Tempo de leitura: 2 min.

O espaço está destruindo o sangue dos astronautas

Tempo de leitura: 2 min.

Uma adaptação que os corpos dos astronautas fazem durante as viagens ao espaço está dando a eles “anemia espacial” quando retornam à Terra, segundo um novo estudo publicado na revista Nature.

O espaço está destruindo o sangue dos astronautas
Testar o sangue dos astronautas ajudou os cientistas a descobrirem mais sobre como o espaço muda o corpo humano. Crédito: NASA

Essencialmente, os corpos dos astronautas estão destruindo seu próprio sangue em taxas mais altas e não parecem parar quando voltam para casa, o que pode ter grandes implicações para viagens espaciais de longo prazo no futuro.

Os autores do estudo da Universidade de Ottawa escreveram:

“À medida que a humanidade planeja viagens extraterrestres, entender as implicações para a saúde de viver no espaço será fundamental para planejar viagens seguras. A anemia em astronautas foi observada desde as primeiras missões espaciais, mas os mecanismos que contribuem para a anemia em voos espaciais permanecem obscuros.”

A anemia espacial é um dos problemas que os astronautas enfrentam, e a NASA até tem um nome para isso: “RIDGE”, que é a sigla simplificadas em inglês para Radiação Espacial, Isolamento e Confinamento, Distância da Terra, Campos de Gravidade e Ambientes Hostis/Fechados, e descreve os problemas físicos e mentais mais comuns que exploradores se deparam fora do mundo.

A gravidade mais baixa no espaço também causa uma perda na densidade óssea, e os autores do estudo acham que isso também pode estar relacionado à anemia espacial.

A hemólise, de acordo com a Britannica, é a quebra ou destruição dos glóbulos vermelhos para que a hemoglobina que transporta o oxigênio contida seja liberada. De acordo com o estudo, a hemólise ocorre em quatro partes do corpo: medula óssea, vasos sanguíneos, fígado ou baço. Destes quatro, o pesquisador Guy Trudel, especialista em medicina física e reabilitação do Hospital de Ottawa e pesquisador da Universidade de Ottawa, acha que a medula óssea ou o baço são provavelmente as áreas problemáticas e quer que sua equipe continue pesquisando.

Trudel disse à Ars Technica:

“O que causa a anemia é a hemólise, mas o que causa a hemólise é o próximo passo. Há uma lacuna de conhecimento para missões mais longas, missões de um ano ou missões para a Lua ou Marte ou outros corpos.”

(Fonte)

Colaboração: Kaczmarczik


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!