hospedeira.

Em um cenário ainda mais incrível, Romanovskaya postula que a vida inteligente pode querer esperar propositalmente os dias de morte de sua estrela hospedeira para que ela possa se posicionar em um planeta distante no sistema solar e esperar que os ventos da morte da estrela a impulsionem na galáxia. Uma espécie extraterrestre também pode migrar para as profundezas de seu sistema estelar, onde as ligações gravitacionais estelares são mais fracas, e encontrar uma maneira de ejetar artificialmente um corpo planetário lá. Desta forma, os caroneiros cósmicos partiriam para as estrelas em um mundo errante de seu sistema natal.

Esses são experimentos mentais tentadores, mas Romanovskaya também oferece maneiras práticas de procurar alienígenas inteligentes que podem ter embarcado nesse tipo de jornada interestelar errante. Os cientistas podem querer procurar por sinais de radiação eletromagnética incomum em torno de planetas errantes que possam indicar atividade artificial. Romanovskaya especula que uma espécie que domina essa técnica de viagem também pode deixar assinaturas tecnológicas semelhantes em toda a galáxia, potencialmente fornecendo um rastro de “migalhas de pão” que podem ser identificadas da Terra.

O recém-lançado Telescópio James Webb capta radiação infravermelha, disse Romanovskaya, que seria emitida por um planeta errante que foi adaptado para ser uma nave espacial. Sondas não tripuladas também podem participar da busca.

Ela disse:

“A NASA já enviou naves espaciais para viajar para os arredores do Sistema Solar e além. Talvez, em um futuro não tão distante, outra espaçonave seja enviada para as regiões remotas do nosso sistema planetário para estudar quaisquer objetos recém-descobertos que possam ser planetas errantes capturados.”

Talvez o mais emocionante, Romanovskaya levanta a possibilidade de que planetas errantes que já foram usados ​​para viagens interestelares possam ser abandonados no espaço e acabar capturados nos confins de outro sistema estelar – talvez até o nosso. Nesse cenário, um planeta esgotado, repleto de artefatos alienígenas, pode aguardar qualquer forma de vida que se expanda para os trechos escuros e distantes de seus quintais solares. Romanovskaya também propõe que os vizinhos da Terra possam ter vestígios de alienígenas que cruzaram nosso sistema solar no passado, talvez nos restos secos dos oceanos de Marte.

Há outro elemento neste trabalho, que é que os humanos também são alienígenas. E um dia, podemos querer pegar uma carona em um planeta errante também.

Romanovskaya disse:

“Se a humanidade existir por tempo suficiente, então os humanos podem testemunhar o Sol envelhecendo e morrendo. Ou pode haver outras ameaças existenciais surgindo. Então, a questão da fuga pode se tornar uma questão muito prática. Algumas populações da humanidade também podem decidir se mudar para outro sistema planetário para expandir a presença de nossa civilização na Galáxia. Ou então, os humanos podem enviar grandes quantidades de tecnologias para explorar estrelas e o espaço interestelar.

Para todos esses cenários, a humanidade poderia usar planetas errantes como transporte interestelar.

Ela acrescentou que não muito tempo atrás os humanos usavam cavalos para transporte e que ela prevê que a humanidade desenvolverá uma propulsão poderosa o suficiente para naves planetárias no futuro.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!