web analytics
Tempo de leitura: 4 min.

A verdade sobre a abdução de Janiel

Tempo de leitura: 4 min.

A abdução de Janiel ocorreu em 2 de novembro de 2008, na zona rural do município de Itarema, no Ceará, nordeste do Brasil. Ele era o caçula dos três netos de Maria Nascimento.

A verdade sobre a abdução de Janiel
Janiel foi abduzido aos 6 anos de idade.

Janiel tinha seis anos na época do evento e brincava com o irmão Chiumak, 10, e o primo Zé Felipe, 8.

Como o pai, Raimundo, costumava viajar a trabalho, eram os avós que ajudavam a cuidar dos filhos.

Na tarde do segundo dia de novembro de 2008, em pleno verão no hemisfério sul, Janiel, Chiumak e seu primo estavam brincando no campo da fazenda da família. Um lugar remoto, na época sem eletricidade ou acesso à televisão.

Janiel foi o primeiro a observar uma bola de fogo e alertou o irmão mais velho, que, assim como o primo, não se importou e continuou jogando.

Depois de um tempo, o OVNI se aproximou das crianças e foi notado pelos três que sentiram um vento forte.

Janiel caiu no chão enquanto os outros dois subiram em uma pequena árvore, um cajueiro. De lá eles viram a bola de fogo sair e se aproximar de Janiel deitado no chão tentando se levantar.

Zé Felipe implorou a Chiumak que ajudasse o irmão mais novo. Mas o vento era tão forte que ao mesmo tempo que repelia Chiumak, puxava Janiel, não deixando o menino se levantar.

Chiumak e Zé Felipe correram para a casa da avó, enquanto Janiel pedia ajuda.

Janiel conta o que viveu

Janiel descreve o OVNI como parte de vidro e parte de ferro, como um bujão de gás. Tinha uma luz no topo como uma “luz de ambulância” e fazia um “ruído como chuva”.

O menino observou dois seres, um ficou na porta e o outro agachado atrás.

“As unhas não eram nossas”

Os seres agarraram Janiel pelo ombro. O ser pegou um objeto que segurava na boca “como um canivete” e cortou Janiel abaixo da axila.

Janiel descreveu os seres como tendo cabeça e orelhas grandes, boca pequena, olhos grandes e brilhantes, nariz comprido e unhas grandes “como a espora de um galo”.

Por volta das 18h00, quando o crepúsculo começou, Maria saiu pela porta da cozinha quando os dois meninos chegaram gritando e sem fôlego. Ela perguntou onde Janiel estava e eles informaram que ele havia caído e um “dispositivo” estava flutuando acima dele.

A avó não acreditou na história dos meninos e minutos depois apareceu Janiel.

Maria foi a primeira a ver o corte abaixo do braço de Janiel, era profundo e largo, cerca de 7 centímetros. O corte estava sem sangue e havia uma espécie de espuma no local, a camisa também não tinha vestígios ou marcas de sangue.

Quando perguntado o que era isso, o menino em sua inocência apenas respondeu “um animal me cortou”.

Além do corte, Janiel apresentava arranhões no braço, ombro e costas, todos do lado direito do corpo. Também sem deixar a pele inflamada ou vestígios de sangue.

Janiel não se queixou de dor e parecia estar anestesiado. Os avós imediatamente levaram o menino ao hospital para fechar o corte.

A verdade sobre a abdução de Janiel
Corte na axila de Janiel cicatrizou bem.

O corte e os arranhões não infeccionaram e cicatrizaram bem.

Mais evidências da abdução de Janiel

Janiel foi acusado por seus colegas de escola e outras pessoas da cidade de inventar a história e se enrolar em uma cerca de arame farpado para fabricar os cortes.

Maria confirmou aos pesquisadores que havia uma velha cerca de arame no chão, mas
eram lisos e não farpados.

