web analytics
Tempo de leitura: 3 min.

Podem existir “alienígenas invisíveis” entre nós, diz astronauta britânica

Tempo de leitura: 3 min.

A primeira mulher astronauta da Grã-Bretanha, Helen Sharman, química do Imperial College London, declarou recentemente que “formas de vida extraterrestre indetectáveis ​​podem estar vivendo entre nós“.

Podem existir "alienígenas invisíveis" entre nós, diz astronauta britânica
Helen Sharman

Sharman, que retornou à Terra em 1991 após uma missão na estação MIR, acredita que os alienígenas existem, mas como muitos cientistas, ele se pergunta como eles serão. Sharman diz que não está claro se é uma vida como a nossa, baseada em carbono e nitrogênio.

A astronauta da Grã-Bretanha acredita na existência de uma biosfera sombria rica em vida que não conhecemos.

Ela conjectura:

“Talvez haja vida em uma biosfera sombria. Com isso, não quero dizer um reino fantasma, mas sim criaturas desconhecidas provavelmente com uma bioquímica diferente. Isso significa que não podemos estudá-las ou mesmo notá-las porque estão além de nossa compreensão. Supondo que tal biosfera sombra exista, ela provavelmente é microscópica.”

A observação de Sharman não é trivial. Durante anos, um número crescente de pesquisadores de OVNIs tem afirmado a existência de uma biosfera nas camadas atmosféricas mais altas que seriam dotadas de luminescência.

O termo ‘biosfera’ foi cunhado em 1875 por Eduard Suess, embora mais tarde adquiriu o significado de biologia espacial atmosférica (BEA) como um sistema organizado de vida que faz parte do ecossistema global. Os restos dos seres vivos desta BEA estariam espalhados no ar, transbordando pela superfície, impregnando toda a biosfera terrestre da alta atmosfera.

Três pesquisadores conseguiram um grande número de fotografias mostrando enormes massas flutuando na atmosfera que se assemelhavam a amebas.

Nesse sentido, são interessantes as contribuições de Trevor James Constable, que, munido de uma câmera infravermelha, empreendeu sua exploração em 1957, que durou décadas. Constable, McCullogh e James O. Wood fizeram várias fotografias de enormes massas flutuando na atmosfera. Por causa de sua aparência, elas foram chamadas de amebas, uma forma de macrobiologia atmosférica espacial desconhecida.

Então por que não as vemos? Temos maneiras limitadas de estudar o mundo microscópico, pois apenas uma pequena porcentagem de micróbios pode ser cultivada em laboratório. Isso pode significar que pode haver muitas formas de vida que ainda temos que ver. Agora temos a capacidade de sequenciar o DNA de linhagens de micróbios não cultiváveis, mas isso só pode detectar a vida como a conhecemos, que contém DNA.

No entanto, se considerarmos a biologia do espaço atmosférico, “não está claro se devemos chamá-la de alienígena. Isso depende se queremos dizer ‘origem extraterrestre’ ou apenas desconhecido“, acrescenta Sharman.

É importante notar que o cientista e Carl Sagan publicou um estudo na Nature em 1967 especulando que poderia haver seres macroscópicos do tamanho de bolas de pingue-pongue nas nuvens do planeta Vênus. Os cientistas agora sabem que, 50 quilômetros acima da superfície do planeta, a temperatura é de cerca de 20 graus e a pressão é muito semelhante à da Terra. As nuvens altas de Vênus poderiam, portanto, abrigar uma espécie de água-viva flutuando na atmosfera, especializada em viver entre gases tóxicos.

Algo semelhante acontece na Terra?

Moradores de Petrozavodsk viram uma estrela em forma de água-viva se aproximar lentamente da cidade.

Fenômeno Petrozavodsk

A agência Tass, oficial da antiga URSS, disse que os moradores de Petrozavodsk, capital da República Soviética da Carélia, observaram como uma estrela em forma de água-viva se aproximou lentamente da cidade, “disparando uma infinidade de raios muito finos que criavam uma imagem similar à chuva”, em 22 de setembro de 1977.

O jornal Pravda também noticiou um evento semelhante um ano depois. A “medusa”, neste caso, transformou-se em um semicírculo luminoso e começou a se deslocar em direção ao Lago Onega.

Para Dani Ransanz, autora do livro Biosfera 2.0, essas manifestações comprovam a existência de organismos desconhecidos nas camadas superiores da atmosfera.

Uma sugestão popular para uma bioquímica alternativa é aquela baseada em silício em vez de carbono. Faz sentido, mesmo do ponto de vista geocêntrico. Cerca de 90% da Terra é composta de silício, ferro, magnésio e oxigênio, o que significa que há um muito para recorrer a fim de construir vida potencial.

O silício é semelhante ao carbono, possui quatro elétrons disponíveis para criar ligações com outros átomos. Mas o silício é mais pesado comparado ao carbono. Embora o carbono possa criar ligações duplas e triplas fortes para formar longas cadeias úteis para muitas funções, como a construção de paredes celulares, é muito mais difícil para o silício.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!

Por favor, para ajudar manter o OH vivo, considere desativar seu bloqueador de anúncios ou colocar o OH na lista de sites permitidos (whitelist).

Agora, mais do que nunca. isto é importante.

Seu acesso sempre foi e sempre será gratuito, e você não é obrigado a clicar em nenhum anúncio, embora isso ajude muito na continuidade do site.

Muito obrigado.