Táticas anti-drones da Marinha dos EUA foram ineficazes contra OVNIs

Tempo de leitura: 2 min.

O encontro do navio da Marinha dos EUA com esses objetos já foi publicado aqui no começo deste mês, contudo, não estava claro que tipo de contramedidas foram usadas contra os objetos. O artigo abaixo detalha um pouco melhor essas contramedidas:

Táticas anti-drones da Marinha dos EUA foram ineficazes contra OVNIs
Imagem ilustrativa de duas bolas de luz perseguindo o USS Kearsage. Credito: Facebook/USS KEARSARGE

A notícia de uma nova série de encontros entre um navio de guerra da Marinha dos EUA e vários OVNIs veio à tona, ocorrendo entre o navio de assalto anfíbio USS Kearsarge e duas bolas de luz em outubro do ano passado.

O incidente foi descoberto pelo documentarista Dave C. Beaty depois que ele foi abordado por um oficial aposentado da Marinha dos EUA sob o pseudônimo de ‘Mark’. A testemunha disse que na época o Kearsarge estava participando de manobras de treinamento na costa leste em preparação para implantação no exterior, incluindo exercícios para derrubar drones inimigos que invadem o espaço aéreo do navio.

Uma noite, o navio foi abordado por duas bolas de luz do tamanho de um automóvel, seguindo cerca de 800 metros atrás do Kearsarge, a cerca de 61 metros acima da água. Os objetos foram vistos pela primeira vez pelo vigia do convés, que não conseguiu adquirir um alvo térmico nas luzes.

Os fuzileiros estacionados a bordo do Kearsarge inicialmente presumiram que as luzes eram parte de um exercício de treinamento surpresa para sua equipe de ‘Caça-Fantasmas’, o termo usado para membros da tripulação equipados com armas de fogo tipo rifles que projetam sinais de interferência de radiofrequência altamente direcionais destinados a interromper a operação de drones controlados remotamente. No entanto, quando suas tentativas de interromper os alvos falharam, os fuzileiros perceberam que estavam lidando com algo completamente diferente e informaram ao comando que os alvos “não eram nossos”.

Os encontros do Kearsarge com os objetos não identificados continuaram por várias noites. Beaty, o produtor do documentário de 2019, The Nimitz Encounters, foi informado de que uma filmagem dos encontros foi gravada, mas o material, parte de um relatório sobre o incidente apresentado pela tripulação do navio, foi marcado como classificado pelo Departamento de Defesa. Independentemente disso, Beaty planeja continuar procurando mais informações sobre o incidente.

Em entrevista ao The Sun Online, Beaty disse:

“Se esses objetos não forem feitos pelo homem e nem atores estatais estrangeiros, precisamos estar abertos e abordá-los com estudos acadêmicos, métodos empíricos e financiamento para realizar pesquisas no nível universitário.”

(Fonte)


hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!