No dia seguinte ao acidente, quando foram ao local, o chão parecia estar queimado. As crianças narraram que quando o objeto se aproximou delas, o metal do fio parecia estar se iluminando, ficando vermelho.

Maria conta que sua casa ficava a menos de 50 metros da casa de Janiel e que depois do ocorrido o menino teve medo de atravessar o terreno que separava as duas casas ao entardecer, por medo de ser pego novamente.

Quando adolescente, ele não gostava de falar sobre isso e até hoje seu irmão, Chiumak, também tenta desviar do assunto quando perguntado sobre a história do OVNI.

Mais eventos paranormais

Janiel morreu cedo, aos 16 anos, vítima de um acidente, ele estava testando um fuzil de caça na frente de sua casa quando o tiro saiu pela culatra e o atingiu.

Na noite anterior à sua morte Janiel quis ligar para o pai dele que estava trabalhando em outra cidade. Ele e seu irmão, Chiumak, foram para um local da propriedade onde o sinal do telefone era melhor e depois de conversar com seu pai Daniel passou o telefone para seu irmão. Ele voltou para casa e foi dormir.

Chiumak permaneceu ali por mais algum tempo, conversando com seu pai.

Ao voltar e entrar na casa ele viu uma figura estranha na janela do lado de fora, ele correu para o quarto de sua avó.

Janiel dormia na rede da sala e não acordou.

Um homem de cabeça grande e olhos de fogo, descrito pelo jovem de 20 anos na época com “olhos do cavaleiro fantasma” como no filme estrelado por Nicolas Cage.

A avó o mandou verificar a casa, mas o menino não encontrou nada, então ela o repreendeu por não orar regularmente.

Naquela mesma noite, a irmã de Janiel, Claiane, que morava em outra cidade, sonhou com o irmão mais novo. No sonho, ele apareceu para ela todo de branco e disse: “É a minha vez, vou sentir muito a sua falta”. Ela acordou assustada e não conseguia mais dormir.

De manhã ela pegou uma moto e foi para a casa da avó. Mas a moto quebrou na estrada. Claiane acredita que se não fosse esse ato do destino, ela teria presenciado ou evitado o acidente.

Conclusões Finais

O caso da abdução de Janiel é extremamente importante para a credibilidade das testemunhas e provas físicas.

De acordo com o pai de Janiel e informações de pesquisadores que chegaram logo após o ocorrido, Janiel não teve contato com televisão, nem cinema e por idade não frequentava a escola local.

Janiel com seu vocabulário curto de um menino de seis anos, mas descreve em detalhes, com a gíria local peculiar, tanto o navio quanto os UFOnauts que o sequestraram.

Outros familiares de Janiel foram testemunhas dos “discos” e “bolas de fogo” cruzando o céu na localidade, antes e depois do incidente com o menino.

Agobar Peixoto, o primeiro ufólogo, a tornar público o Rapto de Janiel, reunindo em vídeo o rico depoimento do menino, hoje não fala mais sobre isso.

De religião espírita, Agobar Peixoto afirma ter se comunicado com Janiel, após sua morte, e teria pedido para não tocar mais no assunto, isso lhe trouxe muita dor durante sua vida.

A violência no sequestro do jovem Janiel não é um caso isolado. O nordeste do Brasil tem um alto índice de Encontros Fechados violentos, como O Incidente do Barroso, Incidente da Ilha do Cajueiro e Operação Pires, entre outros que traremos para você em breve.

A credibilidade da testemunha é notável, por sua simplicidade e detalhes. Posso fazer uma ligação ao Testemunho de Maria Cintra mas num tipo de encontro totalmente diferente.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!

Por favor, para ajudar manter o OH vivo, considere desativar seu bloqueador de anúncios ou colocar o OH na lista de sites permitidos (whitelist).

Agora, mais do que nunca. isto é importante.

Seu acesso sempre foi e sempre será gratuito, e você não é obrigado a clicar em nenhum anúncio, embora isso ajude muito na continuidade do site.

Muito obrigado.