web analytics
Tempo de leitura: 4 min.

OVNIs, as Ilhas do Canal e o mistério do “enxame de drones” da Marinha (vídeo de OVNI ao final do artigo)

Tempo de leitura: 4 min.

A Marinha dos EUA tem um mistério desconcertante em suas mãos. Por várias semanas em 2019, objetos desconhecidos perseguiram navios de guerra dos EUA na costa do sul da Califórnia. Enquanto os bizarros encontros com “drones” permanecem sem solução, os incidentes ocorreram em uma área com uma longa história de avistamentos de OVNIs, incluindo dois dos encontros mais confiáveis ​​já registrados.

OVNIs, as Ilhas do Canal e o mistério do "enxame de drones" da Marinha
OVNI filmado sobre a Ilha Catalina, no Pacífico. (Vídeo ao final do artigo)

De acordo com documentos revisados ​​pelo site The Drive, os primeiros relatos de objetos não identificados pairando e voando perto de navios da Marinha geraram uma investigação abrangente e de alto nível. A Marinha, trabalhando com o FBI e a Guarda Costeira, agora parece ter descartado a atividade civil ou as operações militares dos EUA como explicações plausíveis para os encontros. Isso deixa duas possibilidades, cada uma com implicações extraordinárias.

Ou um adversário estrangeiro está espionando navios da Marinha dos EUA ao redor das Ilhas do Canal (que ficam a oeste de Los Angeles e San Diego) ou dispositivos de origem verdadeiramente desconhecida estão operando com impunidade em torno dos navios dos EUA (e aliados).

As implicações de uma potência estrangeira implantando drones para espionar navios de guerra americanos na costa da Califórnia são imensas. Para começar, este cenário sugere uma falha monumental da contra-espionagem dos EUA.

Além disso, tal operação de inteligência descarada e tecnicamente complexa equivale a uma aposta enorme para uma nação hostil. Qualquer abate – como a Marinha teria tentado – de um drone de vigilância estrangeiro tão perto da costa dos Estados Unidos teria repercussões geopolíticas abrangentes.

É importante ressaltar que se os OVNIs que perseguiam os navios de guerra da Marinha faziam parte de um esforço de coleta de inteligência adversária, os operadores dos objetos fizeram pouco esforço para esconder sua presença. Vídeos feitos a bordo de um navio dos EUA mostram misteriosas naves exibindo luzes brilhantes e piscantes. Ao mesmo tempo, os operadores de radar da Marinha rastreavam os objetos com aparente facilidade, até mesmo expressando surpresa quando a nave se engajou em manobras anômalas. Em outro vídeo, um objeto esférico (que tem paralelos notáveis ​​com OVNIs observados por pilotos de caça na costa leste dos EUA) parece descer lentamente no oceano.

Para ter certeza, os investigadores e analistas de inteligência devem levar a sério a possibilidade de que uma potência estrangeira esteja espionando navios de guerra dos EUA a poucos passos de duas grandes cidades americanas. Mas com base no que é conhecido publicamente sobre esses incidentes bizarros, os investigadores também devem considerar a longa história de avistamentos de OVNIs nas Ilhas do Canal. Décadas de relatos anedóticos são reforçadas por dois dos encontros mais confiáveis ​​já registrados.

Em um incidente notável em 2004, controladores aéreos a bordo de um cruzador de mísseis guiados da Marinha observaram rastros de radar misteriosos de repente aparecerem ao redor da Ilha de San Clemente.

Os operadores de radar ficaram cada vez mais inquietos à medida que os OVNIs se moviam para o sul em velocidades estranhamente lentas. Com aviões dos EUA programados para conduzir um exercício de defesa aérea na mesma área que os objetos desconhecidos, os controladores direcionaram dois caças F/A-18 para investigar o contato de radar mais próximo.

Conforme os jatos se aproximavam, todos os quatro aviadores a bordo dos caças de dois lugares observaram uma nave em forma de ‘Tic Tac‘ pairando e se movendo de maneiras extraordinárias logo acima da superfície do oceano. O objeto, que não tinha motores, rotores, asas ou outras superfícies de controle perceptíveis, refletia as manobras do caça a jato antes de acelerar instantaneamente e sumir de vista.

Depois de descer dezenas de milhares de pés em menos de um segundo, o objeto reapareceu no radar a 100 quilômetros de distância, implicando velocidades e forças g inimaginavelmente rápidas. Mais perplexo, o OVNI apareceu em um ponto de encontro predeterminado conhecido apenas pela tripulação e operadores de radar.

As análises de inteligência dos EUA descartaram aeronaves chinesas ou russas altamente avançadas como explicações plausíveis para o encontro bizarro. Por sua vez, os quatro aviadores que observaram o objeto acreditam que ele “não era deste mundo”.

Meio século antes, um dos engenheiros aeronáuticos mais talentosos e prolíficos da história observou um OVNI nas Ilhas do Canal. Seu relato é corroborado por quatro dos mais experientes pilotos de teste e engenheiros aeroespaciais da América.

Entre muitas contribuições notáveis ​​para a aviação americana, Clarence “Kelly” Johnson projetou os lendários aviões espiões U-2 e SR-71 como o primeiro chefe da famosa divisão “Skunk Works” da Lockheed Martin. Em 16 de dezembro de 1953, Johnson e sua esposa assistiram a um OVNI sem superfícies de controle aparentes ou motores pairando por vários minutos nas proximidades da Ilha de Santa Cruz. O objeto então acelerou rapidamente fora de vista.

Desconhecido para Johnson, uma tripulação de teste de voo da Lockheed, que incluía o engenheiro-chefe de aerodinâmica da empresa, o engenheiro-chefe de teste de voo e dois pilotos de teste altamente experientes, observou o mesmo objeto enquanto voava para noroeste ao longo da costa de Los Angeles.

Sem surpresa, as descrições de Johnson e da tripulação de voo do incidente são meticulosamente detalhadas. Mais importante ainda, os engenheiros e pilotos da Lockheed descartaram explicitamente uma formação de nuvens como explicação plausível para o incidente.

No entanto, a Força Aérea, recentemente acusada de desacreditar e “desmascarar” todos os avistamentos de OVNIs, concluiu que cinco dos observadores mais confiáveis ​​dos EUA foram enganados por uma pequena nuvem.

Em grande parte desconhecido na história da aviação, Johnson acreditava firmemente na existência de “discos voadores”. Em uma carta informando a Força Aérea sobre o encontro nas Ilhas do Canal (e outro avistamento de OVNIs dois anos antes), Johnson escreve que os incidentes o deixaram “mais firmemente convencido do que nunca de que tais dispositivos existem“. De acordo com Johnson, o encontro de 1953 o ajudou a ganhar “alguns convertidos altamente técnicos nessa crença“.

É importante ressaltar que as descrições dos engenheiros e pilotos da Lockheed sobre o incidente de dezembro de 1953 referem-se a outro avistamento confiável sobre as Ilhas do Canal. Em 1951, um dos principais pilotos de teste da empresa, Roy Wimmer, “avistou algumas luzes sobre Catalina [Ilha]” que, segundo as informações, “ficaram paradas por um tempo e se moveram” antes de desaparecerem. Os paralelos com o movimento dos “drones” que recentemente seguiram os navios de guerra dos EUA são dignos de nota.

Uma década após os encontros com Lockheed na década de 1950, um fotógrafo da Marinha capturou o vídeo (abaixo) de um OVNI movendo-se lentamente sobre a Ilha Catalina. Imagens aprimoradas digitalmente mostram que o objeto parece não ter superfícies de controle ou meios óbvios de propulsão, tendo uma semelhança intrigante com a estranha nave observada por aviadores navais em 2004.

Agora, com o Congresso forçando o governo dos EUA a levar o fenômeno OVNI a sério pela primeira vez, os investigadores devem considerar se os objetos que seguiram os navios de guerra da Marinha estão ligados à longa história de inexplicáveis ​​- mas altamente credíveis – encontros nas águas ao largo do sul da Califórnia.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

PARTICIPE DOS COMENTÁRIOS MAIS ABAIXO…

USE O CUPOM OVH10 E GANHE 10% DE DESCONTO!

ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

Plugin Kapsule Corp